Contra exploração de jogos de azar, Gaeco deflagra operação “Rêmora” em Piracicaba…(Perseguirão alguns peixinhos engordando cada vez mais os tubarões ) 7

Remora (Echeneis naucrates). Um peixe parasita que se agarra a tubarões se alimentando de  restos e percorrendo grandes distancias.

Contra exploração de jogos de azar, Gaeco deflagra operação “Rêmora” em Piracicaba

Organização criminosa movimentou mais de R$ 40 milhões em cinco anos

Nesta terça-feira (10/10), o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagrou, com apoio da Polícia Militar (Rota e Corregedoria) e da Corregedoria da Polícia Civil, a operação “Rêmora” em Piracicaba, com objetivo de desbaratar organização criminosa voltada à exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro e corrupção de agentes públicos.

Foram concedidos 12 mandados de prisão preventiva, dos quais foram cumpridos 10, restando 2 indivíduos foragidos, bem como 26 mandados de busca e apreensão.

Os alvos das buscas foram empresários e agentes públicos, dentre os quais um delegado de polícia, um policial civil e um policial militar, este preso durante a operação.

Durantes as buscas foram localizados diversos materiais relacionados a jogos de azar, lavagem de dinheiro e valores em dinheiro, inclusive com apreensão de dólares e euro em quantidade a ser apurada. Com um dos investigados foi localizada quantidade de anabolizantes e cigarros de origem clandestina e do Paraguai.

A investigação teve início no final do ano de 2016 a partir de notícias relacionando os alvos com a exploração de jogos de azar.

Diligências de campo, de monitoramento, cruzamento de dados e interceptações telefônicas permitiram conhecer toda a estrutura da organização criminosa e seu modus operandi, que inclusive se valia de corrupção de agentes públicos, policiais civis e militar, para evitar apreensões de objetos e instrumentos de seu interesse.

A organização criminosa também conta com uma vasta rede de empresas que são utilizadas para a lavagem de dinheiro. A investigação aponta que, no período de cinco anos, o grupo movimentou mais de R$ 40 milhões.

 

  1. Mesma coisa aconteceu com rcg.
    Dependendo do “ser” que e o larápio, melhor ficar quieto.
    Esse pais não tem justiça
    Ah, tem sim, pro 3 p”s” tem sim.

  2. O GAECO quer reprimir mesmo?

    É simples, é só investigar Diretor e seu Chefe de Investigador.

    Os Delegados Seccionais de Polícia e seus Investigadores chefes e, por fim, osde legados titulares e chefes de investigadores de Distritos Policiais.

    Vai constatar que a corrupção é piramidal, por conta disso, para manter o propinoduto sempre funcionando, quem está no escalão inferior é sempre indicado pelo dirigente e chefe do escalão imediatamente superior.

    Vou perguntar para o GAECO, já que está sedento em investigar, por que não investigou o MENSALÃO DA CORREGEDORIA que veio a tona quando uma promotora foi feita de boba quando foi cumprir um mandado de prisão com a corró no prédio do DEIC. Ela entrou por uma porta e os “tiras” que seriam presos saíram pela outra e ainda cumprimentaram o investigador da ‘corró”.

    Me ajuda aí pô!

    Esquema de mode e assopra não vai acabar nunca com a corrupção na PC.

  3. Essa é pra rir.
    Há trinta anos ouço isso na polícia.
    Vão pegar um ou outro pé de chinelo e pronto.
    Enquanto isso, os tubarões da cúpula enchem a sacola de dinheiro, o “de lei”.

  4. Essa exploração de jogos de azar com corrupção de policiais em Piracicaba existe há pelo menos uma década e quem quis fazer alguma coisa foi transferido da seccional e do departamento.
    Duvido que vão desenrolar o novelo e pegar os anteriores que encheram as burras de dinheiro sujo.

  5. O jornalista da bandeirantes quer saber do GAECO se vão investigar o MENSALÃO DA CORREGEDORIA na gestão passada.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s