TEM QUE CHAMAR A PM PARA APREENDER CAÇA-NÍQUEL NO DEINTER-6 1

Litoral Paulista, Domingo, 09 de Dezembro de 2007 :: 12:21
Geral > Polícia
Domingo, 9 de Dezembro de 2007, 08:20
PM localiza mais 11 máquinas
Da Redação
A Polícia Militar de São Vicente apreendeu 11 máquinas caça-níqueis entre e tarde de sexta-feira e a madrugada de ontem. Os equipamentos estavam em bares, lanchonete e até em um posto de gasolina.As apreensões ocorreram depois do recebimento de denúncias que apontavam a existência dos equipamentos em cinco estabelecimentos, no Centro, Cidade Náutica e Esplanada dos Barreiros.Os caça-níqueis foram apreendidos e levados ao plantão do 1º DP da Cidade, onde os delegados Marcos Roberto da Silva e Vanderlei Aparecido Cavalcante registraram os boletins de ocorrência.PRAIA GRANDEOutras sete máquinas caça-níqueis foram apreendidas pelos policiais militares em dois comércios de Praia Grande, na noite da última sexta-feira.Quatro dos equipamentos estavam em uma pastelaria, situada na Avenida Presidente Kennedy, na Cidade Ocian, sendo dois em funcionamento. Já em uma lanchonete na mesma avenida, no Balneário Paquetá, as três máquinas estavam desligadas.Por falta de espaço na Delegacia-sede da Cidade, a delegada plantonista Cláudia de Santana Barazal não recolheu as máquinas irregulares. Optou por lacrar os caça-níqueis e mantê-los nos próprios estabelecimentos.

DELEGADOS VOTEM NA NOSSA FIDELIDADE E COMPROMETIMENTO

http://mobilizadelegado.blogspot.com/
NÃO FIQUEM NA DEPENDÊNCIA DA APROVAÇÃO DE EMENDAS CONSTITUCIONAIS.
NÃO CULPEM OS PARTIDOS POLÍTICOS.
HÁ QUEM FALE QUE ISONOMIA PARA NÓS NEM COM LIXEIROS (perdão aos imprescindíveis e desvalorizados soldados da salubridade coletiva);ERRADO!
HÁ QUEM NÃO PASSE DE LIXO!

PERFUMADO E BEM VESTIDO,
MAS LIXO HUMANO.
SÓ COM ABSOLUTA FIDELIDADE À LEGALIDADE;
SÓ O ABSOLUTO COMPROMETIMENTO ÉTICO
CONQUISTAREMOS RESPEITO, RECONHECIMENTO E VALOR.
E NÃO TRATE AO SEU SUBORDINADO E COLABORADOR COMO MERO SERVO.

ALCAGÜETE, "13" ou TRESLOUCADO, INCONSEQÜENTE, ARREPENDIDO E ENVERGONHADO

A minha maior frustração: ver um inquérito praticamente rasgado pela fraqueza, incompetência e falta de compromisso com a verdade; de um Seccional e um Titular de Distrito.
Duas das características mais comuns entre os nossos superiores.
A plácida prudência não derruba a cadeira.
Apenas joga na vala a honorabilidade de uma Instituição; da nossa Carreira.
O Investigador foi baleado de surpresa, quase a queima roupa; a esposa do homicida do mesmo modo.
O homicida acabou absolvido, mesmo com todo o empenho do fenomenal Promotor de Justiça; o Investigador do Denarc execrado além do devido; e a pobre mulher morta pelo companheiro toxicômano, ainda ,desonrada no Júri.
O assassino: um receptador notório de mercadorias furtadas e roubadas por policiais(civis, militares e federais).

————————————————————————————————

Um antigo exemplo daquilo que na Polícia chamam por cagüetagem, deslealdade aos superiores, aos pares e a Instituição.
Além de uso indevido de telex e quebra da hierárquia.
Em face de, primeiramente, não apresentar a denúncia ao superior envolvido com o ganso.

Diadema msg n776 12/04/90 01h15

AO DR LEVINO MANOEL RIBEIRO
DELEGADO SECCIONAL DO ABCD
Referente as irregularidades no uso de veiculos policiais
Informo a Vosssa Senhoria, para as providências que julgar necessárias, que deixei de comparecer a local de ocorrência de homicídio( B.O. nr 1700/90), mais uma vez, em virtude de não haver meio de transporte a disposição das Autpridades Plantonistas desta circunscrição policial; enquanto, que com o beneplácito de autoridade mais graduada, funcionário da Prefeitura local, simples colaborador, estranho à nossa Instituição, fazia , pelo que soube sempre faz, uso de uma viatura policial, com toda certeza, para fins particulares. Fato esse, que além de se mostrar, no mínimo, irregular, é de causar vergonha.
Na oportunidade renovo-lhe protestos de estima e consideração.
DR. ROBERTO CONDE GUERRA
DEL. POL. INV. TEMP.
EQUIPE “V”
———————————————————————————————–
Em razão do telex acima, quando plantonista em Diadema, durante um período de múltlipas chacinas por dia; acreditando cumprir o meu dever ,conforme os termos da Lei Orgânica da Polícia Civil, prestei os suscintos informes acima ao Sr. Levino Manoel Ribeiro, Seccional de São Bernardo do Campo.
O simples colaborador era um “ganso” muito influente na prefeitura, pois através dele a municipalidade fornecia todo o combustível para a Polícia Civil; conseqüentemente quem de direito – após obter as notas de empenho – metia no bolso a verba do Estado.
Buscando cumprir o meu dever, defender a amada carreira e a Instituição , logo depois fui honrado com um longo e falacioso relatório intelectuamente elaborado pelo Sr. José Alves dos Reis e subscrito pelo Sr. Levino Manoel Ribeiro.
Decrescendo dos elogios rasgados a minha pessoa até o ponto em que eu seria um inimigo da classe, descumpridor contumaz de ordens superiores, das quais debochava com fundamentos doutrinários e jurisprudenciais, ao final encerraram com a afirmação: o delegado de investidura temporária ROBERTO CONDE GUERRA possui qualidades para o exercício de quaisquer carreiras jurídicas, e conforme a certidão anexa está prestando concurso para a magistratura, todavia “pela sua insubordinação e deslealdade para com os superiores representamos pela sua exoneração”.
Não fui exonerado em razão de o processo ser decidido pelo DOUTOR GUILHERME SANTANA DA SILVA, um homem detestado na polícia.
Eu descobri por quem: “pelos seus pares bandalhos”.
Durante anos nutri muita mágua pelos doutores Levino e Reis, mas devo-lhes desculpas.
Foram visionários.
Eu não tenho e nunca tive vocação para ser Delegado de Polícia.
Deixei-me iludir.
Para ser Delegado de Polícia deve-se possuir as qualidades de alguns membros da CHAPA FÊNIX: a desfaçatez , esperteza e bazófia da Vereadora Teresinha, do Dr. Paulo Sérgio Lew e Dra. Andreza.
Os colegas estão corretos em um ponto, a Polícia Civil de vocês não precisa de mim, nunca precisou e vocês me querem fora da Carreira.
Por outro lado, o lado bom de tudo, fora da Carreira e da Polícia nunca mais sentirei vergonha por verificar a existência de pessoas como vocês.
E viva aos GUERREIROS DA FÊNIX – sinônimo para os covardes que até podem chamar um governador de crápula, de veado, disso e daquilo.
É claro, Governador não liga e não cobra por tais disparates de levianos.
Mas meter no papel o colega bandalho: nunca.
Salvo cair no colo pela ação de terceiro, diga-se, PM ou MP.
É deslealdade apontar o colega ladrão como ladrão.
Como são absolutamente éticos nunca adotam providências que possam atingir um colega de classe, especialmente quando o colega é bandido, com cara de bandido e violência de bandido.
Medo da valoração ética.
Ética da bala com a qual o colega bandido lhe valorará a ação.
São Delegados de Polícia…
Eu um Delegado de merda mesmo!

OS PLANTONISTAS DO DECAP "QUE SE VENDEM"

De: “Andreza ” Data: Sat, 29 Sep 2007 02:44:33 -0300
Local: Sab 29 set 2007 02:44
Assunto: Re: [DELEGADOS] Re: MAÇANETA

Rodrigo, a Portaria está totalmente em vigor…. alguns distritos não a estão observando pois os plantonistas não se importam em trabalhar além do que devem ou se “vendem” (com medo de bonde ou outro tipo qualquer de represália!). Desde que a Portaria “saiu”, eu não trabalhei um só dia em 04 equipes, mesmo com os colegas tirando férias ou licenças….
Andreza


[DELEGADOS] Re: MAÇANETA
A PORTARIA NÃO FOI REVOGADA, ELA ESTÁ ENGAVETADA ATÉ COMENTAREM NOVAMENTE, OCASIÃO EM QUE, ALGUEM IRÁ PEDIR O SEU DESARQUIVAMENTO….RSSS
DÉCIO SUPLICY. —–

Original Message Sent: Tuesday, September 25, 2007 3:46 PM Subject: [DELEGADOS] MAÇANETA
Ainda com relação à entrevista do assistente do Decap, eu pergunto:
E aquela portaria, tão alardeada pela Adpesp, feita pelo diretor do Decap, a qual inclusive elogiei, onde colocava os assistentes para tirar plantão para formar 5 equipes? Foi revogada?

Como se vê do primeiro comentário, conforme a ilustre colega entusiasta e membro da chapa FÊNIX , os Delegados de Polícia submetidos ao regime de plantão composto por 4(quatro) equipes : “não se importam em trabalhar além do que devem ou se “vendem” (com medo de bonde ou outro tipo qualquer de represália!)”.

Mas , segundo ela: a Portaria está totalmente em vigor… vige, mas é desrespeitada pelos “vendidos” . Assim, na esteira das afirmações da colega, os plantonistas que trabalham “além do que devem” , deverão ser submetidos ao regulamento disciplinar; suportando penalidade por descumprimento dos deveres e das normas elencadas na referida Portaria do Diretor do DECAP.

Com efeito, com todo o respeito a manifestação da douta colega, vislumbro mais um caso em que se busca simplificar questões argumentando falaciosamente.

Diga-se a propósito: “transformando-se vítimas(plantonistas), em bandidos”.
Por fim: antiético – além de denominar “vendido” o colega submetido, nos distritos mais carentes é claro, ao regime de 4(quatro) equipes – foi me chamar de “anti-ético”.
Os demais colegas que façam o julgamento.

REFORMA DO ESTATUTO DA ADPESP E CÓDIGO DE ÉTICA NOS MOLDES DA POLÍCIA FEDERAL 1

Código de Ética
Art.1º – O presente Código dispõe sobre os princípios éticos que devem nortear o exercício das prerrogativas do associado da ADPESP, dos seus direitos e deveres sociais, dentro dos limites do bom senso, da decência e do respeito.

Art.2º – Ética é o conjunto de juízos de valor referentes à conduta humana suscetível de qualificação do ponto de vista do bem, quer seja relativamente a determinada sociedade, quer seja de modo absoluto.

Art.3º – Para o associado da ADPESP, Ética é a conduta social capaz de gerar efeitos positivos na Entidade e em sua essência comunitária, no relacionamento com seus pares ou com membros da sociedade.

Art.4º – São preceitos éticos do associado da ADPESP, dentre outros;

I – dignidade funcional e pessoal;

II – respeito aos direitos individuais e coletivos;

III – consciência e zelo profissional;

IV – desprendimento e altruísmo;

V – independência intelectual e profissional;

VI – solidariedade;

VII – estima pessoal;

VIII – probidade; e

IX – lealdade.

Art.5º – São deveres éticos do associado da ADPESP, dentre outros;

I – conduzir-se com absoluta dignidade na vida profissional ou social, demonstrando respeito pelo cargo que ocupa, qualquer que seja o seu nível hierárquico, e profundo apreço e fidalguia em suas relações interpessoais;

II – ter sempre presente que os direitos individuais e coletivos são os limites que orientam a conduta humana;

III – demonstrar elevado nível de consciência e zelo profissional;

IV – haver-se com desprendimento e altruísmo, que são formas abnegadas de se dedicar aos seus afazeres, sem permitir que desejos pessoais ou corporativos se sobreponham aos interesses de todos;

V – exercer sua atividade profissional com independência, fundamentada na liberdade de investigação e na dignidade da pessoa humana, livre de pressões ou influências;

VI – pautar seus atos por rígidos princípios morais, de modo a adquirir o respeito, a estima e a admiração dos seus colegas, das partes e de todas as pessoas com quem se relacionar;

VII – desenvolver a auto-estima, cuidando sempre para que a corrupção moral ou afetiva não deforme o seu caráter;

VIII – atender bem as pessoas que lhe procuram, seja profissional ou particularmente, orientando-as sempre de acordo com os ditames legais, sem perder de vista o julgamento de sua própria consciência;

IX – manifestar a sua solidariedade com os movimentos que considerar justos e enquanto assim permanecerem, em defesa da classe ou de seus interesses coletivos, desde que não contrariem a sua própria consciência;

X – abster-se, sempre, de manifestar opiniões que possam ser traduzidas como preconceito religioso, racial, político ou social;

XI – comunicar ao Conselho de Ética ter sido cometido em função em que tenha mando sobre superiores hierárquicos;

XII – tratar com urbanidade os subordinados, sem abrir mão de sua autoridade;

XIII- desempenhar, com zelo e probidade, os encargos que lhe forem cometidos pelos Dirigentes da ADPESP;

XIV – solicitar dispensa de função de confiança que eventualmente ocupe, tão logo se positive incompatibilidade com as orientações superiores, cuidando para que o interesse social ou funcional não seja prejudicado com sua ação;

XV – ser leal e solidário com seus colegas, contribuindo para a harmonia da classe e defesa dos interesses comuns;

XVI- prestar ao colega associado, sempre que possível, assistência de qualquer ordem ou natureza no que for de direito e de justiça;

XVII – evitar comentários ou referências prejudiciais ao convívio dos integrantes da classe;

XVIII – prestar seu concurso moral, intelectual ou material em favor do êxito das campanhas promovidas pela classe;

XIX – interessar-se pelo bem público;

XX – interessar-se pelo fiel cumprimento dos preceitos morais, constitucionais e legais que regem a vida das instituições e a conduta dos povos, não emprestando seu apoio moral, intelectual ou material a nenhuma ação que possa comprometer os superiores interesses nacionais; e

XXI – tomar por norma, na vida pública e particular, o trabalho, a solidariedade, a tolerância e a racionalidade, não esquecendo que os valores legítimos e eternos são incompatíveis com a mentira, por ser a verdade um imperativo na vida de qualquer pessoa.

Art. 6º – A crítica a colegas não deverá ser feita em público ou em presença de pessoas estranhas à classe.

Art. 7º – O associado da ADPESP deverá evitar as seguintes condutas, por serem consideradas antiéticas.

I – delegar suas atribuições privativas;

II – assinar documentos elaborados por terceiros ou vice-versa, que possam comprometer a dignidade da classe;

III – pronunciar-se sobre assuntos que estejam sob responsabilidade de outro colega, a não ser a pedido deste;

IV – comentar, fora do círculo da classe, atitudes ou ações infelizes de seus colegas;

V – criticar o exercício de atividade de outras profissões;

VI – promiscuir-se com subordinado hierárquico, dentro ou fora de suas funções;

VII – criticar publicamente o órgão de classe, não sendo defeso fazê-lo em reunião do mesmo ou por documento classificado;

VIII – ter receio de desagradar a quem quer que seja, ou incorrer em impopularidade, no cumprimento de seu dever;

IX – valer-se de mandato eletivo ou função administrativa na ADPESP em proveito próprio ou para auferir vantagem ilícita;

X – referir-se, em público, de forma desrespeitosa ou depreciativa a autoridade constituída;

XI – insinuar-se, perante os dirigentes, em favor da própria indicação para chefias, representações ou funções, no órgão ou fora dele;

XII – deixar de atender a solicitações ou convocações para instrução de processo ético; e

XIII – infringir qualquer dos dispositivos contidos no Estatuto ou neste Código de Ética.

Art. 8º – Ao tomar conhecimento de qualquer infração às normas que regem a vida da ADPESP, o Conselho de Ética adotará, de imediato, as providências definidas no Estatuto.

Art. 9º – A competência originária para julgamento dos processos instruídos pelo Conselho de Ética pertence à Diretoria Executiva.

Art. 10 – O Conselho de Ética deliberará:

a – “ de ofício”;

b – em conseqüência de representação de:

1 – autoridade constituída;

2 – qualquer dos associados;

3 – pessoa estranha ao quadro, interessada no caso.

Parágrafo único – O Conselho de Ética somente acolherá a representação que estiver devidamente assinada pelo interessado ou seu representante legal e instruída com, pelo menos, indícios alusivos ao alegado.

Art.11 – As infrações às normas do Código de Ética estão sujeitas às seguintes penalidades;

I – advertência;

II – suspensão;

III – perda de mandato; e

IV – eliminação do quadro social.

Parágrafo único – O Conselho de Ética, ao propor à Diretoria Executiva a penalidade que julgar cabível, levará em conta o dano que a falta vier a causar à Entidade, ao seu quadro social como um todo ou ao associado em particular.

Art.12 – Quando houver dúvida em torno de questões de ética não contempladas no Estatuto ou neste Código, o Conselho de Ética, antes de iniciar as investigações, submeterá o assunto à Diretoria Executiva, que, em reunião reservada, decidirá pela realização da investigação.

Art.13 – Este código entra em vigor na data de sua publicação em órgão de divulgação da ADPESP.
Art. 2o – A ADPESP tem por finalidade:
a) postular pelos interesses da classe;
b) incentivar a solidariedade entre os sócios;
c) propugnar pela assistência e previdência social dos seus membros;
d) desenvolver atividades culturais, recreativas e sociais;
e) representar seus filiados, judicial e extrajudicialmente, nos termos do artigo 5o, inciso XXI da Constituição Federal;
f) impetrar mandado de segurança coletivo, nos termos do artigo 5o, inciso LXX, letra ”b”, da Constituição Federal, independente de autorização da Assembléia Geral ou de outorga de mandatos;
g) propor as medidas judiciais cabíveis , no interesse individual ou coletivo dos filiados, independente de autorização da Assembléia Geral ou de outorga de mandatos;

h) defender o interesse e o patrimônio públicos.
i) ao meio ambiente,
j) qualquer outro interesse difuso ou coletivo, especialmente relacionados a Segurança Pública, a incolumidade física e patrimonial do cidadão, a prevenção e repressão criminal e reeducação dos infratores
Art. 3o – É vedada a participação da ADPESP em assuntos de natureza estranha às suas finalidades.

Art. 4o – A ADPESP poderá, a juízo da Diretoria, fazer-se representar junto à Associação Nacional dos DELEGADOS DE POLÍCIA, facultada aos associados a filiação individual.
Art. 5º – Constitui finalidade da Associação:
I – velar pelo prestígio, direitos e prerrogativas da classe;
II – propugnar pelos interesses de seus sócios, mediante adoção de medidas que incentivem o bom desempenho das funções e cargos do POLÍCIA CIVIL;
III – colaborar com o Estado no estudo e na solução das questões relativas ao exercício das funções atribuídas aos DELEGADOS DE POLÍCIA, bem como na definição, estruturação e disciplina da respectiva carreira;
IV – defender seus associados, judicial e extrajudicialmente perante autoridades públicas, sempre que desrespeitados em seus direitos e prerrogativas funcionais;
V – realizar ou promover cursos, seminários, conferências, estudos em geral e a publicação de trabalhos jurídicos, objetivando o aprimoramento profissional dos membros Da Carreira de Delegado de Polícia;
VI – promover o congraçamento da classe e estimular o intercâmbio de estudos e trabalhos entre associados.
Parágrafo único – A Associação executará, diretamente ou através de fundação por ela instituída, ou mediante convênio com outras entidades, programas de assistência, previdência e lazer em favor dos sócios, associados e de seus familiares, extensivos aos dependentes dos Delegados falecidos anteriormente à data de sua fundação, tudo conforme as condições estabelecidas nos respectivos planos.
Art. 6º – A Associação não se envolverá em manifestações de natureza política ou religiosa, nem tomará qualquer iniciativa estranha à persecução dos seus objetivos.
.
DA CONSTITUIÇÃO

Art.1º- A Associação Dos Delegados de Polícia de São Paulo, – ADPESP, fundada em, sediada na capital de São Paulo, é uma Entidade representativa de classe, de âmbito estadual, dotada de personalidade jurídica de direito privado, de caráter eminentemente assistencial, cultural, sem fins lucrativos e com duração indeterminada.

Art.2º- São mantidos os atuais símbolos da Associação dos Delegados de Polícia de São Paulo.
Parágrafo único – A confecção, a divulgação e o uso dos símbolos são exclusivos da ADPESP, podendo outras entidades reproduzi-los, desde que expressa e formalmente autorizadas.

SEÇÃO II
DAS FINALIDADES

Art.º- A ADPESP tem as seguintes finalidades:
I -buscar o aprimoramento da instituição policial, de sua doutrina, de suas normas e princípios de atuação funcional;
– Constitui finalidade da Associação:
I – velar pelo prestígio, direitos e prerrogativas da classe;
II – propugnar pelos interesses de seus sócios, mediante adoção de medidas que incentivem o bom desempenho das funções e cargos do POLÍCIA CIVIL;
III – colaborar com o Estado no estudo e na solução das questões relativas ao exercício das funções atribuídas aos DELEGADOS DE POLÍCIA, bem como na definição, estruturação e disciplina da respectiva carreira;
IV – defender seus associados, judicial e extrajudicialmente perante autoridades públicas, sempre que desrespeitados em seus direitos e prerrogativas funcionais;
V – realizar ou promover cursos, seminários, conferências, estudos em geral e a publicação de trabalhos jurídicos, objetivando o aprimoramento profissional dos membros Da Carreira de Delegado de Polícia;
VI – promover o congraçamento da classe e estimular o intercâmbio de estudos e trabalhos entre associados

II -cuidar dos interesses de seus associados, incentivando-os ao culto permanente dos sentimentos de solidariedade, companheirismo, união e espírito de classe;
III -cultuar as tradições, símbolos e história da Pátria, da ADPESP e da Polícia Civil;
IV -representar e substituir os associados de que tratam os incisos I e II do art. 4º deste Estatuto como parte legítima, individual ou coletivamente, em juízo ou fora dele, na defesa de seus direitos ou interesses;
V -colaborar com as autoridades, apresentando estudos atinentes aos interesses da Polícia Civil e de seus servidores;
VI -adotar medidas necessárias nas questões que possam ferir o decoro, a dignidade e a honra dos associados;
VII -promover e estimular o desenvolvimento cultural e profissional dos associados;
VIII -zelar pela observância dos princípios éticos entre os integrantes da classe;
IX -conceder os benefícios previstos neste Estatuto; e
X -adotar medidas de ordem administrativa e judicial de amparo ou de defesa da classe.
Parágrafo único – A ADPESP, por decisão de 2/3 (dois terços) dos membros da Diretoria Executiva, poderá filiar-se a outra entidade representativa da classe, de âmbito nacional.

VEREADORA DELEGADA TERESINHA DE CAMPINAS PARTIDARIZOU OS DEBATES BUSCANDO GANHAR AS ELEIÇÕES NA ADPESP …INSINUA ATÉ CORRUPÇÃO DA IMPRENSA

De: Teresinha Carvalho a href=”http://groups.google.com/groups/unlock?msg=cfe01863197c5b27&hl=pt-BR&_done=/group/delpol—pc/browse_thread/thread/72b8aae8681eda03%3Fhl%3Dpt-BR” target=”_parent”>…otmail.com>
Data: Sun, 2 Dec 2007 12:13:53 +0000
Local: Dom 2 dez 2007 10:13
Assunto: RE: [DELEGADOS] Re: [Fwd: Plano de Reestruturação da Polícia Civil]
Responder Responder ao autor Encaminhar Imprimir Mensagem individual Mostrar original Reportar esta mensagem Localizar mensagens deste autor

Oi Eloni. Tudo bem?
Na verdade isto que chamamos de ” aumento salarial” , diante da lei, não tem esta conotação. Pela lei o que está sendo pago aos policiais civis, em especial, aos Delegados de Policia em atividade, é a soma de duas gratificações que, através de uma medida juidicial pode ser estendido aos inativos, como ocorreu como o GAP. O nosso problema é simples. Vivemos num País onde a mídia tem donos e avontade destes donos é o que forma a opinião pública. “Vendeu-se” para o povo a idéia de que tivemos até 25% de aumento e isto está na consciencia coletiva. Por ocasião desta proposta ouvi várias vezes o Secretário de Segurança dando entrevistas afirmando isto.Aqui em Campinas, a guerra política partidária já anda à mil. O PSDB é o único opositor ao PT e àqueles que estão,aliados ao PT. Aqui em Campinas, o PSDB manda na mídia. Sabemos que esta ligação não é gratuita,mas não aparecem denuncias contra este Partido e quando aparece, logo é esquecida. Ontem, numa reunião, uma professora me disse que nós os policiais somos muito choroes porque tivemos 25% de aumento de salário e eles, que sao os responsáveis pela educação do povo, para que os crimes diminuam,etc…, tiveram um aumento que não chegou a 15%. Os Professores já foram muito fortes em termos de coletivo, mas depois se dispersaram. Surgiram grupos internos aliados a este ou aquele partido político. Os representantes que eles elegeram não mais foram sendo reeleitos e assim, para a desgraça de toda a categoria e felicidade geral do Governo eles se enfraqueceram enquanto movimento. Veja, na educação o Estado de São Paulo que, há 14 anos é dirigido pelo PSDB teve a pior avaliação de todos os Estados, mas eu pergunto e daí? Porque nas entrevistas dele os jornalistas ” não o apertam?” Porque não há interesse. A título de exemplo, aqui em Campinas, o orçamento para gastos com publicidadeé de 8 milhões de reais /ano. Temos apenas uma rede de comunicações. Quem voce acha que recebe a maior parte desta grana? É possível imaginar que quando os empresários da mídia ” querem um aumento” que eles comecem a ” bater” no seu principal cliente? Sim. esta é uma praxe, principalmente em época de se votar a peça orçamentária, portanto, o aumento de arrecadação que este Estado teve está indo todo pra mídia e não para os funcionários e muito menos para os aposentados. Voce acha mesmo que amídia sobrevive apenas do dinheiro dos assinantes e das propagandas ou matéria pagas que são tãoabusivas que não se consegue pagar? Cara Eloni, às vezes não vislumbro horizontes para nós aposentados e se não for feita uma verdadeira mobilização dos policiais civis e militares, antes que a PM consiga tomar para sí todas as nossas atribuições., estamos fadados a desaparecer.

EM NOME DA VERDADE – DEPUTADO MAJOR OLÍMPIO


nov/30 – Em nome da verdade
EM NOME DA VERDADE. Emendas Parlamentares.
No dia 30 de março deste ano o Governo do Estado de São Paulo enviou a
Lei Orçamentária Anual à Assembléia Legislativa.Audiências públicas
estão sendo realizadas e 13430 (treze mil quatrocentos e trinta)
emendas foram apresentadas por Deputados. Apresentei 31 (trinta e uma)
emendas sendo 15 (quinze) focadas na segurança pública e no sistema
penitenciário.Especificamente para reposição salarial apresentei
emendas totalizando o valor de R$ 1.064.574.000,00 (hum bilhão
sessenta e quatro milhões e quinhentos e setenta e quatro mil reais);
dessas minhas emendas, 2 (duas) contemplam o pagamento de adicionais
aos inativos. Mas não posso ser mentiroso e nem embusteiro como um
Deputado governista que tenta vender fumaça à família Policial.A
esmagadora maioria das emendas será totalmente rejeitada e, em relação
à política salarial do governo, na peça orçamentária para 2008 já está
previsto reajuste máximo de 2% (dois por cento) ao pessoal do serviço
ativo e, aos inativos e pensionistas, exatos 0% (zero por cento).Fomos
ludibriados na São Paulo Previdência, ocasião em que o governo nos
massacrou e agora a verdade esta exposta com o aumento da contribuição
previdenciária; também na votação dos adicionais somente aos ativos
(PLC 49/2007) quando o governo mais uma vez nos desconsiderou; como
alguém pode ter a cara de pau de dizer que está conosco e com o
governo?Meus amigos, a política é tão podre que a decepção me leva a
não mais pensar em reeleição; portanto, não me tenham como alguém
tentando aumentar o eleitorado, mas como alguém que os alerta e não
permitirá que nenhum canalha tente ludibriar a boa fé da tão sofrida
família Policial Militar.Fiquem atentos e veja quem é quem …São
Paulo, 13 de novembro de 2007Deputado Major Olímpio
Fonte: AOPM – acesso em: 03/12/2007

ADPESP: ELEIÇÕES, VERDADES E MENTIRAS


Os problemas relacionados com a ADPESP, foram amplamente debatidos,
dissecados, analisados. Embora não tenha sido feito nenhuma pesquisa a
respeito da opinião dos associados, os comentários ainda tem uma
tendência conservadora e de pouca participação.
Então neste fim de semana , embuído de uma certa ingenuidade,
pesquisei a opinião de alguns líderes religiosos, a respeito da
verdade e da mentira e cheguei a algumas conclusões:
1.- Aprenda a ouvir.
2.- Não acredite em mim, porque o que estou falando agora é só uma
estória, um ponto de vista, só é verdade para mim.
3.- Mas se aprender a ouvir, vai entender o que estou tentando
comunicar.
4.- Não acredite em si mesmo, mas aprenda a ouvir sua voz interior.
5.- Não acredite no que as pessoas dizem, pois só é verdade para
elas.
6.- Mas, se aprender a ouvir, vai aprender que no meio dessas
mentiras, surgirá a verdade.
7,- Você não precisa acreditar na verdade para que ela exista.

Ex. O sol nasce todos os dias.
8. Mas , para a mentira existir, é preciso que alguém acredite.
9.- Aprender a ouvir, esta é a CHAVE.
10. A medida de nossa vida é o tamanho de nossa coragem.
Para mudarmos alguma coisa, temos que trabalhar em cima de verdades.
Ainda tem tempo de proceder-se uma união da oposição. Hoje com a
tecnologia, a notícia viaja a trezentos mil quilômetros por segundo.

Franca.
João Walter Tostes Garcia
Apropriei-me , sem prévia autorização, das sábias palavras do ilustre colega, como se minhas fossem.

DA ÉTICA PRÉ-ELEITORAL – DEBATES 1

Sexta-feira, 7 de Setembro de 2007

Reunião com representantes

As subcomissões de propaganda, política e mobilização estão trabalhando a todo vapor. Na semana passada conversamos com alguns profissionais da área de comunicação e pretendemos integrar a campanha externa com a mobilização interna.
A eleição para a Adpesp se aproxima, mas a CPMAE acredita estar acima de especulações políticas e continuar trabalhando em prol da classe.
O nosso próxim objetivo é organizar uma reunião com representantes de todas as seccionais do Estado.

29 comentários:

novaes disse…

O CPMAE PRECISA LANÇAR CANDIDATURA PRÓPRIA PARA MOSTRAR QUE EXISTE E A QUE VEIO, SENÃO CORRE O RISCO DE CAIR EM DESCRÉDITO PERANTE A CLASSE JUSTAMENTE POR FALTA DE APTIDÃO POLÍTICA.

7 de Setembro de 2007 21:17
Macacrila disse…

A Cpmae tem que ao menos entao por baixo dos panos, apoiar-se em um candidato da oposição, pois assim, continuara e tera forca redobrada por este se vitorioso for.
Ja que nao da pra apoiar um candidato notoriamente.
Ha rumores que tem um colega Emanuel ai que é lutador e que ta disposto a queimar a cara para melhoria da carreira.
E uma ideia porque estamos abandonados ao leo por tudo e por todos …….
Ma

8 de Setembro de 2007 23:56
braga disse…

CONHEÇO E RESPEITO A LUTA BRAVIA E DESGASTANTE DOS COLEGAS DA CPMAE, PORÉM SE ALIAR-SE A SITUAÇÃO OU FOR OMISSA, NA ELEIÇÃO DA ADPESP, VAI TER SUAS TROPAS MINGUADAS! FORA ROQUE!!!!!!!!!!!!!

9 de Setembro de 2007 10:29
braga disse…

PERDÃO PELOS DOIS “SES” DOS TEXTO ACIMA, ERRO DE DIGITAÇÃO.

9 de Setembro de 2007 10:39
novaes disse…

FORA ROQUE. PELA CANDIDATURA NATURAL DE MEMBRO DO CPMAE.

O CPMAE EXISTE, É SÓLIDO E NÃO PRECISA DO ROQUE PARA SUA SOBREVIVÊNCIA. VAMOS EXTIRPAR ESSA CÉLULA CANCERÍGENA.

9 de Setembro de 2007 17:06
braga disse…

O PERIGO DO CÂNCER É A METÁSTASE!

9 de Setembro de 2007 17:52
paulolew disse…

Com todo carinho pessoal que guardo pelo Dr. Roque e ainda que ele tenha auxiliado em alguns itens de luta travados pela comissão (talvez exclusivamente aqueles itens internos que não exigem manifestações contrárias ao partido do governo), verifico que, para resgatar a nossa imagem, precisaremos de uma diretoria que não fique esperando ser empurrada pelos associados, e a chapa que vem administrando a adpesp já demonstrou que não tem a chama da revolta acesa em seu coração. Portanto, apoio a formação de uma chapa de oposição, mesmo já tendo sido convidado para ser vice do Dr. Sérgio, e adiantando, neste momento, para todos, a minha recusa. Não por ter algo contra ele pessoalmente, mas sim, pelo fogo de luta que tenho dentro de mim. Este me queimaria, caso permanecesse em situação tão morna sem a possibilidade de extravazá-lo! Em todo caso, seja qual for o resultado do pleito, espero que os colegas continuem a entender a importância da manuteção da CPMAE. Ainda que para brigas internas!!!Abraços

10 de Setembro de 2007 12:15
AlanBazalhaLopes disse…

Chapa única formada pelos notáveis da CPMAE, Dr. Emanuel e Guerra ????

10 de Setembro de 2007 13:29
paulolew disse…

O Emanuel se fechou com um grupo e não aceita participações em sua chapa! A Roberta havia feito essa proposta e ele refutou por meio de um e mail! Portanto, creio que a CPMAE deve montar uma chapa! E que seja rápido! As inscrições se encerram em 1º de outubro. Com essas mensagens, corremos o risco de perder o apoio que o Dr. Roque vinha nos dando! Entretanto, este talvez seja um mal necessário!

10 de Setembro de 2007 14:52
roberto conde guerra disse…

Paulo:

que tal nos unirmos para formar uma chapa composta por membros da CPMAE, grupo DELPOL PC e outros colegas dispostos a mudar as coisas para melhor.

10 de Setembro de 2007 18:23
paulolew disse…

Tô dentro! Contem com o meu nome! Com todo respeito a atual diretoria, a existência de uma oposição de verdade não elitizada faz bem para a democraciakha!

10 de Setembro de 2007 21:58
braga disse…

PAULO E GUERRA , VCS TEM APOIO NO VALE DO PARAIBA! ABRAÇOS E PARABÉNS!

10 de Setembro de 2007 23:25
novaes disse…

TÔ DENTRO. FORA ROQUE, JUNTO COM ELE AS FORÇAS DA TREVAS.
POR FALAR NISSO, O DGP JÁ ERA, AGORA COM O DR. MAURÍCIO PODE MELHORAR, UM POUCO, O ESTADO ATUAL DESSA ADMINISTRAÇÃO PSDBISTA.
VAMOS UNIR OS COLEGAS PARA A FORMAÇÃO DE UMA CHAPA URGENTE, SENÃO PODE PASSAR DO PRAZO PARA A INSCRIÇÃO.

11 de Setembro de 2007 00:30
roberto conde guerra disse…

Não perderemos o prazo. O Armando está “convocado como voluntário” para figurar na chapa. O Décio está articulando a chapa com nomes de alguns colegas do grupo Delpol PC, mas faltam componentes. Com a CPMAE e a participação de outros colegas acredito ser possível formar uma chapa eclética; que não gravite na figura do candidato, mas sim nos planos de gestão.

11 de Setembro de 2007 16:15
paulolew disse…

Os membros da CPMAE estão convocando uma reunião para segunda feira que vem, às 20:30 horas, no restaurante da ADPESP para decidirmos sobre o lançamento de uma chapa com colegas brigadores e que estejam dispostos a lutar pelo término de injustiças que ocorrem dentro de nossa instituição, ainda que para isso deva acontecer uma grande batalha interna, no sentido de não se permitir que a situação esteja tão boa para alguns e tão péssima para muitos, sendo certo ainda que estamos dispostos a romper com qualquer tipo de conversação política com o governo, que já demonstrou desrespeito total com a classe. Já temos diversos interessados, mas, como sempre, estamos abertos a discussões para decisões coletivas. A chapa será formada, de preferência, por colegas de 3ª, 4ª e 5ª classes. Compareçam e vamos tentar resgatar a dignidade de nossa carreira!!!

11 de Setembro de 2007 17:44
novaes disse…

Boa essa do Guerra de formar uma chapa eclética, isso dá mais força ao grupo em sí. Não adianta ficar colocando nomes de colegas que cai no mesmo populismo que elegeu o atual salvador da pátria e vejam no que deu.
Vamos em frente e não vamos esquecer do prazo para a inscrição da chapa.

11 de Setembro de 2007 21:00
Sonny disse…

A CHAPA DO CPMAE ESTA NASCENDO FIQUEI SABENDO NA ADPESP NO ALMOCO QUANDO PASSEI POR LA … VARIOS COLEGAS ESTAVAM CONVERSANDO ERA SO ZUMZUMZUM PRA LA E PRA CA …
AVANTE LEW, DECIO, GUERRA, E DEMAIS COMPANHEIROS …
CHEGA DE SERMOS INERTES !!!
TO APOIANDO VOCES … E JA TO INDO PRO INTERIOR PRA ANGARIAR VOTOS !!!
FORA ROQUE !!!
SONY

12 de Setembro de 2007 04:26
novaes disse…

AÍ MODERADOR DO BLOG!!!!!!
PRECISA ANUNCIAR NA PÁGINA PRINCIPAL O DIA E HORA DA REUNIÃO A QUAL O PAULO LEW SE REFERIU. AS VEZES UM COLEGA SE ESQUECE DE LER ESTES COMENTÁRIOS E NÃO SABERÁ DA REUNIÃO. ISSO É IMPORTANTE.
OBRIGA E ABRAÇOS A TODOS.

12 de Setembro de 2007 15:26
Desesperado disse…

Parabens ao colega Novaes mais uma vez pela iniciativa !
E estou no aguardo da chapa Paulo Lew, Guerra e demais amigos !
Postem ai para comecarmos a nos mobilizar, ou seja, arrumarmos votos !
Continuo desesperado mas ainda com alguma esperanca !
Abracos

13 de Setembro de 2007 03:35
roberto conde guerra disse…

Desesperado;

As minhas idéias não decolaram.Eu não farei discurso “populista” contra pretensos inimigos externos. Assim, empenhe os seus esforços na busca de votos em favor da chapa que terá o Paulo Lew como presidente e demais amigos.

13 de Setembro de 2007 16:15
piejose disse…

Dou o maior apoio a chapa de oposição a está diretoria da Adpesp, conte conosco para fazer propaganda. São sou sócio e nem seria enquanto prevalecer tais pessoas na administração da adpesp.

13 de Setembro de 2007 18:55
Rober disse…
Esta postagem foi removida pelo autor.
14 de Setembro de 2007 03:07
Rober disse…

Guerra

Eu não tenho procuração pra falar em nome do Paulo Lew, mas acredito que ele subcreverá o que digo: O NOSSO PIOR INIMIGO ESTÁ DO LADO DE DENTRO.

Já se tornou uma lenda os comentários do Paulo sobre “abrir a caixa de pandora” e vc sabe bem o que isso significa. Tanto o Paulo quanto eu acreditamos que a melhoria da instituição começa pela limpeza interna.

Se a chapa for mesmo montada pode ter certeza de que atuar contra as injustiças e mazelas internas será o objetivo preponderante. Logicamente essa luta não exclui o combate ao governo que nos humilha há anos.

Abraços, Roberta

14 de Setembro de 2007 03:12
piejose disse…

Ao divulgar o manifesto do Paulo Lew do dia 11.09.07 quanto a chapa de oposição junto a e-mails de colegas no interior, a resposta foi a seguinte:

OS DELEGADOS DO INTERIOR AGUARDAM O COMUNICADO OFICIAL DA CHAPA PARA QUE POSSAMOS FAZER CAMPANHA..

MAURICIO.
DP PIRASSUNUNGA

14 de Setembro de 2007 21:19
Macacrila disse…

EM CONSONANCIA COM O COLEGA DE PIRASSUNUNGA … NOS DAQUI DO INTERIOR DO OUTRO LADO ESTAMOS AGUARDANDO O ANUNCIAMENTO DA CHAPA PARA FAZERMOS O LOBBY !!!!
PRA CIMA DELES PAULO LEW, GUERRA, E OUTROS !!!

17 de Setembro de 2007 01:25
paulolew disse…

Roberta

Suas sempre sábias palavras poderiam falar por mim e ainda incrementar meus pensamentos. Só acho que vc já deveria ter dado um toque no dono do Blog para anunciar a reunião de hoje! Beijo

17 de Setembro de 2007 09:47
rodrigo disse…

Alguem precesa avisar o dono do Blog, para fazer as atualizaçoes necessarias.

Acorda!!! rssssss.

19 de Setembro de 2007 14:38
novaes disse…

A C O R D A !!!!!!!!

A C O R D A !!!!!!!!

A C O R D A !!!!!!!!

19 de Setembro de 2007 18:14
paulolew disse…

Calma!!!! Conheço o cara! É só aquela função soneca do despertador!!!!

Armando

Eu me lembro que você foi extremamente coerente, ao se posicionar contra a “diplomação” do Dr. Galiano como “amigo dos plantonistas”.

Inclusive, você foi o único que realmente denunciou que o Roque estava praticamente se “apropriando” do CPMAE.

O que eu acho “triste” na chapa Fênix é que ela me parece ter, como “slogan” implícito a frase: “A que poderia ter sido e não foi…”, o que parece quase uma “maldição” que ronda a classe.

Não acredito que foram buscar uma colega Vereadora de uma cidade super complexa como é Campinas para ser candidata a Presidente da Associação, com mandato a iniciar-se logo em ano de eleições municipais!!!

E, tal Vereadora, cercada por colegas dignos de muito respeito, mas com pouquíssima experiência na Casa. Nem conseguiram formar, ainda, uma visão completa da Polícia a que pertencem. Talvez, nem fiquem na carreira.

Com tanta opção entre Delegados atuantes e sofridos por aqui! Você mesmo, Armando, com anos e anos de plantão! E outros e outros e mais outros colegas!

E, o pior é que há uma arrogância tremenda. Parece que quem questiona a tal Fênix é apadrinhado ou corrupto! Quem está em Departamento que não seja de base territorial é apadrinhado ou corrupto! Não é por aí.

Daqui a pouco, a chapa muda de nome para “Delegados Arianos”. Quem ousar discordar da Fênix não pertencerá à “raça pura” de Delegados…

Enquanto isso, o Dr. Sérgio Roque acabou de aparecer, agora à noite, no Jornal Nacional da Rede Globo defendendo a “privacidade” dos Delegados de Polícia frente à declaração de bens e valores exigida pela DGP.

O resultado das eleições já se tornou previsível, não?!

Desculpem

Ouso discordar e apontar que a única CHAPA de oposição de verdade é a Fênix. O Guerra não tem chapa. Ou não quis se dar ao trabalho de montar uma, ou não conseguiu quem o seguisse em seus alternados momentos de brilhantismo, mas outros de agressividade infundada! A chapa do Emanuel é formada por pessoas novas, mas todos ocupantes de cargos protegidos e elitizados que acabam em dívida com a administração, e não estão muito preocupados com aqueles que estão no Vietnã ou na roça da instituição! Portanto, caros colegas, FÊNIX é a única oposição de verdade. E vai lá o “slogan”.

PC/SP: ÓTIMA PARA ALGUNS. PÉSSIMA PARA MUITOS. ACABRÁ EM NADA PARA TODOS!

PS: Com todo o respeito, mas se o Grupo 5 Equipes não temeu a tirania da cúpula, sendo um mero grupo, imaginem seus membros dirigindo a ADPESP?

LEW: Agressividade infundada segundo a tua ótica. Mas é melhor alternar brilhantismo com agressividade do que ser equilibradamente falso, ou seja, “politicamente correto”. E quanto ao fato de eu não conseguir agrupar o número de colegas suficientes para a formação de chapa , em grande parte, se deve ao fato de os membros da Mobilização e do grupo delegados plantonistas discursarem pela união de todos em torno de um único grupo para a formação de uma chapa. Ao final a chapa foi formada pelos membros da CPMAE; mais ninguém. Com único componente do interior – já aposentado – que pelos menos poderia figurar em cargo de maior relevância. E o Roque tem todas as chances, especialmente se algum projeto for aprovado pelo Congresso. Uma classe machista como a nossa não vai eleger uma diretoria formada por 3 mulheres, salvo tenhamos progredido. Não digo você, todavia pessoas da tua chapa enquanto pregavam a união ficavam no leva e trás dispersando o grupo. Isso não é fazer política. Enquanto você não poupava encômios ao doutor Roque. A minha agressivade foi pequena diante de tanta desfaçatez. E mentiroso é sempre mentiroso.

não há foto

3 out

Jose

Dr.Armando entendi o que o sr. disse , mas esta enganado , as desilusões faz com que possamos entender melhor a eleição na Adpesp, não conheço o Dr.Guerra , minha opinião vem de encontro daquilo que estou acompanhando pelos comentarios

3 out

excluir

ROBERTO

Mente para mim e mente para você. Mente antes, durante e mentirá mais ainda depois de eleito. Mas, não tem a menor importância agora. A Adpesp é democrática não há necessidade de se fazer um time para concorrer às eleições. Os colegas poderão escolher aqueles que julgarem mais habilitados entre todos os inscritos. E Paulo quando a gente quer formar com alguém faz convite pessoal e objetivo. Não faz convite genérico…tipo “você também poder aparecer se quiser”…rs.

3 out

Paulo

Não sei o que é encômios! Acredito que trata-se de elogios! Vc jamais me verá insultando o Dr. Sérgio. Guardo carinho especial por ele. Somente discordo sobre sua serviência ao partido que vc tanto adora! Duas coisas nos mantêm abaixo do c… da cobra! Seu partido elitista e nossos chefes que insistem em puxar o saco deste partido para manter suas cadeiras e o status que traz tanta riqueza! Portanto, meu caro, como pessoa, admiro, e muito, o Dr. Sérgio Roque! Conheço seu passado profissional, mas tenho certeza de que o grupo Fênix pode melhorar bastante os trabalhos da ADPESP, onde, talvez, o nosso colega não tenha sido muito feliz, apesar de ter prestado algumas ajudas importantes no desenvolver da classe. Os componentes da Chapa Fênix, liderados pela Dra Teresinha e por mim, poderão, inclusive, auxiliar na sua proteção, Guerra, pelas atitudes espivetadas que andou tomando! Concordamos com seus ideais! Seus meios foram precipitados, mas conte conosco pra buscar a Justiça. Abraço

Acho que as chapas de oposição deveriam ter conversado mais e se unido em torno de uma única chapa de composição mais abrangente, mesclando colegas de vários departamentos, entre delegados jovens e mais experientes.
Conheço alguns integrantes da chapa do Emanuel, mas não pretendo votar nela.
Queria votar na chapa do Paulo Lew, mas, agora que vi sua composição, acho que acabou pecando pela concentração excessiva de delegados do DECAP e com muitos colegas com pouquíssimo tempo de polícia em cargos importantes da Diretoria.
Para mim, isso não tem problema isso (até porque ainda não cheguei nos 40 e acho que já chega de classe especial na presidência), mas, pelo perfil conservador de nossa classe, não sei se a maioria irá arriscar em colocar a ADPESP na mão dessa “garotada” (no bom sentido). Precisaria ter, entre os jovens, um pessoal mais conhecido e mais antigo, passando confiança e experiência, até porque os antigões precisam se identificar com alguns integrantes.
Da mesma forma, precisaria ter colegas dos departamentos em maior número, para haver também essa identificação entre os colegas que não trabalham no DECAP.
Não sei não…

3 out

excluir

ROBERTO

BIG o nosso projeto era formar uma chapa eclética, enquanto que o do Paulo Lew se prendeu ao grupo do Decap. E Paulo você parece ser espevitado; eu sou bastante humilde…”sempre fiquei na minha”. Eu sempre observo uma certa afetação no tom como você encaminha a conversa em torno da Fênix, rotineiramente, tropeçando no eu não deixarei, eu escolhi, eu fiz e outros eus.

3 out

excluir

ROBERTO

Giannico:

Entre tantos que formam a Fênix três ou quatro colegas para cargos suplentes não me parece a altura dos Deinters. E não me venham dizer que a presidenta é do Deinter.

3 out

Rober Franco

Guerra

Se vc tivesse comparecido a qualquer uma das reuniões, para as quais foi convidado pessoalmente (se é que pode entender email, msn e orkut como pessoais), saberia que a chapa não foi formada única e exclusivamente por integrantes da CPMAE e sim por quem se dispos a trabalhar e isso inclui delegados advindo do grupo delpol-pc. Saberia ainda que o Dr. Antonio Claudio não figura como Presidente, Vice, Secretário ou qualquer outro cargo de maior relevância porque ele não quis ou não pode, por conta de compromissos familiares.

Entendo que a distância, as vezes, pode ser um empecilho intransponível, e num grupo tão heterogêneo como o de delegados do Estado de São Paulo (heterogêneo em relação a geografia) os colegas mais próximos da capital acabam levando “vantagem” para se reunirem e organizarem uma chapa. Mas isso não significa que os colegas dos Deinters foram deixados de lado. Todos os que se dispuseram a participar juntos estão, ainda que com contatos eminentemente feitos por telefone!!!!

Por ser uma atividade que requer muita dedicação, a participação em uma chapa deve ser refletida com cuidado, razão pela qual somente o próprio colega pode analisar a sua capacidade de atuação e candidatar-se a participar. Acredito que o tal convite pessoal pode ser dispensado num grupo de “colegas” com os mesmos objetivos e aptidão intelectual.

A formação da chapa Fênix foi democrática e até o último dia eu mesma me incumbi de promover a divulgação do seu surgimento, com participação aberta aqueles que comungassem dos mesmos ideais.

Ainda que não fosse necessário tal convite pessoal, vc foi convidado inúmeras vezes a participar, não acredito que não tenha ido apenas porque não pode, pois outros que também não puderam fizeram contatos telefônicos ou virtuais.

3 out

Rober Franco

cont.

Posso estar enganada e me corrija se injusta estiver sendo, mas acredito que vc não quis ir. Os motivos para isso não sei, posso supor alguns: não simpatizou como os participantes, não acreditou nos ideais, não julgou pertinentes as reivindicações, não considerou-os representativos, desejou ser candidato de consenso a presidente, teve preguiça, imaginou-os imaturos, sentiu-se excluído… as possibilidades são tantas e a minha imaginação tão retraída. Não tenho, de modo algum, a intenção de lhe agredir, gostaria apenas, sinceramente, de conhecer seus motivos.

Eu acreditei que o melhor seria a união dos nossos esforços, assim com em algum momento eu acreditei que uma união com o grupo do Dr. Emanuel seria possível (não entenda como nenhum tipo de comparação, por favor).

Diante de tudo isso, aceito todas a críticas que tiver a mim e ao grupo, só não aceito sermos acusados de ter restringido a participação de quem quer que seja.

Bjs, Roberta.

3 out

GIANNICO

FÊNIX!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

GUERRA: A DISTÂNCIA NA ROÇA NÃO ME IMPEDIU DE ENTRAR EM CONTATO COM OS COLEGAS DA FÊNIX,APESAR DE MINHAS INÚMERAS FUNÇÕES, AFINAL VC BEM SABE DOS MEIOS TECNOLÓGICOS HOJE EXISTENTES. PERDOE-ME A PERGUNTA, QUAL O MOTIVO DE TANTA IMPLICAÇÃO COM A FÊNIX????????? LEMBRE-SE, TEM A CHAPA DO SERGINHO E A DO EMANUEL, E SUA PRÓPRIA ,PARECE QUE VC TÁ COM DOR DE COTOVELO POR NÃO TER SIDO INCLUÍDO NA FÊNIX. ABRAÇÃO!!!!!!!PAZ!!!!!!!!!!!!!

GRANDE CHIEF:A RENOVAÇÀO, JUVENTUDE E IDEALISMO SÃO BANDEIRAS DA FÊNIX, CHEGA “DO MAIS DO MESMO”!!!!!!!!!!!!!AO NÃO TERMOS CORAGEM DE MUDAR, ESTAMOS MAIS PERTO DO FIM.

3 out

excluir

ROBERTO

Você restringiu o seu crédito e quaisquer possibilidades de eu participar de algo com você convidando para ingressar no grupo o Dr. Emanuel, “antes que nós lançassemos uma outra chapa”; pois esse foi o objetivo revelado pelo seu e-mail, no qual você o aconselhava a divulgar as suas propostas, inclusive. Deixo claro: “divulgar as suas propostas e candidatura para que não fosse formada outra chapa”. Eu li o “e-mail” que você remeteu para ele. Do mesmo modo que você convidou “expressa e pessoalmente” o Décio para participar da reunião e da chapa. Eu também li o seu “e-mail”. Você me mandou algum “e-mail” pessoal me convidando? Não. E isso que você fez eu não chamo de política. Quanto aos motivos para eu não ter ido você não acertou nenhum. Em nenhuma das primeiras oportunidades eu estava disponível; mesmo que estivesse – como eu disse antes – convite pra mim tem que ser pessoal. E apenas eu comparecer não teria sentido, pois não ingressaria em quaisquer chapas sem outros colegas. Você deve ter os seus motivos, pode alegar que não queria dispersão de forças, etc. Mas, para mim ficou a impressão de “leva e trás” – desleal – com o propósito de dividir e dificultar o trabalho alheio. E desde o início eu aceitei participar se fosse candidato de consenso dos membros remanescentes do Fórum da Adpesp. Para eu ser candidato, sempre deixei claro, não precisava de chapa. Aliás, eu sozinho não poderei causar nenhum incômodo. Salvo como você disse o papel de “advogado do diabo”. No caso, uma excelente missão. Se figurar como advogado do diabo terei prestado um grande serviço a classe. É claro que, cumprirei honestamente tal papel, advogarei em desfavor de todos os concorrentes.

3 out

Armando

Desculpe Guerra, mas dá a impressão de que vc queria ser aclamado pelo grupo para ser o candidato, meio ao estilo Janio Quadros. Como disse o Giannico, o pessoal do interior estava sabendo, os que estavam a fim compareceram nas reuniões ou deram um jeito de se comunicar.

3 out

excluir

ROBERTO

Concluindo: você deveria tratar a todos igualmente, convidar para a reunião não é a mesma coisa que convidar para eventual composição de uma chapa. Você não fez; ninguém fez, mas não me sinto exluído.Mas, devo repetir, não gostei de ler o teor dos seus “e-mails” para o Emanuel e para o Décio. Você poderia exibir para o Lew, talvez ele ache legítima a sua conduta. Eu não. Eu só não quero que você venda a falsa impressão de que eu me neguei a compor. Você me procurou, apenas, quando eu já tinha desistido de me candidatar. Quando dos nossos contatos anteriores não se falava em formação de chapa pelos membros da Mobilização. Falamos apenas das reuniiões e dos colegas por você “considerados inimputáveis” que discursavam na Adpesp. E do Sr. Alberto Angerami é claro. O impoluto PHD que me acusa de FDB, conforme as suas palavras é claro. Se eu for processá-lo ele negará, ainda bem que você tem testemunhas. De resto me parece que não é para mim que você deve falar. Vocês devem se manifestar para os colegas consortes da Adpesp.

ARMANDO:

Não se trata de aclamação, especialmente estilo Janio Quadros. Quando do ingresso da Roberta e alguns colegas do grupo delegados plantonistas no grupo Delpol-PC, nós já estavamos desenvolvendo as tratativas para formação de chapa. Não tinhamos conhecimento da existência da chapa do Emanuel, inclusive. A junção dos dois grupos, em vez de fortalecer acabou dividindo. Eu deixo claro acho legítima a Fênix, embora o candidato , na minha opinião devesse ser o Lew. Mas, não tem sentido querer vender a falsa idéia de que eu estou dividindo a oposição. Não é verdade. Pelo contrário, no próprio site da Mobilização logo depois de um comentário seu pode se verificar que eu queria me unir ao Lew e demais. Todavia, logo depois, ele fez outra manifestação que refutou completamente a idéia de uma chapa eclética. Eu gosto de argumentar sobre fatos e , especialmente, sobre aquilo que ficou preto no branco. Eu me coloco no meu lugar. Não invado a praia alheia. Sei o que é ser convidado.

3 out

AD

Apreensivo.

Querer agora satanizar o Guerra, acusando-o de “dividir” é “pra lá” de injusto, mormente quando ele refuta tal acusação expondo fatos concretos, isto é, denunciando manobras nada éticas, nada ingênuas, que o excluíram das articulações para formação de chapas.

A idéia INICIAL da Chapa Fênix, apesar das “condecorações” ao Dr. Galiano, era, na origem, a mais genuína da classe, ao menos congregando Delegados realmente “de Polícia” (e não os delegados DE POLÍTICA).

Mas, a julgar pelo que estou vendo e lendo por aqui, com expressões como “não tenho saco para explicar isto ou aquilo”; elogios envergonhados ao Roque; estocadas no Guerra (colega e não inimigo, aliás, colega mais experiente que alguns que ainda nem viram “polícia” de perto), confesso que fico apreensivo só de “imaginar” o que seria uma eventual gestão “Fênix” na Associação.

Certamente, nem o fórum do “site” voltaria a funcionar e a diretoria “não teria saco” para explicar porquê…

Assim, fica difícil.

3 out

excluir

ROBERTO

AD:
Obrigado. Infelizmente sou levado a tocar em assuntos que não gostaria ou deveria. Mas, alguns colegas não foram nada coerentes com as suas propostas. A Roberta fala em ter pensado que seria bom unirmos forças com o Emanuel. Pensou e agiu por si, sem consultar os demais. Fez aproximação e o convite para o Emanuel, repito: “pelo fato de estarmos prestes a formar uma chapa e ela entendia oportundo ele ingressar no grupo antes de se concretizar e dividir forças…o sentido do “e-mail” da Roberta é mais ou menos esse. Ela pode até ter agido de boa-fé. Mas, quem prega União, não pensa, muito menos age por conta própria( e ocultamente ). O melhor para ela se mostrou péssimo para a formação da nossa chapa; péssimo para o Emanuel. E , possivelmente, será péssimo para todos nós.

3 out

excluir

ROBERTO

E o colega Paulo Lew fala que eu não tenho estratégias para a Adpesp. Ora, ele não tem estratégia nem para ganhar a eleição. A classe não vota no “vice”; ninguém vota em vice. A diretoria é composta pela TERESINHA, ROBERTA E ANDREZA. O Paulo não conhece a classe? Ou será que eu estou tão fora da realidade não percebendo que as mulheres são a maioria e o machismo ficou no passado? Posso morder a lingua: mas deram de mão beijada a reeleição ao Roque.

3 out

Paulo

Guerra e AD

Principalmente com a campanha que vcs vêm fazendo contra nós, sabendo que vc não conseguirá se eleger! Portanto, parabéns, apesar de eu ser amigo do Dr. Sérgio, vc conseguiu virar cabo eleitoral dele!!!

3 out

ROGÉRIO

Therezinha, Roberta e Andreza

Vocês podem ser mulheres, sapatões, bissexuais ou o q quer q sejam. A luta de vocês fez com que a maioria dos plantões do DECAP esteja, hoje, em 5 equipes, dando a oportunidade satisfatória de descanso entre plantões.

POR ISSO E PELO IDEAL MEU VOTO É DE VOCÊS!!!!!

3 out

Armando

O que o Rogério disse é verdade, os únicos que fizeram alguma coisa pelos colegas foram os membros da chapa Fênix, todos oriundos do grupo “5 equipes”. Quanto as outras chapas, o que fizeram efetivamente pela classe além de promessas, blogs e muito bláblálbá ?

3 out

AD

Eu não estou “fazendo campanha” contra a “Fênix” ou contra quem quer que seja. Aliás, eu sempre disse que a chapa era inclusive a mais autêntica representante da classe, inicialmente.

Mas, para mim, vocês conseguiram desfigurar a chapa. Não é campanha contra, assim como também não é campanha a favor. É a minha opinião! Qual o problema?

Uma opinião contrária é considerada “campanha”?

Para mim, vocês desfiguraram, sim, a chapa não só por estigmatizar colegas que não são do DECAP, mas desfiguraram até pela inexperiência de ir buscar, para candidata a Presidente, uma colega Vereadora em pleno exercício de mandato parlamentar, sendo que 2008 será ano de novas eleições municipais! Ninguém parou para pensar nisso?

E, nem me venham falar em “ausência de vedação legal” para cumulação de cargos, porque isto é resposta de “manual de concurso”.

O problema é o desgaste político (cheio de sutilezas, significantes e significados) que uma “Presidente” em campanha eleitoral municipal traria para a associação.

Além disso, no debate aqui, o Guerra trouxe fatos que revelaram manobras nada éticas para a própria composição da chapa. Ele trouxe fatos!

E, eu fico apreensivo, sim, com relação a uma possível administração da Fênix, pela postura de “dona absoluta da verdade” que tem assumido.

3 out

excluir

ROBERTO

ARMANDO: se o plantão com 5 equipes não é válido para todos os distritos então nada se fez, além de mendigar favor do diretor do DECAP. Pior é culpar os colegas que concordam em trabalhar além do que devem por medo de retaliações e outras punições como bonde são merecedores do chamamento de “vendidos” – palavras da doutora Andreza. Quanto ao colocado acerca de preferências sexuais não tem quaisquer pertinências. Estamos falando de uma classe formada na grande maioria por homens e “machista”; eu não acredito ter sido estratégico a escolha para os três cargos principais apenas mulheres, independentemente do maior ou menor valor delas. O Dr. Roque explorou muito mais tal aspecto do que quaisquer candidaturas isoladas. E Armando se eu estou certo ou errado; se o meu blog terá efeitos positivos ou negativos só tempo demonstrará. Pelo menos eu tentei algo que nunca ninguém tentou. E tem blá-blá-blá que só quem tem moral pode contar. Eu nunca fui denunciado , processado e condenado por por concussão, aliás nunca fui denunciado por nada. E aqueles que são amigos e admiradores da Fênix devem votar em vocês, especialmente os plantonistas do Decap. Eu não estou dizendo que não são merecedores de votos. Apenas estou tentanto explicar o motivo de eu não ter formado com eles, muito embora eu tenha me manifestado nesse sentido. E não estou pedindo votem em mim. Estou participando de um debate democrático, mas posso me retirar se for do seu agrado.

4 out

Armando

Engano, Guerra, o plantão de cinco equipes é válido para todos os distritos, o único problema que surgiu foi ter que responder por duas ou três unidades nos locais de menor movimento. Vc acha que isso é não fazer nada? Pergunte a colegas como o Rogério, que antes estavam em quatro equipes por anos consecutivos. Para uma classe de covardes que temem o “bonde” vc não acha isso alguma coisa? Quem teve a coragem de queimar a cara naquele almoço contra a as quatro equipes em janeiro deste ano? Por acaso foi o Emanuel? o Décio?
Logicamente vc estava com afazeres de maior grandeza, como escrever no blog as mazelas dos nossos colegas e afagar os lixos dos tucanos que nos massacram há anos. Isso sim é fazer algo pelos colegas.
Agora vc lança essa candidatura solitária, baseada no seu quixotismo sem resultados, e ainda critica o pessoal da Fênix como se fosse o único a lutar pela classe.
Acho que vc não conquistou nada além da distância da sua família e o risco de uma punição exemplar por conta daqueles que denunciou.
Guerra, contenha a sua agressividade, estamos no mesmo barco.

Guerra

O email que mandei pro Emanuel não foi secreto, tanto que foi enviado para o grupoplantonistas. Nunca fui amiga dele, mas naquele momento, com o começo de articulação de chapas para a Adpesp, imaginei, erroneamente, que seria possível uma composição. Mandei o email no intuito de que houvesse uma efetiva reunião dos grupos, do dele, do delpol-pc e dos plantonistas, com discussão de propostas, definição de estratégias e formação de chapa conjuntamente. Ocorre que a resposta que recebi daquele e-mail deixou bem claro o processo de “união” que alguns integrantes da chapa dele queriam… ele me respondeu como se responde um serviço de atendimento ao consumidor: “obrigado pelo seu contato, agradeço o seu interesse, mas nosso grupo é grande e forte e já está completo, conto com o seu voto”.

continua…

4 out

Rober Franco

cont.

Pretendia que as oposições se unissem e para isso sugeri ao Emanuel que se comunicasse com os colegas do Delpol-pc que a esta altura tb começavam a falar em chapa. Não com o objetivo de minar qualquer outra chapa que ali pudesse surgir e sim somar. Mas parece que vc já está predisposto a me rotular de leva e trás… talvez nem seja possível que eu tente explicar as verdadeiras razões.
Para ser bem franca, eu não pretendia participar de chapa alguma e essa era a posição da maioria do grupo, temiamos que as discussões se politizassem demais e assim perdessemos a legitimidade para continuar a carregar nossas bandeiras (até então restritas aos plantonistas).
Só pra contar um pedacinho da história, a decisão de formar mesmo uma chapa só nasceu na semana em que o Dr. Jordão deixou o cargo e soubemos de um decreto do Governador regulando o horário de servidor público (plantão com folga mínima de 36h), nos sentimos novamente a mercê dos conchavos políticos que assolam nossa instituição e ficou bem claro que única alternativa seria um projeto sério para disputar as eleições da Adpesp.

4 out

Rober Franco

a essa altura havia discussão no delpol-pc sobre a formação de uma chapa, mas ainda incipiente e sinceramente eu não via que a vontade dos colegas sairia do “papel”, então acreditamos que a nossa decisão concreta fomentaria o ânimos dos colegas em participar.
Na época em que conversávamos pelo msn não havia ainda a decisão de formar uma chapa, o que havia eram somente reuniões da cpmae.
Sobre as coisas que te contei do Dr. Angerami foi tudo verdade, pergunte ao Paulo que também estava presente.
E por fim, eu quero sim explicar tudo isso a vc porque te admiro por suas atitudes, respeito por seus ideais e indigno-me com a injustiça.
Bjs, Roberta.

5 out

Armando

up

não há foto

5 out

Jose

Dra. quero apresentar meus parabens pela atitude da Sra tentar pelo menos com um dos candidatos da oposição uma composição , e pela resposta dada , entendo ficar mais claro qual a chapa(salvo melhor juizo) que eu denomino chapa laranja.

ARMANDO: você é quem está sendo agressivo. Agressividade que você deveria voltar para a sua colega Andreza, pois foi ela quem – sábado passado, no grupo Delpol-PC – no tópico Maçaneta – afirmou que há plantões com quatro equipes, pois colegas “vendidos” – palavras dela – não se importam em trabalhar mais do que devem. Aliás, também não lhe caberia manifestação de ignorância ou , no mínimo, tentativa desinformar, pois em janeiro não existia nenhum blog, muito embora eu e alguns colegas discutiamos no Fórum da Adpesp. Quanto aos resultados do meu blog ou das minhas “caguetagens”, já cansei de repetir que a minha remoção e eventual punição nada se relaciona com o blog e sim com uma manifestação na Adpesp. Que serei punido exemplarmente não tenho quaisquer dúvidas, possivelmente com a sua torçida.

GOE COMBATE PROSTITUIÇÃO INFANTIL

30/11/2007 – 06h18
Polícia faz blitz contra prostituição em SP

Ricardo Valota
Em São Paulo

ad=’180×150′; pos=’5′; sum=’0′; DEconn=0; var DEt=new Date(); DEt=DEt.getTime(); DErand=Math.floor(DEt*1000*Math.random()); var scw=0,sch=0; if(screen.height){scw=screen.width;sch=screen.height;} document.write(”);

Das 21h de ontem às 3h desta madrugada, um efetivo de 350 policiais, em 54 viaturas do Grupo de Operações Especiais (GOE) e de três delegacias seccionais, realizou, na capital paulista, a Operação Carrossel, com o objetivo de combater a prostituição infantil.

REPRESSÃO À PROSTITUIÇÃO
Apu Gomes/Folha Imagem

Garotas de programa deixam boate Connection, na Vila Formosa, em SP
Apu Gomes/Folha Imagem

Policiais do GOE em frente a boate na rua Augusta

Oito casas noturnas foram fechadas pelos policiais nas regiões sul, leste e central da cidade de São Paulo. Seis foram na região da rua Augusta, uma em Moema, zona sul, e a última no jardim Anália Franco, na zona leste. Quatrocentas pessoas foram presas.

Clientes, funcionários e gerentes das boates fiscalizadas foram encaminhados pelos agentes do GOE às delegacias correspondentes aos bairros onde ocorreu a operação.

Duas menores, uma de 16 anos com RG falsificado e outra de 17 estavam entre as garotas de programa encontradas nas boates. Elas serão encaminhadas à Fundação Casa, antiga Febem.

Os gerentes foram indiciados por crimes de aliciamento de menores e favorecimento à prostituição. A operação Carrossel é considerada uma extensão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Direitos Humanos da Câmara

PM fecha bingo clandestino na SECCIONAL DE SANTO ANDRÉ e apreende 200 caça-níqueis

PM fecha bingo clandestino no ABC e apreende 200 caça-níqueis
MARTHA ALVES da Agência Folha

Policiais militares fecharam um bingo clandestino na rua das Monções, bairro Jardim, em Santo André (ABC Paulista), por volta das 19h desta quinta-feira (29).
No local, foram apreendidas cerca de 200 máquinas caça-níqueis.
Pelo menos 150 pessoas que jogavam na casa foram levadas para o 4º Distrito Policial, ouvidas e liberadas.
De acordo com a polícia, os responsáveis pelo bingo não foram encontrados.

….ANTES PINGAR NUMA SECCIONAL DO QUE SECAR…

CASSINO NOBRE NAS BARBAS DO DEINTER-6 DE SANTOS – SÓ O PROMOTOR SABIA 3

O PROMOTOR CONSERINO ESTOUROU O CASSINO E LEVOU TUDO PRA DELEGACIA.

Sexta-Feira, 30 de Novembro de 2007, 07:15

Polícia cerca suposto cassino
Da Redação Denúncias sobre o suposto funcionamento de um cassino clandestino em um sobrado branco com guarita, sem numeração e situado na Rua Euclides da Cunha, próximo à Avenida Pinheiro Machado, na Pompéia, mobilizou quatro viaturas do 6º BPM/I até o local, por volta das 20 horas de ontem.

A FORMIGA É O PLANTONISTA?

Mensagem
“Todos os dia, uma formiga chegava cedinho ao escritórioe pegava duro no trabalho.
A formiga era produtiva e feliz.
O gerente marimbondo estranhou a formiga trabalhar sem supervisão.
Se ela era produtiva sem supervisão, seria ainda mais se fosse supervisionada.
E colocou uma barata, que preparava belíssimos relatórios e tinha muita experiência, como supervisora.
A primeira preocupação da barata foi a de padronizar o horário de entrada e saída da formiga.
Logo, a barata precisou de uma secretária para ajudar a preparar os relatórios e contratou também uma aranha para organizar os arquivos e controlar as ligações telefônicas.
O marimbondo ficou encantado com os relatórios da barata e pediu também gráficos com indicadores e análise das tendências que eram mostradas em reuniões.A barata, então, contratou uma mosca, e comprou um computador com impressora colorida. Logo, a formiga produtiva e feliz, começou a se lamentar de toda aquela movimentação de papéis e reuniões!
O marimbondo concluiu que era o momento de criar a função de gestor para a área onde a formiga produtiva e feliz, trabalhava.
O cargo foi dado a uma cigarra, que mandou colocar carpete no seu escritório e comprar uma cadeira especial.
A nova gestora cigarra logo precisou de um computador e de uma assistente (sua assistente na empresa anterior) para ajudá-la a preparar um plano estratégico de melhorias e um controle do orçamento para a área onde trabalhava a formiga, que já não cantarolava mais e cadadia se tornava mais chateada.
A cigarra, então, convenceu o gerente marimbondo, que era preciso fazer um estudo de clima.
Mas, o marimbondo, ao rever as cifras, se deu conta de que a unidade na qual a formiga trabalhava já não rendia como antes e contratou a coruja, uma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico da situação. A coruja permaneceu três meses nos escritórios e emitiu um volumoso relatório, com vários volumes que concluía : Há muita gente nesta empresa!!
E adivinha quem o marimbondo mandou demitir?
A formiga, claro, porque ela andava muito desmotivada e aborrecida.”
Já viu esse filme antes? (deciobailao)

Ex-líder do Midnight Oil assumirá ministério na Austrália – 29/11/2007 – UOL Música

Midnight Oil – Us Forces (tradução)

As forças do EUA dão o aceno, são um atraso para seu
país
Bombas e trincheiras enfileiradas, bombas e ameaças
ainda pedem por mais
Dividido o mundo pela CIA, quem controla os assuntos
Você não nos deixa tempo para falar, vocês podem
escrever sua avaliação


Cante-me músicas que não neguem, me parecem muitas
tentativas
Esperando pelo próximo grande golpe

Você vai saber quando voce vir, arriscando crianças
como cães de guerra
Agora os movimentos do mercado comandam os tiros,
negociações em estacionamentos
Esperando pela carne de amanhã

Cante-me músicas que não neguem, me parecem muitas
tentativas
Esperando pelo próximo grande golpe

Todos estão paralisados para começar a sair
Pessoas muito amedrontadas para ir à prisão
nós somos incapazes de tomar decisões
Partidos politicos não passam aquele andar
Coronel Ron Hubbard não pode salvar sua vida
Superboy pega uma mulher de plutônio
Nas sombrar do banimento das bombas nos vivemos

Cante-me músicas que não neguem, me parecem muitas
tentativas
Esperando pelo próximo grande golpe

Ex-líder do Midnight Oil assumirá ministério na Austrália – 29/11/2007 – UOL Música