Policiais militares condenam e ameaçam aspirante que denunciou homicídio cometido por guarnição 18

11 PMs são presos em SP sob suspeita de forjar tiroteio em que homem foi morto

Luís Adorno
Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Tribunal de Justiça Militar de SP

    Os policiais foram levados para o presídio militar Romão Gomes, na zona norte de SPOs policiais foram levados para o presídio militar Romão Gomes, na zona norte de SP

A Corregedoria da PM (Polícia Militar) prendeu nesta quinta-feira (12) temporariamente 11 policiais de um batalhão da zona oeste de São Paulo sob a suspeita de terem participado ou presenciado sem denunciar uma cena de crime forjada. O caso ocorreu em 13 de outubro do ano passado e deixou um homem morto.

Segundo relatório da corregedoria, ao qual o UOL teve acesso, Felipe Lemos de Oliveira foi morto e Jonathan Moya acabou preso por policiais da 4ª Companhia do 16º Batalhão (na Raposo Tavares) numa ocorrência em que Oliveira e Moya eram suspeitos de participação em roubo no Morumbi, na zona oeste.

Os dois estavam na mesma moto. Os PMs envolvidos disseram que trocaram tiros com Oliveira e Moya, mas a investigação apontou contradições, e os 11 mandados de prisão temporária foram expedidos e cumpridos.

Entre os policiais presos estão dois 1º tenentes, um 2º sargento, um cabo e sete soldados. Com eles, foram apreendidas quatro armas de brinquedo, maconha, cocaína, crack, estojos e munições de armas calibres 38, .40, 556 e 380.

Contradições levaram PMs à prisão

Por volta das 4h30 da madrugada de 13 de outubro de 2017, uma perseguição teve início na rodovia Raposo Tavares e terminou na rua Cachoeira do Arrependido, na mesma região.

Na delegacia, os policiais militares envolvidos na ocorrência relataram que moradores informaram que criminosos em três motos tentaram praticar um roubo na avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi.

Policiais disseram que encontraram os suspeitos e que eles tentaram fugir. Segundo a versão policial, Oliveira, que conduzia a moto, perdeu o controle da direção e caiu. Ele teria disparado duas vezes contra os policiais, que revidaram com um disparo. Ainda segundo a versão dos policiais militares, foi solicitado socorro, mas ele morreu no pronto-socorro Bandeirantes.

A investigação da corregedoria, no entanto, apontou “incongruências” nas afirmações dos PMs. Pela tecnologia existente nas viaturas da PM foi possível identificar que os policiais não pararam a primeira vez, conforme relatado.

Além disso, uma testemunha relatou ter visto que um dos PMs “efetuou disparo de arma de fogo em uma lixeira” e a perícia confirmou que o tiro foi disparado por um dos tenentes. Segundo a investigação, a arma suspeita de ser a utilizada por Oliveira não teve a localização informada pelos policiais. “Em resumo, a arma pode ter sido ‘plantada’ na ocorrência e ainda há indícios de que tenha sido disparada para ‘arredondar’ o histórico da ocorrência”, aponta a investigação.

Por indícios de fraude processual, dentro outros delitos, as prisões dos PMs foram decretadas por que eles “estiveram no local da segunda queda e, em tese, presenciaram ou participaram da fraude”. Procurada, a PM não se posicionou até a publicação desta reportagem.

__________________________

Jamiro disse:

Tudo começou após ocorrência de Trincada. Mike trombou indivíduos em uma moto, saindo do pancadão. Pinote, troca de tiros. Jagunço apareceu com tiro nas costas. O Terceiro homem do CFP era um Aspirante Estagiário. Ele acionou a Corregedoria e entregou o CFP e o Motorista.

Esse Aspirante pode pedir baixa pra ontem e mudar com a família pra Síria que é mais seguro.
Nenhuma “Boa ação” fica sem punição.

  1. Quero ver as capivaras das “vítimas”…Se forem malas, parabéns PM.

  2. Já é a segunda vez que são apreendidas armas e drogas nessa 4/16.
    .
    P-4 e 248 a rodo.

  3. Que é isso Guerra…condenam…ameaçam…
    Nada disso.
    É só um post de zap em que estão comentando.

    Mas é bobagem. Na PM não tem isso não.
    Lembra do Sgt Japones cagueta.
    Pode ver…ta tudo certo com ele.

    Na PM so tem cao que ladra e nao morde.

    E o importante é ver como cortamos na propria carne.

  4. Quando vão fazer uma limpa dessa no CPI 1??? Mais precisamente no BAEP de São José dos Campos que servem ao MP?? Eles são agentes 007, tem licença pra matar! Ladrão não respeita só eles..só atiram neles. Me ajuda aí …

  5. Jamiro,

    Eu sei que não é a sua opinião, apenas mencionei o seu comentário.
    Também recebi o zap, mas com algumas mensagens nervosas em relação ao aspira!
    De qualquer forma, o “coitado” acabará sendo malvisto por alguns. Oficiais, inclusive!

  6. Guerra, olhe, seriamente…
    Esse menino está na famosa “água de salsicha”.
    Provavelmente vai trabalhar na Corregedoria a carreira toda.
    O que ele teve coragem de fazer gera uma marca que vai com ele até o final da carreira ou até ele pedir baixa.
    A pressão por conta da segurança da família vai ser dificil pra ele.
    E se colocam ele no policiamento de area ele morre…oxala eu esteja errado…mas ele morre.

  7. Jamiro:

    Vc passou anos-luz de distante do erro, nesse “prognóstico”, quero dizer, nessa sentença.

    Acertou em 100%! A regra na PM é a seguinte: “É melhor TODOS errarem juntos do que um acertar sozinho”! Ouvi isso no CPM – Comando das Patifarias Maiores -, em 2009, do BANDIDO FARDADO E CHANTAGISTA DE QUINTA CATEGORIA, Coronel Admir Gervásio Moreira. Ele não me aguentou mais que um semestre. Empurrou-me para o CPI/1 (São José dos Campos) em 28/01/10, para que o comparsa dele desse continuidade à muito longa perseguição que eu sofria. Depois que tal comparsa me fraudou a passagem à inatividade (em 28/01/10), captaram, por “telepatia”, minha intenção de ir ao Comando-geral e dizer da mencionada farsa, apesar de que “não fui” obrigado a assinar o requerimento, com DATA FICTÍCIA, ainda inexistente, de 17/02/10, já que me restaria outra alternativa: bastaria eu dizer o óbvio ao Coronel Manoel Messias Mello, do CPI/1, que ele era tão BANDIDO quanto o do Comando das Patifarias Maiores. Assim, ele me devolveria para o Presídio Militar Romão Gomes, de onde eu havia saído, preso, no dia 07/04/09, por conta da prisão “em flagrante delito” decorrente de 10 (DEZ) dias de trâmite do documento contendo o DNA da PM, recebido pelo Oficial P/2 do CRPM, um puxadinho escroto do Centro Médico PM, no dia 24/03/09. Jamais o BANDIDO FARDADO Major Daniel César Simões Teixeira apuraria o que documentei, por simples razão: ele seria o primeiro a rodar, juntamente com seu mencionado oficial daquele Serviço Reservado, o então Tenente Silvia Regina Vieira. Em síntese, prevaleceu a premissa maior da PM: o Tenente Silvia Regina “não prevaricou” por não exarar despacho no tal expediente, sugerindo àquele comando a IMEDIATA instauração de IPM, aliás, “ninguém viu” a menor necessidade de apuração das GRAVÍSSIMAS PATIFARIAS consignadas no epigrafado documento! Todos erraram juntos! Eu, por acertar sozinho, significou ter errado mais que todos juntos!
    ,

  8. mas que é chato é……….. ver policiais sendo presos por causa de vagabundos é…
    vagabundos são como ervas daninhas … morre 01 nasce 50………………………….

  9. Bom se passar p a secretaria de Justiça e só aumentar o trabalho e não o salário vai continuar na mesma. O orçamento p contratar policiais será maior? P manter a Instituição?
    Acho q não vai mudar nada.
    Só muda com reestruturação de carreiras, progressão dentro da Instituição ou talvez um ciclo completo.
    Sei lá. Acho difícil mudar alguma coisa sem investimento e boa vontade de todos.

  10. Com essa mudança que estão propondo, como ficaria na prática? Poderia apontar alguns tópicos.

  11. “Irmãozinho” ,

    Ficaria a merda na outra latinha! Única e EXCLUSIVA mudança.

  12. PARABÉNS NOBRE ASPIRANTE DE FATO SE VOLUNTARIOU PARA CARREIRA CERTA! O CORPORATIVISTO É A FALÊNCIA DE UM POVO! QUANTO MAIS AINDA NA INSTITUIÇÃO.

  13. PARABÉNS NOBRE ASPIRANTE DE FATO SE VOLUNTARIOU PARA CARREIRA CERTA! O CORPORATIVISTO É A FALÊNCIA DE UM POVO! QUANTO MAIS AINDA NA INSTITUIÇÃO. Chama se ocorrência intrigada!

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s