Coronel PM administrando presídios = tortura, corrupção e rebeliões descontroladas…( Experiente, Lourival Gomes não se interessou em assinar PPP. com O ( onde ) N ( óis ) G ( anha ); vazou antes do desastre que se avizinha ) 16

Doria chama ex-comandante da PM para administrar superlotados presídios de SP

Coronel Nivaldo Restivo deve assumir Secretaria da Administração Penitenciária

7.dez.2018 às 13h17

Rogério Pagnan Rogério Gentile São Paulo

Ex-comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo, o coronel Nivaldo Restivo, 53, deve ser anunciado nos próximos dias pelo governador eleito João Doria (PSDB) como o futuro secretário da Administração Penitenciária, responsável pela gestão de 171 unidades prisionais, com capacidade para 140 mil presos e população atual de cerca de 227 mil presos.

Nivaldo Restivo, ex-comandante-geral da Polícia Militar de SP
Nivaldo Restivo, ex-comandante-geral da Polícia Militar de SP – Divulgação/PMSP

Atual chefe de gabinete de Mágino Alves Barbosa Filho na Secretaria Estadual da Segurança Pública, o oficial tem no currículo o comando de tropas elite, como a Rota, e participação indireta na ação policial conhecida como massacre do Carandiru, em 1992, que resultou na morte de 111 presos. À época, era tenente no Batalhão de Choque e responsável pelo suprimento do material logístico da tropa em ação.

Restivo assumirá no lugar de Lourival Gomes, secretário que trabalha no sistema prisional há 47 anos e um dos maiores conhecedores do assunto no país.

Desde que assumiu cargos de relevo em março de 2006, após os ataques do PCC pelo estado, Lourival conseguiu estancar a crise nos presídios —praticamente zerando as rebeliões e uma série de mortes no sistema prisional, apesar de uma superlotação crescente. 

Lourival passou a comandar a pasta dos presídios em março de 2009, no lugar de Antônio Ferreira Pinto, que migrou à época para a Segurança Pública.

Ameaçado há anos pelo PCC, Lourival vive uma rotina de forte esquema de segurança e é avesso a entrevistas. A última vez que concedeu entrevista a jornalistas foi sobre operação de inteligência da secretaria que desencadeou uma das maiores operações contra a facção, a Operação Echelon.

Filho de um sargento da Polícia Militar, o ex-comandante da PM ganhou prestígio na cúpula da Segurança Pública após conseguir realizar um trabalho eficaz de combate ao crime e reduzir uma série de indicadores de violência. Quando Márcio França (PSB) assumiu o governo, foi convidado para assumir a vaga de chefe de gabinete da secretaria. 

Para a Secretaria da Segurança Pública, Doria anunciou no mês passado um general da reserva –João Camilo Pires de Campos. Será a primeira vez que um nome do Exército comanda a pasta desde 1979, quando Erasmo Dias foi titular da secretaria.

O nome de Restivo para a SAP agradou a setores do Ministério Público e da própria Polícia Militar que defendem que o Estado amplie a ofensiva contra o PCC, facção criminosa nascida nos presídios paulistas nos anos 1990 e que, estima-se, controla hoje 90% do sistema prisional paulista.

Manter o controle dos presídios será, inclusive, um dos grandes desafios para o futuro secretário dos presídios já que deverá herdar o sistema com Marco Camacho, o Marcola, transferido para um presídio federal. Ainda é incerta qual será a reação dos outros presos se a movimentação se concretizar, de fato.

A transferência foi pedida pelo Ministério Público em razão da descoberta de um plano de resgate dos chefões do PCC, incluindo Marcola, do presídio do interior do estado onde estão confinados. A descoberta do plano foi feita pelo serviço de inteligência da SAP e compartilhada com outros órgão de segurança.

A permanência de Lourival Gomes era dada como certa até o início desta semana. Segundo pessoas ligadas ao novo governador, o que teria pesado na decisão do tucano de mudar o comando da pasta foi uma conversa entre Doria e o secretário sobre a construção de novos presídios, por meio de parceiras com a iniciativa privada, as PPPs. Gomes não teria demonstrado empolgação, o que frustrou o novo gestor.

 

    • Rodrigo,

      Estou falando de oficial PM!
      E lembrando dos tempos em que um famoso coronel foi diretor da Casa de Detenção de São Paulo (Carandiru ) ; o que não deve ser da sua época!
      Fez escola na arte do peculato e malversação de verbas em proveito próprio.
      Aliás, especialidade de muitos oficiais!
      Espero que o futuro Secretário não seja um deles.

  1. Rodrigo, esta certo : ainda o caso da Casa de Detenção ainda esta na memória dos presidiários. Eu acho uma boa e mesmo tempo acho temerário. O ÓDIO NUNCA SE APAGA, AINDA MAIS NESTE ANTRO DE CRIMINOSOS. TODOS NÓS DESEJAMOS TODA SORTE.

  2. Uai? Não foi o capelão da PM que foi em cana por causa de desvio de dinheiro? E não teve a licitação fraudulenta de computadores na PM? E o caso da coronela de Guarulhos?

  3. E o caso do “coroné” Batista propineiro do “presidente” e o mega fraudador de licitações da PM “coroné” Afonso que comprou vários imóveis de alto padrão em condomínios de Sorocaba. E aquela prestação de contas do GPS da SSP que nunca era aceita pelo Tribunal de Contas da União, vez que dizia respeito a verbas da SENASP a serem aplicadas em programas das polícias estaduais mas na verdade eram surrupiadas. Muito longe de ser ‘RESERVA MORAL DO ESTADO” e ficar cuidando do quintal do vizinho. Batem a carteira e apontam para os outros gritando pega ladrão.

    • Marte29,

      Com toda honestidade e pureza, penso que ele deveria ter nomeado outro ASP!
      Prestigiando essa nobre e sofrida carreira que apenas quem trabalhou diretamente com eles conhece suas competências!
      Só eles sabem como tratar com a complexidade do sistema.

  4. As cadeias vão virar. Nada contra o coronel, mas tinha que ser alguém da sap.
    Eles conhecem as entranhas do sistema.
    Mesmo assim, boa sorte ao coronel.

    • Conhecem e não fazem nada. Se submeteram aos presos e à Facção.
      São inúteis.
      Oxalá o Reativo tenha culhão é faça o que deve ser feito.
      De vários defeitos que os Oficiais da PM possuem…o Cel Restivo nunca foi da vala comum.
      Nunca esteve envolvido com corrupção. E NUNCA FOI COVARDE!

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s