A LÍNGUA VIPERINA DA REPÚBLICA – Carlos Bolsonaro sonhando ser prefeito da cidade do Rio quer a construção de autódromo em área das milícias e ataca o governador João Doria que defende a manutenção da corrida em São Paulo 8

João Doria criticou a estrutura do Rio de Janeiro para sediar a competição e se comprometeu a defender o interesse do estado em manter o evento. “Quem deve defender o Brasil é o Bolsonaro. A mim compete defender os interesses de São Paulo”, disse.

“Não tenho a menor dúvida que vamos manter. Nós não vamos perder a Fórmula 1”, disse o prefeito Bruno Covas.

Segundo o prefeito, o GP rendeu à capital paulista R$ 344 milhões e gerou cerca de 10 mil empregos em 2018.

No evento, Doria também afirmou que não quer “desmerecer a palavra do Presidente da República, tampouco a do governador do Rio de Janeiro”, mas criticou a estrutura do estado, que pretende construir um novo autódromo na região de Deodoro para sediar o evento.João Doria e Bruno Covas posam com secretários de governo e executivos da Fórmula 1 nesta terça-feira (25). — Foto: Patricia Figueiredo/G1

“Vão lá visitar Deodoro e ver se há condições de você nesse prazo fazer qualquer coisa ali. Recomendo que vocês vejam com seus próprios olhos, sobrevoem a área [do novo autódromo de Deodoro], com drone ou de helicóptero, porque vocês não vão conseguir chegar, não tem estrada para chegar lá. Só a cavalo”, disse João Doria.

 

Carlos Bolsonaro , contrariado ,  ofende o Governador João  Doria nas redes sociais: “Isentão ensaboado”

Carlos Bolsonaro
Reprodução Instagram

Carlos Bolsonaro criticou o governador João Doria apenas para defender a pavimentação de sua candidatura à prefeitura do Rio apadrinhando os interesses de milicianos que controlam  o bairro de Deodoro, na zona Oeste daquela capital

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) voltou a atacar um aliado do pai, o presidente Jair Bolsonaro, nas redes sociais. Desta vez, a vítima foi o governador de São Paulo, João Doria, que criticou a provável mudança da etapa brasileira da Fórmula 1 da capital paulista para o Rio de Janeiro.

“O isentão ensaboado manja muito mesmo”, disparou Carlos Bolsonaro, que anexou uma matéria que fala das críticas de Doria a um possível autódromo no bairro de Deodoro.

O Tucano João Doria  ajudou a onda bolsonarista nas últimas eleições.

A campanha “Bolsodoria” aproximaram o presidente e o governador do estado mais rico da União.

BOLSONARO QUER SURRUPIAR A FÓRMULA 1 DE SÃO PAULO 

Mas a disputa pelo Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 escancarou um afastamento entre os dois políticos.

Na segunda-feira (24), Bolsonaro afirmou que há 99% de chance do Rio a sediar uma prova da Fórmula 1 a partir de 2021.

Ele se reuniu no Palácio do Planalto com Witzel e o diretor executivo da competição, Chase Casey. Também participou do encontro o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho mais velho do presidente.

O contrato vence ano que vem em São Paulo e eles resolveram tomar a Fórmula 1 para o Rio de Janeiro.

“Obviamente, ou será isso ou a saída do Brasil. Em comum acordo, o senador, nosso governador, o prefeito Crivella e o senhor Chase também, (definiram que há) praticamente 99% de chance, ou mais, de ter a Fórmula 1 a partir de 2021 no Rio de Janeiro”, disse Bolsonaro .

CONSTRUÇÃO DE AUTÓDROMO EM TERRAS DE MILICIANOS

Deodoro, bairro planejado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo governador Wilson Witzel (PSC) para receber a corrida, é inadequado para o evento. A área é controlada por milicianos que com a  construção do autódromo esperam lucrar com a especulação imobiliária e venda de segurança privada.

Carlos Bolsonaro , famoso pelo desequilibrio  emocional e pelas frequentes críticas aos aliados do pai, como o vice-presidente Hamilton Mourão, entrou na briga e fez um novo desafeto.

O isentão ensaboado manja muito mesmo… 😂😂😂

  1. O pior é que esse garotão não faz nenhum comentário nas redes sociais sobre os traficantes de drogas que existe nas forças militares no Brasil; é na aeronáutica, no batalhão da pm de Botucatu…
    Já pensaram, duas aeronaves militares têm o mesmo destino numa viagem oficial com o pai dele, o presidente militar.
    Em uma delas é encontrado uma carga de cocaína na Espanha e a outra, imediatamente muda a rota e vai parar lá em Portugal, ficou feio hein!
    Ele também deveria comentar sobre aquele deputado do psl que se declarou colega dos filhos do presidente, aquele que, qdo candidato, quebrou a placa da vereadora Marielle.
    Éhhhh, tá feia a coisa, está sendo provado que o referido deputado recebeu uma grana por ter sido funcionário fantasma em uma cidade do Rio de Janeiro, segundo a rede Globo né.

    Curtir

  2. Pior que é reportagem que já passou em todo meio de comunicação, só que sem a “frase de efeito”.

    Tem uma reportagem de um PM roubando com arma de pressão. Seria mais interessante que esta notícia.

    Curtir

  3. O Joãozinho quer o autódromo para que? O autódromo pertence à Prefeitura(abandonada por ele) e está em vias de ser privatizado… Mais uma pra se aparecer na mídia, 180 dias de desgoverno no Estado de São Paulo.

    Curtir

  4. Dia de apoio a Lavajato, o que de melhor aconteceu neste país nesta década.

    Começam a surgir os primeiros tropeços do site responsável pela divulgação de eventuais diálogos, obtidos criminosamente, atribuídos aos integrantes da Lavajato. O próprio site , ante as incoerências identificadas, começa a desdizer o que disse, apresentando correções às informações(criminosas) divulgadas anteriormente, o que corrobora com as fundadas suspeitas de serem diálogos inventados ou editados.

    O Brasil precisa ficar atento. O Ministro Sérgio Moro se candidato à presidência fosse, com certeza seria eleito.

    É certa sua indicação para o Supremo Tribunal Federal. Por conta disso, os ladravazes da política nacional ainda soltos, estão impacientes, pois sabem que não terão refresco com ele. No citado tribunal será festejado por uns e indesejado por outros, vez que, pelos julgados apresentados, é público e notório, que tem gente do bem e, infelizmente, do mal também

    A situação se afigura como uma sórdida campanha para descredenciá-lo aos cargos que o povo brasileiro faz questão que ocupe.

    O Ministro Sérgio Moro, por tudo o que já fez, é um patrimônio do povo de bem deste país, não precisa fazer mais nada.

    Vamos aguardar para ver.

    Curtir

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: