Para site do UOL – Grupo Folha de São Paulo – durante a ditadura militar somente a Polícia Civil comandada pelo Delegado Fleury – que mandava mais do que o Governador – torturava e matava opositores 35

Tortura e morte: Os porões da ditadura brasileira

De acordo com o presidente Jair Bolsonaro, se quisermos saber onde foi parar um militante desaparecido durante a ditadura, ele contaria. Mas será que Bolsonaro sabe mesmo o que ocorria nos porões do regime?

Alessandro Meiguins Publicado em 29/07/2019, às 16h00

None
Crédito: Reprodução

“Um dia se o presidente da OAB [Felipe Santa Cruz] quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto para ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Eu conto para ele”.

Foi o que disse o presidente Jair Bolsonaro sobre o militante Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, da Ação Popular Marxista-Leninista. Será que o presidente sabe mesmo o que aconteceu com Fernando?

Contra a Pátria não há Direitos, informava uma placa pendurada no saguão dos elevadores do prédio da Polícia Civil em São Paulo. Era o tempo da Tigrada, policiais e militares com ordem e permissão para matar, muitos sob o comando de Sérgio Paranhos Fleury.

O delegado era violento. Começava estapeando, depois torturava e, se perdia a paciência, atirava mais de uma vez. Filho de legista, Fleury cresceu em delegacias. Estava na polícia desde os 17 anos. Fazia parte de uma unidade particularmente agressiva, a Delegacia de Roubos, quando foi recrutado pelo regime militar, em junho de 1969.

O delegado viria a ser a peça-chave da Operação Bandeirante, a Oban. A missão era estratégica: criar um organismo que reunisse elementos das Forças Armadas, da polícia estadual e da Polícia Federal, para o trabalho específico de combate à subversão.

Na prática, o núcleo reuniu os elementos mais radicais, corruptos e violentos dessas organizações. Fleury e sua trajetória são um retrato acabado do que se passou nos porões da ditadura brasileira. Contra o terror, investiu-se no horror.

A repressão não nasceu com o AI-5, mas foi com ele que viveu seu auge. Houve torturas e mortes desde os primeiros anos de governo militar. O Departamento de Ordem Política e Social (Dops), subordinado ao governo estadual, existia desde os anos 20. O Serviço Nacional de Informações foi criado em 1964.

A Polícia do Exército torturou logo após o golpe. As manifestações de 1968 foram reprimidas com dureza. Só que o AI-5 foi entendido como licença para matar e, de fato, quem matou em nome do combate à subversão não foi incomodado nos anos seguintes.

Dizer que a máquina repressiva se organizou após 1968 é uma imprecisão por conta disso. E também porque a desorganização era o fundamento da lógica da repressão. O capitão torturador passava por cima do major, o delegado trabalhava contra o governador.

Nesse sentido, a repressão subvertia a ordem mais do que os guerrilheiros. Isso não quer dizer que não houvesse cadeias de comando, mas que os porões criaram sua própria hierarquia – clandestina, com ramificações nos altos escalões e, no mínimo, sua conivência.

Fleury, por exemplo, teve plenos poderes ao chefiar a Oban. Quando se instalara no Dops, já levara com ele todo seu Esquadrão da Morte, um grupo de policiais envolvidos em esquemas de corrupção, proteção a traficantes, desvio de contrabandos. Um deles, conhecido como Fininho, carregava no chaveiro, como amuleto, a língua de um dedo-duro que metralhou.

“Os comandantes militares sabiam que tinham colocado um delinquente na engrenagem policial do regime”, diz Elio Gaspari no livro A Ditadura Escancarada, referindo-se a Sérgio Paranhos Fleury.

Por dentro dos porões.

Captura

Crédito: Reprodução

Ao descobrir a localização de um suspeito, a polícia o prendia no esconderijo ou na rua. mas houve gente que foi solta legalmente para depois sumir ilegalmente.


Laudo falso

Médicos compactuavam com as torturas, forjando autópsias para vítimas que haviam morrido ou mantendo o preso em condições de falar durante os interrigatórios.


Maus-tratos na cela

Crédito: Reprodução

Choques elétricos e o pau-de-arara foram dois dos métodos mais usados pelos torturadores, que, quando agiam em delegacias, usavam os gritos das vítimas para aterrorizar os demais prisioneiros.


Grampeado

Agentes montavam dossiês sobre suspeitos, acompanhando suas atividades e conversas telefônicas por meio de escuta ilegal. Todas as Forças tinham setor de informações.


Desova

Crédito: Reprodução

Quando ocorria um acidente de trabalho, como a morte de um preso, eram montadas falsas versões de tiroteio, cenas de suicídio ou o corpo era enterrado como indigente.


Aula de tortura

Nos quartéis, houve casos isolados de aulas de tortura, ministradas por oficiais diante de plateias de dezenas de militares. Os presos eram tirados das celas e supliciados ao vivo para ajudar nas explicações.


Métodos radicais

Crédito: Reprodução

Espancamentos, palmatória e afogamentos também foram técnicas usadas nos maus-tratos. Contra mulheres, houve estupros individuais e coletivos. Um preso teve a boca presa ao escapamento .


Medalha

Militares e civis ganhavam medalha por serviços prestados à repressão. Fleury ganhou a sua. O nome parecia ironia: Ordem do Pacificador.

https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/historia-os-metodos-de-tortura-da-ditadura-brasileira.phtml

  1. Alguém sabe quais são os números oficiais das mortes na Ditadura? Parece mais uma ditamole.

    Até onde sei quem se ferrou nessa época: qualquer pessoa que discordasse do Governo ou o criticasse.

    Resultado: obras faraônicas com dívidas faraônicas, porém obras utilizadas até hoje por todos; Criminalidade muito baixa; Medo por parte dos “pensadores”; Criação do FGTS entre tantas outras criações.

    Para mim o resultado foi positivo, visto que era uma de ditadura.
    Quem ficou quieto e tocou a vida prosperou. Quem disseminou ideologia e críticas se foderam.

    Curtir

    • “Criação do FGTS entre tantas outras criações.”
      Criou o FGTS para acabar com a estabilidade celetista por tempo de serviço. Aliás, topa subsituir a sua estabilidade para ter direito ao FGTS?
      FGTS destinou-se a financiar construtora… Tirou estabilidade do peão para impor poupança forçada…
      E décadas mais tarde, sob a batuta de filhote da ditadura (olha o Brizolão, rs) o Bolsonaro quer acabar com a multa sobre o FGTS. É a demissão sem justa causa gratuita…
      Quem rompe contrato sai impune. Ou quem não tem competên$ia pode ter o direito de explorar a mais-valia.

      Curtir

      • Topo deixar de ser estatutário e ser CLT fácil. Trabalho corretamente e sem preguiça ou braço curto. Nunca tive problemas.

        O Bozo é muita novidade.
        Poderia nem ter o FGTS. Não foi um bom negócio? Em relação a aposentadoria então? Quando surgiu a primeira aposentadoria, seus primeiros beneficiados não reclamaram de onde veio a grana ou quem pagou, ou seja, quando há coisas novas sempre tem alguém que suporta o peso.

        Cadê a sinergia? Patrão ganancioso e abusivo X funcionário vagabundo descompromissado. Difícil achar uma fórmula né?

        Curtir

        • Topa mesmo chegar aos 50 anos e ser demitido (substituição por força de trabalho mais jovem e mais barata) e, por sugestão de Bolsonaro, sem multa sobre o saldo do FGTS?
          Topa mesmo aposentar-se só com base no INSS, salário CLT sem adicionais e que servem de base ao cálculo do benefício?
          Topa mesmo abrir mão de licença-prêmio, quinquênio, sexta-parte e plano de saúde (sim, IAMSPE é plano de saúde privativo de servidores públicos estatutários; tem deficiências, mas o nível dos médicos responsáveis é elevadíssimo!).
          Não, não topa.
          (***) Só compensa ser empregado público (CLT) em alguma poucas ilhas do serviço público, entidades quase anônimas e que não estão expostas à opinião pública, alcançáveis por “cessão” a alguns amigos do Rei ou que circulam pelo Reino.

          Curtir

              • Tem adicional de tudo quanto é canto, dezenas de direitos. Estabilidade depois de dez anos e tantas outras coisas. O Estado não manda embora do nada. A aposentadoria é ruim igual a do Estado.

                Curtir

                • A estabildade decenal celetista acabou quando foi criado o FGTS…
                  O que existe é ums discussão para no STF faz mais de 20 anos sobre Estado poder contratar pela CLT. Após isso, quase todos os estados deixaram de contratar por CLT. Só São Paulo não parou, e ampliou (vide Detran).
                  Aliás, em certo momento no STF a Min. Carmen Lúcia disse (sobre o assunto) que não se pode querer os benefícios estatutarios (adicionais) e os bônus celetista (FGTS).
                  Conforme disse, em alguns poucos postos celetistas cuja entidade goza de alto grau de autonomia, a entidade se “autoconcede” adicionais diversos, apesar de Pareceres contrários da PGE…

                  Curtir

  2. Senhores

    O que ninguém deu conta ainda, é que com suas “traquinagens verbais” o Presidente conduz todos a falarem justamente o assunto que ele joga, foi assim com a reforma da previdência, pouco a midia bateu nela, mas em contrapartida, nossos valorosos e nada “cumpanheiros” jornalistas passaram a maior parte do tempo, usando seus espaços para alardear o que Bolsonaro disse, o que o filho de Bolsonaro fez…
    Alguém já parou para pensar que tudo isso pode ser caso premeditado?

    é o que penso

    C.A.

    Curtir

  3. A matéria da UOL, faz uma serie de afirmações demonstrando obviamente um lado. Certamente havia uma guerra ao terrorismo. Não só aqui mas em todo o mundo ocidental. IRA, Sendero Luminoso, Baden main hoff, Brigadas Vermelhas…., uma série infindável de movimentos terroristas atacando pelo mundo, e não só aqui no Brasil, mas todo as democracias pelo mundo se defendendo da maneira que pudessem. Esse choramingas dos derrotados daquela época , serve de cortina de fumassa para as ações descompromissadas com REPUBLICA BRASILEIRA, o passado foi enterrado com a lei da anistia, mas os derrotados se enriqueceram e se empoderaram, conforme é moda se dizer no dias atuais. Quem fale algo contra o “sensu comum ” instituido por midias e politicos ao decorrer dos anos é calado por ataques pessoais, sofrendo prejuizos a vida profissional.
    Sempre que podem levantam a bandeira do vitimismo enquanto planejam retomar o poder , para fazer o que fizeram nesses últimos anos, ou seja saquearem o país.
    Nos últimos 30 anos as forças de segurança foram sendo sucateadas , principalmente a policia civil do Estado de São Paulo. Pouco ou quase nada mudou desde a decada de 80. A máquina de escrever foi substituida pelo computador, o número de policiais se reduziu abaixo da lotação mínima.Projetos para a mudança nos processos investigatorios é a saída. Ou realmente seremos extintos.

    Curtir

  4. Gostaria de saber quando esse blog vai falar da ( polícia civil ) e vai esquecer o governo federal ?!!!
    Quero saber do andamento da fita do aeroporto de Gru, do delegado do Goe preso com dólares falsos !!!!!!
    ADM muda o foco pelo amor de Jesus, não interessa a ditadura, exército, Marinha etc etc
    Se eu quiser ver coisas tendenciosas, é só assistir a Rede bosta, globo news etc….dá um tempo

    Curtir

  5. No meu entender, os “OPOSITORES” eram o PCC de hoje!!!!!

    Na época, era o que tinha que ser feito.

    Existe muito folclore em cima disso tudo, mas………. deixa pra lá!

    Curtir

  6. 38 anos de COMUNISMO não se acaba em apenas 6 mêses ! Tôda a imprensa brasileira está CONTAMINADA pelo COMUNISMO, e isto começou em 1980 no governo de traidor General Figueiredo que autorizando as malditas DIRETASJÁ e ANISTIA trouxe de volta os POLÍTICOS que, através da aplicação da ideologia marxista, destruiu o Brasil e o trabalho de LIMPEZA realizado pelos ilustres Generais CASTELO, COSTAESILVA, GEISEL e MÉDICI ! Nem cachorros tem mais nas ruas da Venezuela, pois o povo os mata para matar a fome, enquanto o ditador Maduro come manjares e ri na cara de seu próprio povo … o COMUNISMO/SATANISMO é isto, e o TODO-PODEROSO ordenou a chegada da MUDANÇA para que o BRASIL desvie deste abismo !

    Curtir

  7. Pera ai. Elio Gaspari ???? Ahhh, para vai.
    Pera ai. E a Guerrilha, nao matou ninguem ???
    Ai vem alguem e diz: “ah, mas o Estado tem que ser legalista”. Amiguinho, conheci Fleury, trabalhamos juntos. Se vc bobeasse a INA comia encima de vc.. Eram Guerrilheiros com treinamento no exterior, se lhe capturassem, era saco, antes tortura. Alguém falou daqueles que tombaram pela munição “deles”. É facinho, hj, sentadao na poltrona, comendo Doritos, tomando uma gelada, lendo esse papel higiênico que elio gaspari escreve, criticar, discordar…; Vai la vc, enfrentar “eles” na Serra do Mar, RJ, Registro…vai la, vai. Ou vcs pensam que Genoino, Ze Dirceu e outros demônios vinham lhe enfrentar com flores ??? A gde pergunta é: Vc esteve la ????
    Nao ???
    Entao nao enche meu saco.

    Curtir

  8. Uma pergunta alguém sabe quem morreu na guerra do “paraguai”, bem provável que não visto que decorreu mais de um século do evento. Um tempo menor 40 anos também tem o mesmo efeito,ou seja, desce o manto do esquecimento sobre os fatos. Assim quem matou ou morreu não faz diferença para a grande maioria. A realidade nua e crua e que a esquerda vive “esquentando caixao” para se aproveitar tanto no recebimento de indenizações como plataforma política e quem paga a conta e a população a grande maioria abaixo dos 50 anos ,pagando imposto, para defunto antigo. Faço minhas as palavras de Paulo Guedes ” vai trabalhar cambada de vagabundo”.

    Curtir

    • O Seu irmao…isso faz parte do “mecanismo de sobrevivência”, consta nos Manuais da ADESG., etc., “vitimização”, pela via dos meios existentes para criar um “manto de legitimidade” em acoes posteriores. Parte-se do principio que são marginais, porem, usam outra bandeira, mas, nao deixam de agir como marginais.

      Curtir

  9. Tem uma frase de um amigo meu que viveu toda aquela época que diz tudo: “Nunca vi nenhum pedreiro rebocando parede ser preso pelo DOPS”. Sem mais.

    Curtir

    • nossos pais/avós viveram muito bem essa época. Pelo menos na minha família e conhecidos próximos, ninguém foi torturado. Motivo: trabalhavam e estudavam

      Curtir

  10. ta loco meu…. o lula comprou a folha . a globo. a band. a veja . o estadão… e agora comprou o FLIT tambem ?

    Curtir

  11. como voce mesmo disse, Guerra: a Policia mandava mais que o governador naquela época.

    Aí entrou a turma dos anos 80 e 90 (com raríssimas exceções) na PC e baixaram as calças para os governadores do PSDB.

    Para arrumar a polícia ( pelo menos a Civil), só daqui uns 10 anos quando “renovar” os quadros.

    Curtir

  12. Com todo respeito, mas essas estorinhas de ditadura já encheram o saco! Que vive de passado é museu, agora é tocar prá frente, ver o que os atuais governantes farão pela população, torcer para que as leis penais sejam realmente agravadas , uma reforma fiscal e assim, ver se todos teremos uma vida melhor, é o que todos precisamos.

    Curtir

  13. Governador do Rio quer fechar as delegacias e colocar a PM pra fazer B.Os. Assim, a PC poderia focar inteiramente nas investigações. Talvez seja este o melhor caminho para as polícias civis (investigativas), porque do jeito que está, não dá pra continuar!

    Curtir

    • O Analista

      Trocar 6 por meia dúzia… Daí um general da pm de comandante da delegacia, tropa de músicos, cassino para os oficiais, barbeiro, motorista e por aí vai kkkkkkkk O efetivo será desviado e quem irá pra rua pra prevenção? Vai faltar polícia pro preventivo. Descobre um santo pra cobrir outro.

      Porra, coloca pessoal tipo Poupatempo pra eleborar BO e pronto, cada polícia faz a sua.

      Curtir

  14. Aí flit, tem um vídeo do Delegado Olim rodando nas redes sociais (inclusive na página dele do facebook) dizendo que a partir de 31 de outubro teremos novidades. Obviamente que só acredito quando for sancionado e cair na conta, mas é um assunto que desperta interesse de muita gente aqui.

    Curtir

    • Se o Sr. Circo Completo, me permitir um aparte.

      O que o Olim & Cia estão fazendo é puro estelionato, estão propagando algo de ouvir dizer nada de concreto, a famosa fumaça nos olhos dos otários.
      Se o governador tivesse algum interesse, e não tem, ele deveria respeitar a nossa data base que é em março.
      Alguns mais credos iram dizer “ele não pode dar reajuste, já que aumento é outro conceito, porque causa disso, daquilo, daquilo outro…..”
      Para estes digo quando foi para dar dinheiro para pagar diárias no MP o governador, mesmo sem previsão orçamentária, retirou R$ 70.000.000,00 (setenta milhões) da Polícia Civil e mandou para o MP, simples assim.
      Se o ventríloquo do capeta, JD, quisesse ele poderia remanejar o orçamento e conceder qualquer coisa merreca para os policiais, ainda neste ano, se não o fez é porque não querer, simples assim.
      Agora estão com esse papinho de 31 de outubro!
      Por que será?
      Não venham com teorias de orçamento!
      O que está pegando é o calendário eleitoral, é só observar a data das eleições municipais do ano que vem, onde ele tem o maior interesse de alavancar a reeleição do seu poste, e se cacifar para a presidencia, Deus me livre!
      1º Turno 04 out 2020
      2º Turno 25 out 2020.
      O barato vai ser assim; ele vai majorar como um percentual maior as vésperas da eleição, ou seja, não vai respeitar a data base de março, jogando o primeiro reajuste pouco antes da eleição.
      Em outubro de 2021, vai ser um reajuste com percentual muitoooo menor, já que não haverá a preocupação com eleições.
      Em abril de 2022, ele se desincompatibiliza em abril e deixa para o seu sucessor o 3º reajuste, que em tese nos colocaria em segundo lugar na tabela salarial, sucesor que pode ou não cumprir a promessa.
      Quem não se lembra dos 4 (quatro) de miséria do Quércia e o seu 100% no último mês de mandato, piada repetida pelo Fleury.
      Esse é o roteiro, posso até errar, mas será por pouco, se ele colocar no seu projeto o mês de outubro como “data base” de reajuste, xiiiiiiiii vai dar m…..

      Curtir

  15. Até que enfim vai chegar um aumento digno e até 2021 você vão ver receberemos o segundo ou terceiro maior salario inicial do Brasil. Muitos dependendo da situação muitos vão se aposentar no ano que vem. Escreve o que eu to dizendo !

    Curtir

    • Pode até chegar esse aumento, mas aposenta para vc ver, salário vai lá pra baixo! Acredito que o aumento virar por gratificações. Vamos aguardar!

      Curtir

  16. O problema é que tem muito antigão frustado aqui. Ué, se reclamam tanto do salário, digam-me o motivo de vocês não terem prestado outro concurso? Beira o absurdo ter que ler essas asneiras. Se o cara for dar 100% no último ano, SORTE A NOSSA, e não azar, como alega o menininho logo acima.

    Curtir

  17. A história diz tudo:

    São Paulo, dia 1º de outubro de 1992.

    O Robocop do governo é frio, não sente pena
    Só ódio e ri como a hiena
    Ra-tá-tá-tá, Fleury e sua gangue
    Vão nadar numa piscina de sangue
    Mas quem vai acreditar no meu depoimento?
    Dia 3 de outubro, diário de um detento

    Curtir

Os comentários estão desativados.