Doria quer enfrentar PCC, mas Polícia Civil sofre sem estrutura e salário 33


Doria quer enfrentar PCC, mas Polícia Civil sofre sem estrutura e salário

Viatura descaracterizada da Polícia Civil atingida por marquise do 68º DP, que despencou - 16.abr.2019 - Rivaldo Gomes/Folhapress

Viatura descaracterizada da Polícia Civil atingida por marquise do 68º DP, que despencou

Imagem: 16.abr.2019 – Rivaldo Gomes/Folhapress

Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

13/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Polícia Civil, que investiga o PCC em SP, tem déficit de 15 mil agentes
  • Delegados, investigadores e escrivães têm o segundo pior salário do país
  • Com polícia fragilizada, Doria tenta angariar créditos por enfrentamento ao PCC

Com falta de quase 15 mil homens e mulheres no escopo da Polícia Civil, os agentes da corporação têm que trabalhar dobrado e conviver com delegacias, estrutura e salário sucateados. Enquanto isso, o governador usa a inteligência da corporação investigativa e divulgações de ações ostensivas da PM (Polícia Militar) para afirmar que está agindo contra a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Em abril deste ano, parte da marquise do 68º DP (Distrito Policial), no Lajeado, zona leste de São Paulo, despencou sobre duas viaturas, uma caracterizada, outra descaracterizada. Em novembro de 2017, o 91º DP, no Ceasa, zona oeste, teve de parar os trabalhos porque o local ficou inundado durante uma forte chuva. Não faltam relatos de delegacias sem estruturas mínimas, como até as que têm falta de papel higiênico.

Nessas condições, a Polícia Civil de São Paulo tem 27.207 funcionários. Um déficit de 14.705 profissionais. Com trabalho muitas vezes dobrado, recebem o segundo pior salário entre as unidades federativas do Brasil, segundo o sindicato dos delegados. A média salarial de um delegado paulista é de R$ 9.888,70. Um delegado de Mato Grosso recebe, em média, R$ 24.451,11. E a média de um investigador ou escrivão em São Paulo é de R$ 3.743,98. Já investigadores e escrivães do Amazonas recebem o triplo.

A assessoria de imprensa pessoal de João Doria afirmou que o governador não iria se manifestar sobre o assunto. Procurada, a SSP (Secretaria da Segurança Pública) informou que o governo encaminhou à Assembleia Legislativa, no último dia 1º, um PL (Projeto de Lei) que prevê reajuste salarial para toda categoria, além de um conjunto de medidas de valorização.

“Somadas, as iniciativas têm um impacto de R$ 1,5 bilhão no orçamento do estado. Paralelamente, a atual gestão autorizou a contratação de mais de 20 mil policiais civis e militares, sendo 5.500 somente para a Polícia Civil. Destes, 2.750 já estão com os respectivos concursos em andamento. Os certames para as demais vagas já estão autorizados e deverão ter início no próximo ano. O governo do estado também investe na aquisição de mais de 8.000 coletes balísticos, armas, viaturas e equipamentos aplicados à inteligência para a Polícia Civil”, pontuou a SSP, em nota.

Em junho deste ano, o governo estadual anunciou que iria reformar 120 delegacias de São Paulo, a um custo estimado em R$ 480 milhões.

No fim de outubro, Doria anunciou reajuste de 5% aos policiais, além de bônus, assistência jurídica, equiparação do auxílio-alimentação e adicional de insalubridade. O aumento, no entanto, frustrou a classe. “São vários os problemas enfrentados como o déficit de funcionários, salários baixos e por exemplo a falta de coletes balísticos aos policiais. São apenas 13 mil coletes dentro do prazo de validade para 28 mil policiais”, disse Raquel Kobashi, presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado.

“O valor anunciado está aquém das expectativas, 5% significa pagar a data-base, o reajuste constitucional que deveria ter sido pago em março e não foi. Não representa um aumento. O salário dos policiais civis de São Paulo conta com uma defasagem de quase 50% de reajuste e, somente depois desse acréscimo, seria possível falar em aumento salarial”, disse a presidente do sindicato.

Ainda segundo a delegada, “a Polícia Civil é essencial no sistema de justiça criminal, que se inicia na perseguição do crime, bem como se garante o direito de todos aqueles que são lesados pela criminalidade. Se tais profissionais, que são altamente qualificados, não possuem remuneração adequada e à altura, o povo paulista é quem mais perde”.

Gustavo Mesquita, presidente da Associação dos Delegados de Polícia, complementou que o projeto de reforma da previdência é “extremamente vil e cruel com o funcionalismo público em geral, especialmente com relação à Polícia Civil”.

Para ele, “como se não bastasse o pífio reajuste salarial, dano indícios de que quebrará a promessa de melhor salário do Brasil, exceto DF, o governador sugere uma reforma da previdência cruel contra os policiais”. “Ele não dá valor à palavra empenhada”, complementou.

De acordo com especialistas, o salário baixo influencia diretamente nas mortes de policiais, uma vez de 80% dessas baixas ocorrem quando os agentes estão em folga. Dessas mortes em folga, grande parte ocorre quando o policial está sozinho, armado, trabalhando em um bico não oficial, para complementar a renda.

Segundo Rafael Alcadipani, professor de gestão pública da FGV (Fundação Getúlio Vargas), não existe combate ao crime organizado sem polícias estruturadas e bem remuneradas.

“Infelizmente, a gente vê que isso não está acontecendo. O governador fala uma coisa e espera que ela vire a realidade. A questão do combate ao PCC precisa de um aprimoramento muito mais forte da inteligência policial, uma integração maior das polícias e o governo não está cuidando disso. Muita fala e pouca ação”, afirmou.

“Polícia de respeito” contra o PCC

Investigação da Polícia Civil serviu de base para que o MP (Ministério Público) denunciasse, através da Operação Echelon, em 2018, que o PCC está com atuação mais violenta e se expandindo. A facção já atua em todas as unidades federativas e tem negócios no exterior, em países como Bolívia, Paraguai, Colômbia, México e Itália.

Desde que assumiu o governo de São Paulo, João Doria (PSDB) tenta se valer de decisões judiciais que determinaram as transferências de chefes do PCC, do sistema penitenciário estadual para o sistema federal, como se fosse uma “produtividade policial” fruto de sua gestão. As medidas, no entanto, são resultado de investigações da polícia, do MP (Ministério Público) e de determinações da Justiça.

O promotor Lincoln Gakiya, responsável pelo pedido da transferência da cúpula da facção e considerado o principal investigador do país contra a facção, afirmou que o pedido de remoção foi feito pelo MP e deferido pelo juiz da 5ª VEC (Vara de Execução Criminal) de São Paulo. Segundo ele, não houve ação dos governos federal e estadual na ação.

“O papel do governo federal foi apenas disponibilizar vagas através do Depen (Departamento Penitenciário Nacional) e de organizar a “logística da transferência. Apenas isso. O mesmo se diz do governo Doria, que também apenas auxiliou na logística. O que houve foi apenas cumprimento de ordem judicial. Não cabia a governos federal ‘determinarem’ ou ‘negarem’ as transferências”, afirmou.

Em campanha publicitária veiculada na TV desde setembro e na divulgação das estatísticas criminais, a gestão Doria assume para si a transferência da cúpula do PCC, entre eles, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, e do segundo escalão da facção. Na propaganda, ao citar a polícia paulista como “de respeito”, a gestão divulga a medida como ação direta do governo.

Campanha publicitária aponta transferências de líderes do PCC como produtividade da gestão Doria - Reprodução
Campanha publicitária aponta transferências de líderes do PCC como produtividade da gestão Doria

Imagem: Reprodução

De acordo com o governador, o PCC, atualmente, não é nem um décimo do que já foi. A afirmação, no entanto, contraria o que apontam longas investigações da inteligência da sua polícia. Segundo as apurações, avalizadas pelo MP, o PCC cresceu, desde 1993, quando foi fundado por oito presidiários, para aproximadamente 33 mil membros. A facção domina a exportação de drogas no Brasil para Europa, África e Ásia.

Segundo Samira Bueno, diretora-executiva do FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública), “João Doria está fazendo isso em outras pautas da segurança também. No caso da Polícia Civil, tem a história do enfrentamento ao PCC, mas tem também a questão das delegacias da mulher 24 horas. São duas agendas prioritárias para São Paulo, mas qualquer ação que se pretenda sustentável precisa ser feita olhando para este profissional de segurança, o que não ocorre”.

“A Polícia Civil sofre com baixos salários, falta de concursos e, quando os concursos acontecem, é difícil segurar os novos policiais na organização por muito tempo, pois muitos prestam outros concursos e acabam indo para o que paga mais. Se eu fosse o governador, teria muito cuidado com tudo o que ele está fazendo com a polícia, porque o que ele não precisa é da Polícia Civil em greve. E, se ele continuar pressionando por resultados sem cuidar da organização, ela vai acabar parando”, diz a especialista.

Sem suporte, policial morre mais em suicídios

Em outubro de 2019, a Polícia Civil tinha 27.207 funcionários. Com déficit de 14.705 profissionais. Muitos desses policiais contratados têm que trabalhar dobrado. Esse é um dos motivos, segundo a Ouvidoria das Polícias, para o aumento do estresse do policial, que morre em São Paulo mais por suicídio do que por confronto.

Em 2017 e 2018, 17 policiais civis do estado tiraram a própria vida. Segundo a ouvidoria, trata-se de uma taxa média de 30,3 suicídios a cada 100 mil policiais, por ano —três vezes o índice aceitável pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que considera situação de epidemia a partir de 10 suicídios a cada 100 mil. A taxa de suicídios é seis vezes maior do que a taxa dos mortos em serviço (5 a cada 100 mil).

Apesar de o índice ser alto, a Polícia Civil não tem programa nem suporte para a saúde mental, segundo o ouvidor Benedito Mariano. “Precisa começar do zero na Polícia Civil. O sucateamento dialoga com o estresse do policial, porque tem que fazer o serviço de dois ou três. Existe uma negligência com relação à saúde mental dos policiais civis de São Paulo”, disse.

Rogério Giannini, presidente do CFP (Conselho Federal de Psicologia), afirmou que o índice da Polícia Civil é “alarmante”. “Se a gente olhar na sociedade como um todo, a gente diria que há um sintoma que mostra que algo não está indo bem. E a polícia faz parte desse sintoma”, pontuou.

 

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/11/13/doria-quer-enfrentar-pcc-mas-policia-civil-sofre-sem-estrutura-e-salario.htm

 

  1. Que coincidência….ele prometeu aumentar os salários dos professores estaduais de 2.500 reais para 3.500 reais.

    Curtir

  2. Chamem o atual DG, posto Ipiranga, não dizem que ele é o cara, super especialista em PCC, sabe tudo e um pouco mais!
    Ele já teve tempo mais que suficiente para acabar com tal facção!
    Afinal ele já mostrou a que veio!
    Ele já renovou a frota sucateada da PC?
    Ele já autorizou as DECEJs?
    Ele já disponibilizou armas e munições em quantidade e qualidade suficiente para os policiais exercer as suas funções?
    Ele já adquiriu e mandou fazer a distribuição dos novos distintivos, já que foi ele quem aprovou o novo layout destes?
    Tem colega pagando até R$ 90,00 (noventa) reais na aquisição dos novos distintivos, que é obrigação à administração fornecer.
    Fico pesando que estes colegas já estão gastando por conta os 5%, do Dória!
    Alguém conhece algum policial que já tem a “nova” identidade funcional?
    No mais o Dória está fazendo o que mais sabe fazer, ou seja, promete o que não pode e nem vai entregar, todo isso com ótimo auxílio de alguns poucos que estão confortavelmente sentados em suas cadeira$, cuja última coisa que passa na cabeça, dos “pensantes”, é o combate a criminalidade!

    Curtir

  3. O Governo está pagando para ver, com essa nova previdência e com o furturo sombrio das carreiras, principalmente as operacionais, muitos colegas irão embora, seu eu pudesse iria também, com essa insegurança que o governo passa para todos que já estão na instituição, e os que irão entrar, vai ficar difícil para todos, muitos colegas estão desanimados, acho que já ” espanou”.

    Curtir

    • Vamos combinar que nada mais justo não é…

      A mais nobre das profissões e mesmo em 2022, com os 54% de reajuste, ganharão inicialmente R$ 4000.

      Nada mais que a obrigação de qualquer governo e, ratifico, nada mais justo para com os professores

      Curtir

  4. Quem acreditou que esse sujeito iria realmente valorizar a Policia Civil? Mentir é a cara dele, basta recordar sua recente e pífia passagem pela prefeitura paulistana. Não podemos esperar nada desse Governador e de todo seu secretariado uma vez que o objetivo desse sujeito e daqueles que estão sob sua gestão é a Presidência da República e nada mais. Infelizmente, policiais graduados bajulam o governador na busca de benefícios pessoais e em detrimento de toda classe policial. Um dia a casa cai para todos eles.

    Curtir

  5. Absurdo pagar 90??? Vi colega pagando 120 num objeto que obrigatoriamente tem que ser fornecido pelo estado, mas sempre ha alguém por trás pra levar sua vantagem em cada mazela nossa, um pedaço de metal píntado prá por no peito tem que ser ofertado pelo Estado. Cadê as armas novas?? E as viaturas??? Recolheram- se viaturas velhas e não há previsão de serem repostas, delegacias sempre faltando alguma coisa ( na minha pastelaria não há papel higienico nem água para os clientes, muito menos prá nós…eu pelo menos tenho os meus próprios). Aí vc vê que toda aquela estória de reajuste decente, auxilio alimentação decente, abono de quase 3000 reais prá quem pode aposentar e fica……tudo por água abaixo e um possível assalto no holerite com contribuições aumentado, é prá chapar mesmo!!!!

    Curtir

  6. Sem contar a enxurrada de licenças premios, férias atrasadas e aposentadorias que estao e irão ocorrer, desfalcando cada vez mais a já desfalcada Polícia Civil!!!!

    Curtir

  7. Desde a saída dos MILITARES do Governo, em 1985, quando o TRAIDOR General de meia-tigela JOÃO FIGUEIREDO deu ouvidos aos COMUNISTAS e concedeu as malditas e satânicas DIRETASJÁ e ANISTIA aos criminosos, o salário dos policiais vem decaindo junto com o poder de polícia: o salário inicial de um tira ou escrivão decaiu de 10 para apenas os 3 salários minimos atuais ! E este cenário só mudará com a retirada deste Governador COMUNISTA e colocação de um GENERAL do Exército no Palácio dos Bandeirantes que de cara daria um aumento FIXO de R$ 5.600,00 para TODOS os policiais civis e militares. Teremos que esperar um filho do Bolsonaro para por ordem na casa ! Somos 280.000 policiais (dos quais 140.000 são aposentados) que multiplicado por estes R$ 5.600,00 resulta em R$ 1,5 BILHÃO que o valor que o Dóriana declarou ao vivo em 31/10/19 que ficará a mixaria de 5 % de reajuste que dará a partir de 1º de Fevereiro de 2020. Aliás deste valor se descontará os 3 % a mais de previdência maior, resultando na migalha de 2 %. Este Dóriana só poderia ser COMUNISTA burro mesmo, estes 5.600 lhe daria milhões de votos, mais vai ficar com NADA ! Um Delegado ganha 9.000 hoje, passaria para 14.600 (ao invés da miséria de 9.450) e um investigador/escrivão passaria de 4.600 para 10.200 e não para a miséria de 4.830 ! Mas é uma besta quadrada mesmo este asno COMUNISTA: com a mesma porção de dinheiro ele faz esta trapalhada de reajuste o General palerma que esta ao lado dele deveria é ser demitido !

    Curtir

      • Só COMUNISTA ou débil mental acredita que houve ditadura em 1964-1985, o que houve foi uma limpeza do COMUNISMO no país, aliás, muito mal feita, pois deixaram soltos ratos como Sarney, Collor, Lula, Dilma, FHC, Covas, Alckmin, Serra, Dória que são COMUNAS e detestam a POLÍCIA. Acorda Dr. Guerra, acorda para a VERDADE ! Em 1964 havia hiperinfração e o Brasil era apenas a 49ª economia do mundo com agentes da KGB da URSS infiltrados até na imprensa COMUNISTA, e em 1985 a LIMPEZA, ORDEM e PROGRESSO MILITAR elevou-nos para a 8ª economia do mundo. Se o Dr. estiver em sua casa com uma arma da mão e entrar pela porta de sua casa um bandido ARMADO o senhor abre seu peito para ele atirar ou antes dá um TIROMBASSO na cabeça dele ? Acorda, Homem de Deus !

        Curtir

      • Se você estivesse sempre atento, não estaria mergulhado nas idéias COMUNISTAS que deixaram esta destruição no salário dos policiais !

        Curtir

      • Opa pera lá,o “companheiro” Wagner (isso foi uma ironia aos porcos comunista subversivos ok) pode até estar exagerando um pouco,talvez até pelo efeito do Chivas 18 anos q com certeza ele deve estar tomando mas 87,6% do ele tá falando é verdade e tem fundamento sim,quem tá passando vergonha Aki é vc e o pior,tá passando no crédito parcelado em 12 vezes naquele cartão de crédito BMG q vem descontado na sua folha de pagamento.

        Curtir

        • Obrigado DECAPLESTE. Saiba que desde 1985 os COMUNISTAS vêm DESTRUINDO propositalmente as polícias, ou alguém acha que comunista gosta de polícia ? Enquanto isto, Dória vai dar 34 % de aumento para os professores a partir de Janeiro de 2020. Ele vai é fazer a polícia de S.Paulo a ainda mais MAL PAGA DO PAÍS !

          Curtir

  8. Sentindo-me como na época feudal, onde IMPOSTOS impossíveis eram cobrados/extorquidos para a garantia de uma vida miserável dos inúmeros provedores úteis… De onde vinha toda a riqueza, conforto e ostentação, dos que governavam/reinavam, absolutos, em suas existências tão mais significantes e nobres do que as dessa perene massa servil. E é claro, como se alega hoje, o sacrifício ou o “cortar na carne”, deve provir dos menos favorecidos, seja em igualdade de condições, daqueles que tão smp estiveram mais longe da saúde, segurança, educação, conhecimento, qualidade de vida, mas muito mais perto das consequências dessa forma de gestão, a crença no trabalho inesgotável, a violência constante e as infinidades de mazelas que o descaso ou os interesses políticos superiores infundem. Afinal, mexer nos próprios superlativos proventos, está fora de qlqr questão. E a grande massa segue submissa e subserviente, ou por desconhecer meios ou direitos, ou por não perceber que está longe de uma, de fato, democracia ou ainda, por temor de perder sua, já mísera, condição. Uma nação inteira a mercê dessa reforma, além da futura, administrativa, que não trará benesse alguma a ela mesma, mas garantirá o melhor do pior, parcos direitos e infinitos deveres. Vivemos tempos tétricos governamentais. Trajeto para extinção do serviço público. O policial, então, diante de tudo o que passamos, a natureza do nosso trabalho e o pouco valor que isso representa, ficarão apenas os que a permanência, independente de reformas, signifique muuuitho mais vantagens que prejuízos. Até a segurança pública está insegura, a saúde precária, educação inexistente e agora o trabalho não representa a tranquilidade almejada, seja para servidores ou não. Futuro incerto e sombrio.

    Curtir

  9. Esse maldito partido denominado psdbosta e seus asseclas, são piores do que um câncer voraz, pois vão matando o sujeito à míngua. Rapaz, todo dia vem uma cacetada pra cima de nós ! Ei, acaba com essa porra de uma vez por todas ! E, me ajudem aí

    Curtir

  10. Que milagre. a mídia falando mal do PSDB e expondo os reais problemas da PC.

    Pena que matérias desse tipo são publicadas uma vez por ano.

    Curtir

  11. Fotografia em tempo real da Polícia Civil do Estado mais rico da Federação. disse:

    Ótimo texto, o mais atualizado retrato do estado de falência da estrutura organizacional da polícia judiciária do Estado mais rico da Federação.

    Tudo em São Paulo é infinitamente maior do que em qualquer outro Estado, inclusive a quantidade de ocorrências policiais, termos circunstanciados, inquéritos policiais, audiências de custódias, cumprimentos de mandados, prisões em flagrante, etc.
    Em contrapartida, a Polícia Civil não tem, hoje, o efetivo fixado para 20 anos atrás. Boa parte dos imóveis destinados às delegacias de polícia, fecham a noite e aos finais de semana, inclusive na capital e, durante o dia, ficam quase vazios, a mercê de indivíduos completamente estranhos às carreiras policiais, quiça, marginais, como no caso da recente da prisão de um “ganso” no Embú, com carro roubado e clonado , colete da Polícia Civil e identidade funcional falsificada, o qual, segundo consta, atuava, publicamente, como policial civil no 90º DP da capital – Pque Novo Mundo, com direito a uma mesa no 1º andar do prédio. Isso além de surreal, só é possível pela conivência de quem dirige a unidade.

    O estado de desmonte e abandono da instituição por esse governo maldito do PSDB, se se estende há pelo menos duas décadas, só foi possível pela cooptação, conivência e venalidade de nossos sexagenários dirigentes, falsos classistas, que vendem até a mãe por uma cadeira de coletor como titular de DP, de Seccional, Diretor, etc. Alguns representam, inclusive por transmissão de DNA, a herança nefasta do “modus operandi” dos anos de chumbo, com truculência, abusos e corrupção desenfreada. Um pesado fardo que, injustamente, as novas gerações de policiais têm que carregar.

    Somado ao acima alinhavado, salários ridículos sem qualquer recomposição salarial há 5 anos. Afirmar que salário baixo não justifica/explica corrupção é uma premissa a ser exercitada por todo funcionário, mas não há como se negar que ele concorre como fator preponderante para que ela aconteça.Por conta disso, são recorrentes os casos de desvio de conduta funcional grave, tais como: Escolta de carregamento de maconha com viatura oficial(44ºDP), sequestro e extorsão de empresário(73ºDP), “ganso”, com veículo roubado e clonado, colete da Polícia Civil, armado, com identidade funcional falsa, trabalhando normalmente no 90º DP.

    Nossas entidades de classe, cada policial de bem, a maioria, felizmente, ativos e aposentados devem se tornar multiplicadores do comentário postado. Divulgar seu conteúdo nas empresas de radiodifusão das cidades do interior, nas entidades da sociedade civil organizada, devemos esquecer esses “falsos” policiais que se elegeram mandatários populares, usando a imagem da polícia como propaganda eleitoral ou obtendo o próprio voto dos integrantes das polícias, porque, a bem da verdade, visam sempre seus interesses pessoais em detrimento dos interesses dos integrantes das corporações policiais que os elegeram.

    A Polícia Civil precisa, urgentemente, deixar de ser “empresa” de uma dúzia de coproprietários que a usam para se promoverem e, por conseguinte, seus negócios na iniciativa privada. Bem sabemos quem são eles.

    O que devemos cobrar desse governador, por exemplo, a que se destina essa “PERFUMARIA”, verdadeiro cabide de emprego para acomodar afilhados políticos, chamado de SECRETÁRIO EXECUTIVO DA POLÍCIA”. Se servisse para alguma coisa, as polícias seriam ouvidas e não estariam nessa merda em que se encontram.

    Mostrar a cada cidadão deste Estado que acorrer a uma delegacia de polícia que porventura estiver aberta, que não ha como atendê-lo dignamente, por absoluta falta de: efetivo, material de escritório (papel), de informática(computador, sistema fora do ar, impressora, toner) de condições das instalações físicas (luz, terminal de computador, água). Mostrar também o mobiliário caindo aos pedaços que guarnecem as unidades policiais da periferia, principalmente, nos plantões.

    Fazer de tudo para esse mentiroso não chegar em Brasília.

    Curtir

  12. Os policiais de SP tem duas MALDIÇÕES: 1 – Por alguma razão que não entendo o Estado é considerado um “Trampolim” para a presidência (O Porquê eu não sei, já que não me lembro do último presidente (Eleito ou não ) que foi governador de SP antes).
    2 – O Fato de pro alguma bruxaria o PSDB sempre ganhar aqui. Além no nojo natural que Tucanos tem por funcionários públicos (Em especial Policiais), ainda tem o fato que picareta após picareta todo Idiota que bota a bunda naquela cadeira de Governador só pensa na presidência e em mais Nada (Acho que o último governador que pensou um puco que seja em SP foi o Quércia.
    Assim, a Polícia vai sendo demolida um picareta por vez. Após o picareta Xuxu agora é a vez do Picareta Mauricinho botar mais um prego no caixão. PSDB sendo PSDB.

    Curtir

  13. Comprar distintivo?
    Sò trouxa mesmo para comprar com dinheiro próprio.
    Não compro nem uma caneta para trabalhar.
    Se o Estado não tem condições que peça falência.
    Entrei no Estado para ser remunerado pelo mesmo, não ao contrário.

    Curtir

  14. Aproveitem para aposentar-se enquanto é tempo. Depois, da aprovação do PLC nº 80/2019 do João Doria, o “cabra” vai cair na regra de transição e vai comer capim.

    Curtir

    • Quem pode rapar fora da Polícia e permanece na ativa é ABSOLUTA, COMPLETA E TOTALMENTE imbecil.

      Não há sentido nisso, a não ser que se trate de Coronéis ou Delegados de Classe Especial.
      E veja lá os Delegados pois, apesar do salário parelho com o dos Coronéis não têm sequer 30% do poder e das regalias dos velhos fardados.

      Agora, se for de Oficial Intermediário ou Delegado de segunda classe pra baixo…permanecer na ativa após o tempo cumprido…

      Só sendo extremamente IDIOTA!

      Curtir

  15. Agripino Dória quer enfrentar o PCC: dá uma 24/7 defeituosa da Taurus pra ele e manda cair pra dentro. Sozinho. Se depender de mim um abraço.

    Curtir

  16. sempre tera policial corrupto que fara a producao para maquiar os numeros esses caras e os corruptos vivem de numeros$$$$$
    tem policia de departamento lucrativos em manifestacoes??????

    Curtir

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s