Delegados que faltaram com a honestidade e moralidade funcional passarão o Natal em casa…( Aproveitem a ceia gorda, minguará nos próximos anos! ) 12

Ministro do STJ manda soltar quatro policiais paulistas envolvidos em tiroteio em Minas

Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça, deu liminar em habeas corpus em favor do delegado Bruno Martins Magalhães Alves, da Polícia Civil de São Paulo, preso desde 21 de outubro; decisão acolhe argumentos da defesa sobre ‘ilegalidade’ da custódia preventiva e se estende a outro delegado e dois investigadores

Paulo Roberto Netto

14 Dezembro 2018 | 19h27

Troca de tiros entre os policiais civis aconteceu no estacionamento de um hospital de Juiz de Fora, na Zona da Mata Mineira Foto: Fernando Priamo/Tribuna de Minas

O ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça, concedeu liminar de habeas corpus e mandou soltar o delegado Bruno Martins Magalhães Alves, da Polícia Civil de São Paulo, envolvido no tiroteio com policiais de Minas, em outubro, entrevero que culminou na morte de um agente da polícia mineira e deixou outras duas pessoas feridas. A decisão do ministro do STJ é extensiva aos outros policiais civis de São Paulo que também participaram da operação em Minas.

A troca de tiros ocorreu no dia 20 de outubro no estacionamento de um condomínio de consultórios médicos ligados ao Hospital Monte Sinai, em Juiz de Fora (MG). Segundo a Polícia Civil mineira, os policiais  davam cobertura a uma transação possivelmente ilegal entre dois empresários. A negociação deu errado quando se descobriu que parte das notas de real que seriam trocadas por dólar eram falsas.

Conforme a Polícia Civil de Juiz de Fora, os policiais de São Paulo estavam fazendo abordagens de armas em punho, quando dois agentes de Minas Gerais teriam se identificado como policiais e tentado rendê-los. Outros policiais paulistas que estavam na retaguarda teriam iniciado o tiroteio. A intensa troca de tiros só parou quando viaturas das polícias Civil e Militar cercaram a área.

Com a decisão liminar, os investigadores Caio Augusto Freitas Ferreira de Lira e Jorge Alexandre Barbosa de Miranda e o delegado Rodrigo Castro Salgado da Costa também serão beneficiados e deixarão o Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem (MG). Todos vão responder ao processo em liberdade.

A decisão teve como base o pedido de revogação impetrado pelo advogado Leonardo Pantaleão, da Pantaleão Sociedade de Advogados, responsável pela defesa dos delegados Bruno Martins Magalhães Alves e Rodrigo Castro Salgado da Costa. O advogado sustentou a ‘ilegalidade da prisão’.

O ministro do STJ, ao concordar com os argumentos da defesa dos delegados da Polícia Civil de São Paulo, estendeu o efeito a todos os demais policiais paulistas presos.

COM A PALAVRA, A DEFESA

O criminalista Leonardo Pantaleão, que defende os delegados Bruno Martins Magalhães Akves e Rodrigo Castro Salgado da Costa, declarou que a decisão do ministro do Superior Tribunal de Justiça é de

‘grande relevância, pois restabelece o equilíbrio processual necessário, capaz de facilitar condições para, durante o tramitar do curso da instrução processual, viabilizar o enfrentamento puramente técnico das respectivas inculpações, o que, indubitavelmente, restaria comprometido com a perpetuação de um encarceramento prematuro, potencialmente violador do principio da não culpabilidade’.

  1. Presentão de Natal…. ficaram 60 dias presos e e vão voltar às atividades normalmente..: porém por pouco tempo, ou seja, ate o PAD da que vai culminar em uma demissão a bem do serviço público….

  2. Será que vai acabar em demissões mesmo ? Falam que esse Selfie aí tem Costa quente e correri forte .

  3. Rua. Sem ideia. Um Delpol é calça branca. Dr Selfie tá queimado mais que a rosca do do Manoel da padaria na corregedoria. Operacionais são todos peões. Agora tem que ver em quanto tempo será a rua. Até onde sei já foi recolhido arma, funcional e distintivo de todos. Engraçado é nenhum dos envolvidos vim dar pitaco por aqui, pois também sei que eles acessavam o local. Acho que não querem mais passar vergonha além do necessário.

    Fato interessante… Quem pagou o advogado foram os Delegados né? Pantaleão… Não é barato. Fiquei sabendo de colaborações$$ que foram dadas a eles. Os operacionais nem ouvi dizer do advogados deles. Na hora do chicote os Delegados se unem. Já os operacionais… Mostra bem a realidade da Civil. Eles lá e nós aqui totalmente desunidos.

    Presentão de Natal. Menos para os falecidos.

  4. Não voltarão ao trabalho. O ministro do STJ suspendeu o exercício da função pública de todos eles.

  5. Dr. Selfie se queimou, o calça branca também! foda – se se tem um J ou não. queimaram o filme grandão, tem mais que se foder.
    Lembro de um vídeo referente ao ex- delegado costa que humilhava um usuario de crack, o mesmo dizendo que se dependesse dele faria o individuo apodrecer na cadeia, olha só a situação que se encontra esse ‘ Dotor ‘ o mundo gira não é mesmo ?
    resumindo, formado em direito passou em um concurso para delegado boa pinta, um futuro brilhante com paz e prosperidade mas não, que ser o cacique do cu quente se lascou , meu filho fique na bolinha, muito exibicionismo em redes sociais sem necessidade, etc etc etc… prego que se destaca toma martelada

  6. A maioria dos delegados nova geração são assim, redes sociais, muita selfie, academia e fotos, distância de operacional que não é da equipe se for da equipe tem que fotografar e filmar o delegado e as ações, sou até favorável a divulgar as coisas boas e ruins pois somos só classificados de vagabundo e corrupto, mas tudo de modo moderado.

  7. Daqui a pouco esse habeas corpus cai. Mesmo assim vão ser beneficiados pelo Presídio Especial da Polícia Cívil.
    Espero que eles tenham feito o “pé de meia” porque vão ter que procurar emprego se já não são patrão, vão entrar na fila do desemprego que está difícil ainda mais quando se já foi policial. Por isso que eu falo quem estuda de verdade não é policial, aqui não tem pica nas galáxia, pode ser Investigador ou qualquer um que desmerece os outros colegas de profissão, isso acontece só na PC, na PM é pura irmandade e união

  8. Criminalmente falando ficou suave para eles, foram denunciados em lavagem de dinheiro(sem crime antecedente) e no porte ilegal com armas do estado, com certeza o Adv deles vai quebrar isso, podem se ferrar administrativamente, mas pelo que sei o tal de Selfie aí tem corrida forte e Costa quente, a parada inverteu feio e quem se fudeu foi os PC mineiros que vão segurar um Latrocínio.

  9. Quando os colegas falam de Dr Selfie deveriam falar o nome porque tem uns 50 Dr Selfie nessa nossa policia. Ta loco!

  10. Vai dar nada. Se forem demitidos a justiça irá Reintegra-los, os Deltas e os tira. Agora pros tira aqui de MG deu ruim com força.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s