Manifesto do Delegado Geral contra a reforma previdenciária proposta e defendida por corruptos golpistas 36

O Egrégio Conselho da Polícia Civil, pela unanimidade de seus membros, leva ao conhecimento dos Policiais Civis e da sociedade em geral que a Polícia Civil do Estado de São Paulo acompanha com bastante atenção as alterações do sistema de seguridade social, decorrentes da Proposta de Emenda Constitucional nº 287.

                O objetivo maior da Polícia Civil é garantir a segurança de todos, preservando a ordem pública e a incolumidade das pessoas e do patrimônio, por meio do exercício de suas funções de polícia judiciária e da apuração das infrações penais. Para tanto, mister contar com um corpo de servidores dedicados à causa de servir à população, seja no trabalho diário nos plantões policiais, seja nas unidades especializadas de polícia judiciária, seja no desempenho de atividade meio, imprescindível para que sua missão constitucional seja consumada.

                A ação policial civil, inquestionavelmente perigosa, sabidamente tensa e incontestavelmente difícil, impõe a todos que a executam a necessidade de dedicação ímpar, uma vez que é dessa dedicação que decorrerá a prestação do atendimento eficiente àqueles que tiveram um direito violado. Para que a população conte com uma polícia que lhe garanta o direito à segurança pública, o Estado há de reconhecer as especificidades do trabalho policial.

                Por tais motivos é que a Polícia Civil do Estado de São Paulo, por seu Conselho, manifesta-se pela imprescindibilidade de um tratamento com maior atenção às peculiaridades do serviço policial, a exigir a adoção de critérios específicos para a aposentadoria de seus membros. A Polícia Civil tem acompanhado as medidas propostas e está empenhada na defesa das condições que melhor assegurem a qualidade do trabalho desempenhado visando ao bem estar da população, o que também representa garantir a eficácia de sua missão constitucional.

Sala de Reuniões do Conselho da Polícia Civil, aos 07 dias do mês de dezembro de 2016.

  1. Agora são corruptos golpistas? mas há 6 meses atrás eram “herois”, somos todos Cunhas e Temers hahahaha “Fora terrorista!” mas foi a terrorista que assinou a lei 144. O bando de imbecil “anticomunista” tem que se foder!

  2. Agora nao adianta discutir, todos nós somos sabedores que ambos são a mesma merda, ñunca fizeram e nunca farão nada pela nação!!!!! Um partido acabou de afundar o país e o outro quer descontar na população prá cobrir a cagada do outro. Todos lixos, preocupados com o próprio umbigo!

  3. PM Vitoriosa! Orgulho de ser Policial de verdade! disse:
    07/12/2016 às 23:07

    Enquanto isso, a PM organizada, já se livrou de participar do plano nefasto de ser colocada na vala comum da previdência do INSS. Incrível em apenas um dia. Parabéns a PM. Enquanto isso a Polícia Civil, Federal, Rodoviária Federal, Ferroviária Federal, ficam paralisadas e se submetem à nova regra da previdência, caladinhos, caladinhos! Dá um dó!

  4. Mas foi a própria Terrorista e o partido do EM CIMA DO MURO PMDBOSTA aliado, entre outros cupinchas que fizeram essa merda de reforma, mesmo por que esta pronta nesses moldes há uns três anos pelo menos. Acha que escreveram ontem é?
    E tem mais em, são mais de 285 BILHÕES DE RENUNCIAS TRIBUTÁRIAS anunciadas pelo governo federal, que quer que o POVO e funcionários públicos ralé, paguem mais essa conta, conta da farra dos políticos!

  5. Meu post foi censurado, mas tentarei de novo: Ambos os governos são uma bosta, só que o primeiro conseguiu afundar de vez nosso país e o segundo quer foder a população com aumentos de preço e redução de aposentadorias, além de não fazer nada para conter a criminalidade que já tomou conta do nosso país de norte a sul, o crime está dominando tudo. Ambos não prestam, alí cada um quer ver o seu lado, seja PT, Psdb ou qualquer outro, nenhum fará algo de bom para a nação.

  6. Tem que aproveitar o momento não só para barrar essa PEC da aposentadoria mas também lutarmos por no mínimo a reposição salarial que esse desgoverno do PSDB não paga.

  7. o problema vai muito além da aposentadoria e pensão dos militares.

    Cada político custa mensalmente, e legalmente, mais de 90 mil reais, contando seus assessores, verbas de gabinete etc. Multiplica isso por 650 (deputados e senadores) dá muitos milhões, fora o que desviam ilegalmente e que nao cai na imprensa.

    Ademais, juízes e promotores aposentam com 50 mil líquidos, no mínimo.

    Soma-se isso à corrupção generalizada.

    Pronto, rombo na previdência e paulada no trabalhador assalariado.

  8. Não é segredo para mim que eu sempre posteiro e me posicionei contra os “abnegados” que mesmo tendo condições de se aposentar ficavam muito para mai$, $empre vi$ando o bem, neste caso o sentido é bem monetário, da sociedade, pois bem sempre disse que quando desse as condições minimas eu iria aposentar.

    Agora que eu estou ou estava preste a conseguir os critério mínimos para minha aposentadoria vem esta pamonha, a perturbar o meu sono e me tirar o sossego.

    Agora o que mais me deixa P….da vida é ver verme$ que nunca moveram uma palha em prol da instituição solta notinha, notinha no sentido de comunicado, porque notinha no sentido de dinheiro eles nunca soltaram muito pelo contrário eles gostam muito.

    Fico P….da vida em não ver o DGP cobrar, até hoje, resultado do grupo de estudo criado no ámbito do seu quintal
    reestruturação, vão vi ele e nenhum membro, decripto, do seu conselho soltar um bizu sobre tal grupo.
    O DGP e o seu conselho em momento nenhum fez ou fizeram qualquer movimento, minimo que fosse, para melhorar as condições de trabalho dos policiais civis.

    Não o fez ou fizeram por absoluta covardia e temor de perder a sua amada cadeira.

    Agora literalmente que a vaca foi pro brejo, já que não temos, neste caso ele$, força política, moral e física, para mudar absolutamente nada e nem esta condição, vem ele e os lixos que o cercar solta esta m……de nota.

    “””Por tais motivos é que a Polícia Civil do Estado de São Paulo, por seu Conselho, manifesta-se pela imprescindibilidade de um tratamento com maior atenção às peculiaridades do serviço policial, a exigir a adoção de critérios específicos para a aposentadoria de seus membros. A Polícia Civil tem acompanhado as medidas propostas e está empenhada na defesa das condições que melhor assegurem a qualidade do trabalho desempenhado visando ao bem estar da população, o que também representa garantir a eficácia de sua missão constitucional.”””””

    Sr DG e membros do seu conselho peço por mim, me façam um enorme favor; FIQUEM CALADOS, RECOLHAM-SE A(s) SUA(s)INSIGNIFICÂNCIA(s), VÃO PARA O INFERNO, PARA O RAIO(s) QUE O(s) PARTA(AM),NÃO SOLTEM NOTINHAS PARA NÃO ME ENVERGONHAR MAIS AINDA, pois da minha parte nunca esperei absolutamente nada de você e dos seus pares muito pelo contrário sempre soube que para a instituição você(s) são verdadeiras nulidades.

    Ao contrário dos elefantes que quando chegam a sua hora da morte, apartam-se da manada e sozinhos procuram um lugar para morres em paz e sozinho, vocês sempre vendo que a morte estava chegando, não fizeram absolutamente nada, e nos conduziram toda a manada para a morte.

  9. O Egrégio Conselho da Polícia Civil, pela unanimidade de seus membros, leva ao conhecimento dos Policiais Civis e da sociedade em geral que a Polícia Civil do Estado de São Paulo acompanha com bastante atenção as alterações do sistema de seguridade social, decorrentes da Proposta de Emenda Constitucional nº 287.

    Senhores vão pro pau. Acompanhar com bastante atenção não resultará em nada. Por favor, ação e honrem nossa instituição.

  10. Não é segredo para mim que eu sempre posteiro e me posicionei contra os “abnegados” que mesmo tendo condições de se aposentar ficavam muito para mai$, $empre vi$ando o bem, neste caso o sentido é bem monetário, da sociedade, pois bem sempre disse que quando desse as condições minimas eu iria aposentar.

    Agora que eu estou ou estava preste a conseguir os critério mínimos para minha aposentadoria vem esta pamonha, a perturbar o meu sono e me tirar o sossego.

    Agora o que mais me deixa P….da vida é ver verme$ que nunca moveram uma palha em prol da instituição solta notinha, notinha no sentido de comunicado, porque notinha no sentido de dinheiro eles nunca soltaram muito pelo contrário eles gostam muito.

    Fico P….da vida em não ver o DGP cobrar, até hoje, resultado do grupo de estudo criado no ámbito do seu quintal
    reestruturação, vão vi ele e nenhum membro, decripto, do seu conselho soltar um bizu sobre tal grupo.
    O DGP e o seu conselho em momento nenhum fez ou fizeram qualquer movimento, minimo que fosse, para melhorar as condições de trabalho dos policiais civis.

    Não o fez ou fizeram por absoluta covardia e temor de perder a sua amada cadeira.

    Agora literalmente que a vaca foi pro brejo, já que não temos, neste caso ele$, força política, moral e física, para mudar absolutamente nada e nem esta condição, vem ele e os lixos que o cercar solta esta m……de nota.

    “””Por tais motivos é que a Polícia Civil do Estado de São Paulo, por seu Conselho, manifesta-se pela imprescindibilidade de um tratamento com maior atenção às peculiaridades do serviço policial, a exigir a adoção de critérios específicos para a aposentadoria de seus membros. A Polícia Civil tem acompanhado as medidas propostas e está empenhada na defesa das condições que melhor assegurem a qualidade do trabalho desempenhado visando ao bem estar da população, o que também representa garantir a eficácia de sua missão constitucional.”””””

    Sr DG e membros do seu conselho peço por mim, me façam um enorme favor; FIQUEM CALADOS, RECOLHAM-SE A(s) SUA(s)INSIGNIFICÂNCIA(s), VÃO PARA O INFERNO, PARA O RAIO(s) QUE O(s) PARTA(AM),NÃO SOLTEM NOTINHAS PARA NÃO ME ENVERGONHAR MAIS AINDA, pois da minha parte nunca esperei absolutamente nada de você e dos seus pares muito pelo contrário sempre soube que para a instituição você(s) são verdadeiras nulidades.

    Ao contrário dos elefantes que quando chegam a sua hora da morte, apartam-se da manada e sozinhos procuram um lugar para morres em paz e sozinho, vocês sempre vendo que a morte estava chegando, não fizeram absolutamente nada, e nos conduziram toda a manada para a morte.

  11. Acompanhar com bastante atenção…….ou seja, não estão agindo. Estão como sempre parados aguardando providências divinas. Única chance da PC é pegar carona em algum ajuste que contemple a PF. Se depender de nossas lideranças sindicais, das associações e de nossas autoridades, coisa tende a PIORAR.

  12. E agora quem poderá nos defender?

    “Eu Polícia Federal!!! Não contava com minha astúcia! Vou sair fora dessa reforma e levo vcs Pcs na rabeira. Obrigado. De nada.”

  13. falou.. falou .. falou e eu não entendi bulufa nenhuma………………..

  14. estas palavras la de cima é pra dizer que opinou sobre alguma coisa…………………..

  15. o negócio é os comandantes da PC exigir que o governo estadual engula a LC 51/85 c/c LC 144/2014…

  16. Quem é o delegado geral? Por quê ele não se manifesta sobre nossa condição de trabalho e salarial?

  17. SR. ” nada sabe” !, ELE, HÁ PRATICAMENTE DOIS ANOS É UM ” N.A.D.A.”, OU MELHOR 0,0% DE REPOSIÇÃO PARA A P.C.. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  18. kakakakakaka
    O DG tá parecendo calça branca. Não pode falar nada, tem que carregar o piano do Governo e se reclamar vai para a rua!!! Aliás, acredito que todos os DG’s até agora foram calças brancas. kakakakaka
    Se falar mal do Governo é rua.
    Se falar que quer defender seus policiais( o q sempre é mentira) rua.
    Se manifestar é rua.
    Bando de cagão!!!huahuahauhauha
    Tá esperando rabeira??? Se f…. e acabou f… todo mundo.
    Obrigado cabeças pensantes!!! Administradores da cabeça do meu….

  19. Se tem uma coisa que podemos dizer com toda certeza é que este site IMPÕES A CENSURA sobre comentário lançados nele. Pra quem não tem nenhum conhecimento sobre a troca de informações através da internet e não sabe como funciona um sistema, caso algum comentário não esteja sendo enviado ou recebido, não é culpa do site e sim problemas na troca de informações.
    O que o mantenedor do site, as vezes faz, é responder alguma postagem em que tenha pensamento diverso do exposto ou comentá-lo.
    Em todos esses anos não vi censura aqui!

  20. Se tem uma coisa que podemos dizer com toda certeza é que este site IMPÕES A CENSURA sobre comentário lançados nele. Pra quem não tem nenhum conhecimento sobre a troca de informações através da internet e não sabe como funciona um sistema, caso algum comentário não esteja sendo enviado ou recebido, não é culpa do site e sim problemas na troca de informações.
    O que o mantenedor do site, as vezes faz, é responder alguma postagem em que tenha pensamento diverso do exposto ou comentá-lo.
    Em todos esses anos não vi censura aqui!

  21. eu estou interessado em saber como é que fica nessa a LC 51/85.
    sera que ninguem aqui sabe informar ?

  22. SR. “PIMENTA PRETA” !, ACONTECE QUE O SR OU SRA TERÁ QUE ESPERAR SENTADO E DEPOIS DEITADO, PORQUE CONSOANTE ESSA LEI 51/85, S.M.J. JAMAIS QUALQUER POLICIAL CIVIL DE “SAMPA” SE APOSENTARÁ.. ESTOU APOSENTADO HÁ ANOS E, COM UM DETALHE, TIVE QUE TRABALHAR SETE ANOS A MAIS PARA FECHAR O FATOR PREVIDENCIÁRIO, O QUE ENSEJOU A CONCESSÃO DA APOSENTADORIA COM INTEGRALIDADE E PARIDADE. EM RESUMO, PELO O ACIMA EXPOSTO, DURANTE SETE ANOS ESSE DESGOVERNO ME NEGOU APOSENTAR CONSOANTE A LEGÍTIMA LEI FEDERAL.51/85. UM ABRAÇO…

  23. PESSOAL !, ESSE D.G., DEVERIA MAIS É SE MANIFESTAR CONTRA A POLÍTICA SALARIAL DESSE DESGOVERNO, POIS ONDE JÁ SE VIU O CARA NÃO ESTAR NEM AÍ PARA COM OS POLICIAIS CIVIS E MILITARES, PERMANECENDO TRÊS ANOS SEM CONCEDER NENHUMA REPOSIÇÃO SALARIAL, ENQUANTO QUE O CUSTO DE VIDA AUMENTA DIUTURNAMENTE,,,,

  24. Nossa !!!!!! Temos um Delegado Geral, que é essa pessoa que nunca ouvi dizer, nunca apareceu em nenhuma melhoria da instituição, ah…… esqueci, é um empresário , não tem tempo para comandar uma instituição falida né…… é apenas uma figura decorativa que de vez enquanto solta uma notinha pra não ficar feio, enquanto isso a PM consegue mais uma vez melhorias para os seus.

  25. O CARA

    QUE FALA

    QUE SENTE ORGULHO DE SER MILITAR

    ELE É UM IDIOTA

    O SOFRIMENTO DOS MILITARES, MILICOS , MILICIANOS

    É MUITO GRANDE , IMENSO

    SO SE FODEM

    EM: GUARITAS, MURALHAS, POSTOS DE SERVIÇO, SENTINELA,

    A MAIORIA DAS RONDAS VIRAM Q R U;

    NÃO VEJO NADA DE BOM SER POLICIAL

    SEMPRE VEJO – OS

    RECLAMANDO NA ASSOCIAÇÃO DE CABOS E SOLDADOS

    SARGENTOS E SUBOFICIAIS

  26. ¨Força Auxiliar do Exército Brasilerio Policiais Militares de São Paulo – SP – devem fazer greve geral contra reforma da previdência – SÓ QUE PRECISAM SEREM MACHOS IGUAL OS DO RIO DE JANEIRO – RJ
    http://m.cbn.globoradio.globo.com/editorias/economia/2016/12/10/POLICIAIS-AMEACAM-ENTRAR-EM-GREVE-CONTRA-REFORMA-DA-PREVIDENCIA.htm
    URL:http://wp.me/p67Nx-eJT
    https://flitparalisante.wordpress.com/2016/12/10/policiais-devem-fazer-greve-geral-contra-reforma-da-previdencia/
    Militares se aproveitam da crise política para “extorquir” privilégios em prejuízo de servidores civis e trabalhadores privados

    Militares se aproveitam da crise política para manter privilégios

    Militares foram poupados das novas regras, e ainda poderão acumular benefícios, como aposentadoria e pensão por morte
    O ministro da Defesa, Raul Jungmann, tentou nesta quinta-feira (8) convencer a opinião pública de que os militares —categoria excluída até agora da reforma da Previdência— estão dispostos a fazer sua parte para o ajuste das contas públicas.
    Ele não detalhou o que isso significa, mas os dados que apresentou partem de uma premissa arcaica e equivocada
    e demonstram que a caserna não cogita abrir mão dos privilégios dos quais desfruta.
    Hoje, os contribuintes são obrigados a pagar integralmente os salários dos militares por décadas depois que eles deixam o quartel, por causa dos “serviços que prestam ao país”.
    É isso que Jungmann não diz claramente quando afirma que há um “equívoco” na contabilidade do deficit das Forças Armadas, porque as despesas com militares ativos e inativos são um “encargo da União”, custeado pelo orçamento do Ministério da Defesa.
    REFORMA DA PREVIDÊNCIA
    As mudanças propostas na aposentadoria

    A lógica dos militares é que eles não se aposentam, mas entram para a “inatividade”. Hoje, um militar passa para a “reserva” após 30 anos de serviço. Em teoria, fica à disposição para ser convocado em caso de guerra, o que felizmente não acontece no Brasil há muito tempo. Após completar 65 anos, é definitivamente “reformado”.
    Na prática, isso quer dizer que um militar que inicia a carreira aos 18 anos chega à reserva aos 48 anos —uma idade com plena capacidade de trabalho. Se viver até os 75 anos (média da expectativa de vida do brasileiro), os contribuintes pagarão sua remuneração integral durante 27 anos de “inatividade” —praticamente o mesmo tempo que o profissional esteve na ativa.
    O ministro acredita que esse sistema é justo e, por isso, defende que os R$ 18,59 bilhões gastos com militares inativos não devem ser incluídos no deficit previdenciário. Ele diz que o rombo é de “apenas” R$ 13,85 bilhões, valor das pensões deixadas para viúvas e dependentes.
    Se somarmos os dois números, chegaremos aos quase R$ 35 bilhões estimados pelo Ministério da Fazenda para o deficit previdenciário das Forças Armadas. Os militares são hoje responsáveis por metade do rombo de cerca de R$ 70 bilhões da Previdência dos servidores públicos. Se cortarem metade do efetivo das Forças Armadas e Diversos Cursos Inúteis, como: CPOR’S, NPOR’S, EFORM’S, EPCAR, EXPCEX, COLÉGIO NAVAL, CURSOS DE APERFEIÇOAMENTOS, CURSOS DE CABOS, SARGENTOS TEMPORÁRIOS, TEMPORÁRIOS DE HOSPITAIS, DENTRE OUTROS, TEMPORÁRIOS EM COMISSÃO, BILHÕES GASTOS NA CONSTRUÇÃO DE SUBMARINOS NUCLEARES, AERONAVES, ETC… SEJAM:
    REPATRIADOS BILHÕES DOADOS PELA EX- PRESIDENTA DILMA ROSSEF A PAÍSES COMUNISTAS, aí dá para ajustarem às Contas da Previdência.
    É verdade que os militares recebem tratamento diferenciado em vários países do mundo por causa das especificidades da carreira, como a proibição de fazer greve, participar de sindicatos ou concorrer a cargo eletivo. Mas nem de longe os privilégios são parecidos com os que ocorrem no Brasil.
    Um dos méritos da reforma proposta pelo governo Temer é não só aliviar a situação fiscal do país, mas também reduzir a vergonhosa desigualdade do sistema previdenciário.
    Se não for desfigurada pelo Congresso, a reforma vai levar todos os brasileiros a se aposentarem após 65 anos, depois
    de contribuir por quase 50 anos. Nesse novo contexto, os privilégios das Forças Armadas são inaceitáveis.
    Ao sugerir nos bastidores que a reforma da Previdência pode provocar a insatisfação da tropa em um momento delicado para o país, os militares se aproveitam da fragilidade política do governo Temer e do trauma provocado pela ditadura militar para manter seus privilégios.
    Policiais ameaçam entrar em greve contra reforma da Previdência
    Policiais civis e Militares, Forças Auxiliares do Exército, exigem os benefícios oferecidos aos integrantes das Forças Armadas e Patentes de Generais e Marechais.
    http://m.cbn.globoradio.globo.com/editorias/economia/2016/12/10/POLICIAIS-AMEACAM-ENTRAR-EM-GREVE-CONTRA-REFORMA-DA-PREVIDENCIA.htm
    Jurisprudência do STF
    POLICIAIS CIVIS também são PROIBIDOS DE FAZER GREVE
    “…o Plenário da corte também decidiu que POLICIAIS se EQUIPARAM AOS MILITARES e, portanto, são proibidos de fazer greve, “em razão de constituírem expressão da soberania nacional, revelando-se braços armados da nação, garantidores da segurança dos cidadãos, da paz e da tranquilidade públicas”, explicou o ministro Gilmar Mendes”
    http://www.conjur.com.br/2014-abr-07/policiais-civis-sao-proibidos-greve-pois-equiparam-militares
    e têem mesmos direitos, deveres e obrigações.
    Então o mesmo raciocínio deveria servir para os direitos de aposentadoria.
    É UMA COISA ÓBVIA E LÓGICA, MAS TEMOS QUE LUTAR PELO DIREITO ÓBVIO.
    Vice – presidente da Federação Nacional dos Policias Federais diz que se governo não recuar da reforma sem “isonomia” entre as forças de segurança, greve será deflagrada em 2017
    803716831_148857_5525719714093045762A reforma da Previdência anunciada pela equipe de Michel Temer na terça (6), com exclusão de propostas que pudessem atingir carreiras militares, gerou uma crise entre as forças de segurança e alimenta mais uma ameaça à sobrevivência do governo.
    Representantes de aproximadamente 90 entidades de policiais não militares aguardam há mais de duas horas numa sala do Ministério da Justiça, na tarde desta quarta (7), para cobrar apoio do ministro Alexandre de Morais para fazer modificações na reforma.
    Segundo Flávio Werneck, vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, a principal reclamação é que o governo fez o projeto da reforma da Previdência sem tratar as policias com “isonomia”. As entidades se queixam do fato de as forças militares terem sido excluídas do projeto, enquanto os policias não militares ficaram sujeitos, na visão de Werneck, a critérios injustos para acesso à aposentadoria.
    O governo MICHEL TEMER decidiu deixar a categoria de militares e políticos de fora da reforma da previdência. No primeiro caso, a justificativa é a necessidade de aprofundar estudos técnicos sobre a “peculiaridade” das profissões da carreira militar.
    Mas, segundo Werneck, não há porque fazer esse tipo de distinção entre as forças de segurança. Na visão dele, aliás, tampouco é conveniente inserir os policiais não militares numa reforma que prevê 65 anos como idade mínima para acesso à aposentadoria. Isso porque a “tábua de morte”, ou seja, a idade média de vida de um policial na ativa é inferior a 65 anos.
    Para o federal, o ideal é “colocar a reforma num sentido adequado” e abrir espaço para que os oficiais não militares sejam ouvidos em sua busca por tratamento igualitário.
    img_9727 Ao GGN, Werneck disse também que essa não é a primeira vez que as instituições de classe buscam o Ministério da Justiça para pedir esclarecimentos sobre o por quê de não haver tratamento igual entre os militares e as forças não militares, como as policias Civil e Federal.
    Segundo ele, dessa vez foi necessário contratar a Fundação Getúlio Vargas para levantar dados técnicos e fazer plantão no Ministério da Justiça para que o titular da Pasta ouça os anseios de diversas categorias que, no momento, se sentem desprestigiadas.
    Werneck afirmou que se Moraes não receber ou não acolher os pedidos das entidades hoje, um debate deverá ser tentado na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, que deve discutir a reforma da previdência a partir de janeiro – nas contas do senador Lindbergh Farias (PT), que torce para que a proposta seja barrada por representar danos aos trabalhadores.
    Se a CCJ não der espaço aos policiais não militares e o governo não recuar da reforma atual, Werneck apontou que o “enfrentamento” se dará por meio de greve geral a ser deflagrada em 2017.
    Estão negociando com o governo errado, em 2017 pelo que parece, já não estarão ocupando mais o palácio do planalto.
    Agora querem paralisar… Motivado pelos Deltas que só olham para seus umbigos… quando é para melhor a base da piramide, fodem com o restopol e colocam no papel. Quando a previdencia, cago e ando… a medio prazo unifica tudo e todos seremos militares mesmo. É o fim da PC… já estamos fazendo trampo da PM mesmo (buscando flagrante na rua, “produção”)… è o fim ter que levar pra DP 3 pinos e 2 reais só pra fazer número pra delta. Pura patifaria.
    PAPA CHARLIIIIIES FAZEM GREVE O ANO TODO NADA VAI MUDAR JÁ A FORÇA AUXILIAR DO EXÉRCITO TEM A RESOLUÇÃO Nº 57 QUE QUEBROU UMA FLORESTA INTEIRA, EM BREVE O CIRCO COMPLETO TAMBÉM EXÉRCITO NÃO SERVEM PRA NADA, SÓ DESPESA PRO ESTADO E PARA O CONTRIBUINTE.
    O que mais quero ver é o tal ciclo completo! Quero ver PM fazer toda a papelada do flagrante! Vai ser lindo quando esse dia chegar! Sem sobreaviso, sem PM ligando pra passar ocorrência! Vem logo ciclo completo!
    A reforma previdenciária existe, porém penso que o tema de fato só será tratado de verdade quando tivermos um presidente eleito. O que se vê com clareza de sol de meio dia, em tempo sem nuvens, é que o proponente da reforma , o mui digno presidente MICHEL TEMER, não terá tempo para implementar nada, o mesmo esta de saída, com o teor da denúncias contra ele inexiste possibilidade até dele pedir a reforma do penteado da mulher dele. Nos Estados não é diferente o Governador de SÃO PAULO esta sob fogo de denúncias graves, sua voz para reclamar de deficit disto ou daquilo se tornou fraca. Assim não ha espaço qualquer para se falar em reforma.
    PC não tem moral, devemos entrar no comboio da PF, visto que virou “queridinha” do povão.
    Aliás, a PF é a nossa salvação, pois se dependermos de delegado da civil, estamos fu..
    Pura ilusão acreditar que a Polícia Federal tenha poder e vá fazer isso ou aquilo à sua maneira.
    NUNCA FEZ !
    Só saiu da sua inércia secular, sob o comando dos “esquerdopatas”, os “comunistas”, adoradores de Fidel e Hugo Chaves, que mesmo sabedores que seriam investigados, jamais interviram para a auto preservação.
    Agora, quando os TUCANALHAS assumirem a bronca ( El Carécon já se encontra instalado no Ministério da Justiça ), vocês vão ver o tal Poder Independente da Federal, onde irá parar.
    Nós PCs paulistas, sabemos mais do que ninguém, os métodos utilizados por esses larápios com carinha de SANTO, de minar aos poucos, ir desmantelando gradativamente, as instituições que querem trabalhar de acordo com a lei, principalmente quando as leis possam alcançar algum tucanalha recebedor de propina.
    Esses trastes já cooptaram uma parcela significativa e influente da mídia, vão chegar em Brasília e aparelhar o STF, como fizeram com a Magistratura aqui no Tucanistão e daí em diante, só quem estiver ao lado deles e colaborar com seus propósitos, é que será devidamente valorizado.

  27. ¨Força Auxiliar do Exército Brasilerio Policiais Militares de São Paulo – SP – devem fazer greve geral contra reforma da previdência – SÓ QUE PRECISAM SEREM MACHOS IGUAL OS DO RIO DE JANEIRO – RJ
    http://m.cbn.globoradio.globo.com/editorias/economia/2016/12/10/POLICIAIS-AMEACAM-ENTRAR-EM-GREVE-CONTRA-REFORMA-DA-PREVIDENCIA.htm
    URL:http://wp.me/p67Nx-eJT
    https://flitparalisante.wordpress.com/2016/12/10/policiais-devem-fazer-greve-geral-contra-reforma-da-previdencia/
    Militares se aproveitam da crise política para “extorquir” privilégios em prejuízo de servidores civis e trabalhadores privados

    Militares se aproveitam da crise política para manter privilégios

    Militares foram poupados das novas regras, e ainda poderão acumular benefícios, como aposentadoria e pensão por morte
    O ministro da Defesa, Raul Jungmann, tentou nesta quinta-feira (8) convencer a opinião pública de que os militares —categoria excluída até agora da reforma da Previdência— estão dispostos a fazer sua parte para o ajuste das contas públicas.
    Ele não detalhou o que isso significa, mas os dados que apresentou partem de uma premissa arcaica e equivocada
    e demonstram que a caserna não cogita abrir mão dos privilégios dos quais desfruta.
    Hoje, os contribuintes são obrigados a pagar integralmente os salários dos militares por décadas depois que eles deixam o quartel, por causa dos “serviços que prestam ao país”.
    É isso que Jungmann não diz claramente quando afirma que há um “equívoco” na contabilidade do deficit das Forças Armadas, porque as despesas com militares ativos e inativos são um “encargo da União”, custeado pelo orçamento do Ministério da Defesa.
    REFORMA DA PREVIDÊNCIA
    As mudanças propostas na aposentadoria

    A lógica dos militares é que eles não se aposentam, mas entram para a “inatividade”. Hoje, um militar passa para a “reserva” após 30 anos de serviço. Em teoria, fica à disposição para ser convocado em caso de guerra, o que felizmente não acontece no Brasil há muito tempo. Após completar 65 anos, é definitivamente “reformado”.
    Na prática, isso quer dizer que um militar que inicia a carreira aos 18 anos chega à reserva aos 48 anos —uma idade com plena capacidade de trabalho. Se viver até os 75 anos (média da expectativa de vida do brasileiro), os contribuintes pagarão sua remuneração integral durante 27 anos de “inatividade” —praticamente o mesmo tempo que o profissional esteve na ativa.
    O ministro acredita que esse sistema é justo e, por isso, defende que os R$ 18,59 bilhões gastos com militares inativos não devem ser incluídos no deficit previdenciário. Ele diz que o rombo é de “apenas” R$ 13,85 bilhões, valor das pensões deixadas para viúvas e dependentes.
    Se somarmos os dois números, chegaremos aos quase R$ 35 bilhões estimados pelo Ministério da Fazenda para o deficit previdenciário das Forças Armadas. Os militares são hoje responsáveis por metade do rombo de cerca de R$ 70 bilhões da Previdência dos servidores públicos. Se cortarem metade do efetivo das Forças Armadas e Diversos Cursos Inúteis, como: CPOR’S, NPOR’S, EFORM’S, EPCAR, EXPCEX, COLÉGIO NAVAL, CURSOS DE APERFEIÇOAMENTOS, CURSOS DE CABOS, SARGENTOS TEMPORÁRIOS, TEMPORÁRIOS DE HOSPITAIS, DENTRE OUTROS, TEMPORÁRIOS EM COMISSÃO, BILHÕES GASTOS NA CONSTRUÇÃO DE SUBMARINOS NUCLEARES, AERONAVES, ETC… SEJAM:
    REPATRIADOS BILHÕES DOADOS PELA EX- PRESIDENTA DILMA ROSSEF A PAÍSES COMUNISTAS, aí dá para ajustarem às Contas da Previdência.
    É verdade que os militares recebem tratamento diferenciado em vários países do mundo por causa das especificidades da carreira, como a proibição de fazer greve, participar de sindicatos ou concorrer a cargo eletivo. Mas nem de longe os privilégios são parecidos com os que ocorrem no Brasil.
    Um dos méritos da reforma proposta pelo governo Temer é não só aliviar a situação fiscal do país, mas também reduzir a vergonhosa desigualdade do sistema previdenciário.
    Se não for desfigurada pelo Congresso, a reforma vai levar todos os brasileiros a se aposentarem após 65 anos, depois
    de contribuir por quase 50 anos. Nesse novo contexto, os privilégios das Forças Armadas são inaceitáveis.
    Ao sugerir nos bastidores que a reforma da Previdência pode provocar a insatisfação da tropa em um momento delicado para o país, os militares se aproveitam da fragilidade política do governo Temer e do trauma provocado pela ditadura militar para manter seus privilégios.
    Policiais ameaçam entrar em greve contra reforma da Previdência
    Policiais civis e Militares, Forças Auxiliares do Exército, exigem os benefícios oferecidos aos integrantes das Forças Armadas e Patentes de Generais e Marechais.
    http://m.cbn.globoradio.globo.com/editorias/economia/2016/12/10/POLICIAIS-AMEACAM-ENTRAR-EM-GREVE-CONTRA-REFORMA-DA-PREVIDENCIA.htm
    Jurisprudência do STF
    POLICIAIS CIVIS também são PROIBIDOS DE FAZER GREVE
    “…o Plenário da corte também decidiu que POLICIAIS se EQUIPARAM AOS MILITARES e, portanto, são proibidos de fazer greve, “em razão de constituírem expressão da soberania nacional, revelando-se braços armados da nação, garantidores da segurança dos cidadãos, da paz e da tranquilidade públicas”, explicou o ministro Gilmar Mendes”
    http://www.conjur.com.br/2014-abr-07/policiais-civis-sao-proibidos-greve-pois-equiparam-militares
    e têem mesmos direitos, deveres e obrigações.
    Então o mesmo raciocínio deveria servir para os direitos de aposentadoria.
    É UMA COISA ÓBVIA E LÓGICA, MAS TEMOS QUE LUTAR PELO DIREITO ÓBVIO.
    Vice – presidente da Federação Nacional dos Policias Federais diz que se governo não recuar da reforma sem “isonomia” entre as forças de segurança, greve será deflagrada em 2017
    803716831_148857_5525719714093045762A reforma da Previdência anunciada pela equipe de Michel Temer na terça (6), com exclusão de propostas que pudessem atingir carreiras militares, gerou uma crise entre as forças de segurança e alimenta mais uma ameaça à sobrevivência do governo.
    Representantes de aproximadamente 90 entidades de policiais não militares aguardam há mais de duas horas numa sala do Ministério da Justiça, na tarde desta quarta (7), para cobrar apoio do ministro Alexandre de Morais para fazer modificações na reforma.
    Segundo Flávio Werneck, vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, a principal reclamação é que o governo fez o projeto da reforma da Previdência sem tratar as policias com “isonomia”. As entidades se queixam do fato de as forças militares terem sido excluídas do projeto, enquanto os policias não militares ficaram sujeitos, na visão de Werneck, a critérios injustos para acesso à aposentadoria.
    O governo MICHEL TEMER decidiu deixar a categoria de militares e políticos de fora da reforma da previdência. No primeiro caso, a justificativa é a necessidade de aprofundar estudos técnicos sobre a “peculiaridade” das profissões da carreira militar.
    Mas, segundo Werneck, não há porque fazer esse tipo de distinção entre as forças de segurança. Na visão dele, aliás, tampouco é conveniente inserir os policiais não militares numa reforma que prevê 65 anos como idade mínima para acesso à aposentadoria. Isso porque a “tábua de morte”, ou seja, a idade média de vida de um policial na ativa é inferior a 65 anos.
    Para o federal, o ideal é “colocar a reforma num sentido adequado” e abrir espaço para que os oficiais não militares sejam ouvidos em sua busca por tratamento igualitário.
    img_9727 Ao GGN, Werneck disse também que essa não é a primeira vez que as instituições de classe buscam o Ministério da Justiça para pedir esclarecimentos sobre o por quê de não haver tratamento igual entre os militares e as forças não militares, como as policias Civil e Federal.
    Segundo ele, dessa vez foi necessário contratar a Fundação Getúlio Vargas para levantar dados técnicos e fazer plantão no Ministério da Justiça para que o titular da Pasta ouça os anseios de diversas categorias que, no momento, se sentem desprestigiadas.
    Werneck afirmou que se Moraes não receber ou não acolher os pedidos das entidades hoje, um debate deverá ser tentado na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, que deve discutir a reforma da previdência a partir de janeiro – nas contas do senador Lindbergh Farias (PT), que torce para que a proposta seja barrada por representar danos aos trabalhadores.
    Se a CCJ não der espaço aos policiais não militares e o governo não recuar da reforma atual, Werneck apontou que o “enfrentamento” se dará por meio de greve geral a ser deflagrada em 2017.
    Estão negociando com o governo errado, em 2017 pelo que parece, já não estarão ocupando mais o palácio do planalto.
    Agora querem paralisar… Motivado pelos Deltas que só olham para seus umbigos… quando é para melhor a base da piramide, fodem com o restopol e colocam no papel. Quando a previdencia, cago e ando… a medio prazo unifica tudo e todos seremos militares mesmo. É o fim da PC… já estamos fazendo trampo da PM mesmo (buscando flagrante na rua, “produção”)… è o fim ter que levar pra DP 3 pinos e 2 reais só pra fazer número pra delta. Pura patifaria.
    PAPA CHARLIIIIIES FAZEM GREVE O ANO TODO NADA VAI MUDAR JÁ A FORÇA AUXILIAR DO EXÉRCITO TEM A RESOLUÇÃO Nº 57 QUE QUEBROU UMA FLORESTA INTEIRA, EM BREVE O CIRCO COMPLETO TAMBÉM EXÉRCITO NÃO SERVEM PRA NADA, SÓ DESPESA PRO ESTADO E PARA O CONTRIBUINTE.
    O que mais quero ver é o tal ciclo completo! Quero ver PM fazer toda a papelada do flagrante! Vai ser lindo quando esse dia chegar! Sem sobreaviso, sem PM ligando pra passar ocorrência! Vem logo ciclo completo!
    A reforma previdenciária existe, porém penso que o tema de fato só será tratado de verdade quando tivermos um presidente eleito. O que se vê com clareza de sol de meio dia, em tempo sem nuvens, é que o proponente da reforma , o mui digno presidente MICHEL TEMER, não terá tempo para implementar nada, o mesmo esta de saída, com o teor da denúncias contra ele inexiste possibilidade até dele pedir a reforma do penteado da mulher dele. Nos Estados não é diferente o Governador de SÃO PAULO esta sob fogo de denúncias graves, sua voz para reclamar de deficit disto ou daquilo se tornou fraca. Assim não ha espaço qualquer para se falar em reforma.
    PC não tem moral, devemos entrar no comboio da PF, visto que virou “queridinha” do povão.
    Aliás, a PF é a nossa salvação, pois se dependermos de delegado da civil, estamos fu..
    Pura ilusão acreditar que a Polícia Federal tenha poder e vá fazer isso ou aquilo à sua maneira.
    NUNCA FEZ !
    Só saiu da sua inércia secular, sob o comando dos “esquerdopatas”, os “comunistas”, adoradores de Fidel e Hugo Chaves, que mesmo sabedores que seriam investigados, jamais interviram para a auto preservação.
    Agora, quando os TUCANALHAS assumirem a bronca ( El Carécon já se encontra instalado no Ministério da Justiça ), vocês vão ver o tal Poder Independente da Federal, onde irá parar.
    Nós PCs paulistas, sabemos mais do que ninguém, os métodos utilizados por esses larápios com carinha de SANTO, de minar aos poucos, ir desmantelando gradativamente, as instituições que querem trabalhar de acordo com a lei, principalmente quando as leis possam alcançar algum tucanalha recebedor de propina.
    Esses trastes já cooptaram uma parcela significativa e influente da mídia, vão chegar em Brasília e aparelhar o STF, como fizeram com a Magistratura aqui no Tucanistão e daí em diante, só quem estiver ao lado deles e colaborar com seus propósitos, é que será devidamente valorizado.

Os comentários estão desativados.