Suposto torturador , que virou Delegado por seus relevantes serviços como membro da tigrada do DOI-Codi- e que até hoje caça comunistas – foi simbolicamente condenado por sequestro 2

Em sentença inédita, juiz condena ex-agente da ditadura ‘Carlinhos Metralha’

Carlos Alberto Augusto, conhecido como Carlinhos Metralha, foi agente da Ditadura Militar - Michel Filho/O Globo
Carlos Alberto Augusto, conhecido como Carlinhos Metralha, foi agente da Ditadura Militar Imagem: Michel Filho/O Globo

Pepita Ortega e Marcelo Godoy

São Paulo

21/06/2021 16h52

O juiz Silvio César Arouk Gemaque, da 9ª Vara Criminal Federal de São Paulo, condenou o delegado Carlos Alberto Augusto, ex-agente da ditadura militar conhecido como ‘Carlinhos Metralha’, que atuava no Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo (Deops/SP), a 2 anos e 11 meses de prisão, em regime inicial semi-aberto, pelo sequestro do ex-fuzileiro naval Edgar de Aquino Duarte, desaparecido desde 1971.

Trata-se da primeira condenação penal em relação a crimes cometidos durante o regime de exceção marcado por torturas, censura e assassinatos, diz o Ministério Público Federal. A Procuradoria informou que vai recorrer da decisão para pedir o aumento da pena imposta ao ex-agente da ditadura, bem como para que a Justiça acolha outras solicitações feitas na ação, como o cancelamento da aposentadoria do delegado.

A denúncia contra ‘Carlinhos Metralha’ foi apresentada à Justiça em 2012, e atingia também o ex-delegado Alcides Singillo, além de um dos principais torturadores da ditadura, o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, ex-comandante do Destacamento de Operações de Informações do II Exército (DOI-Codi) em São Paulo – militar já exaltado pelo presidente Jair Bolsonaro em mais de uma ocasião. Os dois deixaram de figurar como réus na ação após falecerem em 2019 e 2015, respectivamente.

Segundo a Procuradoria, o caso de Carlos Alberto Augusto é um dos poucos que tiveram andamento na Justiça. Em nota, o MPF ressaltou que a maioria das 50 ações penais propostas nos últimos anos por crimes cometidos na ditadura foi rejeitada ou está paralisada, ‘em descumprimento a normas e decisões internacionais que obrigam o Brasil a investigar e punir quem tenha atuado no extermínio de militantes políticos entre 1964 e 1985’.

“Acho que essa sentença representa um marco histórico. É a primeira vez que o Judiciário reconhece que houve crimes contra a humanidade na ditadura militar e condena um agente estatal. Com isso, reconhece-se não apenas o caráter sistemático das violações estatais, que houve um terrorismo estatal, mas também reforça o Estado Democrático de Direito. Não há nenhum governo, governante ou agente estatal que esteja acima da lei. A relevância da sentença é, assim, não apenas para o passado, mas sobretudo para o presente e para o futuro”, afirmou ao Estadão o procurador da Republica Andrey Borges de Mendonça, responsável pela ação que levou à condenação de Carlos Alberto Augusto.

Edgar de Aquino Duarte foi preso no dia 13 de junho de 1971, sem qualquer ordem judicial. Na época, trabalhava como corretor da Bolsa de Valores de São Paulo. Ele já não integrava nenhum grupo de oposição à ditadura, uma vez que havia deixado a militância em 1968, após retornar do exílio. Antes havia sido expulso da Marinha, em 1964, em decorrência do Ato Institucional nº 1. Ainda assim, o ex-fuzileiro naval entrou no radar das autoridades após ter seu nome citado no depoimento de José Anselmo dos Santos, ex-colega de Marinha que se tornou um agente infiltrado dos órgãos de repressão.

De acordo com o MPF, ‘Carlinhos Metralha’, participou diretamente da ação que resultou na prisão de Edgar e sua condução ao DOI-Codi, um dospiores e mais violentos centros de repressão política da ditadura. A detenção do ex-fuzileiro foi mantida sem comunicação judicial pelos dois anos seguintes, sendo que testemunhas relataram ‘bárbaras torturas’ praticadas contra ele. Edgar também foi sucessivamente transferido entre a unidade comandada por Ustra e o Deops. O ex-fuzileiro foi visto por testemunhas pela última vez em junho de 1973.

Na sentença, Gemaque destacou que a responsabilidade penal de Carlos Alberto Augusto sobre o desaparecimento de Edgar de Aquino Duarte foi comprovada ‘além de qualquer dúvida razoável’. Segundo o magistrado, há provas ‘mais do que suficientes’ de que o ex-agente da ditadura participou da prisão do ex-fuzileiro e atuava em pelo menos um dos locais onde a vítima estava detida ilegalmente.

“Em hipótese alguma, é admissível que forças estatais de repressão, mesmo em regimes como os vivenciados naquela época, tivessem autorização para a prática de atos à margem da lei em relação a Edgar, permanecendo preso por pelo [menos] dois anos, incomunicável, submetido a toda a sorte de violências, torturas e tratamentos degradantes. Ora, espera-se das forças de Estado o exercício legítimo do direito da força, não a prática de crimes”, ressaltou o magistrado.

Gemaque destacou que as condutas, ‘criminosas e perversas’, exigem uma resposta penal a fim de afastar a impunidade. “A marginalidade estatal que prendia sem mandado, sequestrava, torturava, desaparecia e matava pessoas por suas posições políticas, ainda que envolvidas em ações violentas de guerrilha, praticava toda essa sorte de condutas ao abrigo, por ação ou omissão, das então forças repressivas, deve receber o mesmo tratamento processual compreendido para os graves crimes internacionais praticados contra direitos humanos, já que de um verdadeiro holocausto se tratava”, ponderou.

Nessa linha o juiz destacou que a responsabilização de crimes de sequestro praticados no contexto da repressão da ditadura militar não está alcançada pela Lei de Anistia em razão da ‘perenidade de seus efeitos no tempo’ e também dos inúmeros tratados internacionais dos quais o Brasil faz parte e que classificam o desaparecimento forçado de pessoas como crime contra a humanidade.

“Sem dúvida nenhuma o caráter de um ataque sistemático de perseguição política praticado durante o período de maior perseguição política pós-64 aplica-se ao caso retratado na denúncia, como bem salientou o representante do MPF em suas alegações finais, uma vez que o crime de sequestro imputado ao acusado pode ser caracterizado como desaparecimento forçado de pessoas, na esteira do que vem decidindo sistematicamente a Corte Interamericana de Direitos Humanos”, ressaltou.

COM A PALAVRA, O DELEGADO CARLOS ALBERTO AUGUSTO

Até a publicação desta matéria, a reportagem buscou contato com o ex-agente da ditadura, mas sem sucesso. O espaço permanece aberto a manifestações.

Policiais civis do Deic são presos por suspeita de sequestro e extorsão de integrante de facção criminosa em SP 7

Gaeco diz que policiais exigiram R$ 300 mil para libertar Bruno Fernando de Lima Flor, o Armani, integrante da cúpula da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), após invadirem a casa do criminoso sem mandado.

Por G1 SP e TV Globo — São Paulo

18/06/2021 07h19  Atualizado há 49 minutos


Policiais são presos suspeitos de sequestrar e extorquir integrante de facção crimonosa

00:00/04:45

Policiais são presos suspeitos de sequestrar e extorquir integrante de facção crimonosa

Dois policiais civis foram presos na manhã desta sexta-feira (18) em uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de São Paulo.

De acordo com investigações, os dois policiais que atuam na sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), sequestraram e extorquiram dinheiro de Bruno Fernando de Lima Flor, o Armani, integrante da cúpula da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). O crime ocorreu em 24 de julho de 2020.

Armas e dinheiro apreendidos na casa de um dos policiais civis alvo da operação do Gaeco — Foto: Divulgação

Armas e dinheiro apreendidos na casa de um dos policiais civis alvo da operação do Gaeco — Foto: Divulgação

Os dois policiais fazem parte da 2º Delegacia do Patrimônio do Deic. Outros quatro policiais civis e dois advogados são alvos de buscas.

Segundo o Gaeco, os policiais do Deic entraram na casa do criminoso sem ordem judicial, pegaram R$ 15 mil e depois levaram ele para a delegacia, que foi usada como uma espécie de cativeiro, e passaram o dia exigindo dinheiro para liberá-lo. Inicialmente, eles teriam exigido R$ 300 mil, mas depois fecharam um acordo por R$ 75 mil.

A sede do Deic, uma das unidades especializadas mais importantes da Polícia Civil de São Paulo, localizada no Carandiru, na Zona Norte da capital, foi alvo de buscas nesta manhã.

De acordo com a Corregedoria da Polícia Civil, 14 policiais foram presos e 8 foram demitidos ou expulsos da corporação nos cinco primeiros meses deste ano.

Fuzis apreendidos com policial civil alvo de operação do Gaeco contra criminalidade, policial teria participado de sequestro e extorsão de integrante do PCC — Foto: Divulgação

Fuzis apreendidos com policial civil alvo de operação do Gaeco contra criminalidade, policial teria participado de sequestro e extorsão de integrante do PCC — Foto: Divulgação

Delegado de Polícia cada vez menos autoridade policial! – Agora temos uma Corregedoria privada da pseudo “Polícia Científica” e um Diretor do IML mandando mais do que o Secretário de Segurança criando, por portaria, seu próprio setor de apurações disciplinares e nomeando um perito criminal bacharel em Direito para investigar médicos! 23

Inconstitucionalmente e com abuso de poder o diretor do IML cria seu próprio setor encarregado de apurações preliminares de infrações disciplinares e crimes cometidos por legistas. O Conselho da Polícia Civil e a própria Corregedoria Geral devem, imediatamente, adotar providências para anular tal ato e adotar providências legais em desfavor da Diretoria do Instituto Médico Legal. Lembrando que há apenas duas polícias em São Paulo: Civil e Militar!

lIVRAMENTO – DESABAFO DE UMA ESCRIVÃ EXONERADA POR NÃO SUPORTAR ASSÉDIO MORAL E A CORRUPÇÃO 50

Estou em luto.

Não por ter pedido exoneração da NADA Gloriosa PCSP, mas sim por não ter tomado uma atitude antes.

Tentei. Tentei muito vencer com meu trabalho, com minha dedicação. Ilusão.

O sistema não se interessa por bons profissionais, tudo o que eles não querem são bom profissionais.

Querem os dóceis, de preferência os mudos cumpridores de ordens.

A polícia não está a serviço da população.

A polícia trabalha para si.

Para manter egos, privilégios e charutos cubanos.

Não menosprezo os muitos bons policiais que assim como eu, tentam.

Pelo contrário.

Por esses eu sinto. Eu sei que dói.                        

Essa mensagem é direcionada a essa gente que nem parece ter nascido.

De certo foram cuspidos do ventre seco do desamor.

Cada uma dessas sementes abortados saberá que esse texto as pertence.

Não se importarão, eu sei, estão demasiadamente entretidos lustrando suas coroas.

Ainda não perceberam que a coroa não é de ouro e sim de espinhos.

Um salve aos reis de coisa alguma.

Não me curvo a vocês.

Nunca me curvarei.

Vocês não podem me atingir.

Ainda que me alvejem, não me acovardo.

Não me omito.

Não lhes dou palanque.

A corregedoria que, efetivamente nada de efetivo corrige, pode relinchar a vontade.

Continuem encenando seriedade enquanto carros importados desfilam nas pomposas sedes.                              Costumamos usar o termo “sistema” para abrandar a realidade.

Quem dá a luz ao sistema são pessoas.

Então, meus caros, não é o sistema que é podre, vocês são.

É podre o que ordena o corte das cabeças e é fraco aquele que cumpre as ordens.

Assim Cristo foi crucificado: pela ação e pela omissão.    

Entendo as congratulações que alguns me deram mas não há coragem nenhuma em minha ação.

Eu pude fazer. Sei que muitos não podem.

É certo que talvez eu fizesse de qualquer forma porque não se doma bicho selvagem.

Meu falecido pai jamais se curvou e a ele dedico minha resistência.

Não sucumbi, pai.

Eles tentaram dizer que mulher na polícia ou é puta ou é nada.

Pois a mulher não se curvou.

Pois a mulher entrou de cabeça erguida, fez seu trabalho de cabeça erguida e saí de cabeça erguida.                               Ao pífio ser (ao qual não me recordo o nome…

João de alguma coisa) que me disse antes de eu sair “esse mandado de segurança não vai dar em nada” eu retruco tardiamente: seu tirocínio está muito ruim.

Antes de qualquer sentença eu já tinha meu veredito.

Ganhei minha dignidade, minha liberdade.

Você está acostumado com preço, não com valor, logo, talvez não consiga mensurar o que lhe digo.

Muitas autoridades têm dificuldade de entender o significado da palavra valor.

Mas… que a vida lhes ensine… ou não.

Essa conta não é minha e essa história não mais me interessa. 

__________________________________

Meus comentários:

Dia 3 de maio, deste mês de maio, fui demitido do cargo de delegado, 23 anos de carreira, desde os meus 27 anos de idade.

Por conta de não me curvar para o erro, a estupidez, a incompetência e, sobretudo, por me recusar a servir à corrupção institucionalizada.

Vivo muito bem, grande parte do tempo alegre.

Mas não sou um homem feliz.

Sofri grandes injustiças e as feridas são profundas.

Mas te garanto , pra quem é honesto e tem um bom nível intelectual, a vida só melhora para quem deixa a Polícia Civil.

Seja muito feliz e tente enterrar os ressentimentos.

Se você me autorizar gostaria de publicar o seu depoimento, sem mencionar o seu nome no Flit Paralisante.

Abraços, foi uma honra receber e ler a sua mensagem.

Sobre Madrid, capital da Espanha e terra prometida das iludidas prostitutas brasileiras 30





Sou advogado e ex-delegado, com 36 anos de experiência profissional no mundo e submundo da lei.

Sou neto e filho de imigrantes espanhóis. 

Recentemente, verifiquei, absurdamente, a discriminação que as mulheres brasileiras sofrem naquele país; desde que desembarcam nos aeroportos. E digo daquelas “com papeis” ( documentadas lá ou na União Europeia )

Se é jovem e de boa aparência , de pronto, é vista como mais uma perra.

Sim, para uma grande parcela dos espanhóis: são todas prováveis prostitutas que procuram uma vida fácil na Espanha. 

Estranhamente, embora o governo espanhol seja eficiente em expulsar irregulares imigrantes trabalhadores pobres como faxineiros, ambulantes, motoristas , pedreiros – além de embaraçar a vida de estudantes – se faz vista grossa às prostitutas, em sua grande maioria exploradas por várias máfias.

Essa atividade , que eu entendo como um trabalho, incentiva o lazer e fomenta o turismo sexual , rendendo bilhões de euros aos espanhóis; independentemente do modo de vida infeliz dessas pessoas que são exploradas diariamente por donos de cafés, bares , bordéis e, ultimamente, com a pandemia , pelos grandes proprietários de apartamentos alugados a preços exorbitantes. 

Estrangeiras ilegais – indocumentadas – não podem locar um quartinho sequer de forma regular.

Tudo se faz fraudulentamente para que a garota consiga estabelecer seu “home office” sexual!

Mais taxas de proteção cobradas por porteiros e síndicos!

Diante de reclamações, enviadas pelas famílias dessas jovens às agências de segurança pública, aparentemente, prostitutas – turistas com prazo vencido e sem documentos – podem violar livremente as leis de saúde.

As polícias nada fazem, salvo comprovado tráfico e escravidão. Medo da ONU!

Elas trabalham e se movimentam tranquilamente , Independentemente da pandemia e de quem será a vítima: ela ou o cliente!

Prostituição não é problema social na Espanha; é uma grande fonte de receita de divisas.

Madrid, Capital da Espanha, governada por conservadores de extrema direita, é a terra prometida de travestis , mulheres transgêneros e brasileiras enganadas por traficantes de escravas sexuais.

Finalizando, salvo melhores e abalizadas opiniões, a prostituição é uma indústria criminosa, não é um problema social decorrente da pobreza.

De regra, não é liberdade de escolha! É uma forma de escravidão…

Um ataque à Democracia e à dignidade do ser humano!

E o europeu em geral e o espanhol em especial , com todo o seu egoísmo hipócrita , aponta o Brasil como o maior exportador de travestis do planeta…

A clientela lá é grande e o nosso produto é de “melhor qualidade” e cobra muito mais barato!

E o governo tão ou mais corrupto do que o nosso…Latinidade!

Madrid, capital de España,  es la tierra prometida de los travestis ,  trans y putas brasileñas engañadas

Oficial PM assediando sexualmente policiais femininas não é novidade. O inusitado é uma delas não ter se prostituído em troca de facilidades, felicidades e promoções… 47

No mundo real da caserna e no mundo real da polícia judiciária funciona assim: para as mais bonitas e harmônicas fisicamente todas as comodidades. Para as menos privilegiadas pela beleza só o trabalho pesado e as promoções por antiguidade.

De qualquer forma, parabéns para essa moça pela coragem de denunciar…

Mas que se prepare para perseguições e decepções.

Corporações policiais são machistas e quase mafiosas…

Duvido que o apaixonado comandante sofra punição rigorosa, mas, muito provavelmente, a Praça será tratada, internamente, como vagabunda!

Ou, no mínimo, como desleal e traidora por ter jogado todos os demais comandantes na mesma vala!

O Facebook suspendeu a minha conta pessoal por suposto discurso de ódio…Sim, odeio de verdade toda crente de cu quente , pois toda puta depois de velha vira falsa moralista passando a enfiar a sua língua preta do rabo alheio…Deixem os LGBTs viver em paz , namorar, trabalhar e constituirem família, seus religiosos de merda! O que faz mal para as crianças é a crendice e a estupidez dessa Bíblia mundana, mentirosa e anticientífica. 26

Orgulho LGBT e as muitas facetas do movimento - Politize!

Zuckerberg seu capitalista parasita , enfia a sua comunidade , formada por extremistas de direita , no rabo!

Seu pestilento improdutivo e ameaça à Democracia e a soberania dos povos!

Não preciso da merda do Facebook pra nada!

Discurso do ódio , o CARALHO!

Discurso do ódio é uma suposta crente encaminhar projeto de lei contrário à Constituição Federal buscando impedir o trabalho de pessoas LGBTs…

  • Evangélico você pensa que é um servo de Deus, mas na verdade – se não se desprender dos dogmas e preconceitos- nunca passará de uma pessoa ignorante e maldosa, apenas preocupada consigo mesma, na sua prosperidade, segurança e saúde! Pior: escravo de um falso sacerdote que apenas quer roubar o teu dinheiro.

Se a bíblia prestasse como um todo , há muito, já estaria escrita na forma de revista em quadrinhos ; e livros em formatos reduzidos com linguagem correta , clara e comum.

Que a sua inteligência e bondade subam para as estrelas, Pedro!…Sem a necessidade de anjos de Deus, pois você sempre esteve correto, a divindade das constituições das nações e das religiões não passa de uma dogma falso criado pelos maus e para os maus…É crendice! ( Se Deus existisse você estaria vivo e os nossos desafetos mortos há muito tempo! ) 3

Tristemente, deixei de falar com o meu melhor colega de carreira desde maio de 2007. Uma pessoa que resplandecia toda sua alegria interior quando na presença daqueles que gostava gratuitamente, independentemente das relações de trabalho.

Saudades das nossas muito bem bebidas confraternizações !

Infelizmente pra mim , que carrego até hoje uma amarga tristeza, deixei de ter quaisquer contatos com você, há quase 14 anos, desde 17 de maio de 2007, tudo por conta de gente falsa, fofoqueira, maldosa e corrupta…

Aliás, abundante na carreira dos delegados de polícia de São Paulo.

Mas saiba que nunca tive quaisquer ressentimentos. Coloquei-me no meu devido lugar para não causar constrangimentos àqueles que gostavam de mim.

Com a sua aposentadoria, a Policia Civil perdeu , sem sombras de dúvidas, o melhor Delegado da região e um dos melhores de todo o Estado.

O monturo ainda permanece roubando as oportunidades dos mais novos.

Com a sua morte, o mundo fica mais pobre …Minhas homenagens pelo que você fez, pelo que tentou fazer de melhor e pela forma agregadora de viver.

Meus sinceros sentimentos, com o meu pedido de perdão para a sua esposa e para o seu brilhante filho!

Até qualquer dia!

Crente libidinosa só pensa naquilo – A deputada Marta Costa de religiosa não tem nada…É a encarnação da maldade e da negação à diversidade e pluralidade…Minha cara, inadequada influência na formação de jovens e crianças é a sua “teologia” que de sagrada não tem nada…Falsa moralista, proponha a proibição de propaganda de cerveja e a proibição de cultos e missas engana trouxas na TV, rádios e internet…É por gente assim que eu prefiro o Diabo! 47

Alesp vota nesta terça projeto que proíbe propagandas com LGBTs

Para a autora do projeto, a deputada Marta Costa, LGBTs são má influência na formação de jovens e crianças

Alexandre Putti

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) vota nesta terça-feira 20 um projeto de autoria da deputada Marta Costa (PSD) que proíbe a veiculação de publicidade com pessoas LGBTQIA+ ou famílias homoafetivas no estado de São Paulo.

Leia também:Osmar Terra vira réu por improbidade após censurar edital com obras LGBT“Vejo o pior dos cenários para o movimento LGBT em 2021”, diz Duda SalabertPeça online de coletivo da periferia de SP trata de temas do universo LGBT

Segundo a parlamentar, essas propagandas trariam “desconforto emocional a inúmeras famílias” e que mostram “práticas danosas” às crianças. Para ela, a proibição vai “evitar a inadequada influência na formação de jovens e crianças”.

Na prática, se for aprovado o projeto, ficará proibida no estado propagandas como a da Natura no dia dos pais em 2020, que trouxe o vereador de São Paulo Thammy Miranda com seu filho. Também a do Boticário em 2019, que colocou um casal gay no dia dos namorados.

A deputada Erika Malunguinho (Psol), que é uma mulher trans, lidera a oposição ao projeto dentro da Alesp. Segundo a parlamentar, a iniciativa reafirma a desumanização que a população LGBTI+ enfrenta no País.

“A maior Casa legislativa do País opta por não enxergar o que, de fato, vulnerabiliza crianças e adolescentes: trabalho infantil, abuso físico e sexual, ‘balas perdidas’ em contextos periféricos, entre outras violências”, afirma a deputada.

“Como apontado por pesquisadoras/es, a estratégia utilizada por setores conservadores tem como objetivo criar um pânico moral em torno das questões de gênero e sexualidade. Isso foi materializado por esse projeto de lei, mas não é inédito, visto que segue a lógica da ‘ideologia de gênero’ e suas distorções discursivas. A retórica utilizada por esses parlamentares reafirma a desumanização  que a população LGBTI+ já é historicamente submetida neste País, induzindo como responsáveis por causar danos éticos e morais às crianças”, diz Erica.

Nas redes sociais, há uma forte campanha contra o projeto com a #LGBTnãoÉmáInfluência. 

Doria é o governador que mais trabalha pelo Brasil ; vagabundo é esse milico bunda suja sem a menor urbanidade e capacidade para o cargo de Presidente 48

Doria, até o presente, tem mais acertos.

Não fosse ele não haveria nenhuma vacina.

Bolsonaro prefere a morte de milhões a admitir que ele sim é o grande vagabundo da pátria. Um canalha que promove aglomerações negando-se a usar máscara e defender a vacinação. Está em férias desde a posse; só aparece pra falar e fazer estulticies.

PM terá salário suspenso – Governadores , diante da tentativa de golpe policial-militar planejado por Bolsonaro, determinaram reprogramação dos sistemas de pagamento objetivando imediato corte dos vencimentos no caso de alinhamento dos policiais estaduais ao governo federal 15

Bolsonaro nomeou um delegado subserviente com a “missão” de reorganizar as Polícias Militares sob o seu comando e caprichos.

Quer fazer das PMs sua guarda pretoriana afrontando as competências dos governadores do estado e instrumento de coação do eleitorado nas próximas eleições.

PM que embarcar nessa aventura ficará sem vencimentos.

E aqueles que apoiarem tal medida serão expulsos ; sendo que os processos demissórios serão presididos pelas corregedorias gerais dos Estados.

As policiais civis e policiais municipais serão reestruturadas com a criação de milhares de cargos em substituição aos PMs.

A PM de São Paulo já alertou a tropa que , em nenhuma hipótese , salvo as atualmente previstas por lei , será mobilizada ou cooptada para fins golpistas.

Que é subordinada exclusivamente ao governador João Doria.

As Políciais Militares estarão se preparando para revelar a essência de muitos de seus componentes: “militar alternativo” , “militar genérico” , “milícia oficial” , traidores da sociedade e assaltantes da Pátria?…Quanto essa bandalha liderada pelo major Vitor Hugo quer como butim? 12

Bolsonaro quer Estado de Mobilização Nacional, com PMs subordinadas a ele

31-05-2020, 12h00: O presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores na frente do Palácio do Planalto e depois dá uma volta em um cavalo da PM, durante uma manifestação em apoio ao governo. - Pedro Ladeira/Folhapress
31-05-2020, 12h00: O presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores na frente do Palácio do Planalto e depois dá uma volta em um cavalo da PM, durante uma manifestação em apoio ao governo. Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Olga Curado

Colunista do UOL

30/03/2021 14h49Atualizada em 30/03/2021 17h04

O líder do PSL na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo, apresentou ontem, em regime de urgência, requerimento à mesa da Casa para apreciação do Projeto de Lei 1074/2021, que “Altera a Lei n.11.631, de 27 de dezembro de 2007, para permitir a decretação da Mobilização Nacional a que se referem os incisos XXVIII do caput art. 22 e XIX do caput do art. 84 da Constituição Federal, nos casos de situação de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente de pandemia e de catástrofe natural de grandes proporções.

As polícias ficariam subordinadas diretamente ao governo federal, como prevê o art. 3º, d, do Decreto-Lei n. 667/1969:

Art. 3º – Instituídas para a manutenção da ordem pública e segurança interna nos Estados, nos Territórios e no Distrito Federal, compete às Polícias Militares, no âmbito de suas respectivas jurisdições:

d) atender à convocação, inclusive MOBILIZAÇÃO, do Governo Federal em caso de guerra externa ou para prevenir ou reprimir grave perturbação da ordem ou ameaça de sua irrupção, subordinando-se à Força Terrestre para emprego em suas atribuições específicas de polícia militar e como participante da Defesa Interna e da Defesa Territorial;

O capitão já entendeu que os militares das Forças Armadas não vão se render ao seu delírio golpista.

O projeto que quer ver triunfar contra a democracia, apresentado pelo major, é flagrantemente inconstitucional. Ele quer um novo instituto de emergência constitucional fora da Constituição, que precisaria apenas de maioria absoluta do Congresso para ser aprovado.

O capitão reformado está com medo e quer mostrar que truca os militares. E conta com a ajuda do major. Baixas patentes do baixo clero tentando reduzir ainda mais o país às suas baixarias.

O ex-ministro da Defesa, informa, ao sair do cargo, que as Forças Armadas são instituição de Estado.

O general Braga Netto recebe ainda do capitão a “missão” de comandar o Ministério da Defesa.

O Exército segue as orientações das autoridades sanitárias no combate ao novo coronavírus. O índice de mortalidade por Covid-19 nas tropas é menor do que na população, pelo rigor na adoção das medidas de distanciamento e higiene, como revelou o general Paulo Sérgio, chefe do Departamento de Pessoal, em entrevista ao Correio Braziliense no final de semana. Portanto, a ideologia da pandemia não vinha sendo obedecida pelas tropas.

Ainda está muito clara na memória do oficialato a nódoa de reputação de um Exército que não honrou a Constituição. Não querem isso na sua biografia porque entendem que a sua “missão” é defender a pátria. E qual é mesmo a ameaça?

Covardia e lealdade.

Quem é o inimigo da pátria?

A Constituição define as regras e estabelece os limites dos poderes que sustentam a democracia.

O inimigo é aquele que repudia os limites. E que tenta assustar as pessoas com um poder que não tem, e tenta subtrair poder daqueles que legitimamente possuem. E ficar fazendo golpismos.

O capitão queria de volta os cargos que tinha dado aos comandantes militares. Recebeu. Mas será que teve mesmo a autonomia para comunicar a substituição dos comandantes ou fez uma encenação de que os demitiu?

Covardia e lealdade.

Lealdade das Forças Armadas e do Congresso a quem? Ao capitão? E a quem serve o capitão?

O rastro de mortes soma mais de 310 mil vítimas no Brasil e inunda de doentes os hospitais carentes de gente para trabalhar, de remédios para tratar, de equipamentos para minorar a dor dos que sofrem à espera de leitos e com aqueles em estado grave, tentando sobreviver. E, além de todos, ainda estão os sequelados pela doença.

A quem é leal o capitão?

Ao caos. E ele não esconde. À morte, e ele não nega. Afinal “todo mundo morre”.

Mas tem o Centrão. Lira, depois da reunião do comitê que teria como função criar saídas para o combate à pandemia, acendeu luz amarela e fez uma retórica de impacto advertindo. E, já tinha ganhado R$ 47 bilhões em emendas parlamentares no Orçamento, combustível para a campanha eleitoral dos nobres deputados e senadores ano que vem. Mas é um orçamento que está sendo questionado no TCU (Tribunal de Contas da União) e que pode configurar pedaladas, no estilo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Então, é um presente ainda não totalmente favas contadas.

Mas o Centrão do Lira ganhou também uma despachante dentro do Palácio do Planalto, a recém deputada, consorte de um governador duas vezes cassado por corrupção. Esses presentes acalmam a gula do Centrão?

A quem serve o Centrão? Ao capitão?

Não. Serve a si próprio, à própria sobrevivência, o que, por vezes, pode coincidir com os interesses do país. Sempre? Não.

O Centrão deve ficar quietinho diante do troca-troca militar. Vai emprestar normalidade ao movimento, enquanto mexe com os seus cordões para se manter no controle de um capitão acuado, que usa a estridência infantil para mostrar que manda. E o Lira, vai aceitar o requerimento do major para que seja criada uma força armada subordinada ao capitão?

Os militares continuarão militares. Dentro dos quarteis e ao Congresso cabe cortar as asas do capitão que não desiste de criar o caos