Mourão não quis desperdiçar R$ “45”.000,00 ( preço da participação nas prévias ) para ver o PSDB indicar o candidato que perderá para o Márcio França 18

O prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão (PSDB), retirou sua pré-candidatura a governador do Estado. A decisão foi comunicada nesta sexta-feira (16), em carta endereçada ao Diretório Estadual do partido.

“Não disputar as prévias para governador não exclui minha participação das disputas eleitorais”, escreveu Mourão, sem dizer se pretende disputar outro cargo neste ano.

O PSDB começará a escolher seu pré-candidato ao Governo Estadual no domingo (18) e, se preciso, haverá segundo turno de votação no dia 25.

Leia mais em: http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/mourao-desiste-de-disputar-o-governo-do-estado/?cHash=52e57ab915013070ed21cda3c6203367

  1. Esse canalha, safado sem vergonha do presidente estadual do PSDBosta que colocou isso pra direcionar as prévias pro doriana, mas o povo paulista com a ajuda dos servidores públicos, saberá defenestrarei esse merda da política paulista.

  2. Eu quero saber da novas, “velhas” cadeiras na PC. Abril muda todo mundo! Já o navio continua afundando.

  3. Tucanos acusam PSDB paulista de favorecer Doria nas prévias

    SALVAR
    Brasil 12.03.18 18:21
      
    Floriano Pesaro e Luiz Felipe d’Avila, adversários de João Doria nas prévias que definirão o candidato do PSDB ao governo paulista, acusam o diretório estadual da sigla de favorecê-lo na disputa, informa o Estadão.

    Ambos dizem que a distribuição das urnas nas prévias, que serão realizadas no domingo (18), privilegiou militantes da capital em detrimento do interior do Estado.

    “Há uma sub-representação no interior, houve claramente uma tendência de ampliar o poder da capital. Foi uma estratégia construída com consentimento da Executiva”, acusou Pesaro.

    D’Avila, por sua vez, afirmou que militantes do PSDB com cargos públicos na prefeitura de São Paulo estão sendo “constrangidos” pelo grupo do prefeito.

    O secretário-geral do PSDB paulista, César Gontijo, negou o favorecimento e disse que haverá 73 urnas em cidades do interior e outras 58 na capital. “O diretório está agindo de forma totalmente igualitária.”

  4. Assembleia de SP aprova reajuste salarial e abono para servidor
    A Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) aprovou dois projetos de lei que reajustam o salário e concedem abono para funcionários públicos das áreas de saúde, educação, segurança pública, da pesquisa científica, da procuradoria e das autarquias.

    As propostas são de autoria do Governo do Estado de São Paulo. O aumento será de 4% para policiais civis e militares, de 7% para o magistério e professores do Centro Paula Souza, e de 3,5% para outras categorias.

    Deputado Marco Vinholi, líder do PSDB na casa, afirmou que o reajuste foi um avanço importante, apesar da dificuldade financeira. “É importante valorizar e reconhecer o trabalho do funcionalismo público, mesmo sabendo que merecem mais. Acredito que o reajuste esteja de acordo com a realidade do país, apesar do período difícil enfrentado pelos estados”, declarou.

    O líder do PT na Alesp, deputado Alencar Santana, diz que a oposição defendia pelo menos 7% de aumento para todas as áreas. “Nós somos a favor do reajuste do servidor, mas o projeto diferencia as categorias. Para alguns 7% e para outros 3,5%. A gente entende que não tem sentido porque todos tem uma perda histórica de reposições anteriores que o governo não deu”, disse.

    Os projetos de lei complementar 01 e 02/2018 agora só precisam ser sancionados pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

    Fonte: R7
    Postado por Associação dos Assistentes Agropecuários do Estado de São Paulo às 11:11 2 comentários:

  5. Esses caras da baixada achando que conseguem Governar…. Poada mesmo.
    Para ser prefeito ou governador de SP tem que nadar com os tubarões e fazer parte da quadrilha. Kkkk
    Em Bertioga fiquei surpreso com a evolução da cidade. Já Guarujá, Santos e CIA do litoral sul continua na mesma.
    Administrar pouca população é mais fácil q administrar esse povo daqui de cima.

    Servidor consciente não vota em PSDB e coligações.

    Candidatura do prefeito de Praia Grande p Governador? Só pode ser piada mesmo.

  6. GERAL | Alckmin sanciona lei que estabelece adesão automática dos servidores de SP à previdência complementar
    Posted by Redação on 15 de março de 2018 0 Comments

    LEIA MAIS →

    POLÍTICA
    NACIONAL | Projeto de Lobbe Neto sobre educação alimentar nas escolas é aprovado em comissão do Senado

    POLÍTICA
    POLÍTICA | Deputado estadual Roberto Massafera libera R$ 50 mil para AACD

    POLÍTICA
    POLÍTICA | Governador Alckmin repassa mais de R$ 156 milhões para 442 municípios paulistas

    Pela nova regra, o funcionário é inscrito na SP-PREVCOM no momento de ingresso no serviço público e começa a poupar para garantir renda maior na aposentadoria
    Os servidores paulistas com remuneração superior ao teto do INSS de R$ 5.645,80 serão inscritos automaticamente na Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo (SP-PREVCOM) no momento em que entrarem em exercício no serviço público. A medida foi estabelecida pela Lei nº 16.675 sancionada pelo governador Geraldo Alckmin e publicada no Diário Oficial de 14/3.

    As mudanças devem ser incluídas no regulamento do plano PREVCOM RP e submetidas à Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc). Com a aprovação do órgão federal, passarão a ser aplicadas a todos os novos funcionários concursados.

    A nova regra altera artigos da legislação que instituiu o regime de previdência complementar estadual com o objetivo de simplificar o acesso ao benefício. A partir desta mudança, a adesão do servidor ocorrerá no momento do efetivo exercício de sua função em cargo vinculado ao Regime Próprio de Previdência Social (RPPS). A norma legal estabelece também um prazo de 90 dias para que possa decidir se permanece ou não no plano. Em caso de cancelamento, é assegurada a restituição integral das contribuições em valores atualizados.

    Para Carlos Henrique Flory, presidente da SP-PREVCOM, “a adesão presumida permite que o servidor tome contato imediato com a previdência complementar. Desta forma ele começa a poupar para a aposentadoria logo no início de sua carreira e a se beneficiar da rentabilidade do capital investido. Com maior tempo de contribuição, poderá assegurar uma renda mais elevada no futuro”. A contribuição paritária de até 7,5% do governo estadual começa a ser depositada simultaneamente. O aporte governamental é importante porque praticamente dobra o montante aplicado pelo participante.

    A SP-PREVCOM, instituição gestora da previdência complementar dos servidores estaduais, mantém 21,3 mil participantes e R$ 871 milhões em patrimônio. Na avaliação da entidade, o número de inscritos deverá crescer com a entrada em vigor da adesão automática, com reflexos positivos no capital acumulado.

    Previdência Complementar

    O regime de previdência complementar foi instituído no Estado de São Paulo pela Lei 14.653 de dezembro de 2011 que criou a SP-PREVCOM e fixou como limite máximo o teto do INSS de R$ 5.645,80 para a concessão de aposentadorias e pensões pagas pelo RPPS.

    Na fase inicial, a participação na Fundação era aberta aos novos servidores em cargos efetivos (RPPS) que entraram no serviço público a partir de 21 de janeiro de 2013, data de aprovação dos planos pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), e todos os vinculados ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS).

    A partir de novembro de 2017, o acesso ao sistema de previdência complementar foi estendido a todos os funcionários públicos a partir da publicação da Portaria 1.071 da Previc e amparo legal dado pela Lei nº 16.391/2017 que permitiu a inclusão dos ativos anteriores à instituição do regime, vinculados exclusivamente ao RPPS.

  7. Quem idade mental tem uma imbecil q posta o link de determinada matéria e depois na sequência posta a própria matéria no ” Control C” “Control V”.
    ( ) 6 anos
    ( ) 7 anos
    ( ) Cérebro de passarinho

  8. 18/03 às 18h05 – Atualizada em 18/03 às 18h37
    Na primeira parcial, Doria tem 78,22% dos votos, de um total de 1.717
    Jornal do Brasil
    +A-AImprimir
    PUBLICIDADE

    Na primeira parcial das prévias tucanas, João Doria obteve 78,22% dos votos, de um total de 1.717 votos. O prefeito da capital, que disputa as prévias com o secretário de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, com o cientista político Luiz Felipe D’Ávila e com o presidente do Instituto Teotônio Vilela, José Aníbal, saiu na frente em várias cidades do Estado e bairros da Capital.

    Na segunda parcial, com 3.208 votos válidos, Doria atingia 78,77%. Em Guarulhos, por exemplo, o prefeito teve 117 votos de um total de 166 e em Caraguatatuba, registrou 132 de um total de 136.

    Em reduto do governador Geraldo Alckmin, João Doria obteve 68 dos 99 votos
    Em reduto do governador Geraldo Alckmin, João Doria obteve 68 dos 99 votos
    No bairro de Pinheiros, teve 45 dos 91 votos e na Vila Carrão 77 dos 88 votos. Doria venceu ainda em Jundiaí e Região, com 112 votos de um total de 146 votantes.

    Em Jacareí, no Vale do Paraíba, reduto do governador Geraldo Alckmin, João Doria obteve 68 dos 99 votos. Também em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, o prefeito de São Paulo venceu com 123 dos 168 votos.

    Doria diz que ajudará Alckmin se for candidato ao governo de SP

    Fonte: Estadão Conteúdo

  9. Pra governador, João Trabalhador; quero dizer, João Enganador. Prefiro votar no Mussum(in memoriam)!

  10. VICE DE ALCKMIN: ‘O PROBLEMA DO DORIA É NÃO CUMPRIR A PALAVRA’

    https://www.brasil247.com/images/cache/1000×357/crop/images%7Ccms-image-000583883.jpg
    Dir.: Reprodução
    O vice-governador de São Paulo, Márcio França, O vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), afirmou nesta segunda-feira (19) que a vitória do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), nas prévias para o governo do estado era previsível, mas o tucano não tem palavra.

    “O problema do Doria é não cumprir a palavra. Ele deu a palavra a todos nós paulistanos de que cumpriria o mandato dele. À medida que não cumpre, as pessoas ficam desconfiadas. Acho que isso vai ter uma consequência grande pra ele”, disse.

    19 DE MARÇO DE 2018 ÀS 20:48 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

    Ouça este conteúdo 0:00100%Audima

    SP 247 – O vice-governador de São Paulo, Márcio França, O vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), afirmou nesta segunda-feira (19) que a vitória do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), nas prévias para o governo do estado era previsível, mas o tucano não tem palavra.

    PUBLICIDADE

    “O problema do Doria é não cumprir a palavra. Ele deu a palavra a todos nós paulistanos de que cumpriria o mandato dele. À medida que não cumpre, as pessoas ficam desconfiadas. Acho que isso vai ter uma consequência grande pra ele”, disse ele, durante entrevista à imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

    França deu afagos ao governador Geraldo Alckmin, que deixa o cargo no dia 7 de abril para disputar a presidência da República. “A palavra que o senhor deu aos paulistas cumpriu plenamente. Então, tenha certeza de que estaremos orando, rezando para que o senhor tenha um destino cada vez mais feliz e que faça a vida dos brasileiros feliz assim como fez aqui em São Paulo”, disse.

    Alckmin fez uma brincadeira: “Saio em 20 dias, mas já começaram o bota fora”, aproveitando para também elogiar França. “Deixarei o governo nas mãos firmes e honradas de Márcio França”.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s