Tudo no Brasil ficaria mais barato se os nossos políticos e agentes públicos deixassem de roubar e acumular benefícios extravagantes 30

Diesel mais barato vai exigir corte de R$ 3,8 bi do Orçamento, diz ministro

Do UOL, em São Paulo

O acordo do governo com os caminhoneiros vai ter um custo de R$ 9,5 bilhões aos cofres públicos, disse o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, nesta segunda-feira (28). Ele afirmou que essa conta será “paga com extremo sacrifício” e que o governo vai precisar cortar R$ 3,8 bilhões em despesas para bancar o subsídio ao diesel. As áreas que perderão dinheiro serão definidas ao longo do dia. Para o valor restante, serão usados R$ 5,7 bilhões que o governo tinha sobrando no Orçamento.

Todas as medidas valem apenas para o diesel.

O ministro disse ainda que a greve dos caminhoneiros, que entrou no seu oitavo dia, está tendo impacto “relevante” na atividade econômica, mas que o governo mantinha a previsão de crescimento de 2,5% do PIB (Produto Interno Bruto). “O governo precisava agir e colocar algo na mesa para economia voltar a funcionar”, afirmou.

  • Na noite passada, o presidente Michel Temer anunciou redução do preço do diesel em R$ 0,46 por litro por 60 dias, em atendimento às reivindicações dos caminhoneiros. Mesmo assim, os caminhoneiros mantinham nesta manhã a paralisação que tem provocado desabastecimento em todo o país.

Importadores também receberão subsídio do governo

Guardia disse que os R$ 9,5 bilhões garantirão redução de R$ 0,30 no litro do diesel. Trata-se, segundo ele, de uma subvenção do governo federal. Ou seja, o governo vai pagar a Petrobras para compensá-la pela queda no preço do diesel. Além disso, a Petrobras vai passar a reajustar os preços do diesel mensalmente. Antes, a companhia mudava os preços com mais frequência, inclusive diariamente. A subvenção dependerá da edição de uma medida provisória e de aprovação do conselho da Petrobras.

Não será apenas a Petrobras quem receberá dinheiro do governo. Segundo Guardia, os importadores de combustível também serão beneficiados pelo subsídio. “Se não incorporássemos os importadores, estaríamos os prejudicando”, afirmou. As importações são responsáveis por aproximadamente 25% do consumo interno.

O governo também decidiu instituir um imposto de importação de diesel. O tributo será um valor fixo em centavos por litro e incidirá toda vez que o preço internacional estiver abaixo de um preço de referência no Brasil.

Guardia: corte também depende do Congresso

Os outros R$ 0,16 de queda no preço do diesel virão por redução de impostos. Para que os impostos sejam cortados, porém, ele diz que o Congresso Nacional precisa aprovar a chamada reoneração da folha de pagamento, a volta da cobrança de impostos de setores que estão sendo beneficiados por isenções.

A aprovação do projeto, de acordo com o ministro, é crucial para a redução de impostos sobre o diesel. Na prática, o corte de impostos sobre o combustível dará pela eliminação da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) sobre o diesel (redução R$ 0,05 sobre o litro do combustível) e diminuição de R$ 0,11 em PIS/Cofins.

“Isso é o máximo que nós conseguimos compensar este ano com outras medidas tributárias, entre elas a reoneração, para não ferir, para respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal”, afirmou ele. “Se o Congresso aprovar isso rapidamente, rapidamente isso estará na bomba.”

Guardia estima que, com as medidas, a queda nos preços chegará às bombas ainda nesta semana.

Não há espaço para subsídio ao gás de cozinha, diz ministro

O ministro afirmou que, com o acordo para encerrar a greve dos caminhoneiros, o governo esgotou o espaço que tinha no Orçamento, o que impossibilita um subsídio ao gás de cozinha.

“Do ponto de vista fiscal, nós já exploramos e utilizamos reservas que tínhamos para resolver enorme crise que estamos vivenciando hoje, com custo enorme que tem para a população”, afirmou.

Segundo Guardia, não haverá comprometimento da meta fiscal, de rombo primário de R$ 159 bilhões este ano, em função da concessão de subsídios ao combustível. A regra do teto de gastos, que limita as despesas do governo, não será afetada, segundo ele, porque os gastos adicionais serão enviados ao Congresso como crédito extraordinário, que não entra nas contas do teto de gastos.

Ampliar

Imagem: Alessandro Buzas/Futur

  1. Com certeza se tirar as regalias dos políticos e combater a corrupção generalizada em todos os poderes, poderemos um dia ser um país de primeiro mundo é mais justo para todos!
    Mas acho que é só um sonho tal pretensão!

  2. Sou a favor dessa greve, mas eles não podem olhar somente o próprio umbigo. Ele vai reduzir o diesel e vai compensar a tributação de outra forma, o que sobrará para nós.

    Essa manifestação deveria ser servir como ameaça: qualquer aumento de imposto em qualquer ramo (ICMS, COFINS, PIS ETC), é greve no dia seguinte.

  3. Parece que o bicho vai pegar aqui na Imigrantes com Rodoanel. Choque parece q vai dar uns sopapos nos caminhoneiros.

  4. O choque TEM É QUE DAR SOPAPOS EM QUEM AUTORIZOU O FELIPÃO DO PCC NEGOCIAR A TRANSAÇÃO DE UMA AERONAVE NO HANGAR DA pm.

  5. O Imposto sobre Grandes Fortunas (IGF) é um tributo previsto na Constituição brasileira de 1988, mas ainda não regulamentado. Trata-se de um imposto federal, ou seja, de competência exclusiva da União para sua instituição e aplicação (Constituição da República, artigo 153, inciso VII).

  6. ESTADO MÍNIMO é uma necessidade, principalmente um Estado que respeite, além dos direitos e garantias das pessoas, também o dinheiro público.

    E, como sempre acontece: todos os brasileiros vão pagar a diminuição do preço dos combustíveis através de novos impostos.

    Em qualquer estatal, o lucro é privado, o prejuízo é público.

    Ou seja, PRIVATIZA JÁ a Petrobrás e todas as outras estatais!!!

    Quando um governo investe em estatais, está necessariamente tirando dinheiro das Saúde, Educação e Segurança e, tudo saindo do bolso dos brasileiros, sem retorno equivalente.

  7. O problema dos nossos políticos e agentes públicos é o baixíssimo nível moral e intelectual. A reforma da previdência teria vingado, se o governo não insistisse na idade mínima de 65/62, bem como poderia procurar um meio de aumentar a arrecadação, ao invés de só querer cortar despesas. O desconto previdenciário poderia variar de 2 a 20 por cento, dependendo da faixa salarial. Além de faltarem às aulas de moral e cívica, eles passaram colando nas provas de matemática. A propósito, não era a Dilma quem iria transformar o Brasil em uma nova Venezuela?

  8. A Paraná Pesquisas vai registrar no TSE sondagem sobre a disputa pela Presidência da República com o nome de Dilma Rousseff, pelo PT.

  9. Os puxadores de carro já acertaram pela internet manifestação no vão livre do Masp. Sem combustível e com menos carros na rua não estão dando conta dos pedidos dos “buracos”. Os desmanches estão sem receber mercadorias e estão ameaçando suspender a quinzena. Os “majuras” estão preocupados, não sabem onde vão aumentar o achaque para pagar a cadeira. A situação é crítica na capital e grande são paulo.

  10. Instituto Paraná Pesquisa registrou uma pesquisa de sondagem com o nome de UMA ex-presidente. O objetivo da pesquisa é verificar a se ela tem chance novamente ser eleita, sendo certo que de acordo com pesquisa recente, ela ganharia para Senadora pelo Estado de Minas Gerais.

  11. Boca de mortadela ativando.

    Não duvido que bandidos petralhas sejam eleitos.
    Todo estado tem suas dezenas de milhares de pelegos adestrados.
    Uns até aposentados no serviço público.

  12. Senhores

    Em nada me espanta esta senhora eleger-se senadora pelo estado de Minas. Brasileiro é um trem desarrumado mesmo, elegeu Sarney senador duas vezes após a presidência e até Collor!

    C.A.

  13. O Imposto sobre Grandes Fortunas (IGF) é coisa de comunista vagabundo e ressentido por ser filho de desafortunado.
    Presume-se que toda fortuna ( entendendo-se como fortuna toda a riqueza de uma determinada pessoa que ao logo da vida foi obtida licitamente e tributada previamente ) seja fruto de empreendedorismo , trabalho arduo e gasto parcimonioso ( saber economizar ). Tributar , ainda mais a herança , verdadeiramente, é uma imposição de penalidade a todo aquele que emprrende e poupa por conta e risco.
    Ora, se quando eu morrer o estado pretender ficar com a parte do leão, não vou mais empreender , poupar e acumular .
    Serei um perdulário e não farei nada que gere empregos ou riquezas para outrem .

  14. Quinzena…pagamento….desmanche?
    Majuras e cadeiras pagas?

    Não entendi nada!!!!

    Kkkkk

  15. De uns anos para cá, Miami se tornou o destino favorito dos brasileiros endinheirados. Pessoas de classe alta transformaram-se em sacoleiros de luxo, vão a Miami e retornam com malas e mais malas abarrotadas de quase tudo que se possa imaginar, de notebooks a carrinhos para bebê. Por que tudo nos Estados Unidos é tão barato em comparação ao Brasil? Os sacoleiros têm uma resposta na ponta da língua para essa pergunta. Por causa dos impostos. O Brasil tem uma das cargas tributárias mais altas do mundo. Mas isso é incrível concordam? Como os Estados Unidos conseguem oferecer serviços públicos de alta qualidade cobrando impostos tão baixos? E como o Brasil consegue ser tão ineficiente, cobrar tanto imposto e devolver serviços tão ruins? Os sacoleiros chiques têm uma resposta rápida para essa pergunta também. Por causa da corrupção. O dinheiro dos impostos no Brasil vai quase todo parar no bolso e na conta bancária de políticos corruptos.

    Na verdade, as coisas não são bem assim. Nos Estados Unidos, as mercadorias em geral custam menos porque lá tributa-se pouco o consumo. Os norte-americanos tributam muito a renda e a riqueza e pouco o consumo de bens e serviços. Podemos dizer isso de uma outra forma. Nos Estados Unidos, predominam os impostos diretos (sobre renda e riqueza). No Brasil, predominam os impostos indiretos (sobre o consumo de bens e serviços).

    Os impostos indiretos são por natureza regressivos, ou seja os mais pobres pagam proporcionalmente mais. Vejamos um exemplo bem simples. João (pobre) pagou 600 reais por uma bicicleta. Pedro (rico) comprou uma bicicleta idêntica e pagou também 600 reais. Suponha que 50% do valor da bicicleta (300 reais) seja decorrente de impostos indiretos. Se João tem uma renda de 1.200 reais, ao comprar a bicicleta, ele pagou 25% de sua renda em impostos. Se João tem uma renda de 24.000 reais, ele gastou em impostos 1,25% de sua renda. Logicamente, os impostos indiretos penalizam os mais pobres.

    O oposto acontece com os impostos diretos, esses penalizam os mais ricos. Suponha um imposto sobre a renda cuja alíquota seja diretamente proporcional (cresça na mesma direção) a essa. Se a alíquota do imposto de renda for de 5% para João, ele pagará 60 reais (5% x 1.200) de imposto. Se a alíquota for de 10% para Pedro, ele pagará 2.400 reais (10% x 24.000). Impostos progressivos incidem principalmente sobre os segmentos sociais de maior renda. Em outras palavras, os mais ricos pagam proporcionalmente mais.

    Impostos diretos e indiretos têm vantagens e desvantagens. Entre os economistas, há os que defendem o primeiro modelo e os que defendem o segundo. Não vamos entrar aqui nessa discussão. Um ponto negativo óbvio dos impostos indiretos é que eles impõem maiores sacrifícios às classes sociais de menor poder aquisitivo. Em um país marcado pela forte desigualdade de renda entre os indivíduos como o Brasil, era de se esperar que o sistema tributário tivesse um caráter fortemente progressivo. Mas acontece justamente o contrário. No Brasil, predominam os impostos indiretos de caráter regressivo. Esse modelo logicamente ajuda a reforçar ainda mais o problema da desigualdade de renda já existente.

    Para que vocês possam ter um entendimento melhor dessa questão, vamos fazer uma análise comparativa. No Brasil, nós temos um imposto sobre herança, ele é chamado de ITCMD – Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos. Esse imposto é estadual e sua alíquota varia conforme o estado, mas gira em torno de 4%. Nos Estados Unidos, também há um imposto sobre herança e essa alíquota pode chegar, no caso de pessoas muito ricas, a 40%. Por que vocês acham que Bill Gates disse que pretende doar 85% de sua fortuna? Porque, se ele não fizer isso, depois de sua morte, o governo vai abocanhar apenas 40% desse quinhão.

    Nos Estados Unidos existe uma cultura muito forte de doação. Pessoas muito ricas costumam doar parte de suas fortunas a instituições de caridade, universidades, institutos de pesquisa etc. Por que eles fazem isso? Por benevolência? Pode até ser, mas com certeza um dos fatores que contribui para isso é o pesado imposto sobre herança. Se não doar, fica para o governo. E, como os norte-americanos não confiam muito no governo, preferem doar suas fortunas antes delas irem parar nas mãos do Leviatã.

    Uma outra questão importante relacionada a esse assunto é a seguinte. Por que no ranking das melhores universidades do mundo há tantas universidades norte-americanas? Um dos fatores que responde a essa pergunta é que as universidades lá têm muito dinheiro para fazer pesquisa. E esse dinheiro vem principalmente de onde? Da mensalidade que os alunos pagam? Não, meus amigos. A maior parte desses recursos vem de doações. Bem diferente do Brasil, concordam comigo?

    Para finalizar, eu gostaria de abordar ainda mais um ponto. O economista liberal John Stuart Mill (1806-1873) defendia a implementação de pesados impostos sobre herança baseada no argumento de que grandes heranças passadas de geração em geração criariam uma classe parasitária de rentistas. Parece que as idéias de Mill influenciaram a condução das políticas tributárias nos Estados Unidos.

    Talvez muitos de vocês tenham ficado surpresos com esse post. Os Estados Unidos são mais socialistas que vocês imaginavam? Eu compreendo isso. Alguns supostos grandes entendedores de Economia Política (até relativamente famosos e populares) por desconhecimento ou preconceito tendem a simplificar muito os fatos e vender a falsa idéia de que liberalismo consiste simplesmente em cortar impostos e reduzir o tamanho do Estado. Acho que já deu para perceber que as coisas não são tão simples assim

  16. O pessoal do vinagre (combustível adulterado) lavou de ganhar dinheiro nessa greve. Desgraça pouca é bobagem.

  17. FLIT PARALISANTE disse:
    28/05/2018 ÀS 19:43
    O Imposto sobre Grandes Fortunas (IGF) é coisa de comunista vagabundo e ressentido por ser filho de desafortunado.
    Presume-se que toda fortuna ( entendendo-se como fortuna toda a riqueza de uma determinada pessoa que ao logo da vida foi obtida licitamente e tributada previamente ) seja fruto de empreendedorismo , trabalho arduo e gasto parcimonioso ( saber economizar ). Tributar , ainda mais a herança , verdadeiramente, é uma imposição de penalidade a todo aquele que emprrende e poupa por conta e risco.
    Ora, se quando eu morrer o estado pretender ficar com a parte do leão, não vou mais empreender , poupar e acumular .
    Serei um perdulário e não farei nada que gere empregos ou riquezas para outrem .

    Parabens pela suas palavras! Parece que ganhar dinheiro no Brasil e´ pecado!
    
  18. Esses corruptos (Políticos e Policiais) conseguem quebrar o país. E ainda se passam e pagam de santo. Brasil

    Se não fosse tanta corrupção e dinheiro escondidos em paraísos fiscais e vários outros lugares como casas, apartamentos, galpões e outros lugares, bem como lavagem de dinheiro, é provável que o Brasil seria um Japão, EUA e etc.

    Mas tem tanto policial bandido pagando de santo que até acho que sou um bom policial.

  19. esse papo de votou na Dilma e leva o Temer de brinde não cola mais.

    Temer estava alinhado com o pensamento de esquerda, mas o Aecio e o PSDB fez sua cabeça e ele se alinhou à direita.

    Aliás, isso é fala de pobre de direita

  20. Retirar Dilma e deixar Temer é o mesmo que extirpar o tumor e preservar a metástase.
    Só o Gilmar mesmo pra achar que um não tem nada a ver como outro.
    Agora, esse lixo se ancora nas Forças Armadas para arrastar seu desgoverno pelo menos até o final do ano.
    Não poderíamos esperar outra coisa de quem , ao surrupiar o poder, nomeia como seu assessor especial o ladrão do Geddel Vieira Lima, ladrão desde quando era embrião, tem o “animus furandi” no DNA, vez que a mãe é ladra e o irmão, ainda deputado federal, também.
    É uma pequena amostra do que temos para desgovernar o Brasil.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Proibidos comentários contendo PROPAGANDA ELEITORAL. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s