Cuidado com a Qualicorp, a maior atravessadora de planos de saúde do Brasil não possui respeito pelos direitos dos clientes…Infelizmente, Ministério Público e Defensoria não atuam contra tal tipo de delinquência empresarial 37

Cuidado com a Qualicorp!

Quando, em agosto, a UNIMED FESP, através da QUALICORP, reajustou a mensalidade do meu plano de saúde em 34,99% (e, na cartinha que mandaram, disseram que foram muito bonzinhos, pois a ANS tinha autorizado um reajuste superior a 50%), ficou claro, para mim, que seria impossível continuar. Quase 1600 reais, só para mim. Para complicar, em outubro completo 59 anos, o que faz o preço quase dobrar.
Resolvi o óbvio: mudar de plano. As primeiras consultas foram dirigidas à Qualicorp, que administra não sei quantos planos. Nenhum deles preencheu minhas possibilidades, então procurei outras alternativas, e consegui encontrar um plano de saúde muito bom com preço razoável. Assinei o contrato, e informei à Qualicorp que a partir do dia 9 desse mês meu contrato com a UNIMED FESP deveria ser rescindido.
Durante meu contrato telefônico, ficou muito claro que:
a) a partir de 10 de outubro eu não teria mais a cobertura da UNIMED;
b) a mensalidade devida em 10 de setembro seria a última a ser debitada em minha conta corrente, por ser a última devida.

Tudo certo, planejamento financeiro normal – ou seja, dinheiro contado para pagar as contas – quando, ao acessar o meu extrato bancário, lá está o débito de quase 1600 reais. Que, se fosse realmente devido, seria de quase 2700, devido ao reajuste causado pelo meu aniversário….

Pronto. Bateu o desespero. É a hora certa para qualquer ser humano normal ficar puto, sair pela rua gritando e dando tiro. Mas, vamos ao telefone. 4004-4400. A máquina atende e diz que adoraria passar minha ligação para um atendente, mas não vai rolar porque ainda não são sete horas.
Imediatamente penso que o Bolsonaro é um imbecil, que não consegue enxergar os milhares de motivos pelos quais não é uma boa ideia a liberação da venda e autorização para porte de armas de fogo… Mas, engulo em seco, desligo o telefone e fico na tocaia do relógio do celular.

7:00 hs… 4004-4400. De novo atendido pela máquina, que, dessa vez, conseguiu transferir a ligação para um humano (às vezes fico pensando se esse pessoal do telemarketing é realmente humano…).
Com a maior calma possivel, conto para a moça que me atendeu tudo o que ocorreu, com todos os detalhes. Talvez por ser o primeiro do dia, e pela experiência dela no reconhecimento da voz de alguém que está tentando arduamente se controlar para não começar a gritar, ela me informa CALMAMENTE que, devido ao horário, o banco ainda não confirmou o débito. Que, por isso, devo voltar a ligar, no final da tarde ou amanhã, para, CASO O AVISO DO BANCO já tenha sido recebido pela empresa, fazer a reclamação e pedir o reembolso, que, CASO SEJA DEVIDO, será efetuado em ATÉ 9 DIAS ÚTEIS!
Aí, além do imbecilnaro com sua proposta de liberação das armas, me lembrei do RAPPA. Fez-se O SILÊNCIO QUE PRECEDE O ESPORRO. Antes de qualquer coisa, como sou ser humano extremamente racional, ainda tentei não extravasar toda a minha frustração e sensação de impotência na menina do outro lado da linha, que, afinal, está lá para conseguir sobreviver. Tenho certeza que, se ela pudesse, estaria em um emprego mais confortável. Então, perguntei o porquê dos 9 dias úteis, perguntei de quem era essa regra. Ela me informou que a regra é da QUALICORP.
Ainda tentando manter a calma, comentei: MAS A QUALICORP FAZ A CAGADA E AINDA CRIA REGRAS QUE PREJUDICAM O CLIENTE AINDA MAIS? Ao que ela respondeu que é a regra e pronto. Infelizmente, não me controlei mais, e a menina que está lá me atendendo às 7 hs da manhã ouviu de mim palavras que raramente uso, em um volume meio assustador. Peço desculpas a ela por isso.

Enfim, tentarei me manter calmo até o final do dia, quando voltarei a ligar para o 4004-4400.

Mas o stress a que fui submetido até o momento já é suficiente para recomendar a quem puder: EVITE FAZER NEGÓCIOS COM A QUALICORP. Eles querem que você se foda.

EM TEMPO (às 10:48 hs): Acessei a página da QUALICORP para tentar achar outro telefone, porque parece que o 4004-4400 está travado com aquela musiquinha maldita. Achei um 0800 que só funciona fora dos grandes centros, então entrei na área do cliente. QUAL NÃO FOI A MINHA SURPRESA AO VER QUE LÁ EXISTE UM LINK PARA O CASO DE VOCÊ PAGAR A MENSALIDADE APÓS O CANCELAMENTO DO PLANO!
Se ainda estivesse dando o benefício da dúvida para essa empresa, imaginando que erros podem acontecer, não estou mais. Agora tenho certeza que o procedimento é normal. Caso contrário, esse link seria uma aberração.

Flávio Lapa Claro