Grande Bergamini: Delegado flagra e dá voz de prisão a dupla que furtava trilhos…( Outros chamariam o 190 ) 56

Delegado flagra e dá voz de prisão a dupla que furtava trilhos

O profissional dirigia para o 3º DP de São Vicente quando teve que frear para não atropelar os indivíduos

Eduardo Velozo Fuccia
11/09/2018 – 21:05 – Atualizado em 11/09/2018 – 22:06
Criminosos foram surpreendidos por delegado ao furtar trilho de cerca de 5 metros e 100 kg (Divulgação)

A cena foi inusitada e surpreendeu o delegado que dirigia o seu carro a caminho do 3º DP de São Vicente, onde trabalha, na manhã desta terça-feira (11). Dois homens avançaram na direção da ponte e obrigaram o policial a frear para não atropelá-los. Só então, Norberto Donizete Bergamini percebeu que a dupla furtava um pedaço de trilho da linha férrea existente no local.

“Dei voz de prisão aos acusados e os mandei deitar na ponte com as mãos na cabeça. Depois, pedi apoio para conduzi-los ao distrito e autuá-los em flagrante por furto qualificado”, disse Bergamini. A prisão aconteceu na Ponte A Tribuna, que passa sobre o Canal dos Barreiros e liga as partes insular e continental do município.

O apoio não serviu apenas para levar presos ao distrito Davi do Carmo Lourenço, de 33 anos, e Geonilso Nunes Rocha, de 28. Ele foi fundamental para colocar o pedaço de trilho com cerca de cinco metros de comprimento em um caminhão, providenciado para remover o material da ponte e evitar provável acidente.

“Foram necessários quatro policiais para colocar o trilho no caminhão. Não pesamos o material, mas estimo que ele tenha aproximadamente 100 quilos. Não sei como os acusados o transportariam, mas seria uma tarefa que colocaria em risco a segurança dos motoristas que trafegam pelo local”, comentou o delegado.

Geonilso e Davi foram recolhidos à cadeia. Eles usaram pedras de grande porte para danificar ganchos que fixavam o trilho à linha férrea paralela à Ponte A Tribuna. “Os indiciados arrancaram o trilho na base da porrada”, finalizou Bergamini.

  1. Esse é HOMEM. Polícia de verdade. Não mijou pra ocorrência e muito menos para a PM. Tomou as providências como deveria. Machão.
    Parabéns.

    PS: O PT conseguiu. Bolsonaro vai acabar morrendo. Outra vítima do PT.
    E ainda falam que o cara que é intolerante.
    Outra morte na costa do Lula.
    O PT MATA MAIS QUE A ROTA!

  2. Uma honra ter trabalhado com esse excelente delegado,que saudade … Um Ser humano incrível, bom e velho Berga…..Parabéns Dr.

    • Tudo precisa ser muito bem investigado, pois infelizmente há pessoas oportunistas que querm a todo custo falsear os fatos. Vamos aguardar e espero que se consiga esclarecer sem deixar dúvidas. Não vou votar em Bolsonaro em hipótese alguma, mas o que aconteceu com ele foi um atentado contra sua vida e ten de haver uma investigação muito séria, para se punir o(s) autor(es) de acordo com a Lei.

      • Boato na internet que diz que agressor de Bolsonaro recebeu R$ 350 mil do PT é falso

        Publicado em 8 setembro, 2018 2:21 pm

        Adélio Bispo. Foto: Reprodução
        Do Boatos.org

        Boato – Adélio Bispo de Oliveira, homem acusado de matar Jair Bolsonaro, recebeu R$ 350 mil na conta. Extratos de transferências do PT foram encontrados pela PF.

        É fato que nos próximos dias vocês verão uma cobertura intensa de repercussões da tentativa de homicídio sofrida pelo candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL). Enquanto ainda há dúvidas do real estado de saúde dele, muitas teorias começam a surgir em relação a quem estaria por trás do crime. É claro que histórias falsas também começam a surgir.

        A última que viralizou na internet dá conta de que Adélio Bispo de Oliveira, acusado de tentar matar Bolsonaro, teria recebido R$ 350 mil em sua conta bancária. A informação, contida em textos virais no Facebook e no WhatsApp, dá conta que a prova é que foram extratos encontrados por investigadores da Polícia Federal e da “inteligência” e que o PT estaria por trás do depósito. Leia as mensagens que circulam online:

        Versão 1: O militante que tentou assassinar Jair Bolsonaro estava há 10 dias hospedado em Juiz de Fora, em uma pousada. […] Além disso, foi encontrado junto com o criminoso um extrato de uma transferência feita hoje para a conta dele no valor de R$ 350 mil reais. A essa hora, a PF já rastreou a origem desse dinheiro, devido aos acessos que possui aos computadores do sistema bancário.

        Ao que tudo indica, Jair Bolsonaro está desmontando a estrutura das organizações de esquerda antes mesmo das eleições. E pode levar boa parte delas para a cadeia, dependendo das ramificações desse atentado. Afinal, não é qualquer grupo político que pode dispor de 350 mil Reais cash hoje em dia.

        Versão 2: O cara ganhou 350 mil reais pra matar bolsonaro Segundo a inteligência já no interrogatório com todos os seus direitos respeitados o preso estaria com um extrato bancário de uma transferência feita no dia de hj para sua conta no valor de 350 mil reais para segurar esse homicídio que graças a Deus não aconteceu. Esse lixo petista recebeu R$ 350,000 para matar o presidente Bolsonaro!! Quem do PT pagou?

        PF diz que militante que tentou assassinar Bolsonaro recebeu R$ 350 mil?

        A tal mensagem se espalhou muito e está reforçando a tese (como falamos antes, não comprovada e nem cogitada oficialmente) de que há algum partido político por trás do crime. Só tem um detalhe: a informação não procede. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

        (…)

        Vamos raciocinar sobre o “enredo da trama”: o sujeito dá uma facada em um candidato e a Polícia Federal descobre um extrato de uma transferência de R$ 350 mil para a conta dele. Se você é uma pessoa esperta, concorda comigo que essa informação seria dada por toda a mídia e em manchetes. Agora, sabe em quantos veículo de mídia confiáveis saiu a informação? Zero.

        Sim! Uma informação bombástica dessas está circulando apenas pelo WhatsApp e pelo Facebook. Mais desconfiados de que a informação é falsa, resolvemos levar em consideração uma última hipótese: a de que a informação “vazou” de alguém envolvido nas investigações. Foi aí que buscamos a “fonte da informação”.

        Na maioria das mensagens, é citado um nome de usuário do Facebook. Ao buscar mais detalhes chegamos a um post do Facebook de 00:29 do dia 07/09/2018. Ficamos curiosos e resolvemos ler os comentários da postagem. E descobrimos duas coisas que “cravam” que a informação é falsa.

        A primeira é em relação à fonte da informação: o sujeito atribui a informação a “rádios de Minas Gerais”. Em outro trecho, ele chega a citar o site O Antagonista, a Rádio Itatiaia de Belo Horizonte e o Jornal Tribuna de Minas. Resolvemos, então, fazer uma busca interna nestes sites. Buscamos pelos termos “350 mil” e “transferência” na busca interna.

        Não encontramos nada no Jornal Tribuna de Minas (pode ver aqui e aqui), no Antagonista (você pode ver aqui e aqui. Detalhe: no Antagonista há umcomentário que faz a acusação. Obviamente, comentário não é fonte) e na Rádio Itatiaia (aqui e aqui). Há três hipóteses: ou procuramos mal, ou o sistema de buscas dos três sites é ruim ou a informação não foi publicada nos sites.

        O segundo elemento que corrobora para que a informação seja falsa vem da própria pessoa que publicou. Depois de perguntado se a informação era confirmada em um comentário, ele disse o seguinte: “Não. Foi divulgado – em vários veículos – mas a existência disso e das implicações, se houverem, será dada pela polícia em momento apropriado”.

        Já falamos do texto “versão 1” (que viralizou). Ao buscar o texto “versão 2”, descobrimos que ele é mais antigo ainda (as primeiras publicações se deram pelas 17 horas de 06/09/2018). Assim como o “1”, ele também não cita fontes confiáveis e não foi confirmado.

        Resumindo: a informação que aponta que a Polícia Federal encontrou extratos de R$ 350 mil com Adélio Bispo dos Santos não procede. A história surgiu em redes sociais, usa como fonte veículos que não citaram essa notícia (há apenas um comentário a respeito) e nem a Polícia Federal ou veículos confiáveis citaram essa informação. Ou seja, boato.

  3. De acordo com a corregedoria fez m…!
    Deu sorte dos imbecis não saírem correndo e deixar o Delegado com cara de bun..
    Caso um destes dois animais estivesse armado ele estaria em desvantagem e não poderia, se quer, dar início a abordagem. Pior ainda seria se um dos dois tivesse dado um tiro tentando acertar o Delegado e acertasse um transeunte. Tudo errado.
    Felicito ao Delegado que deu muita sorte em tamanha incoerência.

    Doc. War
    Tem como deixar um espaço só para Youtube ou só para vídeos?
    Essa mulher e Bolsominions são insuportáveis. Duzentos vídeos por segundo. Tem como barrar esse monte de vídeo? Já deu. Eles nem escrevem mais… Ficam só mandando vídeo. Até o ruminante do Cascavel com 200 nicks diferentes ainda escreve algo apesar de ser um saco. Os caras sequestraram o Flit. É só Luladrao mito isso vote certo. O Santa paciência….

  4. Vox Populi: Candidato de Lula, Haddad já aparece em primeiro com 22%

    13 de setembro de 2018 por Esmael Morais

    Uma nova pesquisa CUT/Vox Populi aponta Fernando Haddad (PT) em primeiro com 22% das intenções de voto ao ser associado a Lula. Jair Bolsonaro (PSL) aparece em segundo com 18%.

    Ciro Gomes (PDT) tem 10%. Marina Silva (Rede) tem 5% e Geraldo Alckmin (PSDB), 4%, respectivamente.
    Brancos e nulos somam 21%.

    O Vox Populi ouviu 2 mil eleitores em 121 municípios entre 7 e 11 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para cima ou para baixo. O índice de confiança chega a 95%.

    O resultado se deve ao fato do Vox Populi associar diretamente o nome de Haddad ao de Lula.

    Segundo Marcos Coimbra, diretor do instituto, não se trata de uma indução. “Esconder o fato de que o ex-prefeito foi indicado e tem o apoio do ex-presidente tornaria irreal o resultado de qualquer levantamento.”

    “É uma referência relevante para uma parcela significativa dos cidadãos. Chega perto de 40% a porção do eleitorado que afirma votar ou poder votar em um nome apoiado por Lula”. Completou Coimbra.

  5. Vox Populi: Candidato de Lula, Haddad já aparece em primeiro com 22%

    13 de setembro de 2018 por Esmael Morais

    Uma nova pesquisa CUT/Vox Populi aponta Fernando Haddad (PT) em primeiro com 22% das intenções de voto ao ser associado a Lula. Jair Bolsonaro (PSL) aparece em segundo com 18%.

    Ciro Gomes (PDT) tem 10%. Marina Silva (Rede) tem 5% e Geraldo Alckmin (PSDB), 4%, respectivamente.
    Brancos e nulos somam 21%.

    O Vox Populi ouviu 2 mil eleitores em 121 municípios entre 7 e 11 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para cima ou para baixo. O índice de confiança chega a 95%.

    O resultado se deve ao fato do Vox Populi associar diretamente o nome de Haddad ao de Lula.

    Segundo Marcos Coimbra, diretor do instituto, não se trata de uma indução. “Esconder o fato de que o ex-prefeito foi indicado e tem o apoio do ex-presidente tornaria irreal o resultado de qualquer levantamento.”

    “É uma referência relevante para uma parcela significativa dos cidadãos. Chega perto de 40% a porção do eleitorado que afirma votar ou poder votar em um nome apoiado por Lula”. Completou Coimbra.

  6. Estimado Guerra, frequento esse espaço democratico desde muito, e, sou testemunha dos embates aqui travados, mas, s.m.j., essa moça nao exerce direito de expressao. Posta, posta, posta, recorta-e-cola de forma insana, vazia, sem nexo e conteudo. Nao sustenta debate algum, enfim, assemelha-se a um “robo imbecilmente programado”, tornando enfadonha a leitura, pois, sao “copias” métricas sem sentido algum. Pelo privilegio do conteudo, solicito-lhe que em nome do “conteúdo, do debate, da controversia com conteudo”, que, se obste esses “spans insanos e imbecis”.

  7. “Dei voz de prisão aos acusados e os mandei deitar na ponte com as mãos na cabeça. Depois, pedi apoio para conduzi-los ao distrito e autuá-los em flagrante por furto qualificado”

    Será que ele pediu apoio da PC ou da PM (instituição tão criticada pelos delegados) ?

  8. Quinta, 13 de Setembro de 2018 – 10:20

    CNT/Vox Populi: Haddad passa Bolsonaro e lidera quando aparece como apoiado por Lula
    CNT/Vox Populi: Haddad passa Bolsonaro e lidera quando aparece como apoiado por LulaFoto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
    O candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), ultrapassa Jair Bolsonaro (PSL) e assume a liderança das intenções de voto quando apresentado como candidato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). É o que mostra a pesquisa CUT/Vox Populi, divulgada nesta quinta-feira (13).

    Quando colocado na condição de “apoiado por Lula”, Haddad alcança 22%, enquanto Bolsonaro cai para segundo, com 18%. Veja abaixo os resultados completos deste cenário da pesquisa estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados ao entrevistado:

    Fernando Haddad (PT), apoiado por Lula – 22%
    Jair Bolsonaro (PSL) – 18%
    Ciro Gomes (PDT) – 10%
    Marina Silva (Rede) – 5%
    Geraldo Alckmin (PSDB) – 4%
    Outros – 5%
    Ninguém/Branco/Nulo – 21%
    Não soube ou não respondeu – 16%

    CANDIDATO DE LULA
    O instituto Vox Populi, responsável pela pesquisa, também perguntou aos entrevistados se eles reconhecem Haddad como o nome apoiado pelo ex-presidente. Em resposta, 53% deles disseram reconhecer o petista como candidato de Lula.

    No entanto, ele é o menos conhecido entre os postulantes a ocupar o Palácio do Planalto: 42% informam saber de quem se trata e outros 37% afirmam conhecê-lo só de nome. O desconhecimento é maior justamente na parcela mais propensa a seguir a recomendação de voto de Lula, os mais pobres e menos escolarizados.

    Além disso, o melhor desempenho de Haddad é no Nordeste. Na região, ele atinge 31% dos votos. Sua pior performance eleitoral é no Sul, onde ele aparece com apenas 11%, mesmo quando associado ao ex-presidente.

    O Vox Populi ouviu 2 mil eleitores em 121 municípios, entre os dias 7 e 11 de setembro. A margem de erro é de 2 percentuais, para mais ou para menos. O índice de confiança do levantamento é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-01669/2018.

    • Kkkkkkkkm
      Aíiiiii
      Minha úlcera. …
      Kkkkkkkk
      Fala sério Guerra
      Essa foi pra perder o rumo….
      Fiquei sem saber donde vinha nem pronde ia….Kkkkkkkk

      CUT/VOXPOPULI

      ESSA FOI PRA ACABAR CONDE GUERRA!!!

  9. escriludida………sonha……..
    neste momento a adpesp esta ao vivo pelo face os debates para indicar um possivel dgp

  10. TEM Q TER SACO PRA LER ESSAS BOSTAS DESSA ESCRIBOSTA.
    O POST É SOBRE UMA OCORRÊNCIA !!
    SE TOCA

  11. Qual dos candidatos obterá votos suficienes para ira ao 2º turno com o Hadda?

    Façam suas apostas. Mas sejam realistas. E não adianta nada ficar “agredindo nas postagens”, aqueles que não vão votar no candidato mitológico. Agira pe a hora de divulgar os programas de governo.

  12. Adeus, Bolsonaro; Vox Populi mostra a agonia do pangaré velho

    13 de setembro de 2018 por Esmael Morais

    O instituto Vox Populi mostrou que Fernando Haddad (PT) ‘virou’ e lidera a disputa presidencial com 22% das intenções de voto. De acordo com o levantamento, o “pangaré velho” (by Jair Boslonaro, do PSL) tem 18%, seguido de Ciro Gomes (PDT), que tem 10%.

    De acordo com a sondagem divulgada hoje (13), Marina Silva (Rede) caiu de 11% para 5%; Geraldo Alckmin (PSDB), também caiu, de 7% para 4%.

    Pelo Vox Populi depreende-se que Haddad vestiu bem o figurino de vítima do golpe que derrubou o PT [em 2016] e que Bolsonaro pouco se “beneficiou” da facada. Pelo contrário, agoniza. O ex-capitão do Exército está há uma semana fora do combate.

    O coordenador da campanha do presidenciável do PSL, Major Olímpio (PRTB), acusou o golpe: ‘sem Bolsonaro, não temos essa capacidade de levar milhões às ruas.’

    Sem Bolsonaro nas ruas, quem avançará para o 2º turno contra Haddad?

    Pelo andar da carruagem, Bolsonaro pode se converter num velho pangaré paraguaio – que saiu em disparada, mas não conseguiu manter a dianteira.

    • É policial?
      Se sim…Tem bom histórico
      Se não é nhill.
      Policial tem que votar em policial.

      • Ele não é policial, mas há vários projetos aprovados e não aprovados dele. Mesmo não sendo policial ele fez muito mais que alguns policiais que esteve na câmara legislativa de SP.

  13. CUT VOXPOPULI

    ESSA FOI PARA ENCOMENDAR UM NOVO RIM

    KKKKKKKKKKKKKKKKKM

    JESUIS
    KKKKKKKK

    CUT

    Vamos crer numa pesquisa da CUT

    Aiiii
    CHUPÁ ESSA UVA….CONDE GUERRA!

  14. Escriludida disse:
    13/09/2018 ÀS 9:14

    llllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll

    acorda escriludida… ta postando pesquisas que não diz a verdade ????
    esta pesquisa que tu postou é a do VOX POPULI…. instituto que sempre trabalhou para o PT do LULA…
    me mostre onde é que esta registrado no tse ESTA PESQUISA….
    NÃO TEM NÉ ???? ELA É FALSA… É A FAMOSA FAKE……É A SERVIÇO DOS PETRALHAS…

    PURA ENGANAÇÃO…..

    É MITO 2018 —

    • Assista o vídeo que postei às 21:31 hs., quaser no final do vídeo, Eduardo Guimarães menciona das providências que irá tomar, para que haja uma investigação da PF; pois fraudar pesquisa eleitoral é crime.

  15. QUALQUER PESQUISA DO VOX POPULI … É A SERVIÇO DOS PETRALHAS…………………..

  16. O Instituto Vox Populi, conhecido por sempre apresentar pesquisas com resultados favoráveis ao PT, tem um longo histórico de envolvimento em fraudes e crimes. E ALEM DO MAIS ESTA RECENTE FRAUDE DE PESQUISA FOI ENCOMENDADA PELA cut….

    da p acreditar nisso ???????????????

    é mito no primeiro turno………………..

  17. qualquer pesquisa publicada pela vox populi é a serviço dos petralhas….
    p^ja não chega aquele jornal de são paulo ?????????????????tal de folha……………

  18. Percebo que esses trilhos eram da antiga FEPASA, saqueada pelo Mario Covas e demais comparsas do PSDB. Enfim, parabéns ao Dr. pelo feito. Agiu sozinho? Se arriscou demais.

  19. 13 DE SETEMBRO DE 2018, 22H31

    #EleNao: Campanha contra Bolsonaro é um dos assuntos mais comentados do mundo

    Mulheres deram o pontapé inicial de uma campanha contra o candidato do PSL e a tag #EleNao, em referência ao militar da reserva, já é o assunto mais comentado do Twitter no Brasil e está entre os mais populares do mundo

    Reprodução/Twitter
    Por Redação
    Depois da divulgação do grupo de mulheres no Facebook que se posicionam contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), foi dado início a uma intensa campanha online contra o militar da reserva e suas propostas conservadoras e reacionárias.

    Nesta quinta-feira (13), a hashtag #EleNao, em referência ao militar da reserva, alcançou o primeiro lugar dos Trending Topics do Twitter no Brasil e está entre as tags mais utilizadas do mundo.

    Nas postagens, internautas explicam os motivos pelos quais não votam em Bolsonaro e expõem declarações e propostas consideradas machistas, homofóbicas ou racistas. Muitos dos que estão participando da mobilização se recusam, inclusive, a escrever o nome do candidato.

    Confira a repercussão.

    https://www.revistaforum.com.br/elenao-campanha-contra-bolsonaro-e-um-dos-assuntos-mais-comentados-do-mundo/

  20. Dois malas tentaram roubar um trilho e foram devidamente presos por um policial competente. O PSDB roubou todo o sistema ferroviário do estado de São Paulo, mas, infelizmente, nem o Robocop conseguiria impedir.

  21. POR XP POLÍTICA EM MERCADOS / POLITICA 14 SET, 2018 11H24

    Haddad versus Bolsonaro é o cenário mais provável para o 2º turno, aponta XP Política

    Candidato do PT tende a crescer, se distanciando do “segundo pelotão” temporário em que hoje está ao lado de Alckmin, Ciro e Marina Silva; caminho para o tucano está mais difícil

    https://images.immedia.com.br//31/31581_2_EL.jpg?c=201809141124

    Fernando Haddad e Jair Bolsonaro
    (Reprodução)

    Bolsonaro derruba rejeição e vai a 26%; Haddad empata com Ciro no Nordeste e chega a 10%, mostra XP/Ipespe
    Desde o início da corrida, temos dividido a disputa em duas: uma “vermelha”, em que Fernando Haddad e Ciro Gomes se debatem pelo espólio de Lula, e outra “azul”, em que Geraldo Alckmin, embalado pela estrutura partidária e pelo latifúndio na TV, briga para “tomar de volta” os votos de Jair Bolsonaro, retidos pelo apelo anti-establishment e anti-PT e pelo desgaste do PSDB.
    Quanto a Marina Silva, não havia cenário em que tivesse relevante chance de vitória. Além da sabida falta de tempo de TV, estrutura e apoios, seus eleitores são pouco convictos, tendem a decidir seus votos muito em cima da eleição e têm -acima da média- a TV como principal meio que os influencia (dados da nossa pesquisa proprietária).

    No lado azul, até semana passada, a dinâmica se postava como “Alckmin usará a TV para fazer crescer a rejeição a Jair Bolsonaro” para, em seguida, consolidar a imagem de que o deputado perderia a eleição para o PT, o que seria suficiente para recuperar o voto azul. Justiça seja feita ao marqueteiro de Alckmin, a tática estava de fato surtindo efeito – todos os principais institutos capturaram um crescimento na rejeição de Bolsonaro com poucos dias de propaganda na TV, e a sua clara fragilidade em uma disputa de segundo turno contra quem quer que seja seu adversário. Aliás, para quem duvidou que os fatores tradicionais seriam importantes nessa eleição, até o dia 5 de setembro, 79% dos eleitores disseram ter visto mensagens de candidatos na TV, 53% na internet, 31% no rádio e 27% no Whatsapp (XP-Ipespe Round 16).

    Mas o atentado a Jair Bolsonaro atingiu também a campanha de Alckmin. O ataque parou os tucanos por uma semana e fez os 9 segundos de propaganda do deputado se transformarem em 24 horas diárias de cobertura midiática, o que, por evidente, mudou a dinâmica das coisas. Por paradoxal que seja, as campanhas presidenciais no Brasil parecem ter o cisne negro como uma constante.

    O questionamento agora é se, no momento em que o ataque mais pesado voltar – provavelmente já este final de semana –, ele surtirá ou não o mesmo efeito. E, ainda que surja, é necessário notar que a distância entre os dois aumentou, e, mesmo que haja muito voto útil e que Bolsonaro devolva os eleitores que o efeito emocional lhe rendeu, Alckmin depende de algum nível de sorte/erro dos adversários para subir o quanto precisa para ir ao segundo turno, onde viraria favorito rapidamente. Está mais difícil a vida do tucano hoje que dez dias atrás, e o tempo está mais curto.

    Jair Bolsonaro, agredido e hospitalizado, aumentou seu teto. Alcançou os 20% na espontânea e pontua entre 23% e 26% na estimulada dos principais institutos. Mas não resolveu sua eleição neste fato, e a exploração política do ataque pelo lado bolsonarista tem sido pobre. A foto desde a UTI hospitalar fazendo gesto de metralhadora é a evidência visual de que o político do PSL perdeu o primeiro momento de se colocar como o estadista que não é. Esse tempo se esgotou totalmente? Não. Mas em poucos dias as coisas já começarão a ter cara de notícia velha, caso novas informações, especialmente ligadas ao atacante, ou alguma alteração considerável em seu quadro clínico não forem a público.

    A soma do pífio aproveitamento do fato político gerado pelo ataque e da desorganização que virou sua campanha sem o “número 1” para coordenar os diferentes grupos rivais tem impedido um importante reposicionamento da campanha de Bolsonaro. Mas ainda assim ele tem um caminho claro para chegar ao segundo turno.

    No lado vermelho, o candidato que assustou os adversários nos últimos dias foi Ciro Gomes. O susto não tem sua razão de ser, uma vez que era óbvio o crescimento de Ciro no vácuo do PT, assim como é grande a convicção de que ele devolverá votos a Fernando Haddad, o candidato de fato competitivo da centro-esquerda. Ciro, para ir ao segundo turno, precisa de um acidente na campanha petista, coisa que não temos visto. Ciro estará, de certa forma, para Haddad como Álvaro Dias está para Alckmin. Toma alguns votos regionais no mesmo perfil eleitoral mas não mete medo.

    Fernando Haddad é a novidade da semana. Depois da astúcia tática de Lula de manter sua candidatura até ser derrubado pelo judiciário, coisa que evitou que os votos do PT se espalhassem, Haddad agora passará a fazer campanha. Não é exagero dizer que, com o PT em campanha, as eleições começaram de fato.

    Na ponta, no contato com o eleitorado mais pobre, o PT levará com força o nome de Fernando Haddad – mas aceita votos em “Andrade”, ou “Adauto”, ou como o eleitor quiser chamar o seu candidato, assim como aceitou os votos em “Vilma” em 2010. Ele vai crescer nas pesquisas das próximas semanas, e, se nada de anormal acontecer, estará no segundo turno, embalado por uma campanha publicitária tocada por marqueteiros que, até agora, tem feito um bom trabalho acertando o tom emocional e a leitura política da corrida.

    Veremos movimentos de votos nos próximos dias. Haddad tende a crescer, se distanciando do “segundo pelotão” temporário em que hoje está ao lado de Alckmin, Ciro e Marina Silva. O movimento reforça nossa estrutura original, de duas disputas pelas vagas azul e vermelha, o que faz o caminho para Geraldo Alckmin ficar ainda mais difícil.

    Sua ida ao segundo turno não pode ser descartada, mas certamente está mais improvável. Sua campanha deve dobrar a aposta contra Bolsonaro e partir novamente para o ataque, mesmo com potencial de dar errado. Alckmin poderá ainda crescer, mas a principal aposta da XP Política hoje é um segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

  22. não existe registro do vox populi no STE… esta fajuta pesquisa não tem validade………….éla é falsa………

    qual meio sério e importante da midia publicou esta pesquisa fake.???????????… NENHUM……………

    MOTIVO==== PORQUE É FAKE…………..

    • O Vox Populi ouviu 2 mil eleitores em 121 municípios, entre os dias 7 e 11 de setembro. A margem de erro é de 2 percentuais, para mais ou para menos. O índice de confiança do levantamento é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-01669/2018.

  23. PORQUE A GLOBO- NADA FALOU DESTA PESQUISA…
    PORQUE A BAND TAMBEM NÃO…..
    MUITO MENOS A RECORD …………

    O MOTIVO É ===== FAKE,,,,,,,,,,,,

  24. VÍDEO: O apelo do padre Marcelo para que desmintam apoio a Bolsonaro

    Publicado por Joaquim de Carvalho – 14 de setembro de 2018

    O áudio mencionado por ele tem 9 minutos e 21 segundos, em que o imitador do padre Marcelo relativiza a tortura, elogia general Mourão e pede voto em Bolsonaro.

  25. escriludida qual pais a esquerda consertou ou melhorou nem a russia que ouvir falar de esquerda….

  26. PSDB 24 anos de governo em SP – CHEGA NÉ ?
    PT 13 anos no governo Federal – CHEGA NÉ ?

    Louco é quem não nuda de opinião.
    Tem muita pessoa que faz partido politico virar religião em sua vida.

    Se até alguns políticos mudam de partido, por que tem eleitor BURRO que deixa ser guiado sempre pelo mesmo partido por toda a sua vida?

    Por causa de pessoas assim o Brasil ta na merda, ainda tem gente que insiste em votar no Aécio, Dilma, Renan Calheiros, Lula, Alckmin, etc.

    Vou votar no Bolsonaro, se ele vai se bom ou ruim eu não sei, só não posso esperar resultados diferentes votando nos mesmo políticos de sempre.

    Tem que acabar reeleição.

  27. Esse blog tá difícil de acompanhar ultimamente, muito spam de vídeo do you tube e guerra política presidencial, até entendo que o momento merece discussão mas ficar enchendo o blog de coisas de esquerda ou direita, parece tipo quem gritar mais alto ganha hahaha, e se for pra discutir política que seja pra governador né, que nos é mais pertinente.

  28. Dr. Guerra.

    É seu o Blog, mas, infelizmente terei de deixar de acompanhar por estar insustentável/insuportável as colocações/postagens da Escriludida.

    Sorte a todos pessoal.

Os comentários estão desativados.