• PM é assim quando se trata de Policial Civil é tapa na cara e esculacho.
      Quando se trata de militar das forças armadas (Sargento, Tenente, Capitão, Major, Coronel) é sim senhor não senhor.
      O que será da Polícia Civil pro futuro? Será que se mudar de nome melhora? Reestruturação nos cargos e nome da instituição Polícia Judiciária ou Polícia Investigativa?

      Curtir

  1. Que absurdo, mermão! Abriram a caixa de Pandora e agora está difícil colocar na garrafa os idiotas da objetividade saídos das bocas de lobo desse país, que chafurdam num lamaçal de arrogância e hipocrisia. O mais “lúcido” (pausas para gargalhar) se atrapalha na tabuada do 2 salteada. E ainda há charlies que esticam a mão e abrem um sorriso de orelha a orelha quando os veem. Assistir a tal cena me causa engulho!

    Curtir

  2. Não é dessa década que PM chega em DP com ocorrência quadrada e os PC sempre arredonda e passa pano, na minha opinião PM em delegacia é do balcão pra fora, chegou com ocorrência quadrada, papel, não tem essa de arredondar, para eles colega é só quando precisa, depois esquecem, chegou com flagrante o mala quebrado, papel para os dois lado, se couber dependendo da lesão, dois flagrantes, eles tem que entender que PC não depende da PM para nada, somos totalmente independentes, já o oposto não, qualquer ocorrência da PM termina em delegacia, o papel e nosso e eles sim dependem da gente, o problema é que tem muito PC que infelizmente não percebeu isso ainda, fica arredondando merda de mike e depois vem chorar que foi esculachado em abordagem, papel e representação na justiça criminal, e na cível ainda exigindo danos morais, quero ver PM começar a tomar no cu em delegacia, não precisa forçar, só fazer o correto, quero ver coxinha meter o rabo entre as pernas ou vão para a cadeia e rua.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Dr. Guerra

    Certa ocasião o senhor fez um comentário falando acerca do nível ruim de formação dos policiais e que a legislação era boa e não era utilizada plenamente…

    Algo nesse sentido rsrs

    Recorda-se ?

    Pqp, procurei essa porra de comentário e não achei!

    Preciso dele para motivar algumas pessoas aqui na delegacia e tentar mudar o conceito pelo menos do parceiro!

    Curtir

    • Paulo, não lembro!
      Mas , no tocante às normas penais e processuais penais , entendo que sempre foram adequadas e aprimoradas rotineiramente nos últimos 20 anos. Aliás, sempre muito mais favoráveis ao Estado! A impunidade , muito mais do que falhas na lei, decorre da falta de recursos materiais e humanos da Polícia Civil. Falta de melhor qualificação, inclusive!

      Curtir

      • Dr. Guerra

        Achei o comentário!

        “O Brasil possui diversas polícias ; nelas diversas carreiras com atribuições e características.
        Em relação aos Delegados , desnecessário dizer que não lhes cabe a função de atiradores , de motoristas ou pilotos de helicópteros. O tráfico ou qualquer atividade criminal organizada se enfrenta com superioridade de recursos materiais, humanos e garantias funcionais ( bons vencimentos , por exemplo ) . Quem falou em livro como arma? O livro pode ser um instrumento para você desenvolver habilidades mais eficazes do que armas, mas não é arma! A legislação é um instrumento para enfrentamento , especialmente quando ela confere aos policiais prerrogativas para a tomada de decisões sem o risco de acabar censurado ou punido. A lei no Brasil nunca foi bem sucedida em razão do péssimo nível dos agentes públicos, a maioria sem vocação e sem formação profissional. Você quer a reforma no Código Penal e Processual Penal , o que há de tão ruim nos dois? Mas eu posso dar uma pequena sugestão: ciclo completo para GCMs, PMs., Polícia Penal , Polícia Rodoviária e qualquer outro órgão do sistema de segurança pública. Obviamente, com as atribuições definidas conforme a circunscrição e conforme a matéria , ou seja, natureza da infração e pena aplicada. Por fim, não adianta a melhor lei do mundo para um povinho analfabeto e policial semi! Mas enquanto o nosso país não se desenvolve humanamente , cabe aos 10% ir carregando o piano com o que se tem.“

        Curtir

  4. O colega teve pulso e não admitiu abuso gostei de ver. Não tem cabimento ficar se curvando bom relacionamento não tem nada a ver com ser capacho.

    Curtir

  5. Exemplar!
    Mostrou conhecer normas do seu serviço e, tal como fazem PMs, somente se submeteria à autoridade e hierarquia funcional: Delegado de Polícia.
    Portaria Conjunta + Delegado= desarmaram o ímpeto.
    Não é questão de Portaria ou não Portaria?! Como assim?
    De outro lado, o PM de bigode realmente parecia incomodado com a situação… Os demais lá atrás, então…
    Exemplar!
    Precisa nutrir a confiança no Povo: diante de abuso, exijo ser apresentado ao Delegado de Polícia. Quer conduzir? À vontade..
    Mas aí é sonhar muito e muito alto..

    Curtido por 1 pessoa

  6. Aliás, no mesmo dia dois milicianos do 23M foram pro papel por abuso por esculachar o polícia do 96° DP que faz o expediente.
    E hj parece que deu problema na área do 47.

    Curtir

  7. A coxinhada é burra mesmo, pode ficar 1 ano no manicômio da Vila Clarice, ou 3 anos no Burro Branco, que a deficiência intelectual não será resolvida!

    O coxinha gosta de esculachar, de se sentir poderoso!

    Pessoas normais e policiais capacitados simplesmente solicitariam ao COPOM, via rádio, que fizessem contato com o CEPOL para verificar placas das viaturas descaracterizadas, situação do local e com a Unidade Policial sobre a diligência. Simples assim!

    No restante: COXINHA NÃO É CORREGEDORIA, E NÃO TEM QUE VERIFICAR ARMAMENTO DE NINGUÉM! NÃO TEM QUE FICAR SABENDO O QUE ACONTECE TAMBÉM, ISSO SÓ INTERESSA A QUEM DILIGÊNCIA NO INQUÉRITO POLICIAL E AO JUIZ DE DIREITO, QUE MUITAS DA VEZES SE QUER OUVE O MINISTÉRIO PÚBLICO PAR AUTORIZAR ALGUMA DILIGÊNCIA!

    SEJAM MENOS BURROS COXINHAS! ISSO TUDO VAI PARA O INQUÉRITO E O JUIZ AGE DE OFÍCIO SE CONSTATADA IRREGULARIDADE E VAI COBRAR O RESULTADO DA APURAÇÃO!!

    DA PRÓXIMA VEZ USEM O RÁDIO E NÃO SE COLOQUEM NA POSIÇÃO DE RECEBER UM BELO DE UM PASSARALHO!

    Curtir

  8. Inclusive se eu não me engano, ao fundo notei que no local tem um SOBEI, e acho que é o próximo do 101.

    Curtir

  9. Esperar o que de um meganha, que não consegue passar num concurso público decente, vive de migalhas de padarias e botecos e considera-se o Charles Bronson na vida real?

    Curtido por 1 pessoa

    • Exatamente! Não sabem, sequer, conjugar um verbo no presente do indicativo, mas se acham os super-herois. Metam uma coisa na cabeça; SÃO TÃO PÉS DE CHINELO QUANTO OS FEINHOS COM PINO QUE TRAZEM AQUI NO DP.

      Curtido por 1 pessoa

  10. Mudando de pato para ganso, a folha de SP sem ter o que publicar, já que a sua única tarefa é atacar o presidente saiu com uma reportagem sobre armas para as forças policiais, e aproveita para atacar o presidente.
    https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/08/bolsonaro-quer-comprar-armas-nos-eua-e-sela-divorcio-com-industria-nacional.shtml
    O “jornalista” faz conjecturas, ilações e elucubrações, da profundidade de um pires, tecendo uma teoria conspiratória, que só existe no vácuo da sua cabeça, para novamente atacar o presidente, sem base na realidade, neste caso especifico.
    Lendo a “reportagem” é possível constatar que o “jornalista” está vendo assombração!
    Entre outra pérolas, para não dizer mer….escreveu ele; “Outras três empresas relevantes, que pediram para não terem os seus nomes divulgados, estão de malas prontas para o Uruguai, Paraguai e EUA”.
    O “jornalista” da folha, sempre ela, está escrevendo de que país? Onde ele mora?
    Ele deve morar na casa do baralho, porque no Brasil que não é!
    Se até os nóia, da cracolândia, sabe que no Brasil só há duas empresas fabricantes de armas, e olhe lá, a Taurus lixo, e a não menos lixo da Imbel.
    Quem são e onde estão instaladas estas outras 3 (três) empresas porte. KKKKKKKK, nem ele sabe!
    A folha de São Paulo nutre um ódio tão grande e profundo pelas forças policiais, nenhuma novidade, que se presta a publicar pseudo reportagem com o claro objetivo para querer obrigar, a eterno, que os policiais do Brasil só possam portar ou possuir armas de péssima qualidade, esse é o objetivo da Folha de SP com este tipo de “reportagem”.

    Curtir

  11. FERNANDÃO DISE!
    Sempre falo isso! Instituição contra instituição, a PC leva vantagem contra a PM! Se esta certo, talao aberto, fazendo serviço correto, a PM embaçando, vai se foder. Agora voce nao estando em serviço, no seu particular, voce luta contra a instituição PM, dai vai perder meu caro!
    Uma certa vez, um escrivão, hoje investigador, indo com sua noiva na garupa, foi vitima de roubo, e do confronto, restou a noiva com um ferimento no pé, um mala a obito, e outro ferido que caiu da motociclo. a outra moto que estava dando cobertura evadiu. bom fiquei sabendo que tinha umas 10 viaturas da PM na ocorrencia, e o colega ligou no D.P. e o chefe dos tiras imediatamente acionou todas equipes e foram pro local. chegando já se identificou, falou com oficial da area, pegou os documentos e arma do policial, isolou a area( isso porque ele era de UM DP de outra circunscrição), ja mandou uma equipe render escolta do mala no hospital e foi junto com policial ate o DHPP e apresentou a ocorrencia. Os PMs de area parabenizaram a ação e comentaram com os policiais que ali estavam que ainda bem que o chefe tomou a ocorrencia senao aquele oficial nao muito bem quisto, iria causar pois ja estava falando que o escrivão cometeu excesso nos disparos. quando voce representa a PC, certo e estando correto, a PM vai perder. pode conseguir de momento por numero superior de servidores algo na força, mas depois senta e chora. agora voce sem estar de serviço, errado, vai sofrer com certeza.
    Policial civil deve agir com cerebro e nao com força! somos os donos da caneta, quer queiram ou não, relatorio de investigação é NOSSO, e relatorio final do DELEGADO!
    mas isso se aplica a uma pequena parcela de imbecis como esse do video. maioria dos colegas da co-irmã, principalmente os mais antigos não corroboram com essa atitude.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Reportagem da ocorrência. Carga roubada e pastor preso. Coxinhada pira!!!

    Nunca serão! Jamais serão!

    Curtir

  13. Não sei onde certas coisas se perderam nem porquê. Nem precisaria lembrar disso, mas o distintivo do PC equivale à farda do PM. Se mesmo assim houver algum motivo para averiguação, então a identificação tem que ser mútua. Mostro minha funcional se os PMs me apresentarem as deles também. Isso é o que me diz meu lado sensato. Já o prático é mandar esse pessoal para a pqp, vão apontar as armas para suas digníssimas progenitoras e não encham o saco.

    Curtir

    • Concordo plenamente com a sua tese, pois se existem muitas funcionais e distintivos falsos, existem muitas fardas, funcionais militares e blitz falsas.
      Então do mesmo jeito que o PC ou qualquer outro tem que se identificar o PM também…

      Curtir

  14. Resolução SSP-75, de 31-8-2020
    Disciplina no âmbito da Secretaria da Segurança Pública, procedimentos a serem adotados na abordagem de um policial a outro policial

    O Secretário da Segurança Pública, resolve:
    Artigo 1º – A abordagem entre policiais deverá pautar-se sempre nos princípios da dignidade da pessoa humana, da impessoalidade, e da estrita legalidade.
    Parágrafo único: Os policiais envolvidos na ocorrência devem interagir com urbanidade, colaboração e respeito mútuos
    Artigo 2º – O policial que realiza a abordagem deve observar as seguintes determinações:
    I – verbalizar os comandos de maneira clara e inteligível;
    II- identificar-se como policial pelos meios disponíveis (dentre outros: verbalização, vestimenta, insígnia, viatura, sinais
    característicos sonoros e luminosos);
    III- efetuar a conferência da documentação entregue pelo policial abordado, por meio dos canais próprios de comunicação
    de cada Instituição, com a celeridade necessária.
    §1º – Após a confirmação da qualidade de policial, os documentos do abordado serão, imediatamente, a ele restituídos e a
    ocorrência será encerrada, devendo o policial que fez a abordagem comunicar o ocorrido ao superior hierárquico e realizar os registros próprios de sua Instituição.
    §2º – Entregue a carteira de identidade funcional, e comprovada a qualidade de policial, o abordado não será desarmado,
    nem submetido à busca pessoal, salvo eventuais situações excepcionais, que deverão ser justificadas por escrito ao final da ocorrência, e reportadas imediatamente ao superior hierárquico.
    §3º – Se houver recusa na entrega do documento ou dúvida, devidamente fundamentada, quanto à qualidade de policial do
    abordado, aquele que efetua a abordagem realizará a busca pessoal e o seu consequente desarmamento, mantendo-o sob atenta vigilância, enquanto realiza consulta formal, por meio dos canais de comunicação de sua respectiva Instituição, solicitando apoio, se for o caso.
    §4º – Se o abordado não estiver portando a carteira de identidade funcional, será realizada a imediata busca pessoal e seu consequente desarmamento, caso porte arma de fogo, permanecendo sob vigilância até que sobrevenha a informação que comprove sua qualidade de policial.
    §5º – Por serem medidas excepcionais, a busca pessoal e o desarmamento do policial abordado só serão realizados nas
    seguintes situações:
    I- quando o abordado se recusar a obedecer às ordens de comando, principalmente à ordem para entregar a carteira de
    identificação funcional;
    II- quando o abordado não estiver portando a carteira funcional ou não for possível constatar a sua qualidade de policial; e,
    III- quando o abordado apresentar sinais de descontrole físico, emocional ou comportamento agressivo.
    § 6º – Sendo realizada a busca pessoal e o desarmamento do abordado a ocorrência deverá ser imediatamente comunicada ao escalão superior de ambas as Instituições, conforme normatização própria a ser editada.
    Artigo 3º – O policial abordado deve observar as seguintes determinações:
    I- obedecer aos comandos, identificando-se por meio da identidade funcional, que deverá ser obrigatoriamente entregue ao policial que realiza a abordagem;
    II- informar quantas armas de fogo está portando, bem como os locais onde estão;
    III- manter as mãos afastadas da arma de fogo e não fazer gestos bruscos.
    §1º – A recusa na entrega da carteira identidade funcional, conforme previsto no inciso I desse artigo, sujeitará o abordado
    à busca pessoal e ao consequente desarmamento.
    §2º – Se o policial abordado estiver em serviço investigativo ou velado, deverá reportar essa circunstância, imediatamente, de modo a evitar prejuízo ao trabalho.
    Artigo 4º – A não observância no disposto nos artigos 2º e 3º desta Resolução, bem como os excessos eventualmente cometidos por qualquer dos envolvidos, ensejará responsabilização administrativa e criminal.
    Artigo 5º – Deverão as Polícias Civil e Militar adotar as seguintes medidas:
    I- proceder a divulgação institucional deste regramento;
    II- estabelecer procedimentos, junto aos centros de operações de ambas as Instituições, para o célere fluxo das informações relativas aos assuntos veiculados na presente, especialmente quanto à confirmação da qualidade de policial;
    III- solicitar a atualização dos conteúdos programáticos relativos à abordagem policial nas escolas de formação de ambas as Instituições, considerando as disposições desta Resolução, e de modo a fomentar o harmônico e respeitoso relacionamento entre os policiais civis e militares.
    Artigo 6º – O presente regramento deverá ser observado, também, nas abordagens de agentes de segurança de outras
    Instituições e poderes, que serão cientificados oficialmente sobre esta Resolução, a título de informação.
    Artigo 7º– Sem prejuízo dos atos normativos em vigor, o Comando Geral da Polícia Militar e a Delegacia Geral de Polícia
    regulamentarão conjuntamente, dentro de 15 dias, as disposições desta Resolução.
    Artigo 8º– Situações excepcionais não previstas nesta Resolução serão dirimidas pelos respectivos centros de operações.
    Artigo 9º – Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

    Pronto.
    Tudo resolvido.

    Agora, quem será que teve força junto a SSP para regulamentar isso?
    Ou será que essa situação pode ser tida como o “Pai” colocando regras claras para os “filhos” rebeldes?…

    A ver…

    Curtir

  15. Lendo os comentários, vejo que ambos os lados são corporativistas, o colega ” TiraGosto” escreveu, ” Mostro minha funcional se os PMs me apresentarem as deles também”, sei que tem excelentes profisisonais nas duas corporações, e existem os babacas nas duas também, então para acabar com esse “problemas” a Secretaria de Segurança Pública deveria colocar alguma norma que regulamenta abordagem a policiais, e regrar tanto os procedimentos dos que estão abordando como os abordados.

    Curtir

    • Tem um lado corporativista sim, mas não é só isso. A regulamentação é precisa por reconhecer que, no mundo real, PMs abordam PCs e outros PMs; e PCs também abordam PMs e outros PCs. Então, se a PM trata diferente o abordado PC e o abordado PM – e esse é outro dado do mundo real – , então errada está ela e eu tenho o dever – isso mesmo: dever – de exigir respeito à minha condição de policial e não ter uma arma apontada minha cara. E vale o mesmo na situação inversa.

      Curtir

    • Tem um lado corporativista sim, mas não é só isso. A regulamentação é precisa por reconhecer que, no mundo real, PMs abordam PCs e outros PMs; e PCs também abordam PMs e outros PCs. Então, se a PM trata diferente o abordado PC e o abordado PM – e esse é outro dado do mundo real – , então errada está ela e eu tenho o dever – isso mesmo: dever – de exigir respeito à minha condição de policial e não ter uma arma apontada minha cara. E vale o mesmo na situação inversa.

      Curtir

  16. Puta celeuma desnecessária.
    Qual o problema em se identificar e ser abordado?
    Tanta coisa para nos preocupar!
    O Seu Doria adora essas briguinhas, acordem…

    Curtir

    • Rapaz…estamos concordando cada vez mais…

      Uma PUTA frescura por nada.

      Essa molecada tá muito sensível com pouca bosta e muito condescendente com LADRÃO.

      Antes, com todas as brigas…para ambas as corporações, quando o assunto era arrebentar LADRÃO, NÓIA, VAGABUNDO…

      Nessa hora todo mundo era 100% polícia contra a marginalidade.

      Agora é muita rede social…muito mimimi e pouco polícia.

      Cambada de recruta VIADO!

      Curtir

      • Jamiro

        Seu pessoal que está no bico – nas padarias, mercados, etc etc – , evidentemente armados, é caso para abordar e conferir se estão ok, ou continuamos a fechar os olhos?
        Não é mimimi. É questão de procedimentos que variam de acordo com o freguês.

        Curtir

        • Se estao na padaria e mercado, é por necessidade. Nao por falta de opcao ou falta do que fazer.

          Cobre seu governador por um salario digno e raramente voce vera um policial em padaria

          Curtir

    • Colega vc gostaria de ser abordado igualmente a um ladrão, levando revista pessoal em horário de serviço com tudo certo e na frente de populares que estão almoçando e comércios? “Pique” Vagabundo?! Desculpe, mas eu não. Carteirou? Ok. Vida que segue. Para chegar no nível de precisar abordar é pq tem alguma coisa quadrada ou MUITO suspeita. O que não é o caso por diversas vezes. Tem vtr caracterizada e descaracterizada clonada tanto da PC como da PM. Assim vai ficar difícil.
      Aí poderemos ficar abordando todo santo PM que faz bico, denúncia-lo a corregedoria, ir na porta de batalhão e CIA e ficar pegando os NP e afins dos PMs e etc. Olha que legal a bola de neve. O caso da politécnica ficou bem claro a “maldade” de todos os envolvidos. PM e PC se ligam na hora quando o cara é Polícia e vice-versa. Vamos ver esse circo. Essa do SSP ainda vai gerir conflitos conforme diz o Sindicato. Opinião minha claro.

      Curtir

      • Exatamente,falou tudo, se identificou, carteirou, abraço, qualquer policia de verdade não influencerpol, com 4 palavras trocadas já sabe identificar se tratar de policia ou não, infelizmente a meganha esta com esse ranço por ter perdido os 3 policiais naquela situação, que na realidade sabemos o que aconteceu lá como já comentei anteriormente, eles achando se tratar de PC, estavam pesquisando arma do cara que eles achavam ser policia civil, qual motivo um PM pesquisa a arma de um PC senão atrasar o lado? só que dessa vez se deram mal pela afrouxada que deram acreditando ser PC e não era, pagaram com a vida, lamentavelmente. agora como o colega Hater comentou, se for começar a patifaria dos dois lados quem será que vai sair perdendo? de que lado esta o papel ? quem depende mais de bico?

        Curtir

      • Ratificando, a ordem de como deve ser está aí…

        Quanto vc ameaçar de abordagem PM’s de bico…sério?

        Vc ia querer comprar uma briga com uma corporação que tem 4 vezes mais homens e meios que a sua?

        Podes não gostar…pode me xingar…mas essa briga vcs nunca vão ganhar.
        As Ruas são da PM.

        Quanto às abordagens…está aí a ordem do SSP…

        Cumpra -se!

        Obs:
        Dane-se quem faz bico e quem vai em comércio e bica de fumo pegar arrego.

        Curtir

        • Tem razão a PM tem 4 vezes o efetivo, mas as ocorrências terminam onde? no batalhão ou na delegacia, quem é o dono do papel ? Quem toca os IP, quem é a autoridade policial ? se formos analisar por esse seu prisma, então a PM e a PC deveriam dominar ate o Judiciario, que tem menos efetivo e em sua maioria não ostentam armas nem treinamento tático, mas no caso a caneta deles e bem mais pesada, o que fala mais alto? ou algum policia pela força e efetivo bate de frente com o judiciário?

          Curtir

          • Meganha sempre será meganha!

            É só começar a fazer o que Fedex comecou a fazer na década passada. Estarra no bico e pede a CNV válida. Não tem? Exercício ilegal de profissão e ofício.

            Não Ví a fanfarra pública cercar o prédio da lapa e nem exigir qualquer coisa!

            Aproveitem enquanto é tempo. Um dia o PSDB sai e a ordem das coisas será restabelecida.

            Enquanto isso aconselho: Bola de Neve aprecie seu banquete!

            Curtir

          • Irmão, um oficial de justiça do TJSP ganha só em diligências o salário da maioria dos PMs e PCs. Vai querer bancar o bonzão pra quê? Vai é cuidar do serviço e da vida que é o que interessa.

            Curtir

          • E de que maneira tu pretende levar um PM por fazer BICO – que só é provado depois de um PD, que hj em dia não pode dar sequer Permanência Disciplinar mais -, para o DP?

            Sob que alegação tu vai chamar o comando da PM, pois vc não pode conduzir PM nem se ele cometer crime, quem dirá por infração administrativa…

            Que IP é essa da qual vc esta falando?

            Bico é infração administrativa SE for comprovado…e SE for comprovado, quem vai apurar a infração administrativa do PM será o Capitão da Cia dele que, certamente, sabendo que a denuncia veio de um tira, vai concluir o PD com inexistência da transgressão ou, no máximo, vai enquadrar o mike no II do 12 do RDPM e dar uma advertência.

            ACORDA!

            Curtir

            • Para atrasar lado d coxinha não precisa pegar em Bico , é só esperar sentado na delegacia as ocorrências quadradas chegarem .

              Curtir

                • Não tem poder nenhum né, não toca inquérito, não é onde tem a autoridade policial, se o anarfa do PM prender e o delegado não ratificar o que acontece? PM só apresenta e espera a autoridade decidir , não tem poder discricionário nenhum. Quem relata inquérito deve ser o coroné da meganha ? na realidade e qua a PC não quer atrasar o lado de meganha, se quiser é muito simples, quem gosta de atrasar o lado de policia civil e a meganha por inveja , isso não estou argumentando, é fato sabido por todos, esse Jamiro de deve ter prestado vários concursos da PC mas a falta de intelecto não o permitiu entrar ai sobra essa dor de cotovelo, ou será que ele não enxerga quantos ex PM tem na Civil, o contrario existe? Contra fatos não há argumentos meu caro amigo filador de coxinha, não adianta falar nada, so olhas de que lado está o papel e quem decide, PM não decide nada, e confunde coleguismo com falta de poder para fazer alguma coisa, como e interessante ver PM quando faz m… e chega com ocorrência quadrada na delegacia entrar de cabeça baixa, chamando todo mundo de colega, mijando ate para o Dog do DP, ai me vem um idiota meganha desses com um comentário sem fundamento , digno de um analfabeto jurídico, com dores cotovelares achando que tem razão em alguma coisa, se inveja matasse a Pm teria uns 50 praças no Estado. agora já pode responder com seus argumentos ad hominem.

                  Curtir

  17. Jamiro recruta

    Veja a seguinte situação. Estou eu numa padoca tomando um café, já de olho no segurança que claramente é um PM armado. Daqui a pouco para uma vtr e os coxinhas descem para conversar alegremente com o colega no bico. Entram, comem e bebem na faixa, se despedem do colega e vão embora. Bom, eles nem perceberam, mas já fotografei todos, a vtr inclusive, e já sei o nome do PM biqueiro.
    Então, respondendo a sua pergunta, nós PCs não fazemos isso – abordar PM no bico –
    porque não perdemos tempo querendo embaçar o lado de ninguém e o exemplo acima é só para lembrar que vocês são todos uns vacilões.

    Curtir

    • Tomaram café sem pagar? Isso não seria receber vantagem em razão do cargo? Acho que sim hein…Uns por isso outros por exercício ilegal de profissão ou ofício, e ainda tem o peculato uso da arma fornecida pelo Estado…kkkk

      Eu acho que daria um belo IP hein!

      A coxinhada sempre com a bunda na janela e apontando o dedo!

      Realmente muito corajosos e poderosos! Lembro bem quando o deputado coxinha probo juntos com amotinados (todos foram punidos e responderam IP) quando o majura meteu em cana o taticão todo na zona lost por pendurar o ladrão. Realmente o majura ficou intimidado kkkkkk

      Vai te catar! Coxinha é Jacaré sem dente! É Fura bumbo entendeu general da banda?

      Curtir

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s