“Mensalão do tráfico” e morte é prática que a PM precisa banir urgentemente sob pena de “cariocar” 13

Corregedoria investiga PMs por “mensalão do tráfico” e morte em São Paulo

Corregedoria da PM cerca batalhão em São Paulo em operação com o MP - Reprodução/TV Globo

Corregedoria da PM cerca batalhão em São Paulo em operação com o MP Imagem: Reprodução/TV Globo

Josmar Jozino e Flávio Costa

Colaboração para o UOL, e do UOL, em São Paulo

25/06/2020 19h52

A Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo realizou hoje uma operação que cercou a sede do 5º Batalhão, na Vila Gustavo, zona norte da capital paulista, para apurar denúncias contra policiais da unidade. PMs da Força Tática são suspeitos de extorquir traficantes de drogas e praticarem, ao menos, o homicídio de um morador de rua.

O caso foi revelado por reportagem publicada no dia 31 de janeiro pelo site Ponte Jornalismo.

Em nota, a SSP (Secretaria da Segurança Pública de São Paulo) informou que a “operação foi desencadeada no local denunciado a fim de constatar a veracidade dos fatos”.

A nota, entretanto, não esclarece se algum policial foi preso nem se foi encontrado algo de ilícito nas buscas realizadas e se as denúncias procedem ou não. ]

A apuração do UOL permite afirmar que a operação de hoje tem relação direta com as denúncias relacionadas ao chamado “mensalão do tráfico” e com a suspeita de homicídio.

Denúncias

Na véspera do Natal do ano passado, a Corregedoria da PM recebeu denúncias informando que PMs da Força Tática do 5º Batalhão cobravam uma espécie de “mensalão” de traficantes de drogas do Jardim Brasil.

O autor da denúncia chegou a divulgar mensagens de WhatsApp de PMs da Força Tática negociando com um traficante o valor da propina em R$ 7.500,00 mensais.

Na troca de mensagens, os policiais militares demonstram insatisfação com o valor cobrado e ameaçam exigir uma mesada mensal de R$ 10 mil para não coibir a venda de drogas no bairro.

O UOL teve acesso a essas mensagens. O site Ponte Jornalismo entregou em janeiro essas mesmas mensagens à Corregedoria da PM paulista.

Segundo o denunciante, o ponto da comercialização de entorpecentes funcionava na rua Tenente Sotomano e a propina era cobrada sempre por um tenente e ao menos quatro cabos da Força Tática.

Em uma das mensagens de WhatsApp, um cabo comenta com um traficante que a “biqueira” (ponto de venda de drogas) da rua Tenente Sotomano era uma mina de ouro e chegava a faturar R$ 30 mil por semana com a comercialização de cocaína.

O denunciante também informou à Corregedoria que PMs da Força Tática abordaram, no ano passado, um integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) e tentaram extorqui-lo, pedindo R$ 100 mil para não prendê-lo. Como o criminoso não tinha o dinheiro, os PMs roubaram um fuzil dele.

Ainda segundo a denúncia, os PMs corruptos realizavam churrascos regados a bebidas e drogas com parte do dinheiro obtido com a extorsão contra os traficantes da região.

A Corregedoria da Polícia Militar abriu dois inquéritos para apurar as denúncias contra os PMs da Força Tática do 5º Batalhão.

Na tarde desta quinta-feira, a sede da unidade militar foi cercada por oito viaturas do órgão fiscalizador, além de outros três veículos (descaracterizados). Foram vasculhados armários usados pelos policiais militares da Força Tática do 5º Batalhão.

  1. No Manual de Protocolos PM, além dos conhecidos protocolos de "sacode", espancamento, linchamento, fuzilamento, tem também o do "achaque", muito utilizado em ocorrências de tráfico. disse:

    Trabalhei na área por cinco anos e a conheço bem. A Rua Tenente Sotomano, no Jardim Brasil, local da “biqueira” que pagava R$ 7.500,00 para as viaturas fazerem “olho de vidro” e não passarem lá para não atrapalharem o tráfico e objeto de negociação entre PM’s e traficantes para que o valor passasse a R$10.000,00, é apenas uma, entre as várias “biqueiras”, existente no Jardim Brasil e bairros circunvizinhos.

    Existem várias outras no Jardim Tranquilidade(local onde os PM’s deram aquele “sacode” no rapaz na escadaria e que foi filmado por um morador e repercutido em todas as emissoras de televisão), Jd. Fontalis, Jd. Filhos da Terra, Pque Novo Mundo e v. Sabrina, tudo área do 5º e 43º BPM/M).

    Se em 1(hum) carnê, achacavam R$ 7.500,00 e queriam 10.000,00, imagine o mesmo “protocolo de achaque” aplicado em todas as “biqueiras” da área? Não tem Fernandinho Beira Mar e Marcola que aguente.

    Curtir

  2. Se na PM que existe hierarquia, disciplina, organização etc…. imagina na PC que é uma bagunça generalizada…Primeiramente, a PC precisa acabar com esse maldito cargo de confiança, onde quem divide o arrego mensal melhor, é o confiança (chefe). Acabem com as mensalidades de trafico, maquinas, prostibulo, contrabandos, jogatinas e também, agora que voltaram os postos de gasolina com pagamentos, quando não é no solvente é na adulteração da bomba, uma vergonha!!! esse batalhão faz divisa com Guarulhos, (que está uma roubalheira também), o MP tem que fiscalizar, pede para um oficial de justiça percorrer a cidade e vai ver o que tem de errado, a cada esquina um contrabando, uma jogatina etc. A policia quanto mais se afastar das corrupções, mais os policiais serão valorizados, pois grande parte irá reivindicar melhorias salarias.

    Curtir

    • Concordo com vc em 02 pontos:

      Em primeiro lugar esse negocio de cargo de confiança realmente tem que acabar, tá cheio de 2º classe chefiando 1º ou especial, e deveria acabar também com o negocio de promoção por indicação e realmente implantar a promoção por merecimento com critérios objetivos, como por exemplos cursos ou até mesmo concurso interno para promoção de classe.

      Outro ponto que concordo é que esse negocio de corrupção acaba com qualquer instituição.

      A hierarquia e disciplina da pm não isenta ninguém de ser corrupto, haja vista a pm do Rio de Janeiro, e o que esta sendo mostrado aqui em SP.

      Curtir

      • mas quem disse que classe especial manja mais de polícia que um segunda classe? Só por que é especial quer dizer que é mais competente?

        Na teoria, pode ser.

        Na prática, conheço classe especial que nem relatório de investigação sabe fazer. Aliás, nem BO de extravio de documento sabem fazer rsrs

        Voce deve saber que 90% dos classe especial chegaram lá por politicagem.

        Mas, ainda assim, um 2a classe ou especial chefiando um DP, ainda que às vezes possa parecer absurdo, o policial vive aquilo no dia a dia.

        Acho mais “esquisito” (para não dizer outra coisa) ter um secretário de segurança que não é policial, mas sim general, promotor, chef de cozinha, educador físico etc…Nada contra esses profissionais, mas estão na secretaria errada a meu ver.

        Curtir

        • Na verdade não tem a ver em manjar ou não, e sim no sistema que funciona em qualquer tipo de policia eficiente, a hierarquia e galgada por antiguidade, dentro de sua carreira, e através de concurso para promoção, nunca por indicação, isso evitaria as chefias por interesse politico, por exemplo, em um sistema de concurso interno só chegaria a classe especial quem realmente tivesse mérito para isso, e somente os de classe superior ocupariam os cargos de chefia, logicamente deveriam ter um tempo na classe para poder prestar o concurso.

          Agora realmente concordo com vc que o SSP deveria ser proveniente da carreira policial.

          Curtir

  3. Matam aleatoriamente, explodem caixa eletrônico, praticam sequestro seguido de morte, não vão se acertar com traficante?

    Curtir

  4. A solução é pagar salários decentes e depois fazer a depuração daqueles que continuarem insistindo no erro.

    Curtir

  5. Mas da cidade de Botucatu a corregpm não tem uma previsão de quando os traficantes do quartel serão presos?
    No 5º batalhão eles foram procurar, mas no 12º de Botucatu já foi encontrado e não foi pouco, e até agora nada de prisão?
    Ou será que o lote de maconha e as armas foram colocados justamente naquele local para que fosse encontrado por alguém e o objetivo só agora foi alcançado?

    Curtir

    • VAMOS TENTAR ENTENDER O QUE ESTÁ ACONTECENDO RELACIONADO À FALTA DE RESPOSTA PARA O CRIME DE TRÁFICO DE ENTORPECENTE QUE ACONTECEU NO BATALHÃO DA PM EM BOTUCATU, E QUEM SABE NÃO OCORRA O SUPOSTO ERRO CASO OS PMS DA CORREGEDORIA TEREM ENCONTRADO ENTORPECENTE NO 5º BATALHÃO, CASO HOUVE ALGUMA MUDANÇA RECENTEMENTE NA LEI IGNORE TUDO ISSO:

      A GRANDE QUANTIDADE DE MACONHA QUE FOI ENCONTRADA MESMO QUE DENTRO DO BATALHÃO DE BOTUCATU É UM CRIME HEDIONDO, MAS O TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR, PELO MENOS HÁ ALGUNS ANOS, NÃO TINHA COMPETÊNCIA DE JULGAR UM CRIME HEDIONDO.

      HOUVE UM CASO EM QUE UM PM MATOU DOLOSAMENTE UM OUTRO PM EM SÃO PAULO, CRIME HEDIONDO CERTO? MAS NÃO PARA O TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR.

      NESTE CASO, TODA INVESTIGAÇÃO, INQUÉRITO POLICIAL (IPM) E JULGAMENTO FOI FEITO EM ÂMBITO MILITAR POR SER VÍTIMA E RÉU POLICIAIS MILITARES, MAS O TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR FOI OBRIGADO A JULGAR O RÉU COMO CRIME COMUM E NÃO HEDIONDO.

      E EM BAURU ONDE TRÊS MILITARES SE ENVOLVERAM EM UMA CONFUSÃO E DOIS FORAM MORTOS, APENAS A POLICIAL FEMININA SOBREVIVEU PARA CONTAR O QUE ACONTECEU.

      DIGAMOS QUE O SARGENTO QUE EXECUTOU O OUTRO PM QUE ERA O LUTADOR NÃO COMETESSE SUICÍDIO APÓS A EXECUÇÃO, ELE SERIA JULGADO NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR TAMBÉM COMO CRIME COMUM E NÃO HEDIONDO, POR QUE O TJM? POR SER UM CRIME ONDE ESTÁ ENVOLVIDO DOIS MILITARES, MAS NÃO É, OU NÃO ERA, CRIME HEDIONDO PARA AQUELE TRIBUNAL.

      E QUANTO A GRANDE QUANTIDADE DE ENTORPECENTE ENCONTRADA NO BATALHÃO, É CRIME HEDIONDO? COM CERTEZA QUE SIM!

      NESTE CASO, MESMO QUE O CRIME TENHA OCORRIDO DENTRO DE UM BATALHÃO, AS APURAÇÕES DA PM É PARA SOMENTE IDENTIFICAR E JULGAR A CONDUTA DOS ENVOLVIDOS, NESTE CRIME HEDIONDO NÃO HOUVE AGRESSÕES ENTRE DOIS OU MAIS MILITARES OCASIONANDO TENTATIVA OU MORTE (HEDIONDO), O QUE HOUVE FOI UM GRUPO DE MILITARES COM O MESMO OBJETIVO DE GUARDAR AQUELA DROGA PARA ALGUM FIM E ACABARAM COMETENDO UM CRIME HEDIONDO QUE SE FOREM IDENTIFICADOS TERÃO CONSEQUÊNCIAS DESAGRADÁVEIS NA JUSTIÇA COMUM E, SE FOR CUMPRIDO AO PÉ DA LETRA, NÃO NO TJM. ESTE CRIME NÃO É ACEITO POR DIVERSOS OFICIAIS DE ALTA PATENTE DA CORREGEDORIA E OS AUTORES CORREM O RISCO DE CUMPRIR A PRISÃO EM TREMEMBÉ OU EM OUTRO PRESÍDIO, CONFORME PROJETO QUE FOI FEITO PELO EX-DEPUTADO CONTE LOPEZ E AINDA É ESTUDADO POR MUITOS OFICIAIS DE ALTA PATENTE QUE DETESTAM TRAFICANTES, AINDA MAIS AQUELES QUE VESTEM A FARDA.

      AO SER IDENTIFICADO OS AUTORES DO CRIME, É OBRIGAÇÃO DA PM ENTREGAR TODOS OS DADOS DOS ENVOLVIDOS PARA A POLÍCIA JUDICIÁRIA QUE TAMBÉM TEM O DEVER E JÁ DEVERIA ESTAR ENVOLVIDA NAS INVESTIGAÇÕES. A PM NÃO TEM COMPETÊNCIA DE FAZER UM IPM E APRESENTAR AO MINISTÉRIO PÚBLICO COMO SE FOSSE UM INQUÉRITO POLICIAL FEITO PELA PC, MAS NADA IMPEDE QUE ESSE IPM SEJA ACEITO PELO MP PARA REFORÇAR UMA ACUSAÇÃO.

      O QUE NÃO É JUSTO É A PM ESTAR INVESTIGANDO, É O QUE DÁ AO ENTENDER, SOZINHA UM CRIME HEDIONDO E DEPOIS ENVIAR TUDO ISSO SOMENTE PARA O TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR ASSIM QUE ESTIVER CONCLUÍDO, ISSO REFLETIRIA MUITO MAL E TAMBÉM DÁ AO ENTENDER QUE O CICLO COMPLETO JÁ FOI APROVADO E ESTÁ FUNCIONANDO A TODO O VAPOR, E NÃO ESTÁ E TAMBÉM NÃO VAI SER APROVADO DEVIDO AS ATITUDES DOS PRÓPRIOS PMS.

      EU NÃO SEI COMO ESTÁ AGINDO O JUDICIÁRIO DA CIDADE DE BOTUCATU EM RELAÇÃO A ESTE CRIME, MAS ESPERO TODA ATENÇÃO DESSES PROFISSIONAIS PARA QUE O CRIME NÃO SEJA ROTULADO COMO AUTORIA DESCONHECIDA.

      Curtir

      • No caso do batalhão de São Paulo, se foi achado algo pode ter certeza que os papas malas estão fudidos.
        Mas no caso de Botucatu qual fórum vai julgar eu não sei, mas se a investigação ficou por conta da polícia militar e já passou de um ano, espere sentado para ver alguém ser preso.

        Curtir

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s