PM preso com 900 kg de cocaína e R$ 1 milhão é transferido para o Romão Gomes 46

Por José Claudio Pimentel, G1 Santos

 


Tabletes de cocaína e armamento foram apreendidos com dupla em Guarujá, SP — Foto: G1 SantosTabletes de cocaína e armamento foram apreendidos com dupla em Guarujá, SP — Foto: G1 Santos

Tabletes de cocaína e armamento foram apreendidos com dupla em Guarujá, SP — Foto: G1 Santos

O policial militar reformado Mario Marcio da Silva, de 44 anos, flagrado pela Polícia Federal com 968,69 kg de cocaína e R$ 1.020.650 em Guarujá, no litoral de São Paulo, foi transferido ao presídio militar Romão Gomes, informou a corporação nesta sexta-feira (8). O preso é investigado por envolvimento com o tráfico internacional de drogas.

Silva foi alvo de uma operação federal que resultou interceptação de um caminhão-baú conduzido por ele e que transportava tabletes de cocaína escondidos em um fundo falso. Em um imóvel que o policial mantinha próximo à orla do Tortuga, as equipes ainda encontraram o dinheiro em espécie, um fuzil, pistolas e um bunker (sala segura) inacabado.

Logo após a conversão do flagrante em prisão preventiva (tempo indeterminado) pela Justiça Federal em Santos (SP), a defesa de Mario solicitou habeas corpus em instância superior. O desembargador federal Mauricio Kato indeferiu o pedido, mas determinou que ele fosse transferido a um quartel do Comando da Polícia Militar na região.

Dinheiro e armas foram apreendidas em casa com bunker próximo à orla do Tortuga — Foto: ReproduçãoDinheiro e armas foram apreendidas em casa com bunker próximo à orla do Tortuga — Foto: Reprodução

Dinheiro e armas foram apreendidas em casa com bunker próximo à orla do Tortuga — Foto: Reprodução

“Contudo, anoto que há risco iminente de morte, caso o paciente, policial militar da reserva, continue encarcerado em estabelecimento comum, sendo de rigor que a custódia ocorra em estabelecimento adequado à proteção da vida do paciente”, escreveu o desembargador na decisão. O investigado estava detido na Penitenciária I, em São Vicente (SP)

  1. PORQUE ROMÃO GOMES ??????????????????????????????

    este ex PM preso cheio de drogas tem que ficar preso junto com os parças dele….

    qualquer CDP serve p/ ele….

    • Não não, não é só esse reformado que deve ir para o sistema não, aquele do baep também deve ir para o sistema.
      O bravão que quebrou o braço do rapaz e também o outro que disse que iria dar um atropelo na moça também devem ser presos no sistema.
      Tudo lá junto com o Marcola.

      • Famosa???? Você quis dizer esculhambada! Essa é a schutstaffel de herr Dória e do presidente Dilmo!

  2. Os funcionários da pm estão arrebentando neste início de ano hein.
    Os caras querem deixar a pm mais famosa ainda.

  3. olsonaro se vinga proibindo o Carnaval na TV
    Blog da Cidadania
    Blog da Cidadania
    Inscrever-se270 mil
    Adicionar a Compartilhar Mais
    3.202 visualizações
    1.064 12
    Publicado em 9 de mar de 2019
    O Carnaval foi bem ruim para Bolsonaro. Teve xingamentos, fantasias laranjas e “latada” em boneco à sua imagem. Na terça (6) à noite, ele “respondeu” aos ataques com um vídeo pornográfico, generalizando atos obscenos de alguns como prática de todo folião. Não deu certo. O vídeo pornô desmoralizou o presidente. Vingativo, agora tirou o carnaval da TV.

    l
    ACESSE O SITE DO BLOG DA CIDADANIA
    http://www.blogdacidadania.com.br

  4. Escriludida disse:
    09/03/2019 ÀS 19:25
    olsonaro se vinga proibindo o Carnaval na TV
    Blog da Cidadania
    Blog da Cidadania
    Inscrever-se270 mil
    Adicionar a Compartilhar Mais
    3.202 visualizações
    1.064 12
    Publicado em 9 de mar de 2019
    O Carnaval foi bem ruim para Bolsonaro. Teve xingamentos, fantasias laranjas e “latada” em boneco à sua imagem. Na terça (6) à noite, ele “respondeu” aos ataques com um vídeo pornográfico, generalizando atos obscenos de alguns como prática de todo folião. Não deu certo. O vídeo pornô desmoralizou o presidente. Vingativo, agora tirou o carnaval da TV.

    l
    ACESSE O SITE DO BLOG DA CIDADANIA

  5. Reinaldo Azevedo fala sobre as declarações da ministra Damares Alves
    Rádio BandNews FM
    Rádio BandNews FM
    Inscrever-se319 mil
    Adicionar a Compartilhar Mais
    11.192 visualizações

  6. Já qiue o vídeo está preso na moderação, aío vai a letra da música:

    exibições
    70.850

    Terezinha
    Maria Bethânia

    O primeiro me chegou como quem vem do florista
    Trouxe um bicho de pelúcia, trouxe um broche de ametista
    Me contou suas viagens e as vantagens que ele tinha
    Me mostrou o seu relógio, me chamava de rainha
    Me encontrou tão desarmada que tocou meu coração
    Mas não me negava nada, e assustada, eu disse não
    O segundo me chegou como quem chega do bar
    Trouxe um litro de aguardente tão amarga de tragar
    Indagou o meu passado e cheirou minha comida
    Vasculhou minha gaveta me chamava de perdida
    Me encontrou tão desarmada que arranhou meu coração
    Mas não me entregava nada, e assustada, eu disse não
    O terceiro me chegou como quem chega do nada
    Ele não me trouxe nada também nada perguntou
    Mal sei como ele se chama mas entendo o que ele quer
    Se deitou na minha cama e me chama de mulher
    Foi chegando sorrateiro e antes que eu dissesse não
    Se instalou feito um posseiro dentro do meu coração

  7. hico Buarque – Vai Passar
    Paula Xavier
    Paula Xavier
    Inscrever-se3,7 mil
    Adicionar a Compartilhar Mais
    3.354.808 visualizações
    19.688 782
    Publicado em 16 de dez de 2012

  8. Cálice (Cale-se). Chico Buarque & Milton Nascimento.
    Patricia Porto
    Patricia Porto
    Inscrever-se8,3 mil
    Adicionar a Compartilhar Mais
    3.049.064 visualizaçõe

  9. Até preso Lula vence Bolsonaro e Moro
    Blog da Cidadania
    Blog da Cidadania
    Inscrever-se270 mil
    Adicionar a Compartilhar Mais
    100.984 visualizações
    15.242 438
    Publicado em 8 de mar de 2019
    Lula foi tirado da eleição presidencial de 2018 pelo ex-juiz Sergio Moro; este, movido por um projeto político próprio: aproveitar-se do cargo de juiz para tirar o ex-presidente da disputa de modo que Bolsonaro vencesse a eleição e o nomeasse ministro. Ainda assim, da semana passada para cá, Lula impôs uma derrota a Moro e Bolsonaro. Sem mover um dedo…

  10. Até preso Lula vence Bolsonaro e Moro
    Blog da Cidadania
    Blog da Cidadania
    Inscrever-se270 mil
    Adicionar a Compartilhar Mais
    100.984 visualizações
    15.242 438
    Publicado em 8 de mar de 2019
    Lula foi tirado da eleição presidencial de 2018 pelo ex-juiz Sergio Moro; este, movido por um projeto político próprio: aproveitar-se do cargo de juiz para tirar o ex-presidente da disputa de modo que Bolsonaro vencesse a eleição e o nomeasse ministro. Ainda assim, da semana passada para cá, Lula impôs uma derrota a Moro e Bolsonaro. Sem mover um dedo…

  11. Lava Jato cria estranha Fundação para pegar dinheiro!
    Filósofo Paulo Ghiraldelli
    Filósofo Paulo Ghiraldelli
    Inscrever-se203 mil
    Adicionar a Compartilhar Mais
    25.335 visualizações
    5.180 52
    Publicado em 8 de mar de 2019

  12. O que mais me indignou nessa reportagem foi saber que o PM se aposentou com 44 anos, enquanto nós precisamos implorar pro TJ SP. E agora com a reforma do Bozo, vai foder tudo.

  13. Petista é uma cartomante com Alzheimer.
    Sabe tudo sobre os próximos 4 anos, mas não lembra nada dos últimos 16.

  14. Esta Terezinha de Jesus é mulher de malandro. Apanha todos os dias, aparece na delegacia as 4 da manhã pra fazer B.O., e depois não representa.

  15. Cara essa ceguinha enche o saco. Mesmo o pessoas não dando atenção ela continua nessa. Não sei pq o Guerra não exclui as postagens dela. É irritante. Praticamente sequestra o Flit para ela. Ela fica forçando a leitura dela. Uma nazifascista. Acredito que nem a família dela deve aguenta-la.

    • A “ceguinha” voltou dos Estados Unidos onde recuperou a visão, que havia perdido por excesso de medicamento para LED. To tão feliz, que nem um comentário maldoso vai me derrubar.

      VER BE, NÃO É VER TUDO, É VER O OS OUTROS NÃO VEEM.

      • Me desculpe. Não consigo ler coisas em Caps lock. Em Cuba tem um tratamento maravilhoso. Interessante que foi se tratar no País do capitalismo selvagem. Bem hipocrita não? Soca o cacete, mas depois vai lamber os pés. Vai entender. Tá parecendo a dondoca do Jão Willie…. kkkkk Agora colunista ou blogueiro do UOL. Deu ruim p ele na Alemanha né?! Escolheu o país mais racista e preconceituoso da Europa e esqueceu Cuba, Venezuela, Coréia do Norte e etc. Famosos comunistas comedores de caviar e não mortadela. Pq sempre escolhem países capitalistas a comunistas? Pq? Pq aqui seria bom o comunismo e nestes países desenvolvidos não foi? Tem resposta para isso? Senhor Bozo ganhou graças a vcs comunistas. Quanto mais vejo suas réplicas mais tenho certeza que o comunismo não presta. Responde essas perguntas aí de cima e veremos… Agora aguenta o “mito”. Ele surgiu da aversão a comunistas.

        • Você cheirou pó neste final de semana?

          Eu nunca disse ser e nunca fui comunista, sou apenas uma cidadã ant nolsonaro: e com muito orgulho, antibolsominionsm com mais convicção ainda.

        • A questão continua. Pq países capitalistas? Tá disfarçando pq? Cara de pau. Ficou sem resposta de novo né amor do pântano. Agora vc não é comunista. Kkkkkk

  16. LIGAÇÃO DO CLÃ BOLSONARO COM MORTE DE MARIELLE É ATERRORIZANTE, DIZ EX-ASSESSORA

    Em entrevista ao Diário de Notícias, o maior jornal de Portugal, a jornalista Fernanda Chaves, ex-assessora da vereadora Marielle Franco, confessa-se assustada por a polícia suspeitar de uma milícia com relações o clã Jair Bolsonaro; “As ligações de Bolsonaro e do filho, através de muitos membros dos seus gabinetes, a milícias e, mais precisamente, ao grupo miliciano acusado de executar a Marielle, são aterrorizantes. E têm de ser investigadas e cobradas”; miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega, chefe do Escritório do Crime que empregou sua mãe e sua mulher no gabinete do então deputado Flávio Bolsonaro, atual senador, na Alerj, é o principal suspeito de ter efetuado os disparos contra Marielle

    10 DE MARÇO DE 2019 ÀS 12:18 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

    247 – A jornalista Fernanda Chaves, ex-assessora da vereadora Marielle Franco e que sobreviveu ao ataque que matou a vereadora e o motorista Anderson Gomes, concedeu uma longa entrevista ao Diário de Notícias, o maior jornal de Portugal.

    Fernanda, que está numa cidade não revelada, conta detalhes do que aconteceu no dia do assassinato de Marielle, o que ela fez após o crime e confessa-se assustada por a polícia suspeitar de uma milícia, o Escritório do Crime,cujos chefes têm forte ligação ao clã Bolsonaro.

    “Durante esse tempo todo eu tenho evitado divagar sobre as possibilidades da autoria do assassinato. É uma posição pensada porque eu sinto que não tenho de dar respostas, tenho é de recebê-las: o estado brasileiro, a polícia é que me está a dever respostas a mim, a todos nós, ao mundo. No entanto, não dá para negar, pelo perfil do crime, pela arma utilizada, que há envolvimento de milícias. E não é novidade que a família do presidente Jair Bolsonaro tem ligação com as milícias – ele já as exaltou e o filho dele homenageou polícias envolvidos em milícias”, diz a jornalista ao jornal português.

    “As milícias são grupos armados compostos por polícias, bombeiros, agentes penitenciários – uma espécie de braço armado do Estado atuando no crime, portanto. No fundo, são máfias, porque dominam territórios, cobram às populações por serviços de gás, televisão por cabo ou aluguer de forma criminosa. E agem sobre decisões políticas. As ligações de Bolsonaro e do filho, através de muitos membros dos seus gabinetes, a milícias e, mais precisamente, ao grupo miliciano acusado de executar a Marielle, são aterrorizantes. E têm de ser investigadas e cobradas. Mas a minha avaliação sobre o assunto acaba aí. Quem tem de falar são as autoridades”, diz ela.

    O miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega, chefe do Escritório do Crime que empregou sua mãe e sua mulher no gabinete do então deputado Flávio Bolsonaro, atual senador, na Alerj, é o principal suspeito de ter efetuado os disparos contra Marielle Franco (leia mais).

    Leia a entrevista na íntegra.

  17. Minha conversa SECRETA com Nando Moura
    Filósofo Paulo Ghiraldelli

    Inscrever-se204 mil
    Adicionar a Compartilhar Mais
    16.359 visualizações

  18. Lava Jato troca informações sigilosas da Petrobras por dinheiro para fundação
    10 de março de 2019 por Esmael Morais

    Ao que tudo indica, a “lava jato” se tornou um canal para o governo dos Estados Unidos ter acesso aos negócios da Petrobras. A multa de R$ 2,5 bilhões que será desviada do Tesouro para um fundo gerido pelo Ministério Público Federal, na verdade, inicialmente seria paga ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ). Em troca do dinheiro vir para o Brasil, a Petrobras se comprometeu a repassar informações confidenciais sobre seus negócios ao governo norte-americano.

    LEIA TAMBÉM:
    Lula vai à Justiça contra bilionário caixa dois da lava jato

    Tudo isso está previsto no acordo assinado pela estatal brasileira com o DoJ em setembro de 2018, conforme notou reportagem do site Jornal GGN. O acordo diz que a Petrobras pagaria US$ 853 milhões de multas para que não fosse processada pelos crimes de que é acusada nos EUA. Só que em janeiro foi divulgado que boa parte desse dinheiro será enviado ao Brasil — clique aqui para ler o acordo, em inglês.

    A grande jogada é que o dinheiro deveria ir para o Tesouro. Pelo menos é o que vem decidindo o Supremo Tribunal Federal sobre a destinação das verbas recuperadas pela “lava jato”. E o acordo da Petrobras com o MPF prevê o depósito do dinheiro numa conta vinculada à 13ª Vara Federal de Curitiba e gerido por uma fundação controlada pelo MPF — embora eles jurem que apenas vão participar do fundo.

    A parte principal do acordo com o DoJ trata das obrigações da estatal brasileira de criar um programa de compliance e um canal interno de relatórios de fiscalização. Mas os anexos é que tratam do principal: o destino do dinheiro em troca das informações sobre as atividades da Petrobras.

    “Os relatórios provavelmente incluirão informações financeiras, proprietárias (de patentes), confidenciais e competitivas sobre os negócios (da empresa)”, diz uma cláusula do acordo com o DoJ.

    E a intenção parece mesmo ser transformar dados sobre a estatal em ativos do governo americano: “Divulgação pública dos relatórios pode desencorajar cooperação, impedir investigações governamentais pendentes ou potenciais e, portanto, prejudicar os objetivos dos relatórios requeridos. Por essas razões, entre outras, os relatórios e o conteúdo deles são destinados a permanecer e permanecerão sigilosos, exceto quando as partes estiverem de acordo por escrito, ou exceto quando determinado pela Seção de Fraude e a Secretaria (Office), pelos seus próprios critérios particulares, quando a divulgação promoveria o avanço da execução das diligências e responsabilidades desses órgãos ou que seja de outra forma requeridos por lei”, afirma o termo do acordo.

    A interferência do DoJ vai até o ponto de quem pode ou não ser funcionário e diretor da Petrobras. “A companhia [Petrobras] não irá mais empregar ou se afiliar com qualquer um dos indivíduos envolvidos nos casos desta ação. A companhia deve se engajar em medidas corretivas, incluindo repor seus diretores e a diretoria executiva”.
    MPF e DoJ

    A relação entre investigadores brasileiros e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos parece já ser algo maduro. Em maio de 2018, o advogado Robert Appleton, ex-procurador do DoJ, disse em entrevista à ConJur que as relações entre as autoridades de persecução penal do Brasil e dos EUA hoje são, em regra, informais.

    O compartilhamento de provas, evidências e informações, diz ele, é feito por meio de pedidos diretos, sem passar pelos trâmites oficiais — essa etapa é cumprida depois que os dados já estão com os investigadores, segundo Appleton.
    NSA

    Nunca é demais lembrar que o esquema de espionagem internacional de larga escala montado pelo governo dos EUA voltou suas baterias contra o Brasil e, especialmente, a Petrobras.

    Documentos divulgados em 2013 por Edward Snowden, ex-analista da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA), mostraram que as comunicações da ex-presidente Dilma, do Ministério de Minas e Energia e da Petrobras foram monitoradas pela NSA.

    À época, Snowden disse que a espionagem tinha como alvo as tecnologias envolvidas na exploração de petróleo na camada do pré-sal. De acordo com as reportagens feitas pelo jornal The Guardian e pela TV Globo na época, o programa da NSA tinha o objetivo de proteger os EUA de ameaças terroristas. No caso do Brasil, no entanto, os objetivos eram puramente comerciais.

    Por Fernando Martines, do Conjur

  19. Caminhando
    Geraldo Vandré
    Caminhando e cantando e seguindo a canção
    Somos todos iguais braços dados ou não
    Nas escolas, nas ruas, campos, construções
    Caminhando e cantando e seguindo a canção
    Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
    Quem sabe faz a hora, não espera acontecer
    Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
    Quem sabe faz a hora, não espera acontecer
    Pelos campos há fome em grandes plantações
    Pelas ruas marchando indecisos cordões
    Ainda fazem da flor seu mais forte E acreditam nas flores vencendo o canhão
    Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
    Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.
    Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
    Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.
    Há soldados armados, amados ou não
    Quase todos perdidos de armas na mão
    Nos quartéis…

    • Vamos lá,
      porta-voz da pm estão dando entrevistas cada vez que um desses agressores agem : “a pm não compactua com essas atitudes e os agressores já foram afastados do patrulhamento e será instaurado um ipm para apurar os fatos”; sim, só que o crime está registrado com provas materiais.
      Ouvidor da polícia: “é uma atitude errada dos policiais e eu acompanharei toda a apuração”.

      No dia seguinte as emissoras de televisão mostram mais um caso.
      O que está faltando?
      Cadeia de imediato e responder conselho de disciplina ou conselho justificativo (para os oficiais) e serem expulsos dentro de 45 dias através do via rápida.

      Se existe gravação comprovando o crime nego, então o fato ocorreu!

      Parem de passar a mão na cabeça de pms, eles estão destruindo os seres humanos.
      E não adianta ninguém falar que os agredidos são folgados, provocaram, mereceram…
      Se não estão contente, mudem de emprego.

  20. GOVERNO BOLSONARO
    Site bolsonarista distorce ‘entrevista’ de repórter do Estadão; Bolsonaro compartilha

    Adriano Machado – 27.nov.2018/Reuters
    No áudio, jornalista diz que investigação contra Flávio “está arruinando” o governo Bolsonaro
    Imagem: Adriano Machado – 27.nov.2018/Reuters
    18.9k

    Equipe Verifica*
    São Paulo
    10/03/2019 20h54
    O site Terça Livre, que reúne ativistas conservadores e simpatizantes de Jair Bolsonaro, publicou na tarde de hoje um texto que falsamente atribui à repórter do jornal O Estado de S. Paulo Constança Rezende a declaração “a intenção é arruinar Flávio Bolsonaro e o governo”, ao tratar da cobertura jornalística das movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-motorista do senador e filho do presidente.

    Após a acusação se espalhar pelas redes sociais durante a tarde, o próprio presidente Bolsonaro compartilhou o áudio em sua conta no Twitter.

    VEJA TAMBÉM

    O que Queiroz disse ao MP sobre repasses de assessores de Flávio Bolsonaro
    Receita Federal mira miliciano que tinha elo com Flávio Bolsonaro
    Flávio: Isto É faz “ilação irresponsável” ao vinculá-lo à milícia
    PGR mantém no MP-RJ investigação contra Flávio por lavagem em negociação de imóveis
    A suposta declaração, que aparece entre aspas no título do texto do Terça Livre, teria sido dada, segundo “denúncia” de um jornalista francês, em uma conversa gravada.

    Na gravação do diálogo, porém, Costança não fala em “intenção” de arruinar o governo ou o presidente. A conversa, em inglês, tem frases truncadas e com pausas. Apenas trechos selecionados foram divulgados.

    Em determinado momento, a repórter avalia que “o caso pode comprometer” e “está arruinando Bolsonaro”, mas não relaciona seu trabalho a nenhuma intenção nesse sentido.
    O Terça Livre, com base na “denúncia” do jornalista francês Jawad Rhalib, também falsamente atribui à repórter a publicação da primeira reportagem sobre as investigações do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) sobre a movimentação atípica de R$ 1,2 milhão nas contas do ex-assessor de Flávio Bolsonaro. O autor da primeira reportagem foi Fábio Serapião, também do jornal O Estado de S. Paulo.

    “Desde que Constança iniciou a temporada de caça aos Bolsonaro no Estadão, emissoras como a Rede Globo e jornais como Folha de São Paulo seguiram o mesmo caminho”, diz o texto do Terça Livre. “Uma enxurrada de acusações em horário nobre, capas de revistas e nas primeiras páginas de jornais colocaram a integridade moral do filho do presidente em xeque.”

    Costança Rezende não deu entrevista nem dialogou com o jornalista francês citado pelo Terça Livre. As frases da gravação foram retiradas de uma conversa que ela teve em 23 de janeiro com uma pessoa que se apresentou como Alex MacAllister, suposto estudante interessado em fazer um estudo comparativo entre Donald Trump e Jair Bolsonaro.

    Com base nas falsas informações publicadas pelo Terça Livre, grupos governistas promoveram no Twitter uma série de postagens nas quais acusam o jornal O Estado de S. Paulo de “mentir” na cobertura do caso Flávio Bolsonaro. As informações reveladas pelo jornal se baseiam em fatos e documentos oficiais.

    PRESIDENTE COMPARTILHA ÁUDIO

    Na noite de hoje, em post publicado em sua conta no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro compartilhou o áudio que já circulava nas redes.

    No post, Bolsonaro escreve que Constança Rezende é filha do também jornalista do jornal O Globo Chico Otávio. E diz que “querem derrubar o Governo, com chantagens, desinformações e vazamentos”.

    O post do presidente foi compartilhado por um dos filhos dele, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

    Com informações do UOL

  21. Delegada no COAF é para descobrir quem vazou “Caso Queiroz”?
    POR FERNANDO BRITO · 11/03/2019

    Quem acha que nada acontece por acaso tem um bom caso para apurar.

    Haverá alguma ligação entre a nomeação da delegada da Polícia Federal Érica Marena e a nova crise criada ontem pelo Sr. Jair Bolsonaro, “denunciando” uma jornalista do Estadão por receber os dados que vazaram do Conselho de Controle de Atividades Financeiras – o Coaf – sobre as movimentações suspeitíssimas de Fabrício Queiroz?

    Vai começar uma caça ao “vazador” que deixou que se soubesse dos milhões operados na conta de um “simples motorista” que, entre outras coisas, depositou vários cheques na conta da mulher do ex-capitão?

    A questão ética de jornalistas publicarem informações que deveriam ser sigilosas mas que vazaram está resolvida há 48 anos, desde que a Suprema Corte dos EUA validou a ação do The New York Times e do Washington Post de publicarem os famosos “Papéis do Pentágono”.

    Nem é preciso dizer, claro, que o ex-capitão, seu ministro Sérgio Moro e seus seguidores jamais se incomodaram com vazamentos quando os acusados eram outros…

    Na questão política, Bolsonaro apenas “esquentou” e chamou a si, de novo, um assunto que vinha em banho-maria e que só lhe traz desgastes, justo no momento em que deveria – querendo mesmo dar velocidade à tramitação da PEC da Previdência, largamente apoiada pelos “jornalões” – buscar sossego com a grande mídia.

    Há dois aspectos que, ao contrário destes, explicam a “planejada insensatez” do Presidente.

    Um, claro, é sua incapacidade de descolar-se das sandices e politicagens dos filhos, com quem, há poucos dias, proclamou sua simbiose absoluta.

    O outro é o que cada vez mais gente percebe: açular sua tropa de fanáticos, no submundo das redes sociais.

    A reação do Estadão à manipulação e montagens da “denúncia” reproduzida por Bolsonaro de um site de extrema-direita, para quem não tem acesso ao jornal, reproduzo abaixo:

    Bolsonaro usa declaração falsa para atacar imprensa
    Presidente usa texto de site que atribuiu falsamente frase a repórter do ‘Estado’ para criticar cobertura sobre o filho e senador Flávio Bolsonaro

    O presidente Jair Bolsonaro atacou a imprensa valendo-se de informações falsas divulgadas ontem por um site que reúne colunistas conservadores e favoráveis ao governo. No Twitter, Bolsonaro endossou tese levantada pelo site Terça Livre, que falsamente atribuiu a uma jornalista do Estado a declaração de que teria “intenção” de “arruinar Flávio Bolsonaro e o governo”.

    A suposta declaração, que aparece entre aspas no título do texto do Terça Livre, foi atribuída pelo site à repórter Constança Rezende. A frase teria sido dita, segundo “denúncia” de um jornalista francês citado pelo Terça Livre, em uma conversa gravada em que a repórter fala da cobertura jornalística das movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-motorista do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

    A gravação do diálogo, porém, mostra que Constança em nenhum momento fala em “intenção” de arruinar o governo ou o presidente. A conversa, em inglês, tem frases truncadas e com pausas. Só trechos selecionados foram divulgados. Em um deles, a repórter avalia que “o caso pode comprometer” e “está arruinando Bolsonaro”, mas não relaciona seu trabalho a nenhuma intenção nesse sentido.

    Allan Santos, editor do Terça Livre, no entanto, expôs a conversa como evidência de suposta irregularidade. “Bomba!!!!! Jornalista do Estadão confessa: “a intenção é arruinar Flávio Bolsonaro e o governo”. A frase jamais foi dita.

    Estimulados pelas informações, grupos governistas promoveram no Twitter uma série de postagens nas quais acusaram o Estado de “mentir” na cobertura do caso Flávio Bolsonaro. Às 20h51min, o próprio presidente publicou o seguinte texto no Twitter: “Constança Rezende, do ‘O Estado de SP’ diz querer arruinar a vida de Flávio Bolsonaro e buscar o Impeachment do Presidente Jair Bolsonaro. Ela é filha de Chico Otavio, profissional do O Globo. Querem derrubar o Governo, com chantagens, desinformações e vazamentos.”

    A postagem de Bolsonaro foi ilustrada com um vídeo do Terça Livre, que expôs a foto de Constança Rezende e o áudio de um trecho da conversa gravada. A gravação foi divulgada primeiro por um site francês, em um texto de Jawad Rhalib, que se apresenta como jornalista. Rhalib também expõe a tese de que a gravação seria prova de que a imprensa distorce fatos para comprometer Bolsonaro.

    Constança não deu entrevista ao jornalista francês nem dialogou com ele. Suas frases foram retiradas de uma conversa que ela teve em 23 de janeiro com uma pessoa que se apresentou como Alex MacAllister, suposto estudante interessado em fazer um estudo comparativo entre Donald Trump e Jair Bolsonaro.

    O Terça Livre, com base na “denúncia” de Jawad Rhalib, também falsamente atribuiu à repórter a publicação da primeira reportagem sobre as investigações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) a respeito da movimentação de R$ 1,2 milhão nas contas de Queiroz. O autor da primeira reportagem foi Fabio Serapião, também do Estado.

    “Desde que Constança iniciou a temporada de caça aos Bolsonaro no Estadão, emissoras como a Rede Globo e jornais como Folha de São Paulo seguiram o mesmo caminho”, diz o texto do site. “Uma enxurrada de acusações em horário nobre, capas de revistas e nas primeiras páginas de jornais colocaram a integridade moral do filho do presidente em xeque.”

    As informações publicadas pelo jornal se baseiam em fatos e documentos oficiais. O Ministério Público apura se Fabrício Queiroz recebeu indevidamente depósitos de funcionários da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

    • Vai ficar preso na moderação, mas vamos tentar, quem sabe daqui algumas horas seja liberada esta imagem que faz parte da reportagem.

  22. Para quem esperava algo diferente na relação entre o novo governo e o novo congresso, vai se preparando porque a velha promiscuidade (o toma lá dá cá) já tem hora marcada pra voltar. A negociata de cargos em troca da aprovação da reforma da previdência está na marca do pênalti!

    • Sem dúvida analista de plantão, o que vem corroborar minha tese de que o problema da República dos Bananas, não é na órbita política e sim no campo sociológico, o estereótipo do brasileiro é o Macunaíma de Mário de Andrade, escrito em 1920, e nunca tão hodierno, enfim… la nave vá!!!!!

  23. Protocolado junto ao Gabinete do Senhor Governador do Estado de São Paulo, Ofício SGP nº 148/2019, comunicando para os fins do disposto no artigo 28, § 7º da Constituição do Estado, que na 3ª Sessão Extraordinária do Período Adicional à 4ª Sessão Legislativa da 18ª Legislatura, realizada em 26 de fevereiro de 2019, foi rejeitado pela Assembleia Legislativa o veto total oposto pela Mensagem A-nº 004/2019, ao referido Projeto de lei Complementar e em consequência, mantido o Projeto.

  24. Parabens a toda equipe por tirar mais essa carga de veneno das ruas , que Deus os proteja sempre .

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s