Tribunal de Justiça absolve o ex-prefeito Ricardo Akinobu Yamauti ( pessoa digna e honesta ), condenando o atual prefeito Alberto Pereira Mourão – PSDB – de Praia Grande por associação criminosa com empreiteiras para o fim de desviar para si recursos públicos mediante fraudes continuadas em processo licitatório 8

Bem merecida essa condenação, prejudicou politicamente São Vicente e o governador Marcio França por inveja!

 

0017711-62.2011.8.26.0477 Julgado
Classe:
Apelação
Área :
Cível
Assunto: DIREITO ADMINISTRATIVO E OUTRAS MATÉRIAS DE DIREITO PÚBLICO-Atos Administrativos-Improbidade Administrativa
Origem: Comarca de Praia Grande / Foro de Praia Grande / Vara da Fazenda Pública
Números de origem:
0017711-62.2011.8.26.0477
Distribuição: 12ª Câmara de Direito Público
Relator: SOUZA MEIRELLES
Volume / Apenso: 9 / 1
Outros números: 1468/2011
Valor da ação: 6.796.555,77
Última carga:
Origem: Gabinete do Desembargador / Souza Meirelles.  Remessa: 02/10/2018
Destino: Serviço de Processamento de Grupos/Câmaras / SJ 4.6.1 – Serv. de Proces. da 12ª Câmara de Dir. Público.  Recebimento: 02/10/2018

Apensos / Vinculados

Imediata indisponibilidade de bens.
Perda de cargo e suspensão dos direitos políticos por 5 (cinco) anos´.
pagamento de multa civil no montante de TREZE MILHÕES DE REAIS
Multa de 20 (vinte) vezes a última remuneração do cargo de Prefeito.
Ao contrário do condenado Alberto Pereira Mourão, o ex-prefeito  Ricardo Akinobu Yamauti foi absolvido.
 Resultado de imagem para Ricardo Akinobu Yamauti
Nosso estimado amigo , desde os tempos da Peixaria no Parque Bitaru ( do pai e tio ) , foi o maior construtor de Praia Grande e  um dos melhores  engenheiros dos anos 1970/1980.
Foi se envolver na Política  e com o “grupo” do  Alberto Mourão, acabou perdendo toda a fortuna e a saúde.
Era honesto!
A Construtora Yamauti , em média, sempre manteve cerca de 250 apartamentos em estoque ( novos ).
Nos dias de hoje, o Ricardo não possui único Kitnet pra chamar de seu.
Fica aqui a nossa homenagem ao ex-companheiro do Rotary Praia de São Vicente.

Jair Bolsonaro, antes de fazer besteiras e inimigos , lembre-se do juramento em 1975 de Yasser Arafat a Geisel: O BRASIL JAMAIS SOFRERÁ UM ATENTADO TERRORISTA PRATICADO POR UM PALESTINO 98

Yasser_Arafat01Resumidamente, por me faltar a memória, mas as relações do Brasil com a Palestina vem de longa, mais precisamente durante o Governo do General Ernesto Giesel ( 75/78 ), período de aprofundamento das relações do Brasil com os povos árabes e especialmente o aprofundamento das relações do Brasil com a OLP de Yasser Arafat, reconhecido como seu legítimo representante e apoiando a autodeterminação do povo Palestino e da criação do Estado .

Os nossos  Generais   durante o chamado regime militar, por meio de nossa representação diplomática, naquela época, aprovaram uma RESOLUÇÃO  DA ONU , durante  Assembleia Geral (3379, de 10 de novembro de 1975) comparando o SIONISMO  ao RACISMO e ao APARTHEID.

Em razão disso os EUA e ISRAEL passaram a acusar os militares de torturadores e executores que desrespeitavam os direitos humanos

Não obstante os protestos , em 1979, logo no começo do governo do General João Batista Figueiredo, se deu a instalação de um escritório  no Brasil, na forma de ESCRITÓRIO DE REPRESENTAÇÃO da OLP.

Como se vê,  relação fraterna do Brasil com a Palestina vem de décadas; nunca teve nada a ver com a ESQUERDA.

E por paradoxal que para alguns possa parecer nossos militares jamais form bajuladores dos EUA, não obstante um certo alinhamento em relação à Guerra Fria.

Isto, por si só, torna risível o puxa-saquismo do Bolsonaro aos EUA e a ISRAEL,  e essa ideia perigosa de mudar a Baixada de Israel e cortar relações com os Palestinos.

LEMBREM-SE : O Brasil nunca sofreu um atentado terrorista ( não pelo fato de os nossos judeus e árabes serem mais bonzinhos ) pelo juramento feito por Yasser Arafat a Geisel; como demonstração de sua gratidão pelo reconhecimento da OLP.

Resultado de imagem para geisel e figueiredo