MANIFESTAÇÃO EM RIO CLARO

Polícia Civil em greve convoca a imprensa hoje

Coletiva com a imprensa acontece em frente ao 1º DP em Rio Claro.
(Da Redação) – A partir das 10 horas de hoje, o delegado seccional de Rio Claro, Otávio Ferreira Balbão concede uma entrevista coletiva em frente ao prédio do 1º Distrito Policial na Avenida da Saudade, onde a categoria irá se manifestar a respeito da paralisação da categoria.

Logo em seguida está previsto um manifesto de todos os policiais civis de Rio Claro e região.

Em greve desde terça-feira, dia 9, as delegacias de todas as cidades paulistas, como Rio Claro, adotam a conhecida operação-padrão, na qual 80% do efetivo continua trabalhando.

Com isso, algumas atividades policiais, como a oitiva de testemunhas e outros depoimentos, deverão ficar paralisados até o fim da greve da categoria. Mas por outro lado serviços, como o registro de boletins de ocorrência de natureza não criminal, por exemplo, deixam de ser registrados nas delegacias. A operação-padrão continua até o julgamento pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT).Vale lembrar que a primeira paralisação da categoria aconteceu no último dia 13 de agosto. O movimento foi interrompido para que as partes chegassem a um acordo, o que não aconteceu.O delegado assistente da seccional, José Gustavo Viegas Carneiro, que também é representante da Associação dos Delegados de Polícia no Estado de São Paulo, comenta que em Rio Claro, a exemplo dos demais municípios paulistas, a operação-padrão deve continuar até que o fim do movimento.

Por isso, o delegado orienta a população que, em caso da necessidade de registrar as ocorrências, deve-se procurar a internet.

Para isso basta acessar as páginas eletrônicas http://www.ssp.sp.gov.br ou http://www.policia-civ.sp.gov.br, que são os endereços na internet da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo.

A categoria reivindica reajuste salarial e melhores condições de trabalho, que incluem a adoção de adicional noturno, além da fixação de 40 horas semanais e critérios mais claros para a promoção dos funcionários.Na última sexta-feira, o governo paulista ofereceu cerca de R$ 500 milhões para toda a folha de pagamento, ou seja, R$ 50 milhões a mais que a proposta anterior. Mas, sem acordo entre as partes, o atendimento nas delegacias continua limitado.

Jornal da Cidade

A GREVE É DOS POLICIAIS CIVIS PARA O BENEFÍCIO DE TODOS OS POLICIAIS DA ATIVA E APOSENTADOS

Não é greve dos Delegados, ou seja, da minoria.
Assim, não fiquem esperando as estratégias – sigilosas – da ADPESP e do SINDPESP.
Lembrem: se Delegado de Polícia fosse estrategista, não estaria com o PSDB.
Delegado – de regra – não se garante quando o assunto é peitar a Administração.
Somos as autoridades, salvo seleta minoria, mais acovardadas da face da terra.
Temos medo dos superiores, medo da PM, medo do MP, medo de Juiz; medo até das férias dos subordinados.
E para disfarçar o medo se emprega a palavra: CAUTELA.
Tanta cautela nos rendeu o quê?

SOROCABA PEDE SOCORRO…O SINDICATO LOCAL NÃO DÁ APOIO 2

Anônimo disse…
SOROCABA PEDE SOCORRO TB!!!AQUI EM SOROCABA ESTAMOS ORFÃOS, SEM APOIO DO SINDICATO, SEM ORIENTAÇÃO NENHUMA, ESTAMOS TRABALHANDO NORMALMENTE, EMBORA TODOS OS FUNCIONÁRIOS E OS DELEGADOS DE PLANTÃO GOSTARIAM E ESTÃO DISPOSTOS A ADERIR A GREVE, ESTAMOS PERDIDOS!!! NOS AJUDE!!!O SECC ANDRÉ MORON AINDA NAO SE MANIFESTOU PLANTAO POLICIAL SOROCABA
12 de Setembro de 2008 09:21

DEINTER 9 está aderindo ao movimento com muita força…

AMIGOS,
Acabei de sair de uma reunião em Araras e a Delegacia Seccional de Polícia de Limeira, com LIMEIRA, CORDEIRÓPOLIS, IRACEMÁPOLIS, ARARAS, LEME, STA. CRUZ DA CONCEIÇÃO e PIRASSUNUNGA aderiram 100% ao movimento de greve, cumprindo a decisão do TRT, que nos permite o direito à greve, com 80% (estamos com 100%) dos funcionários trabalhando.
Ficamos sabendo na reunião, por ligações, que as seccionais de RIO CLARO, CASA BRANCA, SÃO JOÃO DA BOA VISTA e AMERICANA, com mais de 20 cidades, também aderiram.. O DEINTER 9 está aderindo ao movimento com muita força…
Ninguém está descumprindo a decisão judicial..
VAMOS LÁ PESSOAL DAS DEMAIS SECCIONAIS E DEINTERS..
JUNTOS SOMOS FORTES…

SINDICATOS SE REÚNEM PARA DISCUTIR GREVE

POLÍCIA CIVIL
Líderes dos sindicatos e associações dos policiais civis de SP se reúnem na manhã de hoje para discutir novas diretrizes para o movimento grevista.
Eles discutirão se continuam a adotar a operação-padrão ou se voltam a paralisar o atendimento nas delegacias, como aconteceu durante sete horas em 13 de agosto.
Os policiais civis querem aumento salarial de 15% neste ano e reajustes de 12% em 2009 e 2010.
Na semana passada, eles se reuniram com o governo em uma audiência de conciliação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), que terminou sem acordo.
Os grevistas não aceitaram a proposta de mais R$ 500 milhões na folha de pagamento das polícias Civil e Militar.

Luiz Inácio Lula da Silva acredita na possibilidade de vitória, no primeiro turno, da candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy… 1

Lula crê em vitória de Marta no 1º turno, diz governador de PE
RANIER BRAGON EM SÃO PAULO
O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), afirmou ontem que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva acredita na possibilidade de vitória, no primeiro turno, da candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy (PT).

Campos almoçou com Marta em um restaurante de comidas nordestinas da zona oeste de São Paulo.

“Falei para a militância entrar com tudo nessa reta final para ver se ela cresce e resolve a situação já no primeiro turno”, disse o governador, que acompanhou a visita de Lula a Pernambuco na semana passada.

“Ele está muito entusiasmado e também acha que dá para ganhar no primeiro turno.” Marta afirmou que não trabalha com essa hipótese.

________________________________________

A POLÍCIA É PSDB: 45 na cabeça!

GOVERNO NÃO TEM DINHEIRO PRA GASTAR COM SALÁRIO…TEM PRA COMPRAR AVIÃO E HELICOPTEROS QUE ACABARÃO USADOS POR VIPS EM PASSEIOS NO LITORAL 3

SP comprará avião para operações especiais da PM.
O secretário de Segurança Pública, Ronaldo Marzagão, anunciou ontem a compra de um avião modelo King Air, que será utilizado em operações especiais da Polícia Militar.

A aeronave faz parte de um pacote que inclui outros dois helicópteros adquiridos recentemente e mais um terceiro que será comprado.

Marzagão esteve em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, inaugurando um hangar de rádiopatrulhamento da PM.

De acordo com Marzagão, o avião King Air será um grande reforço.

“Nós temos investido muito não só em meios materiais. Entendemos que a inteligência deve substituir a força”, disse o secretário.

O avião será utilizado para transportar células do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), especializadas em negociações e desarme de explosivos.

Além disso, a intenção é usar o avião em operações de salvamento do Corpo de Bombeiros em locais de difícil acesso.

O King Air é uma aeronave bimotor pressurizada de pequeno porte e propulsão do tipo turboélice com capacidade para cinco ou sete passageiros.

O valor da compra e prazos para o fechamento do negócio não foram detalhados.

Marzagão citou a compra de dois helicópteros entregues à PM no mês passado.

As duas aeronaves foram adquiridas pelo Estado por R$ 9 milhões e tem capacidade para seis pessoas cada uma.

Com elas, o grupamento chega a 15 helicópteros Águias.

A Polícia Civil também vai ganhar um helicóptero conhecido como Pelicano.

O modelo é o mesmo já utilizado.

O secretário esteve em Ribeirão Preto para inaugurar as novas instalações do Hangar de Radiopatrulha Aérea no Aeroporto Luiz Leite.

O Hangar foi criado em março de 2006 e funcionava em um espaço cedido por uma empresa aérea.

Ele atende uma área acima de 39 mil km² e chega a 93 cidades num total de três milhões e 200 mil habitantes.

O investimento de R$ 720 mil não foi feito pelo Estado.

Empresários de várias cidades da região deram contribuições financeiras para a conclusão da obra.

O Estado investiu R$ 19 mil em móveis e equipamentos.

A unidade de Ribeirão Preto conta com 24 policiais, um helicóptero, uma viatura e um caminhão tanque para abastecimento.
“No caso aqui de Ribeirão Preto entendemos que o helicóptero é um instrumento poderoso para auxiliar o policiamento.

O Estado não pode se igualar jamais ao criminoso”, disse Marzagão.

Em dois anos, a base de Ribeirão Preto fez mais de 1,3 mil horas de vôo e mais de 300 missões.

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança do Estado, em ações conjuntas com os outros grupamentos da PM, foram recuperados 115 veículos, apreendidas 82 armas de fogo, presas 421 pessoas e salvas outras cinco que estavam em situação de risco.

Redação Terra

FAZER GREVE FOI A FÓRMULA DO SUCESSO DE LULA

Pela 1ª vez, Lula é aprovado por todos segmentos sociais
Avaliação positiva do presidente passa de 50% até entre os mais ricos e escolarizados
Pesquisa Datafolha mostra que 64% dos brasileiros consideram o governo ótimo ou bom, recorde depois da redemocratização
FERNANDO CANZIAN DA REPORTAGEM LOCAL
Embalado por fortes resultados na economia e por grande exposição nacional na atual campanha eleitoral, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quebrou o seu próprio recorde de avaliação positiva.
Lula também acaba de obter, pela primeira vez, a aprovação da maioria absoluta da população brasileira em todos os segmentos sociais, econômicos e geográficos do país.Segundo pesquisa Datafolha finalizada ontem, 64% da população brasileira considera o governo Lula ótimo ou bom.
O recorde anterior já colocava Lula na frente de todos os presidentes eleitos após a redemocratização -55% de aprovação registrados em março passado.
O levantamento revela também que a popularidade de Lula acaba de vencer a resistência de segmentos socioeconômicos específicos que mantinham, entre eles, o índice de aprovação abaixo de 50%.
Pela primeira vez, Lula tem o apoio da maioria no Sudeste, nas regiões metropolitanas, entre os que têm curso superior e entre os vivem em famílias com renda familiar mensal superior a dez salários mínimos.Entre a pesquisa realizada em março e agora, houve um salto a favor de Lula de 14 pontos percentuais entre os brasileiros mais ricos.
Hoje, 57% dos que vivem em famílias que ganham R$ 4.150,00 ou mais por mês aprovam seu governo.
Lula também conquistou pela primeira vez a maioria no Sudeste: 57% o aprovam, dez pontos acima da última pesquisa.
Há alguns anos Lula também só tinha a maioria ao seu lado em regiões do interior.
Agora, 57% dos moradores das regiões metropolitanas o aprovam.
Por fim, Lula também venceu a barreira entre os mais escolarizados.
Em março, 47% dos brasileiros com curso superior consideravam seu governo ótimo/bom.
Agora, são 55%.Os resultados da pesquisa coincidem com a divulgação, anteontem, de um crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) de 6% no primeiro semestre do ano.
Nesse bom resultado, houve uma significativa participação do consumo das famílias brasileiras, que cresceu 6,7% (a 19ª alta seguida) apoiado em aumentos da renda.
A expressiva avaliação de Lula aparece também no momento em que a inflação começa a ceder depois de ter atingido um pico neste ano, há três meses.
Coincide ainda com a participação pessoal ou do nome de Lula em várias campanhas municipais, além de grande exposição do presidente nos últimos dias por conta do início (ainda que simbólico) da produção de petróleo nas recém-descobertas reservas do pré-sal.
“A pesquisa mostra que Lula vem quebrando resistências, especialmente entre os principais segmentos da classe média, o que é muito significativo”, afirma o diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino.Na pesquisa, o Datafolha ouviu 2.981 pessoas maiores de 16 anos em 212 municípios do país entre os dias 8 e 11 de setembro.
A margem de erro é de dois pontos, para mais ou menos.
Além de ter ultrapassado barreiras, o levantamento revela que Lula também ampliou de maneira significativa o reforço à sua popularidade entre os que já o apoiavam.
No Nordeste, por exemplo, região que sempre deu os melhores índices de popularidade a Lula, sua avaliação subiu mais sete pontos.
Hoje, 3 entre cada 4 nordestinos o apóiam.
Houve ainda um salto de oito pontos percentuais a favor do presidente entre os mais pobres, com renda familiar até cinco salários mínimos.
Atualmente, 65% desses brasileiros avaliam Lula positivamente.

SANTOS EM GREVE 2

COLEGAS,
UMA HORA DA MANHÃ AQUI EM SANTOS, PASSEI PELO PLANTÃO DO PRIMEIRO DP DE SANTOS, ESTÃO EM GREVE, A ADESÃO NO DP É TOTAL. OS OUTROS DOIS DPS QUE FUNCIONAM 24 HORAS, SÉTIMO E TERCEIRO, TAMBÉM PARADOS E COM ADESÃO TOTAL. AMANHÃ TODOS OS COLEGAS DO DISTRITO ESTARÃO PRESENTES, PELA MANHÃ, PARA APOIAR A EQUIPE DE DIA.

MÁFIA DA CNH DE MOGI – MINISTRA CÁRMEN LÚCIA CASSA LIMINAR QUE LIBERTOU 18 ACUSADOS 11

STF cassa liminar que libertou 18 acusados
Mogi News
Delegado Juarez é acusado de comandar o esquema
Uma decisão da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), pode colocar novamente na cadeia 18 pessoas que foram soltas em julho e que são acusadas de integrar a Máfia das Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs).

Segundo a reportagem do DAT apurou, ela pediu a cassação da liminar que colocou em liberdade policiais, donos de auto-escolas, empresários, médicos, psicólogos e despachantes que foram presos na primeira fase da Operação Carta Branca, deflagrada em junho deste ano.Entre as pessoas que devem voltar para prisão estão o ex-delegado de Ferraz de Vasconcelos Juarez Pereira Campos e sua esposa, Ana Lúcia Máximo Campos, dona de duas auto-escolas de Mogi das Cruzes.

Eles foram presos no início de junho e soltos depois de 44 dias, beneficiados com uma liminar concedida pelo presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, que julgou insuficiente a fundamentação do juiz substituto da Vara Criminal de Ferraz, Rodrigo Aparecido Bueno de Godoy, de mantê-los presos.Pelo o que a reportagem do DAT apurou, quando a liminar foi concedida pelo presidente, o STF estava em recesso, e assim que os trabalhos foram retomados, esse processo foi automaticamente distribuído para outro ministro, neste caso, a ministra Cármen Lúcia, que decidiu pela cassação da liminar que deu a liberdade às 18 pessoas denunciadas pelo Ministério Público (MP).

Pelos trâmites legais, agora o STF terá de comunicar a Justiça paulista, que deve emitir novo mandado de prisão para os acusados, para que eles sejam novamente presos enquanto aguardam julgamento.

Operação

A Operação Carta Branca tinha como objetivo desmantelar uma organização criminosa que falsificava carteiras de habilitação no Estado de São Paulo, principalmente na região do Alto Tietê.

De acordo com as investigações realizadas pelo MP, a 273ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Ferraz de Vasconcelos era o local que expedia a maior parte dos documentos irregulares.

Somente sob o comando do delegado Juarez foram emitidas, nos dois últimos anos, pelo menos 1.231 CNHs irregulares.

A segunda fase dessa operação foi deflagrada no dia 17 de julho e culminou na prisão de outros policiais, entre eles, o ex-seccional Carlos José Ramos da Silva, o Casé. (D.B.)

ORIENTAÇÕES DO COMANDO DE GREVE DE SANTOS 1

1- Deflagração da greve geral dos policiais da área do deinter-6 a partir de 00:00 horas do dia 12 de setembro aprovado na assembléia geral extraordinária realizada na sede do sinpolsan dia 10 de setembro de 2008 às 20:00 em primeira chamada e às 20:30 com qualquer número conforme orientações estatutária.
2- A adesão à greve será identificada através do uso da camisa/blusa preta com logo tipo ou não da polícia civil.
3- Convencer os demais colegas à adesão a greve.
4- As orientações seguem a cartilha da greve do dia 13 de agosto.
5- As orientações só deverão ser transmitidas e recebidas pelo comando de greve e site do sinpolsan ( http://www.sinpolsan.com.br/).
6- O sindicato através dos telefones (13) 3233-5370 fax (13) 3222-7660 e email sinpol@uol.com.br Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email estará orientado a passar e receber informações para o camando de greve.
7- Os policiais de cada município deverão solicitar aos vereadores moção de apoio ao nosso movimento através das câmaras municipais .
8- O comando de greve irá providenciar material de campanha como adesivos, faixas, carro de som.
Greve Os policiais civis da região vão entrar em greve a partir da zero hora de amanhã. A decisão foi tomada em assmbléia-geral extraordinária realizada na noite de ontem na sede do Sinpolsan, após a rejeição da proposta de reajjuste de 15% apresentada no final da tarde pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).
“Vamos seguir o ritual de greve, sempre dentro da lei”, salienta-se que os policiais deverão comparecer ao local de trabalho, mas só atenderão os casos de flagrante ou que envolverem óbito.
A proposta apresentada pelo MPT, e rejeitada por unanimidade pela assembléia, era de reajuste de 15%, a ser pago em duas vezes: 7,5% em 1º de dezembro próximo e 7,5% em 1º de julho de 2009.
“Essa proposta ainda seria levada à apreciação do secretário de Gestão Púvlica, Sidney Beraldo, que poderia aprovar ou não. Mas, a categoria já se antecipou e disse não, por considerá-la muito baixa”.
Os participantes da Assembléia decidiram pela paralisação.

GREVE EM ASSIS

Polícia Civil de Assis pára hoje
11 de setembro de 2008
Seguindo as orientações de associações de classes que representam os integrantes da Polícia Civil em todo o Estado, os policiais civis de Assis estão ser organizando entre si para participarem a partir de hoje, 11 de setembro, de uma greve por tempo indeterminado. A intenção é pressionar o governo paulista a atender as reivindicações de reajustes salariais entre outras que foram apresentadas pela última vez em uma audiência de conciliação ocorrida na sexta-feira da semana passada, dia cinco, no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo.

Como não houve acordo entre os representantes sindicais dos policiais civis e os membros da comitiva do governo estadual, as associações de classe voltaram a se mobilizar no início desta semana e decidiram reiniciar a greve.
Em reunião ocorrida na segunda-feira, foi decidido a manutenção do estado de greve com a chamada “Operação Padrão”, que consiste em uma lista contendo 15 diretrizes a serem seguidas pelos policiais. Ainda não é possível avaliar se a operação terá algum impacto prejudicial no atendimento ao público.
Esta decisão deve ser mantida até que o TRT-SP julgue o dissídio coletivo dos policiais civis paulistas.
Na audiência de conciliação do dia cinco, o Governo apresentou proposta de incluir na folha de pagamento, do ano que vem, 500 milhões de reais. Tal valor traduz-se em um aumento nos vencimentos da ordem de 7,5%.
As entidades, por sua vez, propuseram 15% para ativos e inativos, retroativos à data base 1º de março de 2008, mais 12% em 2009 e mais 12% em 2010, além de incorporação do ALE em 5 vezes, até de 2010.
Não houve acordo. O tribunal propôs, então, que fosse concedido um aumento de 12% para o ano que vem e mais 10% para 2010. Tanto as entidades quanto o Governo recusaram a proposta.