Day nos acuda…Mataram o Day…Mataram o Day…Foi a esquerda corrupta e comunista 6

Caro  Dr. Eduardo,

Sem menosprezar a morte da policial paulista , da vereadora carioca  e a justa indignação do vereador Fernando Holiday, mas ele quer fazer comparação de acontecimentos completamente distintos. Salvo , ambas serem mulheres, negras , homossexuais e possivelmente haver motivação funcional para os dois homicídios.

Com efeito, a vereadora foi executada de forma planejada e com precisão profissional, própria de grupos com grande estrutura organizacional e operacional.
Cuidadosamente decidido e traçado!

E muito mais do que o ativismo da vereadora, particularmente penso que a sua morte se deu mesmo por motivos eleiçoeiros, seja buscando eliminar o seu crescente protagonismo e influência em determinados locais e faixas da população, seja objetivando colocar outro em seu lugar na Câmara  para legislar conforme os interesses de determinado grupo.

Contudo é só a minha opinião; pode ser que o motivo seja completamente outro e inesperado.
Todavia pessoa pública ( político ) , metralhada a céu aberto, obviamente causa maior comoção, consequentemente, interesse da imprensa.

O estardalhaço não tem nada a ver com o fato de ser LGBT ou negra; verdadeiramente o que conta é o cargo político.

Ninguém se importa com o assassinato de lésbicas negras, brancas ou amarelas, ativistas ou não ativistas.E não é todo dia que se vê um político metralhado em plena via pública, nem mesmo na Rio de Janeiro.

Para aumentar o clamor , o povo que não é nada ingênuo, acostumado com o envolvimento de policiais  em crimes dessa natureza, prontamente já endereçou as suspeitas para policiais e milicianos.

Outro fato importante, a sede da Rede Globo fica naquela cidade;  na Globo os acontecimentos mais explorados são locais.

Quanto à execução da policial, logo de cara o Major falou que ela estava no bar bebendo com as amigas e deve ter tido uma falsa sensação de segurança.

No pensamento popular: “morreu por querer pagar de polícia” !

Sim, o termo empregado é mais ou menos assim : “se fudeu , quem manda pagar de polícia na quebrada”.

Mas olha que diferença, por ela ser policial militar, o crime já está praticamente esclarecido.
Se fosse apenas uma mulher negra, favelada e lésbica o corpo ainda estaria aguardando o IC e o IML.

Quanto à morte da vereadora, até agora nada conclusivo! E com todo o clamor da imprensa, da população e DOS ESQUERDISTAS.

De qualquer forma, ao contrário do que o vereador discursa, quem defende os direitos humanos é o Estado, por meio da Constituição e da legislação ordinária.

Não é ONG, nem a esquerda barulhenta !

Se bandidos respeitassem direitos, ainda mais os ditos “direitos da humanidade” , não seriam bandidos, não é ? Deles não se espera nada de bom!

Mas as Forças Armadas , Polícias, Agentes Prisionais – desde sempre – cagam e andam para “direitos humanos” , salvo os próprios. Mas destes sim só esperamos o bem e a legalidade, mas por vezes são piores do que os bandidos.

Logo, assassinado de policial não causa quase nenhuma consternação coletiva.

É claro que, tal como a figura do feminicídio , o legislador criou o que alguns chamam de policídio ( homicídio funcional ) , assim – sendo ou não sendo – a quem for atribuída a autoria serão imputados, além do homicídio qualificado objetivamente pela torpeza, impossibilidade de defesa, grande sofrimento; subjetivamente também  pelo fato dela ser policial militar.

Obviamente , não constará nos autos o comportamento da vítima, né ? Se houve algum comportamento imprudente ou provocativo.

Era policial militar, logo foi o PCC!

É o bastante!

Mas da mesma forma  como é comum a polícia dizer para vítimas: só não perde o cu porque tá preso…quem manda deixar o carro na rua…quem manda ficar andando por aí na madruga…Pô moça, você vestida assim pela rua só podia mesmo pedir para ser estuprada… Tem o velho e repetido: “ninguém é morto de graça”…

Quem nunca ouviu um policial dizendo que “de graça ninguém morre” ?

P|ois bem, de graça nenhum polícia morre mais, todos serão sempre mortos por serem policiais( ainda que tenham ido na quebrada mendigar uns pinos de cocaína; o que não foi o caso ).

Morrer de graça só o cidadão comum…Se bem que até pode morrer de graça, mas o enterro alguém pagará!

Finalizando, quando executam negros gays e ainda da quebrada ninguém dá a menor atenção…

Mas se esse tal Holiday ( que também é negro e gay, embora já não seja mais pobre ) aparecer morto será um “day nos acuda” geral.

A comoção não será dos negros ( por ele ser negro ) , dos gays ( por ele ser homossexual )  e nem dos favelados ( pela sua origem ) , será da DIREITA BRANCA CORRUPTA E HIPÓCRITA…

Os COMUNISTAS PETRALHAS mataram o Day…mataram o Day…mataram o Day…

  1. Finalizando, quando executam negros gays e ainda da quebrada ninguém dá a menor atenção…

    A vereadora Marielle fazia parte dos que dão atenção a isso. E pra mim, esse foi o motivo de sua morte. Não acho que seja crime político. Assassinaram alguém que atrapalhava de alguma maneira a atuação deles, e esse alguém era político…

    PS: Acordou cedo hein Dr Guerra XD

  2. A palavra é “SISTEMA” ou faz parte ou bate de frente…Se fizer parte está tudo certo…Se for contra vão acabar com você…Será uma penitência por toda sua vida…Aí você rebola daqui. ..de lá para não cair nas armadilhas deles…

    A vereadora bate de frente independente de seu gênero, raça ou qql coisa…milicianos nesta fita aiiii…Por que não investiga ou aliás pq parou a investigação….chegaram nos pms e, logo, chegariam nos mandantes…de praxe afastaram o delegado do caso…pq esclareceu…

    A pobre PM não foi na quebrar simplesmente por ir…algum interesse tem…Não cabe a nós…Nesse caso vão encontrar um boi para piranha…

  3. Então, Dr…
    Não diz o ditado do momento que a mulher pode ser o que ela quiser, estar onde ela quiser? Mulher só não pode ser polícia, porque não terá defensores.
    E discordo: polícia não esclareceu nada. A bandidagem não quis saturação por lá. Penso que tiraram o corpo de dentro da favela e largaram no Campo Grande, região Av. Interlagos. Longe!!!

    • Eduardo,

      O ditado eu desconheço, mas – no mundo do dever ser ( como dizia Pontes de Miranda ) – a mulher ( e qualquer pessoa adulta ) tem o direito de fazer o que ela quiser ( desde que lícito ), e estar com quem quiser e onde quiser ( se desimpedida for ) . Mas nem tudo que se pode , deve-se fazer, né ?
      Mas mulher ( polícia ou não ) , também, não pode ser do grupo LGBT, principalmente se talaricar a mulher de vagabundo…
      Morre sem defesa!
      Pensei que estivesse esclarecido, mas pela manhã vi que prenderam apenas o trouxa que desengomou a motocicleta…
      Esse agora vai ter que fugir da PM e dos traficantes.

  4. Meus sinceros pêsames à família e aos amigos da Juliana!

    Oro aos anjos que a levem em paz a sua nova jornada!

    Hoje as pessoas estão, com razão, indignadas, pois viram a clara diferença de tratamento para os assassinatos da vereadora esquerdista e o muito mais brutal e aterrorizador da policial Juliana.

    Para boa parte da esquerda, realmente não importa se ela lésbica, negra ou mulher, o fato de não ser de esquerda a desumaniza, por isso não há manchetes de jornais, para a maioria dos políticos é só mais um dos 60mil homicídios/ano, tornando a Juliana apenas mais uma na estatística.

    E, para o criminosos, nem preciso dizer, era policial e isso basta para ser condenada. Mas as pessoas já sabiam disso, exceto algumas autoridades em seus discursos.

    De qualquer forma, é mais uma vítima perdida na conta do senhor Geraldo Alckmin que tanto facilitou a vida do PCC com sua política eleitoreira de “Segurança” Pública.

    Eu votei no Fernando Holliday e, até agora, ele está defendendo o certo, fazendo valer meu voto!

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s