Juíza determina a soltura de dois policiais civis de São José dos Campos ilegal e injustamente denunciados e presos por abuso do MP e erro do Tribunal de Justiça 19

Justiça manda soltar dois policiais civis acusados de elo com tráfico em São José

Decisão é desta sexta-feira (25) e beneficia os policiais Fabrízio Silano e Luís Fernando de Lima Júnior. Testemunha, traficante não reconheceu Luís e, sobre Fabrízio, negou qualquer pagamento.

Por G1 Vale do Paraíba e Região

 

DIG São José dos Campos (Foto: André Bias/TV Vanguarda)

Justiça mandou soltar nesta sexta-feira (25) dois policiais civis presos sob acusação de elo com o tráfico de drogas na zona sul de São José dos Campos (SP). Eles foram presos com outros 22 policiais em novembro de 2017.

Tiveram os benefícios concedidos os policiais Fabrízio Silano, que atuava na Delegacia de Investigações Gerais, e Luís Fernando de Lima Júnior, que atuava no plantão noturno da delegacia seccional de Taubaté.

Na decisão, a juíza Naira Assis Barbosa afirma que nenhum elemento concreto foi verificado que pudesse indicar ameaça oferecida pelos acusados que justificasse a manutenção da prisão.

Ela considerou também que quando foi decretada a prisão preventiva deles, um dos fundamentos seria o fato de que os réus estariam exigindo vantagem indevida de traficantes, para se omitirem e deixarem o tráfico se perpetuar no Campo dos Alemães. Contudo, ambos sequer foram reconhecidos por traficantes.

“A testemunha Leonardo [que supostamente seria um dos traficantes que teriam pagado propina aos policiais da cidade] sequer reconheceu o acusado Luiz Fernando e, em relação a Fabrizio, disse que já o teria visto, mas que nunca lhe dera dinheiro”, diz trecho do documento. Eles sempre negaram envolvimento com criminosos.

Afastados

Apesar de obterem o benefício de liberdade provisória – para responder ao processo por corrupção passiva em liberdade -, eles não devem voltar para as suas funções.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) foi procurada pela reportagem na noite desta sexta-feira, por email, e aguarda um retorno.

Outros dois policiais Samuel Nicolau dos Santos, que atuava como escrivão no 8º DP, e Accacio Rangel de França Neto, que era da DIG,também receberam o benefício e respondem a acusação em liberdade desde fevereiro. O delegado Darci Ribeiro segue preso.

Defesa

Os advogados dos acusados foram procurados pelo G1 na noite desta sexta-feira, mas ninguém foi encontrado para comentar o alvará de soltura.

À época da denúncia, o policial Fabrízio Silano, disse que não comentaria o assunto por não ter conhecimento da ação. Já o policial Luís Fernando de Lima Junior, não tinha sido localizado pela reportagem.

Os advogados de Fabrízio, indicados no processo, são Leonardo Fogaça Pantaleão e Leonardo Missaci. Eles não foram localizados.

O advogado Wagner Carvalho Eberle, defensor de Luís Fernando, não atendeu no escritório na noite desta sexta. O G1 deixou um recado na secretária eletrônica e aguarda o retorno.

Denúncia

Trinta policiais foram denunciados pelo Ministério Público acusados de elo com uma quadrilha ligada à facção criminosa, que comandava o tráfico na zona sul de São José dos Campos.

O Ministério Público afirma que, tendo conhecimento da contabilidade do crime, os policiais usavam a informação para extorquir os traficantes. A promotoria diz que o esquema movimentava R$ 2 milhões por mês. Os policiais negam as acusações.

Escutas telefônicas mostraram conversas entre os traficantes e que o pagamento de propina era assunto de rotina. Inicialmente foram presos 24 policiais e, posteriormente, outros seis acusados.

Além do processo criminal, que resultou na prisão dos policiais, o MP ingressou com uma ação civil em que o órgão pede a condenação dos agentes por improbidade administrativa e que eles paguem uma indenização de R$ 2 milhões por dano moral coletivo.

Dois dos 30 policiais presos já tinham condenações por extorsão em outros processos e foram exonerados do cargo pelo estado em janeiro

  1. ESSAS PRISÕES FEITAS A MANDO DO MP RECHEADAS DE ILEGALIDADES……

  2. É o Gaeco mais corrupto do Brasil! Faz acerto com traficantes e prende os policias civis na forçada pra tentar delação.
    Usa o Baep para recolher os acertos.
    Quem é dá região conhece muito bem!

  3. Não entendo esse pessoal de São José, vocês não são policiais, investiga e derruba o trampo desses caras, simples.

  4. Cara pálida de São Vicente, quando escreverá seu livro de memórias?

  5. Não entendo esse pessoal de São José, vocês não são policiais, investiga e derruba o trampo desses caras, simples.
    Xxxxxxxxxxxx

    Ao colega “NADA SABE”

    Os policias de São José foram presos pois levantaram que um promotor daquele Gaeco mandou a PM matar um traficante de nome Lúcio pois teria roubado dinheiro do Lúcio e estava sofrendo ameaças deste.
    No B.O lavrado do “auto de resistência” este promotor compareceu pessoalmente na delegacia para intimidar o Delegado na lavratura e passar pano pra PM. No BO consta que Lúcio teria efetuado disparos e os policias revidaram. Contudo o laudo do traficante não há resquícios de pólvora nas mãos deste.
    Está tudo lá. Mas promotores são unidos, assim como juízes. Ele não coloca a mão em nada. Tem uma equipe do Baep que faz todo o serviço sujo pra ele. Está roubando todos os traficantes dá região, juntamente com a PM.
    Todos sabem disso, mas ninguém faz nada!
    Muito fácil falar, quero ver você brigar contra o Ministério Público e a PM.

  6. Dr. Guerra isso dá uma boa matéria no Flit, Elias Junior baba ovo da Meganha diz que foi avisado que o Telhada, Gambaroni e o Restivo lhe matar kkkkkkkkkk
    SERÁ QUE ELE TERÁ O MESMO FIM DA FAMÍLIA PESSEGHINI ?

  7. Dr. Guerra isso dá uma boa matéria no Flit, Elias Junior baba ovo da Meganha diz que foi avisado que o Telhada, Gambaroni e o Restivo querem lhe matar kkkkkkkkkk

  8. De fato a frase está correta…. Esse tá fudido. Aliás já se fodeu e teve sorte. Não desejo isso para ninguém. Nem sei o que dá para escapar de uma situação dessas.

  9. Hoje, quando o policial é acusado tem que provar sua inocência, e não como deveria ser: os acusadores que comprovem suas afirmações.

    “Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu.
    Como não sou judeu, não me incomodei.
    No dia seguinte, vieram e levaram
    meu outro vizinho que era comunista.
    Como não sou comunista, não me incomodei.
    No terceiro dia vieram
    e levaram meu vizinho católico.
    Como não sou católico, não me incomodei.
    No quarto dia, vieram e me levaram;
    já não havia mais ninguém para reclamar…”

    A existência de diversas entidades representativas da Policia Civil, muitas delas verdadeiros Feudos, fraciona seu poder de negociação e enfraquece sua representatividade. Um sindicado único teria condições de defender seus associados com eficácia. E sua existência não impediria que houvesse Diretorias para cada carreira visando resolver interesses específicos da atividade de cada uma.

    Estamos diante da seguinte situação:

    -Continuarmos com a “Fogueira das vaidades” e seguir cada um olhando para seus próprios interesses, caminhando a passos largos, para a extinção, até a derrota final.

    -Seguirmos a regra básica de uma reinvindicação que diz: para atingirmos um objetivo, definido, precisamos de aliados, portanto a unificação das entidades de classe, em uma pauta única, nos levaria a vitória.

  10. Ladrão pra todo lado, de norte a sul, de leste a oeste, salve-se quem roubar mais. disse:

    Soltou 2, permaneceram presos 20. Estacionamento para comercialização de automóveis no páteo do 26º. Cadê a titular? Cadê o seccional?

  11. Cagueta é uma raça maldita. e quando é cagueta, mentiroso e mentiroso não tem remédio! no 26º tem poucas vagas cobertas que uma do titular, outra dos dois chefes, uma do plantonista! ja foram 4. não deve caber mais de 6 carros ali. as vagas defronte as cobertas pertencem a companhia da PM! Na rua de entrada comum, pois o plantão hoje é feito na padre arlindo, tem vai 10 vagas onde a noite ficam as viaturas. dai sobra as vagas na padre arlindo pra por os carros. Como relatou quase 10 veículos devem estar estacionados na rua. Conheço bem a administração do 26º, pessoal de boa fé, ótima educação e profissionalismo! Aos que lerem esse comentário, não acreditem! É um invejoso incompetente que utiliza o anonimato para tentar conseguir algo na carreira! A quem não acredite nas minhas palavras, dirija-se ate o 26 sem se identificar e veja como é tratado! depois identifique-se e poderá constatar que o tratamento é melhor ainda!

  12. TIRA TREZOPETA disse:
    27/05/2018 ÀS 22:37

    FFFFFFFFFFF

    O DE CIMA MAIS PARECE ADVOGADO DEFENDENDO O CLIENTE.KKKKKKKKKKKKKKKK

  13. Ladrão pra todo lado, de norte a sul, de leste a oeste, salve-se quem roubar mais. disse:

    Os puxadores de carro já acertaram pela internet manifestação no vão livre do Masp. Sem combustível e com menos carros na rua não estão dando conta dos pedidos dos “buracos”. Os desmanches estão sem receber mercadorias e estão ameaçando suspender a quinzena. Os “majuras” estão preocupados, não sabem onde vão aumentar o achaque para pagar a cadeira. A situação é crítica na capital e grande são paulo.

Os comentários estão desativados.