ADPESP e SINDPESP – com dois pífios representantes classistas eleitos por menos de 10% da respectiva categoria – falam como porta-vozes de mais de 3000 delegados não consultados sobre uma mudança tão radical com consequências imprevisíveis para o futuro da Polícia Civil…( Não seria prudente convocar uma assembleia unificada? ) 25

3/04/2018 – Entidades de classe de delegados apoiam a ida da Polícia Civil para a Secretaria da Justiça

comunicado

A Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo – ADPESP e o Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo – SINDPESP, vêm a público manifestar apoio à migração da Polícia Civil de São Paulo para a Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania.

A Polícia Civil não se limita a uma instituição de segurança pública. Ela vai além por integrar o Sistema de Justiça Criminal, em alinhamento aos antecedentes históricos que remetem seu surgimento dentro do Judiciário. Sua atribuição constitucional de polícia judiciária, na promoção da investigação criminal, se traduz como verdadeiro órgão de assessoramento à Justiça Criminal, seja para fornecer ao futuro processo justa causa, elementos de materialidade delitiva e indícios de autoria, ou funcionar como um verdadeiro filtro e, assim, evitar denúncias infundadas.

Além disso, a pasta da Justiça se define como órgão do governo do Estado de São Paulo que mantém as relações institucionais com o Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e entidades ligadas à Justiça, Cidadania e Direitos Humanos. Assim, e em plena harmonia aos demais atores do Sistema de Justiça Criminal, a Constituição do Estado de São Paulo define que a Polícia Civil exerce atribuição essencial à função jurisdicional do Estado e à defesa da ordem jurídica (art. 140, §2º).

No mesmo contexto se insere a afirmação do Ministro Celso de Melo, no HC 84548/SP, segundo o qual “o delegado é o primeiro garantidor da legalidade e da justiça”, tratando-se da única autoridade pública disponível à população 24 horas por dia / 7 dias por semana, a fim de dar solução imediata a uma série de conflitos sociais, bem como para salvaguardar direitos fundamentais do indivíduo.

São necessárias adaptações técnicas, vistas como questões condicionantes e primordiais para que a mudança seja exitosa.

Por fim, a migração de pasta não prejudicará o necessário trabalho integrado entre as forças policiais. Ao contrário, permitirá que cada instituição seja melhor gerida dentro de suas especificidades e objetivos constitucionais, evitando-se a usurpação de funções ou o “retrabalho”, promovendo-se assim ações integradas, cada qual dentro de suas atribuições, com melhores resultados à população bandeirante.

  1. Mas sempre foi assim, espero que com esses Delegados da nova Geração e querendo ou não o futuro da Polícia Civil vai ficar nas mãos deles, espero que pensem e represente toda a Polícia Civil, porquê pode ser o último respiro de nossa histórica instituição.

  2. Transferir a POLICIA CIVIL para a Secretaria de Justiça seria um erro grave, pois deixaria um caminho sem volta para a POLÍCIA MILITAR cometer abusos e excessos. Bem ou mal a Polícia Civil freia os excessos cometidos pela PM perante a população.
    DELEGADOS, ao menos uma vez na vida dos senhores evitem que a PM fique sozinha na Segurança Pública. Não criem um MONSTRO ainda maior que oprima a população sem o devido freio que somente a Polícia Civil pode aos excessos da PM.

  3. Quem sabe agora acaba a carreira de Delegado de Polícia, pois quem trabalha é sempre o restopol, ou alguém ainda dúvida disso ?

  4. E aí Conde GUERRA…
    Engoliu essa?

    Tremendo papo furado digo eu

    Chupa essa uva Guerra…
    De fato vc tem razão, de representantes vocês estão ” a pé “.

    • Jamiro,

      Pois é, meu amigo!
      Mas daqui a pouco vem um aqui escrever que eu jogo contra por ter sido expulso…kkk
      De qualquer forma, eu duvido que o Márcio França concretize tão profunda alteração durante este mandato tampão.
      A não ser que ele tenha ficado louco ou tenha emburrecido!
      Para a futuro , dependendo de melhores estudos e mudança na legislação , até pode vir acontecer.
      Mas neste 2018 não acredito!
      Quanto a nomear um coronel para SSP/SP não é má ideia!

  5. Cibele Trevi.

    Quanta raiva no coração. Presta concurso para Delegado de Polícia.

  6. Melhor prestar concurso para Secretaria de Justiça para defender a causa LGBT ….kkkkkk

  7. Delega não garante justiça nem para o restopol quanto mais para a população.

  8. No final do ano passado teve concurso para Juiz na Secretaria da Justiça e de Defesa da Cidadania: Juiz de casamento.

  9. Secretaria das minorias “vitimizadas” pela sociedade “fascista”. Arrrrgh!!!!

  10. Eu sou a favor da mudança, seria muito bom pra ver qual seria a desculpa da PC por não alcançar seus anseios, como disse um delegadinho , PM bola de ferro amarrada nos pés da PC

  11. Se eles estão apoiando é sinal que está história não passa de uma jogada de “marketing” do Governador tampão. Uma medida desta proporção exigiria:

    -Verba orçamentaria,
    -Maioria na ALESP,
    -Debates com a sociedade organizada (OAB, MP, grupos de direitos humanos, etc.…),
    -Envolvimento de entidades de classe,
    -Concordância do ex-governador, visto que ele nunca tocou neste assunto e poderia passar uma imagem negativa, da Política de Segurança do antecessor.
    -Concordância da “Mike” que tem muito mais organização e força política que a PC,
    -Apoio da Mídia que pode criticar e prejudicar a imagem do governador-candidato a reeleição.

    Resumindo:
    Vão criar um inédito grupo de estudos como os outros que nunca deram em nada.

  12. Como já falado, se a PM e o MP não apareceram para Me ter o bedelho, manifestando contra.Sai que é rolo.
    Pode ter certeza que não trará nenhum benefício, bem lembrado a matéria versando sobre o Ministério da Segurança Pública âmbito Federal.

  13. Se bebeu o que Guerra???
    Nomear um Coronel para SSP…Só se for um inativo tipo o. CAMILO, que é mais político que o próprio França de liso que é.

    Da ativa…tá louvo…pinou…bate na madeira três vezes.

    Vou lembrar vc:
    O PIOR DELEGADO É MELHOR QUE O MELHOR CORONEL

    SALVO ESSES DELEGADOS DE BRINQUEDO DO FACEBOOK ESTÃO ENTRANDO HJ…ESSES DE FATO SÃO PIADA PRONTA
    (desculpe a caixa alta mais nesse caso era importante )

  14. Agora é sério:
    Para que ainda existe Delegado?
    Quantos deles ficam no plantão coordenando?
    Quantos deles atuam como delegado?
    Quem assina bo? Quem faz o histórico, quem relata inquérito? Deveria ser eles mais não são
    Quem manda na Delegacia? Eles? Não chefe de investigador
    A quem o tira da chefia apresenta a ocorrência quando chega? Delegado? Não para o chefe
    Quem aceita fazer flagrante de ladrao de galinha para satisfazer o ego do titular e segurar a cadeira? Aí sim delegado
    Quem prevarica sabendo que tem recolha e fala pelos cantos que é honesto? Aí sim delegado
    Quem usa as viaturas novas Para uso próprio? Aí sim delegado
    Quem não pensa em ninguém só na carreira deles? Delegados

    Enfim eles acabaram com tudo e onde eles atuam eles destroem veja DPPC DENARC ETC está uma merda por causa de delegado que não sabe mandar e só quer LUGAR BOM$$

    Carreira única junto com escrivao e depois extingue delegado aí melhora tudo

    Investimento em informática locação de viaturas equipes de manutenção de delegacias licitações honestas gestão de negócios com gente especializada compras com gente capacitada enfim tem que mudar muito,, mais primeiro o SALARIA POIS SEM SALARIA A ROUBALHEIRA VAI CONTINUAR E NADA SE ARRUMAR

  15. Evitando-se a usurpação de funções e “retrabalho”.
    Pronto tá explicado. Q bela justificativa.
    Lembro de Delegado reclamando de PEC do trem da alegria e agora acham q foram o mesmo.
    MP já investiga (só lembrando).
    Uma coisa já está ficando provada…
    A figura do Delegado de Polícia está cada vez mais desvalorizada e ficando sem importância. Já já mudam a CF viu.

    Se eles falam por 3.000 os Delegados parecem falar por todos ou não? Operacionais nunca são chamados para dar pitaco em nada.
    Ficam se fazendo de difíceis, mas sabemos bem quem são os senhores. Fecha logo as portas ou abre as pernas!

  16. Nada impede que um coronel da ativa possa chefiar uma secretaria. a casa militar (uma secretaria) é chefiada por um coronel da ativa.Há mitificação de que que os coronéis são piores que os delegados. O que ocorre é que os atos ilegais e covardes dos oficiais ficam restritos aos muros dos quartéis e amparados no “Rquero”. some-se a isto a subserviência da “praçaiada” e a falta de um controle mais rígido dos atos dos oficiais (eles têm sua própria comarquinha, como bem diz o flit).
    Assim, o pior dos delegados têm muita gente fiscalizando e a grande maioria dos policiais civis não é subserviente. O melhor dos coronéis é um covarde e utiliza os oficiais subalternos para fazer cumprir o “Rquero” sem qqer tipo de fiscalização e impugnação pelos praças para mudarem essa realidade. É a síndrome do praça!

  17. Perda com a mudança da Polícia Civil para Secretária de Justiça:

    Perda de imediato da aposentadoria especial;
    Fim da carreira de Investigador de Polícia, a mais tradicional da instituição;
    Pede de 12 bilhões do orçamento;
    Perde da influência da PM, que terão reajuste maiores, porque terão um SSP oficial, e exclusivo;
    Esquecimento e rápida extinção da Polícia Civil.

  18. Vamos ser subordinados ao Secretário da Justiça que não tem absolutamente nada a ver com Poder Judiciário. Vamos continuar no Poder Executivo. Aliás, os secretários de justiça costumam ser promotores, ou seja, não mudou nada, só o colo onde vamos continuar sentando.
    O Secretário de Justiça do “santo” era o seu ex Procurador Geral, que tinha como assessor direto o procurador que, por coincidência, vai trabalhar no processo do “santo” na Justiça Eleitoral para onde o STJ enviou o processo sobre os 10 milhões de propina recebidos pelo cunhado dele. Entende?
    Só vai pra cadeia “Zé” quem tem $ e esquema, deita e rola na mussarela neste país.
    VIVA O FUTURO PRESIDENTE, O MAIS DO MESMO, TÃO IGUAL QUANTO AOS DEMAIS.

  19. Perguntar não ofende:

    Essa estúpida ideia de desvincular a Polícia Civil da SSP-SP e passá-la para a Secretaria de Justiça “nasceu” da Associação e do Sindicato dos Delegados, ou, pelo menos, conta com o apoio dessas duas Instituições?!

    Parafraseando aquela desembargadora louca do Rio, por favor “Me deem uns minutos que vou até ali me suicidar e já volto!”

  20. Pingback: Os “paquitos e paquitas ” da ADPESP e SINDPESP só agora – depois de lerem o FLIT – lembraram de consultar a classe…Só rindo! « Jornal Flit Paralisante

Os comentários estão desativados.